Boas Práticas para Serviços de Alimentação

Apresentação

Capacitar os participantes pelas atividades de manipulação dos alimentos de serviços de alimentação em princípios de Microbiologia de Alimentos, Boas Práticas e POP’s, com base nas exigências RDC 216/2004- ANVISA e na Portaria 78/2009-SES/RS.


 

Matrículas encerradas
Avise-me sobre próximas turmas.

Participantes

Responsáveis e Manipuladores de Alimentos e demais profissionais de Serviços de Alimentação e estudantes de Nutrição.

Carga horária

16 horas

 

 

Programação

Neste curso serão apresentados dados epidemiológicos mundiais, do Brasil e no RS, conceitos e noções de microbiologia dos alimentos e principais microrganismos envolvidos com as DTA.

As legislações serão apresentadas para orientação dos participantes e os requisitos de Boas Práticas a serem praticados nos Serviços de Alimentação como: necessidades da edificação, instalações, equipamentos móveis e utensílios; higienização de instalações, equipamentos, móveis e utensílios; controle integrado de pragas; cuidados com abastecimento e desinfecção do reservatório de água; controle da saúde e higiene dos manipuladores; cuidados com as matérias-primas, ingredientes e embalagens e com a preparação dos alimentos; controle no armazenamento e transporte do alimento preparado e exposição ao consumo do alimento preparado.

Orientações sobre o conteúdo e elaboração do Manual de Boas Práticas, Procedimentos Operacionais Padronizados e registros previstos pela legislação. Orientações sobre o senso crítico e atitude necessária aos responsáveis pelos Serviços de Alimentação para a implementação das Boas Práticas.


 

 

Local de realização

UNISC – Santa Cruz do Sul

 

 


 

Ficou com alguma dúvida?

Entre em contato presencialmente com a Central de Atendimento - Bloco 5, sala 513 (horário de atendimento: 8h às 21h30), pelo telefone da Secretaria Geral Acadêmica (51) 3717-7439/3717-7455, ou pelo e-mail extensao@unisc.br.

Na ocorrência de impossibilidades eventuais, a UNISC reserva-se o direito de alterar o cronograma das aulas previamente informado ou cancelar o curso se o número mínimo de inscritos previsto em projeto não for atingido. 

MENU PRINCIPAL