Mestrado e Doutorado em Desenvolvimento Regional
 

Dissertações


MESTRANDO: Deivid Ilecki Forgiarini

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: A Universidade como Catalisadora de Desenvolvimento Regional: Formação de Capital Social pela Universidade Federal do Pampa, na Fronteira Santana do Livramento/BR e Rivera/UY

TRABALHO COMPLETO

ORIENTADORA: Profa. Dra. Christine da Silva Schröeder

BANCA: Profa. Christine da Silva Schröeder; Prof. Olgário Paulo Vogt (PPGDR/UNISC); Prof. Luis Roque Klering (UFRGS) e Prof. Antonio Paulo Cargnin (SEPLA/RS)

DATA DA DEFESA: 19 de fevereiro de 2014

RESUMO: A pesquisa analisou o período dos primeiros seis anos do Campus Santana do Livramento da Universidade Federal do Pampa, no âmbito de alcance do seu objetivo, que é o mesmo desde o seu processo social de criação, reforçado pela Lei 11640/08: o Desenvolvimento Regional. Para avaliar possíveis meios para o desenvolvimento de uma região fronteiriça, como Santana do Livramento – BR e Rivera – UY, foi necessário um longo resgate histórico que, relacionado com os atuais dados sociais, possibilitou identificar que esta sociedade é estratificada, carente em Capital Social. Uma sociedade estratificada possui dificuldades de desenvolver trabalhos coletivos que possibilite o desenvolvimento mútuo dos envolvidos. O Capital Social acaba sendo um dos meios para o desenvolvimento regional, objetivo da instituição estudada. Assim, foi definido um marco teórico para o Capital Social, que privilegia o trabalho coletivo. Tendo como cenário o Campus de Santana do Livramento da UNIPAMPA e a sociedade fronteiriça, através da fenomenologia foram buscadas as percepções de atores sociais relevantes, tanto da universidade, quanto da sociedade no processo de instalação da mesma. Por fim, as percepções indicam a UNIPAMPA como instituição-chave para o desenvolvimento regional, contudo, eximindo-se do seu papel de protagonista do processo.

PALAVRAS-CHAVE: UNIPAMPA, Capital Social, Desenvolvimento Regional, Fronteira.

 

---

 

MESTRANDA: Eliza Bergamaschi

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: Urbanização, Reestruturação Urbana e Mudanças na Organização Espacial da Cidade de Lajeado na Região do Vale do Taquari - RS

TRABALHO COMPLETO

ORIENTADOR: Prof. Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira

BANCA: Prof. Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira (Orientador); Profa. Dra. Niara Clara Palma (PPGDR/UNISC) e Profa. Dra. Heleniza Ávila Campos (PROPPUR/UFRGS)

DATA DA DEFESA: 25 de fevereiro de 2014   

RESUMO: A reestruturação urbana se relaciona com as mudanças da economia global em tempos de constantes inovações produtivas e tecnológicas. Tais mudanças têm promovido alterações nos modos de produção e na dinâmica de acumulação de capital e ocasionado reflexos na dinâmica de urbanização das cidades, nas mais diferentes escalas. Esta relação entre economia e a cidade juntamente com seus resultados é a base de estruturação deste trabalho que busca analisar as consequências desta interação no município de Lajeado com a região do Vale do Taquari no Rio Grande do Sul. Este município se configura como polo regional e exerce influência sobre os demais municípios regionais assim como experimenta os reflexos da dinâmica econômica regional. Tais relações têm influenciado em mudanças na configuração espacial e na forma estrutural da malha urbana de Lajeado, resultado da dinâmica recente do mercado imobiliário e das ações e relações entre os demais agentes formadores do espaço urbano. Buscando analisar os processos recentes de urbanização e de reestruturação urbana na cidade de Lajeado e sua relação com a dinâmica de desenvolvimento regional no Vale do Taquari, estruturamos este trabalho em três partes. Incialmente  apresentamos um sistema de conceitos de suma importância para o entendimento deste estudo seguido por uma apresentação de dados sociais, econômicos e demográficos que demonstram as relações entre o município e a região da qual a cidade de Lajeado se apresenta como polo. Como última parte analisamos a tipologia dos novos produtos imobiliários, os condomínios residenciais que se tornaram as principais formas construídas de uso residencial presentes na reestruturação urbana de Lajeado, os agentes promotores destas mudanças, suas estratégias e formas de atuação.

PALAVRAS-CHAVE: Condomínios Residenciais. Reestruturação Urbana. Lajeado. Vale do Taquari.

 

---

 

MESTRANDO: Antonio Carlos Gomes

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: A OPERACIONALIZAÇÃO DO MERCADO INSTITUCIONAL DE ALIMENTOS NO CONTEXTO DO VALE DO RIO PARDO: O CASO DA COOPERATIVA LEOBOQUEIRENSE DE AGRICULTORES FAMILIARES

TRABALHO COMPLETO

ORIENTADORA: Profa. Dra. Cidonea Machado Deponti

BANCA: Profa. Dra. Cidonea Machado Deponti (Orientadora), Profa. Dra. Virginia Elisabeta Etges (PPGDR/UNISC) e Prof. Dr. Marcelo Antonio Conterato (UFRGS)

DATA DA DEFESA: 08 de maio de 2014

RESUMO: O presente estudo tem como objetivo analisar a operacionalização do mercado institucional de alimentos no contexto do Vale do Rio Pardo, através de um estudo de caso da Cooperativa Leoboqueirense de Agricultores Familiares – COOPERLAF. O ponto de partida é existência consolidada e predominante da cadeia produtiva do tabaco nesta região, o que implica considerar o mercado institucional de alimentos (através do PAA e do PNAE) enquanto uma possibilidade concreta de diversificação da produção da agricultura familiar. Constata-se que a inserção dos agricultores familiares no mercado institucional de alimentos através da COOPERLAF tem proporcionado um processo de recampesinização, na medida em que se verifica nos entrevistados um aumento na produção de alimentos para autoconsumo, uma maior diversificação produtiva, a construção social de mercados através da venda direta e, consequentemente, maior autonomia em relação à produção de tabaco. Assim sendo, acredita-se que o processo de recampesinização decorrente do acesso dos agricultores ao mercado institucional de alimentos, representa a oportunidade de se promover um desenvolvimento regional de caráter endógeno e, portanto, sustentável no Vale do Rio Pardo, a partir da valorização da agricultura familiar enquanto produtora de alimentos saudáveis.

PALAVRAS-CHAVE: Agricultura Familiar, Mercado Institucional de Alimentos, Segurança Alimentar e Nutricional, Vale do Rio Pardo.

 

---

 

MESTRANDO: Alexandre Costa Ramos

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: FATORES DE ATRAÇÃO MIGRATÓRIA NO LITORAL NORTE DO RIO GRANDE DO SUL E O DESENVOLVIMENTO REGIONAL: UM ESTUDO A PARTIR DOS MUNICÍPIOS DE CAPÃO DA CANOA E DE OSÓRIO

TRABALHO COMPLETO

ORIENTADOR: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend

BANCA: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (Orientador); Prof. Dr. Marco André Cadoná (Coorientador); Profa. Dra. Cidonea Machado Deponti (PPGDR/UNISC) e Prof. Dr. Leonardo Xavier da Silva (UFRGS).

DATA DA DEFESA: 03 de abril de 2014

RESUMO: Esta pesquisa foi desenvolvida com base na constatação do crescimento populacional expressivo no Litoral Norte do Rio Grande do Sul, destacando-se com o maior percentual dentre todas as regiões do estado nos últimos três Censos Demográficos (1991, 2000 e 2010). Entretanto, apresentou indicadores socioeconômicos discretos e, diante desta realidade, coube indagar por que este crescimento está ocorrendo. Com o propósito de compreender a motivação para tal fenômeno, identificaram-se os fatores de atração deste fluxo migratório. O presente trabalho se justifica pela importância da região no cenário gaúcho diante dos investimentos que vem recebendo com esta perspectiva espacial. Para fins de comparação, foi realizado um recorte, levando-se em conta o mais populoso município dentre os que estão situados à beira mar (praianos) e o mais populoso entre aqueles localizados encosta da serra (não praianos). A partir deste critério, caracterizam-se se os municípios de Capão da Canoa e de Osório, ambos com grande influência na região e considerados “polos regionais”. Os dados secundários foram obtidos junto ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística - IBGE e à Fundação de Economia e Estatística do RS-FEE, bem como às prefeituras e a outros órgãos de controle e fiscalização. Foram realizadas entrevistas com lideranças do setor público e do setor privado e aplicado um questionário junto às populações urbanas dos municípios de Osório e de Capão da Canoa. Foi possível constatar que este movimento se destacou nos municípios à beira mar, ocorrendo com menor intensidade nos demais. Nos municípios balneários, as taxas de crescimento continuam aumentando em diferentes estratos populacionais. Enquanto que os idosos buscam qualidade de vida e as gerações mais jovens almejam as oportunidades que despontaram. Verificaram-se iniciativas de atração, considerando as diferentes características de cada município e o respectivo perfil de habitante que buscam captar. Constatou-se a expansão do comércio e, no caso de Osório, especificamente, a importância do Parque Eólico desde sua implantação, na primeira década do novo milênio. Já em Capão da Canoa, além do turismo sazonal, destaca-se a construção civil, alavancada pela oferta de novos produtos imobiliários como os condomínios horizontais abundantes na região costeira. Consequentemente, houve um incremento na arrecadação de ambos os municípios, possibilitando investimentos nas cidades.

PALAVRAS-CHAVE: dinâmica populacional, migração, Litoral Norte, desenvolvimento regional.

 

---

 

MESTRANDA: Luana Köhler Louzado

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: ANÁLISE DA AGENDA DE SAÚDE DO GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL DE 2007-2012: PACTO PELA SAÚDE E O PROCESSO DE REGIONALIZAÇÃO

TRABALHO COMPLETO

ORIENTADOR: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira

BANCA: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira (Orientador); Profa. Dra. Silvia Virginia Coutinho Areosa (Coorientadora); Profa. Dra. Rosane Bernadete Brochier Kist (PPGDR/UNISC); Profa. Dra. Leni Dias Weigelt (UNISC) e Profa. Dra. Adriana Roso (UFSM)

DATA DA DEFESA: 26 de junho de 2014

RESUMO: Este é um estudo sobre o processo de formulação da agenda do Pacto pela Saúde no Estado do Rio Grande do Sul, durante os governos Yeda Crusius e Tarso Genro, com o foco na regionalização, abordando como a esfera estadual desempenhou seu papel institucional no Sistema Único de Saúde. A finalidade da pesquisa é analisar a agenda em saúde do Estado do Rio Grande do Sul no período 2007-2012 com foco nos pressupostos do Pacto pela Saúde, que definem a estratégia de regionalização do SUS. Para tanto, empregou-se os modelos teóricos de formação da agenda (agenda-setting) que destacam a dinâmica dos atores e suas influências na formulação da agenda governamental, além dos dados provenientes tanto dos materiais e publicações do Governo Estadual e Federal, quanto de informativos relacionados ao tema. A investigação foi centrada em um estudo de caso, analisando a 13ª Coordenadoria Regional de Saúde - CRS, através dos Municípios de Santa Cruz do Sul e Venâncio Aires, frente as ações da Secretaria Estadual de Saúde sobre a política, por meio de uma pesquisa qualitativa. Os sujeitos da pesquisa foram gestores, técnicos, coordenadores, que atuaram no processo de implementação do Pacto pela Saúde. Realizou-se investigação documental, bibliográfica, observação sistemática e entrevista com os atores. Para a análise dos dados, optou-se por trabalhar com o método dialético através de Minayo (2007). Para contextualizar as especificidades do tema, foram pesquisados os conceitos de Políticas Públicas, a teoria de Múltiplos Fluxos de Kingdon (1995), além de uma retrospectiva sobre as Conferências Nacionais de Saúde e as Políticas Públicas do Brasil contemporâneo (NOB, NOAS, Pacto pela Saúde). A implementação do Pacto pela Saúde no Rio Grande do Sul foi um processo lento e conturbado, sofrendo pressões internas e externas. A adesão ao Pacto no RS ocorreu em 2007, entretanto, os Municípios só iniciaram o processo de pactuação no início de 2010 (aprovação pela CIT). Em praticamente todo o período de gestão da Governadora Yeda Crusius o Estado teve zero por cento (0%) de adesão Municipal. Com a mudança de gestão, houve continuidade no processo, mas sem alterações significativas. Em 2012 o Rio Grande do Sul estava em 3º lugar entre os Estados que menos pactuaram, com 69,15% de não adesão Municipal ao Pacto pela Saúde, resultado de problemas de diversas ordens (política, organizacional, técnica). Atores externos, com representatividade e força política organizada, influenciaram para a não-adesão, impedindo que questões importantes tivessem impacto sobre as mudanças na agenda. O aumento da responsabilidade dos Municípios sobre o planejamento e as ações da saúde repercutem de forma positiva e negativa para os atores. A regionalização da saúde, como estratégia para o desenvolvimento regional não foi discutida no momento de adesão e planejamento do Termo de Compromisso de Gestão. Por fim, as dificuldades do Estado em traçar um planejamento que produza impacto no enfrentamento de problemas com a articulação das esferas de gestão e com seus entes descentralizados (CRS) agravaram o cenário que dificultou a implementação da política. Por duas gestões, o Pacto pela Saúde não foi tratado como prioridade no Estado, fazendo com que a política não se tornasse uma Agenda Decisional para os governantes.

PALAVRAS-CHAVE: Políticas Públicas, Agenda-Setting, Pacto pela Saúde.

 

---

 

MESTRANDA:  Cinara Neumann Alves

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: CULTURA ÁRABE E DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO EM REGIÕES FRONTEIRIÇAS DO SUL DO BRASIL: A PRESENÇA ÁRABE NO COMÉRCIO DE SANTANA DO LIVRAMENTO (BRASIL)/RIVERA (URUGUAI)

TRABALHO COMPLETO

ORIENTADOR: Prof. Dr. Marco André Cadoná

BANCA: Prof. Dr. Marco André Cadoná; Profa. Dra. Cláudia Tirelli (PPGDR/UNISC) e Profa. Dra. Christine da Silva Schröeder (PPGA/PUCRS)

DATA DA DEFESA: 01 de julho de 2014

RESUMO: A presente dissertação é resultado de uma pesquisa que analisou a influência da cultura no comportamento econômico de imigrantes e de descendentes de imigrantes árabes que atuam como comerciantes na fronteira entre Santana do Livramento (Brasil) e Rivera (Uruguai). No Sul do Brasil e, em especial, nas fronteiras com outros países do Cone Sul, o histórico de presença árabe está diretamente vinculado com as possibilidades de comércio; nessa direção, a presença de árabes no comércio da fronteira entre Santana do Livramento e Rivera se faz notar tanto no comércio local quanto no comércio internacional que caracteriza aquela fronteira (free shops). Na análise realizada, a cultura é entendida como constituinte do ser humano em sociedade; cultura é o um todo complexo que inclui conhecimentos, crenças, arte, moral, leis, costumes ou qualquer outra capacidade ou hábitos adquiridos pelo homem como membro de uma sociedade. Analisar a relação entre cultura e desenvolvimento econômico, nesse sentido, implicou em pensar como esses valores, essas crenças, esses costumes, esses hábitos, que uma vez interiorizados no comportamento de agentes sociais, servem de orientação para a conduta dos mesmos, seja em suas relações sociais, seja em suas relações políticas e/ou econômicas. Tratou-se, portanto, de analisar como a cultura árabe, uma vez interiorizada no comportamento dos imigrantes e dos descendentes de imigrantes árabes, orienta suas ações econômicas enquanto atuam no comércio de Santana do Livramento/Rivera. Para essa análise, a pesquisa adotou uma perspectiva teóricometodológica vinculada, fundamentalmente, à perspectiva weberiana de análise da relação entre cultura e desenvolvimento. Max Weber, além da original análise da relação significativa que se estabeleceu entre uma ética protestante e a emergência de um “espírito do capitalismo” no Ocidente, ofereceu um arcabouço teórico-metodológico centrado no sentido das ações sociais ou nos modos através dos quais os atores sociais orientam subjetivamente suas ações, mas, também, num instrumento heurístico de análise das ações sociais: o tipo ideal. Através do tipo ideal, o pesquisador elege características de um fenômeno a partir de inúmeras qualidades presentes na realidade, definindo um modelo de ação, com o qual a realidade empírica é investigada, permitindo que se promovam aproximações e/ou distanciamentos da situação concreta pesquisada em relação ao tipo ideal construído. Com base nestes pressupostos metodológicos, na pesquisa realizada uma construção ideal da ação econômica do empresário capitalista serviu de base para a análise das singularidades do comportamento econômico de imigrantes e descendentes de imigrantes árabes que atuam como comerciantes em Santana do Livramento/Rivera. Foi possível, através do caminho metodológico adotado, destacar algumas características singulares e fundamentais do comportamento do comerciante árabe naquela região, entre as quais: a centralidade das relações familiares; o desejo de “fazer dar certo” e tornar o local de atuação “sua terra também”; a importância de valores tradicionais na conduta econômica; o interesse em aproveitar as oportunidades existentes nos locais; a perspectiva de uma atuação econômica definida a partir da “lógica da formiguinha”; a prioridade aos baixos preços; a simplicidade como modo de conduta econômica. São características singulares do comportamento dos comerciantes árabes de Santana do Livramento/Rivera que se apresentam não de forma estática, mas dinamicamente, instigando a análise, inclusive, sobre as mudanças geracionais que ocorrem no seu comportamento econômico.

PALAVRAS-CHAVE: Cultura Árabe, desenvolvimento, fronteira, comércio.

 

---

 

MESTRANDO: Elisio Rodrigues de Freitas

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: A REAÇÃO DO REGIONAL DIANTE DO GLOBAL: ANÁLISE DAS CAMPANHAS PUBLICITÁRIAS DO SUPERMERCADO MILLER E DO HIPERMERCADO BIG NA REGIÃO DE SANTA CRUZ DO SUL - RS

TRABALHO COMPLETO (em breve)

ORIENTADORA: Profª. Drª. Ângela Cristina Trevisan Felippi

BANCA: Profª. Drª. Ângela Cristina Trevisan Felippi (Orientadora), Prof. Dr. Silvio Arend (PPGDR/UNISC) e Profª. Drª. Lírian Sifuentes (PUCRS)   

DATA DA DEFESA: 26 de agosto de 2014

RESUMO: A reação de empresas regionais à instalação de empresas transnacionais em determinadas regiões do planeta tem demonstrado a formação de arenas de conflito entre o local e o que procede de fora. Tomando como base desse processo a globalização, a expansão do capitalismo, o deslocamento espacial das organizações, observa-se a reação de empresas regionais que possuem o seu capital oriundo do local e buscam se articular para continuarem sendo competitivas no mercado globalizado. Aliado ao intenso processo econômico, observa-se, também, que os processos culturais, a partir da mundialização da cultura, do hibridismo cultural, dos produtos derivados das indústrias culturais e de uma sociedade voltada para o consumo, acentuaram a tensão já existente entre o regional e o global. Isso pode ser percebido a partir de empresas regionais e transnacionais instaladas no Rio Grande do Sul, em estudo neste trabalho. O presente estudo, assim, se propôs a entender como ocorre a reação do regional, a partir do Supermercado Miller, perante a instalação do Hipermercado Big em Santa Cruz do Sul, região do Vale do Rio Pardo – RS, tendo como foco analítico as campanhas publicitárias de ambos os estabelecimentos. Realizou-se, assim, num primeiro momento, um mapeamento e análise acerca da disposição desses dois empreendimentos no município e, posteriormente, uma análise centrada nas mídias utilizadas e nos elementos que compuseram a campanha publicitária de ambos. Para compreender o atual cenário no qual estas empresas atuam, a pesquisa utilizou como autores base David Harvey, Milton Santos, Anthony Giddens, Renato Ortiz, Armand Mattelart, Néstor Garcia Canclini e Stuart Hall. Como estratégia de análise, esse estudo procurou analisar as referidas campanhas publicitárias tendo como categorias analíticas os elementos que compõem uma campanha, com base nos estudos de Toaldo e Machado (2013). Com isso, o estudo verificou que o Hipermercado Big se utilizou de mídias que se dirigem às massas, apresentando em sua campanha elementos da cultura global sem levar em consideração aspectos regionais ou culturais do território em questão. Já o Supermercado Miller se utilizou de mídias que se direcionam a região na qual atua, carregando elementos em sua campanha que procuram criar vinculo com o seu território de atuação, valendo-se para isso de aspectos da identidade germânica, apelo à qualidade de seus produtos e ao atendimento diferenciado. Desse modo, observou-se que o Supermercado Miller, oposto do Hipermercado Big, procurou estabelecer vínculo de pertencimento entre o supermercado e seu público.

PALAVRAS-CHAVE: globalização; mundialização da cultura; publicidade; regional; global.

 

---

 

 

MESTRANDO: Dirceu Ferreira

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: ESTRATÉGIAS COMPETITIVAS ADOTADAS EM INDÚSTRIAS DE CONFECÇÃO: UM ESTUDO REALIZADO NO MUNICÍPIO DE SARANDI, RS

TRABALHO COMPLETO

ORIENTADOR (A): Profª Drª Christine da Silva Schröeder

BANCA: Profa. Dra. Christine da Silva Schröeder (Orientadora); Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (PPGDR/UNISC) e Prof. Dr. Luis Roque Klering (UFRGS).

DATA DA DEFESA: 08 de janeiro de 2013

RESUMO: O objetivo principal desta dissertação residiu na avaliação das estratégias competitivas adotadas em indústrias de confecção de micro e pequeno porte, no município de Sarandi, RS. Para tanto foi construído o perfil da indústria de confecção e dos empresários do município pesquisado; obteve-se uma visão geral do mercado da região; conheceu-se o grau de participação em termos de governança das indústrias de confecção e identificaram-se as estratégias empresariais mais usadas nas indústrias de confecção. O subsídio de investigação da primeira fase consistiu num conjunto de fontes teóricas diversificadas, que sustentaram a abordagem de estratégias competitivas, Arranjos Produtivos Locais e desenvolvimento regional. O segundo momento do trabalho foi realizado através da aplicação de questionário para coleta de dados das empresas estudadas, composto de perguntas fechadas e abertas. Os resultados foram analisados em relação aos subsídios teóricos e práticos da pesquisa e, assim, pode-se concluir que os empresários representantes da amostra demonstraram ter dificuldades em adotar novas estratégias para suas empresas, bem como não valorizam suficientemente o APL ao qual pertencem e com isso perdem espaço no mercado em termos de competitividade, mantendo suas empresas há anos num mesmo patamar de desenvolvimento e mercado consumidor.

PALAVRAS-CHAVE: Arranjo Produtivo Local. Desenvolvimento Regional. Estratégia Competitiva. Indústria de Confecção Têxtil.

---

MESTRANDO: Juliano Pereira Borges

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: POLÍTICAS PÚBLICAS PARA A TERCEIRA  IDADE EXPERIÊNCIA DO MUNICÍPIO DE SOLEDADE - RS

TRABALHO COMPLETO

ORIENTADOR (A): Profª Drª Heleniza Ávila Campos

BANCA: Drª Heleniza Avila Campos (Orientadora); Drª Virginia Elisabeta Etges (UNISC) e Dr. José Luiz de Moura Filho (UFSM).

DATA DA DEFESA: 15 de fevereiro de 2013

RESUMO: O envelhecimento populacional é fato irrefutável que ocorre em nível universal, cabendo à sociedade criar as políticas públicas que garantam qualidade de vida a esta parcela da população. Nesta pesquisa analisou-se o contexto das políticas de saúde no município de Soledade/RS, visando verificar a existência de tratamentos diferenciados para a população acima de 60 anos. Neste sentido, verificou-se as principais estratégias do município, no atendimento ao idoso, elencando os principais serviços de saúde e de lazer disponíveis. A inserção social do idoso, a integração social através dos grupos de terceira idade que promovem atividades diversas visando integrar, mobilizar, esclarecer e elevar a qualidade de vida desta parcela da população, constitui também face deste trabalho que apresenta dados coletados em trabalho de campo por meio de pesquisa e entrevistas com os idosos dos três principais grupos de terceira idade de Soledade/RS. Constatou-se problemas referentes aos serviços de Saúde Pública e inserção social do idoso, entre outros, como o baixo grau de escolaridade entre os idosos e o elevado índice de analfabetismo detectado pela pesquisa e nas entrevistas realizadas. Pretende-se, dessa forma, subsidiar o poder público na criação de Políticas Públicas e iniciativas como programas adequados que caminhem ao encontro das reais necessidades do idoso, quer esteja no meio rural ou no urbano.

PALAVRAS-CHAVE: idoso; inserção social; políticas públicas; qualidade de vida.
---

MESTRANDO: Victor da Silva Oliveira

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: A INFLUÊNCIA DA PRODUÇÃO AGROPECUÁRIA NA DINÂMICA ECONÔMICA E DEMOGRÁFICA DA REGIÃO DO COREDE CENTRAL DO RIO GRANDE DO SUL – BRASIL

TRABALHO COMPLETO

ORIENTADOR (A): Profª. Drª. Erica Karnopp

BANCA: Drª. Erica Karnopp (Orientadora); Drª. Virginia Elisabeta Etges (UNISC) e Dr. Pedro Selvino Neumann (UFSM).

DATA DA DEFESA: 18 de fevereiro de 2013

RESUMO: A história de formação do Estado do Rio Grande do Sul é marcada por uma dualidade. Num primeiro período (séc. XVIII) estabeleceu-se a grande propriedade, pouco produtiva e que tinha por objetivo a seguridade geopolítica do sul do Brasil. Diferentemente, a partir de meados do século XIX, com os colonos alemães e italianos, foi consolidada a pequena propriedade policultora, que primava pela ocupação de áreas devolutas de uma maneira distinta da realizada até então. Perspectiva histórica e material que forjou o meio rural do Estado e ainda repercute nas formas que se realizam as atividades agropecuárias e resultam em dinâmicas econômicas e demográficas distintas. Dessa forma, a presente pesquisa tem por objetivo analisar de que forma a produção agropecuária, considerando a agricultura familiar e o agronegócio, influenciou na dinâmica econômica e demográfica da região do COREDE Central do Rio Grande do Sul. Para atingir tal objetivo, realizou-se uma revisão bibliográfica acerca de temas estruturantes da pesquisa, como território, região e regionalização. Além disso, buscou-se na história de formação do Rio Grande do Sul, sobretudo nas fases de ocupação europeias, as bases materiais para a condição heterogênea que se encontra no meio agrário do Estado e, por extensão, no COREDE Central. A partir de uma caracterização teórica sobre as principais características e peculiaridades da agricultura familiar e do agronegócio, buscou-se em dados secundários informações que auxiliassem na determinação da prática agrícola predominante nos municípios da região, resultando em três grupos de municípios: agricultura familiar, agronegócio e agricultura familiar menos dinâmica. Essa regionalização foi base para a análise da dinâmica econômica e demográfica dos municípios. Entre os municípios da agricultura familiar, percebe-se uma especialização produtiva em uma gama superior de cultivos e criações em perspectiva aos demais municípios. Entretanto, há uma produção considerável de produtos visando o grande mercado, transparecendo a atual situação da agricultura familiar, a qual possui uma produção de gêneros alimentícios para autoconsumo e mercado local/regional, possibilitando a geração de empregos no setor secundário e terciário, além do cultivo de gêneros para o mercado nacional/internacional, com uma população que se divide entre população urbana e rural. O grupo do agronegócio mostrou-se com forte especialização na produção de soja para o mercado internacional, com uma gama de serviços - com grande contingente de população no meio urbano - que possibilita a polarização frente ao grupo da agricultura familiar menos dinâmica que, por sua vez, transfere sua produção significativa de soja para estes municípios, não havendo uma dinamização de sua economia, tendo sua população predominantemente no meio rural.

PALAVRAS-CHAVE: Agronegócio. Agricultura familiar. Dinâmica econômica. Dinâmica demográfica.
---

MESTRANDO: Franclin Ferreira Wenceslau

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: PROINFA: UMA CONTRIBUIÇÃO PARA A DIVERSIFICAÇÃO DA MATRIZ ENERGÉTICA NO RIO GRANDE DO SUL?

TRABALHO COMPLETO

ORIENTADOR (A): Prof. Dr. Silvio Cezar Arend

BANCA: Dr. Silvio Cezar Arend (Orientador); Drª Cidonea Machado Deponti (UNISC) e Dr. Jefferson Marçal da Rocha (UNIPAMPA).

DATA DA DEFESA: 01 de março de 2013

RESUMO: Discutir a representatividade da energia no desenvolvimento humano é fundamental para entender como as sociedades se organizam social, ambiental e economicamente em função dos limitantes energéticos aos quais estão condicionadas. Entender como se dão essas relações e como elas se interconectam nos dias atuais faz parte da análise deste estudo, que tem por objetivo principal a reflexão sobre a importância das fontes alternativas de energia elétrica em território gaúcho, analisando as contribuições oriundas dessas fontes para a matriz energética no Rio Grande do Sul. Para isso, optou-se pela análise do Programa de Incentivo às Fontes Alternativas de Energia Elétrica – PROINFA, programa lançado em 2002 pelo Governo Federal, que tinha como meta a inserção de 3.300 megawatts de potência instalada em âmbito nacional. As fontes incluídas no Programa foram as Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCH), as Usinas Termelétricas à biomassa, e as Usinas Eolielétricas. Na presente pesquisa, foram avaliados os treze empreendimentos contratados por esse Programa no Rio Grande do Sul, verificando o papel desses projetos na diversificação da matriz energética do estado. Além disso, foram abordadas questões voltadas para a relação existente entre energia e desenvolvimento, bem como para o diagnóstico dos impactos socioambientais oriundos da utilização das fontes renováveis e não renováveis, e suas contribuições para com a atual situação ambiental. Na análise do objeto de estudo, buscou-se apresentar o PROINFA, destacando a conjuntura em que o Programa foi implantado, salientando os condicionantes legais e normativos do ambiente de contratação em que este se inseriu. Por fim, foi feita a caracterização dos empreendimentos contratados no Rio Grande do Sul, visando entender os impactos causados por esses projetos nas regiões onde foram instalados. Assim, conclui-se que o PROINFA serviu como um importante mecanismo de inserção das fontes alternativas de energia elétrica, tendo em vista que estimulou a diversificação da matriz energética tanto gaúcha como nacional, incorporando a perspectiva de uma maior participação das fontes renováveis no contexto global de geração de energia elétrica no Brasil.

PALAVRAS-CHAVE: Energia – Desenvolvimento – Fontes alternativas de energia elétrica – PROINFA
---

MESTRANDA: Mariana Barbosa de Souza

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: URBANIZAÇÃO E SEGREGAÇÃO SOCIOESPACIAL NA REGIÃO DO LITORAL NORTE DO RIO GRANDE DO SUL: UMA ANÁLISE DA EXPANSÃO E DA (I)LEGALIDADE DOS CONDOMÍNIOS HORIZONTAIS RESIDENCIAIS

TRABALHO COMPLETO

ORIENTADOR (A): Prof. Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira

BANCA: Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira (UNISC); Dra. Niara Clara Palma (UNISC); Dr. Rogério Gesta Leal (UNISC) e Dra. Heleniza Ávila Campos (UFRGS).

DATA DA DEFESA: 22 de março de 2013

RESUMO: As relações entre sociedade e natureza ampliaram-se nas últimas décadas, mormente devido ao fenômeno de urbanização. No Litoral Norte do Rio Grande do Sul esse processo gerou uma série de acontecimentos, dentre eles destacam-se a diversificação econômica e a fragilização de um meio ambiente ainda em formação e de grande vulnerabilidade que sofre com os impactos da nova ordem econômica que se instalou na região desde 1990. Nesse sentido, a diretriz investigatória fundamenta-se na hipótese de que a urbanização é uma potencialidade para se alcançar o desenvolvimento, de forma sustentável, do Litoral Norte Gaúcho. O trabalho objetiva analisar o processo de expansão e a (i)legalidade dos condomínios horizontais na dinâmica de urbanização e de desenvolvimento urbano nos municípios de Capão da Canoa e de Xangri-Lá. Na escala regional analisa-se a dinâmica urbana de Capão da Canoa e de Xangri-Lá dividindo-se esta parte da pesquisa em três objetivos principais: a) Analisar o processo de constituição e de expansão dos condomínios horizontais fechados e de sua produção, do seu marco legal em Capão da Canoa e Xangri-Lá, apontando os principais agentes sociais envolvidos e suas estratégias de ação; b) Identificar os principais reflexos dos condomínios horizontais no desenvolvimento urbano dos municípios de Capão da Canoa e de Xangri-Lá; e c) Analisar as políticas públicas de prevenção e de mitigação já existentes e disponíveis em relação aos eventuais impactos ambientais e sociais que podem ser causados pela incidência e expansão dos condomínios horizontais. A metodologia que guiou a pesquisa baseou-se na análise do processo de urbanização e dinâmica do desenvolvimento do mercado imobiliário, sobretudo relacionada aos condomínios horizontais fechados. A pesquisa permite concluir que: a) as ações praticadas pelo Estado, as emancipações, as migrações e o empreendedorismo são os principais responsáveis pelo crescente processo de urbanização da região; b) a diversidade ambiental é um importante fator para a construção identitária da região; e c) os reflexos da construção destes condomínios influenciam diretamente na organização socioespacial das cidades. Por fim, verifica-se que a decisão política para a aplicação ou não de certas medidas depende, principalmente, de mudanças culturais. O engajamento do poder público, da sociedade civil organizada e de suas instituições é fator decisivo para a transformação do Litoral Norte do Estado do Rio Grande do Sul, mormente no que tange ao desenvolvimento sustentável.

PALAVRAS-CHAVE: condomínios residenciais, cidade, dinâmica urbana, legislação urbanística.

---

MESTRANDO: Cristiano Nicolini

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: A CONSTRUÇÃO DA IDENTIDADE TERRITORIAL A PARTIR DAS MANIFESTAÇÕES CULTURAIS NO VALE DO TAQUARI: ETNOGRAFIA DOS GRUPOS DE DANÇAS FOLCLÓRICAS ALEMÃS DE ESTRELA E DO 47º FESTIVAL DO CHUCRUTE

TRABALHO COMPLETO

ORIENTADOR (A): Profª Drª Ângela Cristina Trevisan Felippi

BANCA: Drª Ângela Cristina Trevisan Felippi (Orientadora); Dr. Olgário Paulo Vogt (UNISC) e  Drª Roswithia Weber (FEEVALE).

DATA DA DEFESA: 26 de março de 2013

RESUMO: Esta dissertação apresenta uma reflexão teórica acerca das relações entre cultura e desenvolvimento, situando esta discussão dentro do contexto da globalização. Partindo da perspectiva dos estudos culturais, a análise inicial é direcionada para a compreensão do território e dos atores regionais na dinâmica que existe entre a dimensão global e local/ regional. Neste cenário, surge a discussão sobre a identidade cultural, cuja atuação é indispensável para se pensar a diferenciação dos territórios na sociedade global. A última parte desta dissertação elege dois produtos culturais situados no território denominado Vale do Taquari – RS – Brasil, onde atuam, desde a década de 60, na construção da referida identidade territorial. Estes artefatos se constituem de manifestações culturais inspiradas em representações da germanidade, que tem suas origens associadas à imigração ocorrida nos séculos XIX e XX. Criados e mantidos pela Comunidade Evangélica de Estrela (IECLB), os Grupos de Danças Folclóricas Alemãs de Estrela e o Festival do Chucrute vêm atuando na construção da identidade territorial desta região. Para compreender como se dá esta inserção e atuação, foi realizada uma pesquisa de cunho etnográfico junto a estas duas instituições, cujos resultados foram analisados a partir das referências teóricas dos estudos culturais e das relações entre cultura e desenvolvimento regional.

PALAVRAS-CHAVE: identidade territorial; germanidade; estudos culturais; globalização; Vale do Taquari.

---

MESTRANDA: Clarissa Robaina Leite

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: DINÂMICA IMOBILIÁRIA E ESPACIAL NO AGLOMERADO URBANO NÃO METROPOLITANO DE GRAMADO E CANELA: REFLEXOS DA PRODUÇÃO DE CONDOMÍNIOS URBANÍSTICOS E LOTEAMENTOS FECHADOS

TRABALHO COMPLETO

ORIENTADOR (A): Prof. Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira

BANCA: Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira (Orientador), Dra. Niara Clara Palma (UNISC) e Dra. Heleniza Ávila Campos (UFRGS).

DATA DA DEFESA: 03 de abril de 2013

RESUMO: As cidades Gramado e Canela, localizadas na região da Rota Romântica do Rio Grande do Sul, possuem um diferencial do restante das outras cidades que compõem a rota, o potencial turístico. Explorado desde a suas fundações, o turismo vem transformando o próprio espaço urbano em atração turística. A proximidade com a capital e o clima serrano faz das cidades de Gramado e Canela o perfeito refúgio das agitações do cotidiano de uma cidade grande, tornando muito comum o turismo de segunda residência, apontando para um mercado imobiliário diferenciado voltado para espaços seguros e com certa autonomia para que se possa fazer uso em alguns períodos do ano. Este mercado abrange não somente moradores da região, mas também de outros lugares do estado e do país, gerando cada vez mais novos espaços, alavancando o mercado imobiliário e modificando a organização do espaço urbano. Esta investigação tem como objetivo analisar a produção de condomínios urbanísticos fechados nestas duas cidades e os reflexos desta dinâmica imobiliária no espaço urbano. A análise consiste em a) caracterizar o turismo como agente modificador do território; b) identificar as principais ações do mercado imobiliário e como ele se organiza no território turístico das cidades de Gramado e Canela; c) identificar a produção dos condomínios fechados horizontais e ou loteamentos fechados e os reflexos destes empreendimentos no espaço urbano. Como metodologia de pesquisa utilizou-se a identificação dos agentes territoriais capazes de modificar o espaço, dando ênfase no mercado imobiliário e na produção dos condomínios fechados e loteamentos fechados. A pesquisa permite concluir que diante das análises que as cidades possuem uma dinâmica territorial diferenciada das cidades tradicionais, considerando os agentes que produzem o mercado imobiliário e também os agentes que influenciam estas dinâmicas.

PALAVRAS-CHAVE: cidades turísticas, dinâmica imobiliária urbana, legislação urbanística, loteamentos e condomínios horizontais fechados, Gramado e Canela.

---

MESTRANDO: Verenice Zanchi

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: ROTEIROS DE TURISMO RURAL NA REGIÃO DOS VALES DO RIO PARDO E TAQUARI – RS

TRABALHO COMPLETO

ORIENTADORA: Profa. Dra. Virginia Elisabeta Etges
COORIENTADORA: Profa. Dra. Erica Karnopp

BANCA: Dra. Virginia Elisabeta Etges (Orientadora); Dra. Erica Karnopp (Coorientadora); Dra. Cidonea Machado Deponti (UNISC) e Dra. Carlise Porto Schneider Rudnicki (UFRGS).

DATA DA DEFESA: 29 de abril de 2013

RESUMO: Esta pesquisa analisa a dinamização da atividade turística na Região dos Vales do Rio Pardo e Taquari, no Rio Grande do Sul, a partir da implementação de roteiros de turismo rural. A escolha pelo turismo, como opção de diversificação e geração de renda da propriedade rural, tem se mostrado cada vez mais presente no contexto da agricultura familiar e das políticas públicas que visam o desenvolvimento dessa região. Os roteiros analisados apresentam empreendimentos típicos de agricultura familiar, ao lado de outros, focados em atividades de comércio e/ou agroindústria. A pesquisa aborda o potencial econômico do turismo rural na região, descreve o processo de sua formação, o papel da imigração europeia e da diversificação de atividades no meio rural. De caráter qualitativo, apoiou-se na abordagem dialética, visando compreender o papel do território na formação dos roteiros de turismo rural e seu papel na promoção do desenvolvimento regional. Com base na análise dos dados coletados, constatou-se que há aumento de renda nos empreendimentos participantes dos roteiros de turismo rural na Região dos Vales.

PALAVRAS-CHAVE: Desenvolvimento regional, território, turismo rural.

---

MESTRANDA: Carine Raquel Backes Dörr

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: O AMBIENTE EMPREENDEDOR E O DESENVOLVIMENTO REGIONAL NA REGIÃO DO VALE DO PARANHANA/RS

TRABALHO COMPLETO


ORIENTADOR (A): Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira

BANCA: Prof. Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira (orientador); Profa. Dra. Christine da Silva Schroeder (PPGDR- UNISC) e Prof.Dr. Milton Luiz Wittmann (PPGA – UFSM).

DATA DA DEFESA: 30 de abril de 2013

RESUMO: O presente estudo tem como objetivo analisar o ambiente empreendedor onde estão inseridas as micro e pequenas empresas da região do Vale do Paranhana/RS (VP). Podem-se citar como componentes do ambiente empreendedor, entre outros, as instituições púbicas de regulação e apoio aos empreendedores e empresas, a estrutura setorial que dá suporte às demais empresas, a mão de obra disponível e utilizada, as organizações de cooperação ao empreendedorismo e às empresas e a cultura empresarial existente na região. A criação de novas empresas e organizações não pode ser realizada fora da sociedade que as impulsiona, e a permanência e o desenvolvimento dessas dependem da capacidade da região em sustentar suas criações, sendo esse o motivo da necessidade de se analisar o ambiente empreendedor da região do VP. Trata-se de um estudo de caso onde, para analisar a organização e o desenvolvimento do ambiente empreendedor das micro e pequenas empresas na região do Vale do Paranhana e as relações existentes entre esse ambiente e os micro e pequenos empresários da região, foram consideradas as atividades desenvolvidas pelos agentes de fomento ao empreendedorismo na região do VP entre os anos de 2001 e 2011 e selecionadas as instituições com maior representatividade regional. A relação dos micro e pequenos empresários com o ambiente empreendedor foi analisada com base na demanda do empresariado quanto às informações, benefícios e programas de capacitação e gestão oferecidos pelo ambiente, utilizando como meio o questionário estruturado. A pesquisa foi realizada entre outubro de 2012 e março de 2013 e identificou as organizações e agentes empreendedores relevantes para o sucesso do ambiente empreendedor da região do VP, bem como fatores que devem ser aprofundados como forma de buscar o desenvolvimento da região.

PALAVRAS-CHAVE: empreendedorismo, ambiente empreendedor, desenvolvimento regional, Vale do Paranhana/RS

---

MESTRANDA: LUCIANA RAQUEL PICOLI

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: TRANSIÇÃO AGROECOLÓGICA: OS CASOS DA ECOVALE E DA COOPAECIA-RS

TRABALHO COMPLETO

ORIENTADOR (A): Profa. Erica Karnopp

BANCA: Profa. Erica Karnopp (orientadora), Profa. Virginia Elisabeta Etges (c-orientadora), Profa. Cidonea Machado Deponti (PPGDR/UNISC) e Prof. Fábio Dal Soglio (UFRGS)

DATA DA DEFESA: 28 de junho de 2013

RESUMO: A presente dissertação consiste na pesquisa realizada sobre as cooperativas ECOVALE - Cooperativa Regional de Agricultores Familiares Ecologistas e COOPAECIA - Cooperativa dos Agricultores Ecologistas de Ipê e Antônio Prado, localizadas, respectivamente, nas regiões Vale do Rio Pardo e Serra do Rio Grande do Sul. A questão central da pesquisa refere-se ao processo de transição agroecológica que os associados dessas cooperativas estão vivenciando, com o objetivo de analisar de forma comparativa as estratégias de reprodução social e econômica, bem como sua importância nas respectivas regiões. O método comparativo foi a metodologia utilizada para podermos responder, qualitativamente sobre o nível de transição em que ambas se encontram, revelando sua heterogeinidade. Concluímos que a renda dos agricultores da COOPAECIA é significativamente maior do que a dos agricultores da ECOVALE por conta da agregação de valor à matéria-prima por meio do processo de agroindustrialização. Portanto, os associados de Antonio Prado têm, hoje, sua reprodução social e econômica pautada na Agroecologia. Por fim, com os elementos fornecidos por esta pesquisa, sustentamos que a ECOVALE retrocedeu não somente na “ecologização” da sua produção, mas também nas suas formas de organização social, política e econômica.

PALAVRAS-CHAVE: Agricultura Familiar, Agroecologia, Cooperativa, Transição Agroecológica

---

MESTRANDA: SILDA ERENITA DOS SANTOS

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: O CAPITAL SOCIAL NO MUNICÍPIO DE SANTA CRUZ DO SUL, RS

TRABALHO COMPLETO

ORIENTADOR (A): Prof. Dr. Olgário Paulo Vogt

BANCA: Dr. Olgário Paulo Vogt (Professor Orientador – UNISC); Dr. João Pedro Schmidt (UNISC); Dra. Christine da Silva Schroeder (UNISC) e Dr. Antonio Paulo Cargnin (SEPLAG/RS)

DATA DA DEFESA: 02 de julho de 2013

RESUMO: Este trabalho estuda o capital social em Santa Cruz do Sul, RS, investigando os tipos existentes e suas dimensões de grupos e redes, de ação coletiva e cooperação, e de confiança e solidariedade. Relaciona também possíveis vínculos entre capital social e o desenvolvimento do município tendo como referência teórica principal o cientista político Robert Putnam. Santa Cruz do Sul se origina de uma colônia criada em 1849 pelo governo do Rio Grande do Sul. A pesquisa histórica evidencia o quanto certos traços culturais e sociais estiveram presentes na localidade desde o início da colonização germânica. Na ausência do Estado, os próprios moradores criaram hospitais comunitários, constituíram dezenas de escolas paroquiais, construíram e mantiveram templos, cemitérios, pontes e estradas. Ali também vicejou um grande número de sociedades de caráter econômico, cultural, desportivo e recreativo. O objetivo geral do presente trabalho foi analisar o estoque de capital social existente no município em 2012. E trabalhou com duas hipóteses: 1ª) Acreditava-se que nas últimas décadas o estoque de capital social pudesse ter diminuído em função de uma série de fatores (a nacionalização forçada, a intensa migração, o acelerado processo de industrialização e urbanização da cidade, etc.); 2º) Imaginava-se que o tipo de capital social predominante no município seria o do tipo bonding, e em menor grau do tipo bridging e do tipo linking. Na pesquisa de campo, foram aplicados 270 questionários em todo o município, considerando uma margem de 4,74 pontos percentuais, com um nível de confiança de 90%. São averiguadas características do capital social, nos dias atuais, a qual investiga aspectos como participação dos cidadãos em redes e grupos, confiança e solidariedade, ação coletiva e cooperação. Os resultados obtidos indicam que atualmente existe um bom estoque de capital social no município. Dentre os tipos existentes, predomina em Santa Cruz do Sul o do tipo bonding. O capital social do tipo brindging comparando com o bonding e com o linking, pode ser considerado médio. Já o estoque de capital social do tipo linking existente pode ser considerado o mais fraco.

PALAVRAS-CHAVE: capital social, desenvolvimento regional, confiança, cooperação, Santa Cruz do Sul.


---


MESTRANDO: JOSÉ CARLOS SEVERO CORRÊA

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: O PLANO ESTRATÉGICO DE DESENVOLVIMENTO REGIONAL E SUAS INTERFACES COM A CONSULTA POPULAR NO COREDE ALTO JACUÍ, NO PERÍODO DE 2009 A 2012

TRABALHO COMPLETO


ORIENTADOR (A): Profª. Dra. Christine da Silva Schröeder

BANCA: Dra. Christine da Silva Schröeder (Professora Orientadora – UNISC); Dra. Ângela Cristina Trevisan Felippi (UNISC) e Dr. Sérgio Luis Allebrandt (UNIJUI)

DATA DA DEFESA: 21 de outubro de 2013

RESUMO: Os Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes) existem no Rio Grande do Sul desde 1991, e têm como princípio básico a articulação do desenvolvimento de suas regiões. Ao longo de sua trajetória, foi identificada a necessidade de um processo de planejamento que desse um direcionamento às discussões estabelecidas em cada região. Tal processo foi viabilizado em 2009, com o Governo do Estado financiando a elaboração dos planos para cada Corede, partindo de dois pressupostos, o primeiro de que os planos de desenvolvimento suprem a lacuna existente no que diz respeito aos rumos de cada região, e o segundo, de que a Consulta Popular pode ser uma fonte de financiamento dos projetos elencados no plano. Assim, neste estudo tomou-se, como questão central, compreender como se configuram as relações entre as prioridades apontadas no Plano Estratégico de Desenvolvimento Regional e as demandas apresentadas à população do Corede Alto Jacuí, na Consulta Popular, durante o período de 2009 a 2012. Por meio da aplicação de entrevistas semiestruturadas junto a cidadãos integrantes da assembleia regional do Corede, bem como por pesquisa documental e bibliográfica, foi feito o confronto entre os projetos apontados pelo planejamento e os colocados à apreciação da população da região, para se identificar, a partir do método dialético as eventuais contradições inerentes ao processo, cuja análise também foi embasada na observação participante. No desenvolvimento do trabalho, inicialmente apresenta-se uma discussão conceitual em torno do desenvolvimento regional e o planejamento para o desenvolvimento, bem como um contexto histórico sobre as duas temáticas. Também é feito um resgate da trajetória dos Coredes e da Consulta Popular, em especial no período analisado, entre 2009 e 2012. Na pesquisa aplicada em si, de forma a se buscar compreender os significados dos comportamentos dos agentes envolvidos tanto no processo de planejamento como no da Consulta Popular, verifica-se que, embora os entrevistados apontem, tal como o planejamento, as chamadas áreas prioritárias (agricultura, turismo, saneamento, desenvolvimento econômico, justiça e cidadania e infraestrutura), essas, de maneira geral, são preteridas em nome das chamadas áreas básicas (saúde, educação e segurança). Essas áreas básicas sequer apareceram no planejamento em função da interpretação de que, sendo básicas, não deveriam ser objeto de discussão na priorização, mas acabam, mesmo assim, predominando na discussão mais ampliada, inclusive com o apoio daqueles que defendem a sua exclusão do processo. Isso evidencia a grande contradição do processo, uma vez que denota a falta de ênfase em uma discussão mais estratégica, por conta das pressões impostas pelas estruturas mais atuantes do Estado. E por fim, tem-se a conclusão, na qual fica evidenciado que há ainda muito a se avançar na busca de qualificação do processo de participação da cidadania nos processos decisórios na região do Alto Jacuí e no Estado do Rio Grande do Sul.

PALAVRAS-CHAVE: planejamento estratégico; desenvolvimento; participação; Consulta Popular; Coredes.

 

---

 

MESTRANDA: Bruna Vieira Spenner

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: ARQUITETURA, GADO E CATIVO: ESTÂNCIAS PASTORIS EM RIO PARDO NO FINAL DO SÉCULO XIX

TRABALHO COMPLETO


ORIENTADOR: Prof. Olgário Paulo Vogt

BANCA: Prof. Olgário Paulo Vogt (orientador); Prof. Rogério Leandro Lima da Silveira (PPGDR/UNISC) e Profa. Heleniza Ávila Campos (UFRGS)

DATA DA DEFESA: 07 de outubro de 2013

RESUMO: A guerra e o gado estão na raiz da formação econômica, social e cultural do Rio Grande do Sul (RS). Até o início do século XIX, os confrontos ocorreram devido à disputa por terras e gado entre luso-brasileiros, índios e espanhóis. A posição de fronteira do RS permitiu características únicas, principalmente pela ocupação de grandes áreas por meio das sesmarias, com o intuito de instalação de estâncias para a criação de gado. Elas influenciaram, direta ou indiretamente, na organização e na formação dos espaços urbanos, tanto do ponto de vista estrutural e político, quanto do socioeconômico e cultural. A pecuária foi o carro-chefe que impulsionou o desenvolvimento econômico e social inicial de Rio Pardo e de grande parte da região adjacente. Ali surgiram importantes empreendimentos produtivos cujos resquícios testemunham uma época de opulência. Em razão da importância histórica de Rio Pardo na formação do território do RS e pela importância que teve o gado na sua economia, resolveu-se tomá-la como locus da presente pesquisa. O período escolhido foi o final do segundo Império, época em que a atividade criatória do RS estava no auge. O objetivo da pesquisa foi analisar o arranjo das benfeitorias e suas funções dentro do complexo das estâncias em Rio Pardo. Analisou-se a arquitetura das casas-sede e das benfeitorias, e, a partir dos levantamentos das plantas baixas e fotos, foi possível constatar como era o funcionamento e a infraestrutura das estâncias. Constatou-se que, ao longo do tempo, houve modificações nas construções das casas-sede, adaptando-as a novas funções. A introdução de materiais manufaturados na construção possibilitou a melhoria das casas-sede, que tornaram-se mais resistentes às intempéries e mais salubres. Nos levantamentos iniciais, constatou-se a presença de senzalas nas estâncias, o que indicava a presença de trabalhadores cativos. Assim, formulou-se dois objetivos específicos. O primeiro era detectar em que medida a força de trabalho escravo esteve presente nas atividades de criação de gado. Outro objetivo era compreender a composição do patrimônio das estâncias. Para a realização da pesquisa, selecionou-se três estâncias, todas localizadas em Rio Pardo. Além de fotografias, utilizou-se os inventários post mortem de Mathias José Velho, proprietário da Estância da Vitória, de 1876; José Ferreira Porto, proprietário da Estância das Pederneiras, de 1882; Luiz Francisco Newlands, dono da Estância da Quinta, de 1909. Com os dados encontrados nos inventários, foi constado que havia dois tipos de trabalhadores nas estâncias: o cativo e o livre. Ou seja, ambos foram de grande importância nas estâncias. No que diz respeito à composição do patrimônio dos estancieiros pesquisados, apurou-se que ele não era homogêneo. Havia uma variação significativa no que diz respeito ao bem patrimonial preponderante. Nas estâncias da Vitória e da Quinta, a terra se constituiu no principal bem patrimonial. Porém, na das Pederneiras, o bem maior eram os animais. Dentre as proposições realizadas nesta pesquisa, pode-se considerar que as estâncias de criação de gado foram as grandes responsáveis pelo primeiro núcleo de atividade rural e produtiva do RS, e desempenharam grande importância na formação das fronteiras atuais do Estado.

PALAVRAS-CHAVE: Vale do Rio Pardo. Formação regional. Estâncias de criação de gado. Arquitetura estancieira. Escravos campeiros.

 

---

 

MESTRANDO: Adriano Kessler Vieira

TÍTULO DA DISSERTAÇÃO: AÇÃO SOLIDÁRIA EM SAÚDE: ESTUDO DE CASO DA ESF EM SANTA CRUZ DO SUL/RS (2010-2012), COM FOCO NA HAS

TRABALHO COMPLETO (em breve)

ORIENTADOR: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira

BANCA: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira (Orientador); Profa. Dra. Silvia Virginia Coutinho Areosa (PPGDR/UNISC) e Profa. Dra. Rita Catalina Aquino Caregnato (UFCSPA)

DATA DA DEFESA: 12 de novembro de 2013

RESUMO:
A pesquisa consiste num estudo de caso compreendendo duas unidades da
Estratégia Saúde da Família (ESF) em Santa Cruz do Sul (SCS), no período 2010-2012. O objetivo geral foi o de analisar duas equipes da ESF no município de SCS,suas ações com relação à prevalência de hipertensão arterial sistêmica (HAS), assim como as representações dos profissionais das equipes estudadas. As razões que conduziram à escolha do objeto de estudo se referem ao interesse do pesquisador atuante na área de educação física, sobre as formas institucionalizadas de atenção à saúde, especialmente as medidas promotoras de níveis saudáveis com relação à HAS. A escolha de duas unidades da ESF em SCS corresponde ao interesse do pesquisador em dois planos: um, com respeito ao papel desempenhado pelas unidades de ESF em sua rotina de busca de casos e suas estratégias para abordar e apoiar os pacientes diagnosticados; outro, o significado propagado pelo Ministério da Saúde com relação ao diferencial da ESF, preconizada como uma estratégia ordenadora do conjunto das atividades em um sistema de saúde. O conceito que fundamenta a organização da ESF tem como base a ação territorial em saúde. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevistas com a coordenação da ESF em SCS e com os profissionais de saúde atuantes na ESF nas duas regiões selecionadas caracterizadas como áreas de risco pelo Sistema Único de Saúde (SUS). As entrevistas individuais, transcritas e conjugadas representam a visão dos grupos abordados, num conjunto que representa o quadro das indagações selecionadas pelo pesquisador para este coletivo, recortado pelas questões teóricas centrais propostas nos objetivos da pesquisa. Os dados empíricos revelaram que as organizações da dinâmica de trabalho desenvolvidas pelas equipes de saúde da ESF, aos usuários com HAS, ocorrem por meio das visitas domiciliares realizadas pelos Agentes Comunitários de Saúde (ACS), pelas consultas previamente agendadas pela enfermeira ou técnica de enfermagem, e pelas atividades educativas destinadas aos hipertensos, diabéticos e gestantes. Percebe-se que, o acolhimento nem sempre foi realizado de forma satisfatória pelas equipes, segundo observação in loco e depoimento das mesmas, fato esse justificado pela estrutura ainda aquém do necessário e pela escassez de profissionais. As indagações sobre questões do cotidiano de trabalho e o alinhamento observado com referência aos princípios e regras que definem as funções e objetivos da ESF, as respostas são reveladoras de aspectos ainda presentes nas unidades, que retomam ou atualizam as práticas tradicionais do modelo médico-curativo. Com respeito à atuação das equipes junto à comunidade – especialmente com referência à HAS – as atividades desenvolvidas não tem seguido um protocolo permanente para a ação de campo junto às famílias. Nota-se que a transformação esperada pela ESF e pelas equipes, na assistência em saúde prestada, ainda é vista com doses de resistência por parte dos gestores municipais, profissionais e mesmo, parte da clientela – sinalizando para desvios de rota na condução de uma estratégia renovadora em saúde. Os resultados da ESF já consagrados em vários municípios do país, e mesmo em SCS, ainda não firmam, junto à gestão da saúde pública, a convicção sobre os benefícios que a ESF já produz. A realidade observada nas unidades estudadas implica uma posição política ainda tímida com relação à importância do significado que a Estratégia representa.

PALAVRAS-CHAVE: Estratégia Saúde da Família, gestão territorial em saúde, Hipertensão Arterial Sistêmica, Saúde Preventiva, Atenção Primária à Saúde.

 

Mestrando: Luciano Vlademir Marques

Título: Descentralização de poder e institucionalidade dos mecanismos de gestão pública: estudo de caso de políticas públicas em municípios do Vale do Rio Pardo - RS

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira

Banca: Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira (Orientador), Profª Drª Erica Karnopp (PPGDR/UNISC) e Prof. Dr. Walter Marcos Knaesel Birkner (Unc).

Data de defesa da dissertação: 08 de fevereiro de 2012

Palavras-chave: Políticas Públicas, Descentralização, Institucionalidade

Resumo: Esta pesquisa teve como objeto de estudo as transformações do aparato administrativo de prefeituras selecionadas do Vale do Rio Pardo – RS durante os dois últimos mandatos de governo (2001 a 2008). Os municípios selecionados foram Santa Cruz do Sul e Venâncio Aires. A perspectiva da pesquisa foi a identificação dos mecanismos utilizados dentro da gestão pública para a tomada de decisões em território delimitado pela abrangência de um Conselho Regional de Desenvolvimento (COREDE). Havia a expectativa de reconhecimento de um conjunto significativo das ações municipais, sua abrangência, assim como a intenção de orientar essas ações para um nível territorial para além do município, ou seja, definindo-se como uma ação a ser construída e pactuada em âmbito regional e com o propósito de instituir-se como um esforço coletivo entre vários municípios, através da concertação de políticas. Um dos aspectos importantes observados diz respeito aos fóruns de debate e concertação política com vistas à formação de uma agenda regional, com os COREDE’s. A trajetória dos mesmos tem sido pontuada por dificuldades de várias ordens nesta intenção de afirmar-se como instância organizadora de um território. Entre as questões mais recentes, a de modular a importância dos COREDE’s em seus objetivos, cabe salientar o surgimento dos COMUDE’s (Conselhos municipais de desenvolvimento) – órgãos de âmbito municipal, cujo funcionamento tem reforçado as tendências localistas/municipalistas em detrimento da cooperação regional.

 

 

Mestrando: André Kohl

Título: Estratégias e ações das empresas hospedadas no Tecnopuc: implicações da inovação no Desenvolvimento Regional

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend

Banca: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (Orientador), Prof. Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira (PPGDR/UNISC), Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann (UFSM)

Data de defesa da dissertação: 1º de março de 2012

Palavras-chave: habitat de inovação; interação universidade-empresa-governo, redes de cooperação; parques tecnológicos, desenvolvimento local.

Resumo: Este estudo aborda a importância do Parque Tecnológico da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – TECNOPUC como habitat de inovação para o desenvolvimento de Porto Alegre e região. Inicialmente, foi realizado um estudo bibliográfico para identificar os conceitos de parques tecnológicos e as potencialidades da região onde está localizado o TECNOPUC. O método utilizado para desenvolver o estudo foi descritivo-exploratório, realizado em duas etapas, – na primeira etapa aplicou-se uma entrevista semi-estruturada com o gestor do Parque Tecnológico composta de vinte e quatro questões, com o intuito de conhecer a infraestrutura, – e qual tipo de suporte é prestado para que a inovação aconteça, – na segunda etapa foi realizada uma pesquisa com onze perguntas, – aos responsáveis das empresas hospedadas no TECNOPUC, acompanhada de uma visita in loco. Das sessenta e oito empresas hospedadas, vinte e duas empresas responderam a pesquisa, o que permitiu averiguar acerca da importância da inovação tecnológica e dos centros de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D) para a competitividade empresarial. As empresas pesquisadas assinalaram que o mesmo conta com uma estrutura propícia para que a inovação ocorra, e pelo fato de estarem juntos a uma universidade facilita o acesso à mão de obra especializada, pesquisadores e professores. As redes de relacionamento que permitem a troca de experiência, também foram destacadas pelos empresários. Com relação à interação Universidade-Empresa-Governo, chamada de Hélice Tripla, os gestores e empresários, afirmaram que as três esferas ainda não estão alinhadas, principalmente no que se refere às políticas de inovação, apesar de já se ter evoluído bastante neste sentido. Por fim, o TECNOPUC conta com um habitat de inovação consolidado, através de uma rede de cooperação que contribui com a promoção do desenvolvimento científico, tecnológico e local, podendo ser usado como benchmark para os Parques Científicos Tecnológicos de todo o país.

 

 

Mestrando: Axel Gustavo Deeke

Título: Centralidades e configuração urbana no processo de formação e desenvolvimento da área central de Santa Cruz do Sul/RS (1922-2010)

Trabalho completo

Orientadora: Profa. Dra. Heleniza Avila Campos

Banca: Profa. Dra. Heleniza Avila Campos (Orientadora), Prof. Dr. Olgário Paulo Vogt (PPGDR/UNISC) e Profª. Drª. Briane Elisabeth Panitz Bica (Projeto Monumenta)

Data de defesa da dissertação: 21 de março de 2012

Palavras-chave: Centralidade Urbana. Cidades Médias. Morfologia e Tipologia Urbana. Desenvolvimento Regional – Santa Cruz do Sul (RS). História e Patrimônio – Santa Cruz do Sul (RS).

Resumo: A presente dissertação tem por objetivo analisar a constituição da centralidade urbana de Santa Cruz do Sul, mais especificamente da área central tradicional, a partir da análise das transformações estruturadoras da cidade, ocorridas no período de 1922 a 2010. Enquanto centro polarizador da Região do Vale do Rio Pardo (RS), em seu contexto regional, a cidade caracteriza-se pela ocupação tardia do território central do Rio Grande do Sul por imigrantes alemães, sendo a cidade planejada na segunda metade do século XIX a partir de um polígono reticular de nove quadras, que atualmente constitui-se em referência para a cidade e para a região. Trata-se de um estudo de caso, a partir da delimitação da área central tradicional, um espaço rico em permanências urbanas dos últimos dois séculos (XIX e XX), em que ocorre grande concentração de diferentes formas de ocupação dos lotes e uma variedade de usos e oferta de serviços centrais. Busca-se, também, compreender como a área central de Santa Cruz do Sul absorveu as estratégias de planejamento urbano em diferentes momentos de sua evolução, revelando em sua morfologia contemporânea as marcas deixadas por estes processos que atualmente definiram a constituição da sua centralidade. É analisado o papel da área central tradicional, em seu contexto regional, a partir das transformações estruturadoras da cidade, ocorridas nos períodos de 1922 a 2010. Verifica-se que nas últimas quatro décadas houve uma intensificação do uso do solo através, sobretudo, da ampliação e diversificação dos serviços do centro, com uma relativa verticalização relacionada, principalmente, às edificações residenciais e o aumento da utilização dos espaços públicos, gerando uma forte integração social e mobilidade urbana. Uma das principais consequências destas mudanças são os conflitos verificados em espaços vinculados ao patrimônio histórico, e à memória da cidade, devido às dinâmicas imobiliárias que se concentram nesta área.

 

 

Mestranda: Rozana Ellwanger

Título: A experiência da cooperativa dos jornalistas de Porto Alegre (COOJORNAL) como alternativa de organização da categoria profissional.

Trabalho completo

Orientadora: Profa. Dra. Angela Cristina Trevisan Felippi

Banca: Profa. Dra. Angela Cristina Trevisan Felippi (Orientadora), Prof. Dr. Marco André Cadoná (PPGDR/UNISC), Prof. Dr. Antônio Carlos Hohlfeldt (PUCRS)

Data de defesa da dissertação: 22 de março de 2012

Palavras-chave: Cooperativa dos Jornalistas de Porto Alegre. Cooperativismo. Porto Alegre (RS). Economia social. Jornalismo. Desenvolvimento regional.

Resumo: Com o objetivo de examinar a experiência da Cooperativa dos Jornalistas de Porto Alegre (Coojornal), que funcionou entre 1974 e 1983, como alternativa de organização cooperativada para jornalistas, analisamos a criação, o funcionamento e o fim da primeira cooperativa de jornalistas do Brasil. Para compreender como a iniciativa foi organizada, inicia-se com uma discussão sobre o cooperativismo e a economia solidária como um todo, assunto permeado pela questão do desenvolvimento regional. Conceito ligado à realização de melhorias qualitativas, o desenvolvimento regional pode ocorrer devido a inúmeros fatores, que rompam a estagnação de determinada região. A economia solidária encontra-se entre as iniciativas com potencial para romper o ciclo de estagnação, seja através do envolvimento da comunidade e dos benefícios gerados por estes empreendimentos, ou, no caso de uma cooperativa de jornalistas, ainda pela oferta de informação qualificada à população, auxiliando na formação de um olhar crítico sobre a realidade que a cerca. Considerando o cooperativismo como um movimento influenciado também pelo contexto em que as iniciativas são criadas, recupera-se a realidade política e econômica brasileira, além do desenvolvimento dos meios de comunicação e do jornalismo, no período estudado. Por fim, examina-se a história da Coojornal, utilizando essencialmente informações obtidas através de entrevistas com oito exassociados. Assim foi possível verificar que as principais motivações para a fundação da cooperativa foram a possibilidade de criar um local onde os jornalistas pudessem trabalhar com mais liberdade do que nos veículos de comunicação convencionais, além de oferecer à categoria profissional uma alternativa no estagnado mercado de trabalho da região metropolitana de Porto Alegre. Sua administração se deu seguindo as bases do cooperativismo, com algumas adaptações, como com relação à repartição dos lucros e à centralização de algumas decisões nas mãos da diretoria. Através dos dados obtidos é possível compreender igualmente que o fechamento da Coojornal, em 1983, não teve uma causa, mas sim uma série de problemas correlacionados: a ação da repressão por parte do Estado, problemas financeiros, disputas internas e afastamento dos associados.

 

 

Mestrando: Cassio de Borba Ramos

Título: A identidade nacional na publicidade: as Havaianas e o Brasil

Trabalho completo

Orientadora: Profa. Dra. Angela Cristina Trevisan Felippi

Banca: Profa. Dra. Angela Cristina Trevisan Felippi (Orientador), Profª Drª Fabiana Quatrin Piccinin (co-orientadora), Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva (PPGDR/UNISC), Prof. Dr. Liliane Dutra Brignol  (UFSM)

Data de defesa da dissertação: 25 de abril de 2012

Palavras-chave: cultura, identidade cultural, identidade nacional, publicidade.

Resumo: Esse trabalho se propõe a responder a seguinte questão: como a publicidade constrói as identidades culturais em seus conteúdos? Através dos textos dos teóricos dos estudos culturais britânicos, entre eles Raymond Williams e Stuart Hall, que debatem a cultura na sociedade contemporânea, iniciamos uma jornada pelas principais reflexões sobre a formação cultural dos povos. O entendimento do processo de globalização, e suas consequências na sociedade, nos possibilitou elucidar como as identidades culturais dos grupos são constituídas e modificadas ao longo do tempo. Os conceitos de Stuart Hall, que examinam com profundidade a questão da identidade, são complementados por autores que dialogam com os estudos culturais e lançam seus olhares sobre a contemporaneidade, uma sociedade onde a cultura é, em grande parte, produzida e consumida através da mídia e dos seus produtos culturais. Com o apoio dos teóricos latino-americanos, como Néstor García Canclini e Jesús Martín-Barbero, estudamos esse processo da cultura nas sociedades contemporâneas latino-americanas (no caso específico do nosso objeto, o Brasil). As reflexões de Renato Ortiz e Roberto DaMatta foram fundamentais para compreender a cultura brasileira e como é formada a identidade nacional do Brasil. Esse conjunto de conceitos embasou nossa análise dos anúncios de televisão das sandálias Havaianas (no período de 1994 a 2010), uma marca e um produto com uma comunicação publicitária idealizada para representar uma identidade nacional do Brasil. Após a aplicação da nossa metodologia (análise do enredo, do texto e da imagem dos anúncios), e com o amparo dos conceitos estudados ao longo desse trabalho, concluímos que a identidade nacional do Brasil está representada pelas praias, pelas pessoas (seja a mulher bonita, o homem bonito, o trabalhador ou o grupo de amigos) e pelo samba. Esses elementos da identidade nacional estão, assim, no conteúdo da mídia e são disseminados para as diferentes regiões do Brasil, as quais possuem outras formações culturais (que não estão contempladas nessas mensagens). Entendemos que as questões aqui estudadas interferem no desenvolvimento das regiões do país, seja pelas identidades culturais apagadas, ou pela identidade nacional que a mídia propõe como uma hegemonia cultural.

 

 

Mestrando: João Paulo Reis da Costa

Título: Escola Família Agrícola de Santa Cruz do Sul – EFASC: uma contribuição ao desenvolvimento da região do Vale do Rio Pardo a partir da pedagogia da alternância.

Trabalho completo

Orientadora: Profª Drª Virginia Elisabeta Etges

Banca: Profª Drª Virginia Elisabeta Etges (Orientador), Profª. Drª. Erica Karnopp (PPGDR/UNISC) e Prof. Dr. Willer Araujo Barbosa (UFV).

Data de defesa da dissertação: 14 de maio de 2012

Palavras-chave: Pedagogia da Alternância, AGEFA / EFASC, Desenvolvimento Regional, Vale do Rio Pardo, Juventude do campo.

Resumo: O presente trabalho consiste em registrar e analisar o processo histórico-sócio-político que culminou com a criação da Associação Gaúcha Pró-Escolas Famílias Agrícolas - AGEFA e posterior implementação da Escola Família Agrícola de Santa Cruz do Sul - EFASC, em Santa Cruz do Sul, no Vale do Rio Pardo / RS. Analisa a documentação produzida ao longo desse processo, bem como as impressões de quem faz parte desse projeto desde sua origem, compreendendo os atores e as instituições que implementaram a AGEFA / EFASC; estudantes, famílias e monitores, até a formatura da primeira turma, num recorte temporal de 2008 a 2011. Contextualiza a EFASC como parte do movimento da Pedagogia da Alternância no mundo e pioneiro, enquanto Escola Família Agrícola – EFA, no Estado do Rio Grande do Sul, abordando também as relações com outras instituições que trabalham com a Pedagogia da Alternância no Estado, Brasil, América Latina e no mundo. Observou-se que os quatro pilares da Pedagogia da Alternância (Associação Local, Alternância, Formação Integral e Desenvolvimento do Meio), juntamente com todos os seus vários instrumentos pedagógicos (Plano de Estudos, Colocação em Comum, Caderno de Acompanhamento, Caderno da Realidade, Visita as Famílias, Visita de Estudos, Tutoria...) podem contribuir para o desenvolvimento regional, através da formação de jovens como técnicos agrícolas, formados no processo de ensino-aprendizagem da Pedagogia da Alternância, com ampla participação das famílias e suas comunidades. Destacam-se a participação das famílias e instituições regionais como parceiros fundamentais para o desenvolvimento e formação dos jovens, possibilitando que estes possam permanecer no campo por opção e com qualidade de vida, diversificando a produção e percebendo o meio em que este vive como uma possibilidade de desenvolvimento sustentável do campo.

 

 

Mestranda: Maria da Graça Lucas Vieira

Título: A governança da região metropolitana de Porto Alegre: atores, processos e desafios

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira

Banca: Prof. Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira (Orientador), Profª Drª Christine da Silva Schroeder (PPGDR/UNISC) e Profª. Drª. Heleniza Avila Campos (UFRGS)

Data de defesa da dissertação: 29 de maio de 2012

Palavras-chave: Regiões metropolitanas; governança; processos; desafios; atores sociais.

Resumo: A dissertação busca analisar as características de governança da região metropolitana de Porto Alegre – RMPA -, desde a sua institucionalização até os dias atuais (1973-2011). Esta é uma pesquisa descritiva e interpretativa. Utiliza-se uma análise qualitativa para estudar as diferentes formas de articulação regional no espaço metropolitano. Para tanto, realiza-se pesquisa bibliográfica, dados secundários e entrevistas abertas e semiestruturadas com alguns atores sociais identificados como representativos nos processos de gestão, planejamento e desenvolvimento da região. O aprofundamento teórico-conceitual busca um diálogo com os pensadores a respeito dos temas: regiões metropolitanas e governança, desenvolvimento e planejamento regionais. Três períodos são estabelecidos: Primeiro Período (1973 a 1988) - Da instituição oficial da região metropolitana até a promulgação da Constituição Federal de 1988; Segundo Período (1989 a 2000) – Da Constituição Estadual de 1989 ao desenvolvimento da redemocratização do país, até o ano 2000; e Terceiro Período (2001 a 2011) – Da aprovação do Estatuto da Cidade até o final de 2011. Encontra-se no primeiro período uma gestão caracterizada como exclusiva do poder executivo, com um aspecto mais fortemente federal e estadual. O planejamento, mesmo com característica militar, esteve presente.  O segundo período caracteriza-se pelo descaso com a temática relacionada a regiões metropolitanas. A RMPA fica sem arranjos institucionais capazes de pensarem e agirem sobre a região.  O planejamento regional foi esquecido e acontecem apenas ações pontuais e setoriais, nada que considerasse a região como um todo. Esta fase pode ser considerada de transição, na qual a gestão da RMPA deixou de ser de exclusividade do poder executivo, mas também não passa a ser uma governança, entendo como uma gestão compartilhada entre governo, mercado e sociedade civil. Cada uma dessas esferas se manifesta nesse período, mas não construíram nada de forma conjunta. O terceiro período pode ser considerado de retomada da temática metropolitana. Novos atores sociais se incorporaram ao debate. Desde a Constituição Estadual de 1989 a RMPA reivindicava um órgão deliberativo que preenchesse o vácuo na institucionalidade metropolitana. Isso só veio a ocorrer em 2011, com a Lei Complementar Estadual nº 13.854, de 26 de dezembro de 2011, que cria o Conselho Deliberativo Metropolitano e o Gabinete de Governança da RMPA. Portanto, depois de quase 40 anos (1973-2011), surge novamente o Conselho Deliberativo Metropolitano. Analisam-se também as questões das sobreposições de instâncias administrativas e associativas, assim como, as diferentes regionalizações das Secretarias de Estado (Planejamento, Saúde e Segurança Pública) e suas influências na governança regional. De uma maneira geral fica evidenciado que as políticas públicas devam ter um olhar sobre o território de uma maneira menos fragmentada e  também é imprescindível que estas dialoguem uma com as outras, independente de fazerem parte de diferentes setores e áreas de atuação. Conclui-se que é necessária uma visão conjunta, de todos os atores sociais, na construção de ações estruturantes e não apenas pontuais, na qual não haja dicotomia entre técnica e política, e sim que essas duas áreas caminhem juntas para dar sustentação à governança.

 

 

Mestrando: Gabriel Anibal Santos de Oliveira

Título: Verticalização urbana em cidades médias: o caso de Santa Cruz do Sul-RS

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira

Banca: Prof. Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira (Orientador), Profª. Drª. Erica Karnopp

(PPGDR/UNISC) e Profª. Drª. Heleniza Avila Campos (UFRGS)

Data de defesa da dissertação: 03 de julho de 2012

Palavras-chave: Verticalização, cidades médias, expansão urbana, Santa Cruz do Sul

Resumo: Neste trabalho apresentam-se os resultados de um estudo que objetiva analisar o desenvolvimento do processo de verticalização nas cidades médias brasileiras, especialmente, o caso de Santa Cruz do Sul-RS, no período de 1970 a 2010, notadamente sua dinâmica de configuração espacial na cidade. O processo de verticalização urbana nas cidades médias brasileiras tem revelado características e dinâmicas próprias de reprodução ampliada do espaço urbano. Tem-se como objetivo da presente pesquisa, descrever e analisar o processo de verticalização urbana da cidade de Santa Cruz do Sul, no período de 1970 a 2010, identificando os seus principais agentes, suas estratégias de ação e o contexto do desenvolvimento urbano. O trabalho está constituído inicialmente de uma revisão teórica sobre o conceito de verticalização e o processo de verticalização urbana no Brasil. Num segundo momento apresenta-se a caracterização de alguns estudos referentes ao desenvolvimento do processo de verticalização nas cidades médias brasileiras. Seguem-se o resultado, a análise e as considerações sobre o processo de verticalização urbana em Santa Cruz do Sul, cidade média localizada na região centro oriental do Estado do Rio Grande do Sul, e importante centro industrial fumageiro do País. Como metodologia, optou-se por determinar uma periodização composta de três períodos: o primeiro período compreendido entre 1970 a 1986, caracterizando-se pela ocorrência da internacionalização das indústrias beneficiadoras do fumo e do desenvolvimento inicial do mercado imobiliário; o segundo período de 1987 a 1994 ocorre o processo de verticalização durante a profunda crise econômica brasileira; e, por último, o terceiro período de 1995 a 2010, que se desenvolve tendo como marco inicial a estabilização da economia brasileira, a partir do Plano Real, até a implementação do Programa de Aceleração do Crescimento. Ainda, adotou-se, como área de estudo, o limite territorial do perímetro urbano da cidade de Santa Cruz do Sul e, como universo, determinou-se os prédios públicos e privados a partir de quatro pavimentos, inclusive. Observou-se que o processo de verticalização urbana de Santa Cruz do Sul encontra-se mais concentrado na região central da cidade em função da infraestrutura, do comércio e dos serviços ali instalados. Desenvolveu-se com maior intensidade a partir dos anos iniciais da década de 1970, especialmente, com o início da internacionalização do setor fumageiro. Com a implantação da Universidade de Santa Cruz do Sul, em 1993, localizada na parte norte da cidade, a verticalização alcança os bairros adjacentes a essa instituição de ensino. Atualmente, esse processo não está mais restrito às regiões central e norte do perímetro urbano da cidade. Alcança, também, os bairros que se localizam na direção sul, especialmente, a partir da construção de condomínios de prédios residenciais com recursos financeiros do Programa Minha Casa – Minha Vida.

 

 

Mestranda: Selma Schneider

Título: Educação do campo e sustentabilidade: o caso da Escola Família Agrícola em Santa Cruz do Sul-RS

Trabalho completo

Orientadora: Profª Drª Virginia Elisabeta Etges

Banca: Profª Drª Virginia Elisabeta Etges (Orientador), Profª. Drª. Erica Karnopp (PPGDR/UNISC) e

Prof. Dr. Luiz Augusto Passos (UFMT)

Data de defesa da dissertação: 14 de agosto de 2012

Palavras-chave: Educação do Campo, Pedagogia da Alternância e sustentabilidade.

Resumo: O presente trabalho apresenta um estudo sobre a Pedagogia da Alternância na Escola Família Agrícola de Santa Cruz do Sul - RS (EFASC). Para tanto, preocupou-se em descrever experiências e contribuições da Pedagogia da Alternância no processo de desenvolvimento sustentável. O trabalho caracterizou-se como uma pesquisa desenvolvida pelo método dialético e qualitativo, partindo das diretrizes norteadoras da pesquisa participativa, buscando entender o processo de Educação do Campo e Sustentabilidade. Nesse sentido, desenvolveu-se uma pesquisa participante que visou verificar o papel dos educandos, das famílias e dos professores no contexto escolar e no processo de sustentabilidade, verificando as transformações ocorridas nas comunidades onde os estudantes estão inseridos. À medida do envolvimento dos atores, verificou-se mudanças significativas que apontam para a realização de um projeto de desenvolvimento rural sustentável, baseado na diversificação da produção. A pesquisa foi desenvolvida no ano de 2011 e no primeiro semestre do ano de 2012, na EFASC e nas propriedades das famílias dos estudantes. Ao se concluir a pesquisa, foi possível constatar que a Pedagogia da Alternância contribui para o processo de desenvolvimento sustentável e promoção de qualidade de vida dos jovens e suas comunidades rurais, bem como da região do Vale do Rio Pardo como um todo.

 

 

Mestranda: Juliana Ferreira Barros

Título: Ser Idoso: a importância dos grupos de terceira idade na afirmação e na construção da identidade social das pessoas idosas

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Marco André Cadoná

Banca: Prof. Dr. Marco André Cadoná (Orientador), Profª Drª Silvia Virginia Coutinho Areosa (co-orientadora), Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira (PPGDR/UNISC) e Profª Drª Irani Iracema de Lima Argimon (PUCRS)

Data de defesa da dissertação: 17 de agosto de 2012

Palavras-chave: Envelhecimento nas Sociedades Contemporâneas, Grupos de Terceira Idade, Identidade do Idoso.

Resumo: A dissertação aqui apresentada analisa a inserção de pessoas idosas em grupos de Terceira Idade, enfatizando a importância desses grupos no processo de construção da identidade social do idoso. Trata-se de uma análise sobre uma dinâmica social em que os próprios idosos, através de diferentes formas de organização e de participação na sociedade, procuram dar visibilidade à condição social dos idosos, não somente enquanto pertencentes a um grupo que se insere em lutas pelo reconhecimento de direitos, mas, também, enquanto sujeitos ativos (econômica, social, política e culturalmente), capazes de construir (e de reconstruir) significados sociais para essa fase da vida humana em sociedade. A análise dessa problemática está assentada numa pesquisa realizada no município de Rio Pardo (RS), através da qual se procurou escutar 380 (trezentos e oitenta) idosos. A aplicação de um questionário (organizado de modo que pudesse levantar informações sobre as condições socioeconômicas, as relações familiares e comunitárias, as relações com o trabalho e com lazer, as formas de integração na sociedade), a realização de entrevistas com lideranças de Grupos de Terceira Idade, a análise de documentos desses Grupos (em especial as atas de reuniões) e a observação de atividades realizadas pelos Grupos de Terceira Idade (reuniões, bailes, encontros) foram os procedimentos de pesquisa adotados, a partir dos quais os idosos e as idosas do município de Rio Pardo “falaram” sobre suas vidas, sobre suas condições na sociedade, sobre seus problemas e suas expectativas. E é a partir desse trabalho de investigação que a dissertação enfatiza a importância dos Grupos de Terceira Idade enquanto espaço-tempo de construção de significados para o “ser idoso”, quando e onde idosos não somente pensam suas condições de vida em sociedade, mas integram-se e são integrados em práticas sociais intencionadas e comprometidas com a afirmação de significados positivos a essa fase da vida humana; e, nesse sentido, problematizam visões muitas vezes presentes no senso comum e que relacionam a condição de idoso com doença, desgaste, degeneração.

 

 

Mestrando: Adriana Brito de Souza

Título: Os desafios de uma sociedade que se globaliza: um estudo em Barcarena, estado do Pará

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Marco André Cadoná

Banca: Marco André Cadoná (orientador), Silvio Cezar Arend (PPGDR/UNISC) e Heleniza Ávila Campos (UFRGS)

Data de defesa da dissertação: 31 de agosto de 2012

Palavras-chave: sociedade de risco global, efeitos socioambientais, participação integrada.

Resumo: Este estudo apresenta uma análise sobre os efeitos socioambientais da modernização em Barcarena (PA), trazendo à discussão os desafios e as reações de uma sociedade amazônica. A metodologia contempla uma revisão bibliográfica e uma pesquisa de campo desenvolvida no Município de Barcarena, Estado do Pará, entre abril de 2011 e maio de 2012. A pesquisa apoia-se em uma abordagem qualitativa, sendo utilizado o método dialético e a teoria da “Sociedade de Risco”, sob o discurso do sociólogo Ulrich Beck. Enfatiza-se neste estudo a modernidade reflexiva com seus conceitos e sua interação no meio ambiente; ressaltando-se a Amazônia brasileira num cenário de transformações e desafios à sustentabilidade ambiental. Um processo que envolve o Estado do Pará e, consequentemente, Barcarena, um município paraense com uma trajetória que se relaciona aos planos de desenvolvimento e de modernização para a Amazônia. Nesse município são identificadas questões territoriais, situações de risco e, gradativamente, reações da sociedade civil local em lutas e reivindicações. Esses dilemas demonstram a mobilização por um fórum de discussão e cidadania, propondo a participação integrada entre a sociedade barcarenense, os poderes públicos e os setores industriais e econômicos. Um anseio que surge diante das situações vivenciadas, buscando-se respostas institucionais, requerendo instrumentos que viabilizem um novo estilo de desenvolvimento que possa integrar, simultaneamente, a sustentabilidade socioambiental e econômica na região. Tem-se, em Barcarena, uma sociedade que vem reagindo, de modo discursivo, aos problemas de uma globalidade; identifica-se com uma sociedade de risco global, com necessidades de diálogo e de respostas cada vez mais urgentes e reflexivas.

 

 

Mestrando: Júlio Afonso Alves Dutra

Título: Tecnologia da informação e desenvolvimento agrícola regional: estudo de caso no município de Balsas - MA

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend

Banca: Silvio Cezar Arend (orientador) Virginia Elisabeta Etges (PPGDR/UNISC) e Weimar Freire da Rocha Jr (UNIOESTE)

Data de defesa da dissertação: 18 de setembro de 2012

Palavras-chave: Tecnologia da informação. Desenvolvimento regional. Agronegócio. Balsas – MA.

Resumo: O fator motivacional deste estudo foi decorrente da vivência no município de Balsas, que tem como alicerce econômico a atividade agrícola e seu destaque como polo produtor de soja no sul do Maranhão. Observado seu o potencial para o desenvolvimento da região, esta pesquisa veio identificar como a tecnologia da informação, como instrumento de desenvolvimento agrícola regional no sul do Maranhão, pode alavancar o progresso da região de Balsas. A pesquisa procurou evidenciar o modelo de desenvolvimento agrícola a partir do modelo de desenvolvimento econômico de Rostow, e seus impactos no desenvolvimento regional. As evidências apontadas permitiram que se chegasse à várias conclusões, entre elas que a localização geográfica foi o principal agente provocador das transformações econômicas e tecnológicas na região. A modernização da agricultura na região de Balsas, no sul do Maranhão visa adaptar as propriedades rurais aos novos tempos, na intenção de gerar produtos de interesse agroindustrial, mais competitivos. As desigualdades são perceptíveis quando analisado o espaço rural em confrontação com o urbano, e neste cenário a tecnologia da informação, vem como auxiliar na promoção do desenvolvimento regional, pois ficam fortemente evidenciadas suas contribuições para com a região de Balsas – MA.

 

 

Mestrando: Carlos Alexandre Alves Colomé

Título: Redes empresariais, design e inovaçao: o caso da Redemov na região centro do Rio Grande do Sul

Trabalho completo

Orientadora: Profa. Dra. Heleniza Ávila Campos

Banca: Heleniza Ávila Campos (orientadora), Christine da Silva Schroeder (PPGDR/UNISC) e Milton Luiz Wittmann (UFSM)

Data de defesa da dissertação: 2 de outubro de 2012

Palavras-chave: redes de cooperação; design e inovação; desenvolvimento regional.

Resumo: Atualmente o cenário econômico esta em constante mudança, as micro e pequenas empresas têm procurado saídas para o desenvolvimento e a competitividade. Uma alternativa são as redes de cooperação empresarial que proporcionam a estas desenvolverem-se em conjunto, o que, possibilita às mesmas, vantagens competitivas, poder de barganha entre outros benefícios. A pesquisa teve como objetivo responder a seguinte pergunta: de que forma a inovação e o design têm sido utilizados como estratégia para o desenvolvimento das empresas integrantes da Associação de Indústrias Moveleiras do Centro Gaúcho (REDEMOV)? Esta pesquisa, apoiada nas concepções de desenvolvimento de Lopes (2001) e Barquero (2001), trata-se de um estudo com REDEMOV e, as empresas pertencentes a estas, no contexto da indústria moveleira da região Centro. Para tanto, foi realizado um estudo para verificação de vantagens e desvantagens da REDEMOV para as empresas membros, bem como o entendimento dos empresários acerca da sua contribuição para o desenvolvimento para a Região Centro do RS. Buscou-se ainda verificar as formas de participação do design e da inovação no crescimento das empresas moveleiras pertencentes à rede. Destaca-se como principal resultado o para o entendimento dos empresários do beneficio que o design e a inovação (tecnológica e de gestão) proporciona as empresas, o que parece estar vinculado ao grau de satisfação dos integrantes da rede de indústrias. Nos resultados da pesquisa percebeu-se que as empresas pertencentes as REDEMOV possuem um conhecimento mais aprofundado nas questões de design e inovação e, construíram uma união no qual tem os auxiliado na questão da gestão.

 

 

Mestrando: Adilson José Fabris

Título: Cooperativas da agricultura familiar: o caso das cooperativas do território médio Alto Uruguai e sua contribuição para o desenvolvimento regional

Trabalho completo

Orientadora: Profa. Dra. Erica Karnopp

Banca: Erica Karnopp (orientadora), Virginia Elisabeta Etges (PPGDR/UNISC) e Clayton Hillig (UFSM)

Data de defesa da dissertação: 28 de novembro de 2012

Palavras-chave: Cooperativismo, Gestão, Desenvolvimento, Agricultura Familiar.

Resumo: O presente trabalho consiste no estudo realizado sobre as cooperativas agrícolas familiares do (TMAU) Território do Médio Alto Uruguai, localizando na região Noroeste do Rio Grande do Sul. A questão central da pesquisa refere-se à gestão aplicada às cooperativas, com objetivo voltado às atividades do setor primário e sua contribuição para o desenvolvimento regional, através da utilização de um modelo de gestão que possibilitou a análise direcionada à sua sustentabilidade. O estudo teve como finalidades: conhecer a atuação das cooperativas agrícolas familiares no TMAU; diagnosticar a atual organização das cooperativas e suas relações com a agricultura familiar; além de analisar os modelos de gestão utilizados. Ainda, o estudo revelou a heterogeneidade das organizações, possibilitando dividi-las em grupos. As cooperativas que foram alicerçadas nos movimentos sociais e constituídas a partir das discussões de base apresentaram melhor organização, pois utilizaram métodos de gestão adequados à sua realidade; contribuíram para a sustentabilidade dos cooperados; satisfizeram seus anseios socioeconômicos; melhoraram as condições de vida e promoveram a inclusão social dos associados. As cooperativas mesmo criadas sobre as bases sociais, mas que não fizeram uso das ferramentas e métodos de gestão, apresentaram dificuldades para a realização de suas atividades, embora colaborassem parcialmente para o progresso dos sócios. Em contrapartida, as que não possuíam metodologia gerencial apresentaram dificuldades de organização e desenvolvimento, encontrando-se inativas e na iminência de desaparecer. Constatou-se que a relação das cooperativas com as demais estruturas organizacionais contribuíram favoravelmente para as discussões que envolviam a agricultura familiar. Aliado a essa iniciativa e com a utilização de modelos de gestão, comprovou-se que as cooperativas agrícolas familiares possuem condições favoráveis para organizar suas atividades; contribuir para a qualidade dos serviços prestados; melhorar a vida dos agricultores; além de agregar renda e promover a inclusão social.

 

 

 

Mestrando: Paula Terezinha Oliveira da Silva

Título: A agricultura familiar e a função social da propriedade rural: o caso da região fronteira oeste do Rio Grande do Sul

Trabalho completo

Orientadora: Profa. Dra. Erica Karnopp

Banca: Erica Karnopp (orientador), Cidonea Machado Deponti (PPGDR/UNISC) e Marcelino de Souza (UFRGS)

Data de defesa da dissertação: 12 de dezembro de 2012

Palavras-chave: função social, propriedade rural, agricultura familiar, desenvolvimento regional.

Resumo: A proposta desta dissertação de mestrado é analisar o efetivo cumprimento da função social da propriedade rural na região Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul, em especial, no segmento da agricultura familiar. Os objetivos debruçaram-se sobre a caracterização da situação econômica, ambiental e social da agricultura familiar na região Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul; e a análise da função social da agricultura familiar na região Fronteira Oeste à luz dos preceitos legais. A pesquisa foi desenvolvida tendo como recorte espacial o município de Alegrete em função de sua representatividade na região pesquisada e, também, por possuir a maior área na região em epígrafe e do estado. O método de abordagem utilizado foi a dialética, por ser um método cujo foco é a contraposição e contradição de ideias que conduz a outras ideias. Nessa linha, buscou-se trazer os aspectos jurídicos da função social da propriedade rural, seus requisitos constitucionais e a discussão prática sobre o tema, tendo como base os dados referentes à agricultura familiar da região pesquisada através da aplicação de 145 questionários em estabelecimentos de agricultura familiar do município de Alegrete. O texto constitucional brasileiro vigente já estabelece os requisitos objetivos à conceituação de função social. Essa definição elidiu o conceito de função social da propriedade do campo das abstrações, permitindo que o proprietário da terra diligencie no sentido de atender às exigências que lhe são feitas, consagrando-se, igualmente, a segurança jurídica nas relações de propriedade. No Brasil, a agricultura familiar ocupa 84,40% dos estabelecimentos agropecuários: 85,75% no Estado do Rio Grande do Sul; 58,42% na região Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul e, no município de Alegrete, dos 2.736 estabelecimentos existentes, 1.602 são de agricultura familiar, 58,55% de acordo com a Lei n.º 11.326/2006. No que se refere ao cumprimento da função social da propriedade rural conforme o ordenamento Constitucional deverá haver maior respeito à legislação trabalhista, tributária, ambiental e a dignidade da pessoa humana. E caso o artigo 186 da Constituição Federal seja desrespeitado pelos proprietários rurais, mais terras restarão passíveis de desapropriação para fins de reforma agrária, situação que também poderá beneficiar a coletividade, inclusive, contribuindo para amenizar a desigualdade social no campo. A função social da propriedade rural é um conceito não apenas jurídico, mas também com profundas repercussões sociais, visto que a terra é indispensável ao desenvolvimento da economia agrícola, desenvolvimento regional e, consequentemente, ao desenvolvimento nacional. Este é o resumo do conteúdo e enfoque abordados na presente dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional - PPGDR / Mestrado da Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC.

Mestrando: Emerson Luis de Vargas

Título da Dissertação: A formação da agenda pública regional da saúde: a gestão plena municipal e a gestão territorial da politica em Caxias do  Sul/RS

Trabalho completo

Orientador: Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira

Banca: Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira (Orientador), Dr. Marco André Cadoná (UNISC) e Maria Parecida  Marques da Rocha (UNISINOS)

Data da defesa da dissertação: 07 de janeiro de 2011

Palavras-chave: agenda pública; regionalização da saúde; SUS.

RESUMO: A presente pesquisa tem por objetivo estudar a formação da agenda pública e a implantação da Gestão Plena Municipal de Saúde no Município de Caxias do Sul, no período compreendido entre os anos de 1997 e 2002; a sua configuração regional e particularidades específicas da Região Nordeste do Estado do Rio Grande do Sul. Neste estudo, é analisado o processo de regionalização da saúde através das designações que tomam os termos saúde e saúde pública, bem como os efeitos de sentido produzidos e as formações discursivas que sustentam os discursos dos sujeitos envolvidos no processo. O método selecionado para o estudo foi a análise de formação da agenda pública, que respondeu por importantes inferências acerca do material coletado pelo pesquisador, proveniente das entrevistas individuais em profundidade e dos documentos cedidos pelos sujeitos. Os resultados encontrados nesse estudo contemplam uma estratégia de governo bastante peculiar, que transborda do município para toda a região de abrangência. É pertinente destacar a plataforma política do governo municipal utilizada, que a literatura política chama de Coalizão Programática de Governo, e como ela transforma-se em agenda publica regional de saúde. As evidências empíricas levantadas, apesar de não serem conclusivas e de retratarem uma realidade local que não é passível de generalização, tem por mérito abrir a perspectiva futura de uma agenda de pesquisas bastante promissora, a partir da qual podem ser efetivadas novas investigações, de cunho metodológico semelhante, destinadas a corroborar ou refutar as conclusões ora apresentadas.

 

 

Mestrando: Luiz Felipe Barros de Barros

Título da Dissertação: Rede de transporte aéreo regional regular e integração terriotrial no Rio Grande do Sul .

Trabalho completo

Orientador:
Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira

Banca: Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira (Orientador), Dr. Olgario Paulo Vogt e Dr. Respício Antônio do Espírito Santo Junior

Data da defesa da dissertação: 17 de janeiro de 2011

Palavras-chave: Redes. Transporte aéreo regional. Políticas públicas. Integração territorial.

RESUMO: Esta dissertação busca examinar o desenvolvimento do transporte aéreo regional regular no Rio Grande do Sul, as políticas públicas relacionadas a esse segmento e sua contribuição no processo de integração territorial no território gaúcho. Metodologicamente, esse trabalho, através de pesquisa de campo com entrevistas semi-estruturadas e revisão bibliográfica, propõe-se a examinar as principais políticas públicas relativas à aviação aérea regional regular e relacionar os principais elementos constitutivos da rede de transporte aéreo regional - aeroportos, linhas, rotas, fluxos de passageiros e cargas - que colaboram para a ocorrência da dinâmica econômica no Rio Grande do Sul. No referencial teórico-metodológico, dialoga-se com os pensadores a respeito de redes interrelacionadas com noção de espaço, de políticas públicas, de território, sem esquecer a conceituação de demanda e capital. Divide-se em três períodos, sendo que no primeiro aborda-se a desintegração territorial, de 1927 a 1963; no segundo, de 1964 a 1988, destaca-se a integração centralizada no território e, no terceiro e último, de 1989 a 2010, enfatiza-se a integração competitiva da economia e do território. Em cada período, busca-se agrupar eventos e variáveis relacionadas ao desenvolvimento econômico do Brasil, às políticas públicas de transportes, ao desenvolvimento tecnológico da aviação e ao processo de integração territorial. O intuito da periodização consiste em compreender as principais ligações entre as políticas públicas de transporte, o desenvolvimento da rede técnica de transporte aéreo regional e a dinâmica de integração territorial do Rio Grande do Sul. Pode-se concluir que, na evolução da rede aérea regional, existiram períodos para que se chegasse a uma “integração desarticulada” entre as fases da integração interior do território e do território ao mercado mundial. Houve também “integração ideal”, qual seja, ligação do centro à periferia, periferia à periferia, sem passar pelo centro, e periferia ao centro, que permitiu a integração no território sulino.

 

 

Mestrando: Eduardo Carissimi

Título da Dissertação: Territórios luminosos e opacos: O Imageamento de Alta Resolução Espacial por Satélite e a utilização das Geotecnologias como ferramentas de análise territorial no Rio Grande Do Sul

Trabalho Completo

Orientador: Profª Drª  Virginia Elisabeta Etges

Banca: Profª Drª  Virginia Elisabeta Etges (Orientadora), Profª Drª Erika Collischonn (Co-orientadora/UFPEL), Erika Karnopp (UNISC) e Marcelo Vinicius de la Rocha Domingues (FURG)

Data de defesa da dissertação: 09 de março de 2011

Palavras-chave: Geotecnologias; Imagens de Satélite; Territórios Luminosos e Opacos; Desenvolvimento; Rio Grande do Sul.

RESUMO: A presente investigação busca, através da utilização das Geotecnologias, analisar a heterogênea distribuição das imagens de satélite de alta resolução espacial disponibilizadas pelo Software Google Earth no Estado do Rio Grande do Sul. Embasados na metodologia proposta por Milton Santos, com ênfase nas categorias territórios luminosos e territórios opacos, nosso objetivo principal foi identificar os territórios luminosos e opacos no Estado do Rio Grande do Sul, considerando a densidade do imageamento por satélite relacionada aos usos desses mesmos territórios. Especificamente, considerando o avanço tecnológico observado no mundo globalizado das últimas décadas, buscamos compreender através de revisão bibliográfica o dinâmico desenvolvimento tecnológico da cartografia até as novas geotecnologias, além de analisar a legislação federal e estadual que rege as ações cartográficas. Observamos que a cartografia analógica vem, desde o pós Segunda Guerra Mundial, passando por um processo de desenvolvimento tecnológico e conseqüente informatização, se apropriando dos recursos e ferramentas geradas e integrando os Sistemas de Informações Geográficas (SIG). Entendemos que a legislação cartográfica, tanto no Brasil quanto no Rio Grande do Sul, não regulamentou a contento a atividade, restringindo avanços no mapeamento integrado e sistematizado de seus territórios, prejudicando as ações de planejamento, gestão e organização dos mesmos. Contudo, iniciativas como as Infraestruturas Nacional e Estadual de Dados Espaciais (INDE e IEDE), recentemente regulamentas e implementadas, visam organizar e atualizar, no contexto das geotecnologias, os dados cartográficos de suas respectivas áreas de abrangência. Apreendemos que os principais territórios luminosos do Rio Grande do Sul, aqueles mais aptos a atrair maior conteúdo tecnológico, industrial, de capitais e de desenvolvimento são os territórios e/ou regiões que demandam o imageamento por satélite em função das atividades de geração de energia; municípios de maior índice de desenvolvimento municipal (IFDM e IDESE); com maior valor adicionado bruto (VAB) do setor industrial; áreas geoestratégicas de fronteira e divisa; áreas contíguas e de convergência das principais rodovias e nas quais estão localizados portos, aeroportos e a malha ferroviária. As áreas de maior densidade de imageamento identificadas nesta investigação foram a Região Metropolitana de Porto Alegre à Caxias do Sul; O litoral norte; a região de Pelotas – Porto de Rio Grande se estendendo até o Chuí – divisa com o Uruguai; e as regiões da Campanha e Fronteira Oeste. Os territórios opacos, não ou pouco imageados, referem-se a pequenos municípios do norte e centro-oeste do Estado; municípios do Escudo Sul-Riograndense caracterizados pelo predomínio da atividade agropecuária extensiva e algumas áreas dos campos de cima da serra.

 

 

Mestrando: João Carlos Bugs


Título da Dissertação:
Abordagem estratégica dos processos de Desenvolvimento Socioeconômico Regional: o caso do COREDE VRP.

Trabalho completo

Orientador:
Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg

Banca: Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg (Orientador), Profª Drª Heleniza Ávila Campos (UNISC) e Prof.  Dr. José Eduardo Zdanowicz (UFRGS)

Data de defesa da dissertação: 28 de março de 2011

Palavras-chave: planejamento estratégico - desenvolvimento - participação – visão – COREDES.

RESUMO: O Estatuto do Conselho Regional de Desenvolvimento deixa claro que o COREDE configura pessoa jurídica de direito privado, de natureza civil, sem fins lucrativos, e sua finalidade é promover a participação de todos os segmentos da sociedade regional no diagnóstico de suas necessidades e potencialidades para a formulação e implantação de políticas e diretrizes para promover o desenvolvimento integrado da região e diminuir os desequilíbrios existentes. Coloca-se, portanto, uma questão: as decisões da sociedade civil que fazem parte do processo de Consulta Popular, atendem uma abordagem estratégica, ou seja, visam o médio e longo prazo no desenvolvimento socioeconômico regional? O objetivo geral da investigação realizada foi analisar, através da participação de diversos atores, com base em questionário de múltipla escolha, o grau de importância e o grau de urgência de cada projeto eleito na Consulta Popular de 2010 no COREDE VRP, avaliando se os respectivos projetos atendem as necessidades de médio e longo prazo, dentro de uma visão estratégica de planejamento, para o desenvolvimento socioeconômico local/regional. Foi utilizada a metodologia pela abordagem fenomenológica cuja aplicabilidade está ligada a pesquisa qualitativa fundamentada em questionários aplicados em três etapas: na primeira, para descrever o olhar de cada ator analista sobre as necessidades e prioridades do seu ambiente local, onde cada participante teve a oportunidade de detalhar e justificar suas conclusões; na segunda etapa, para analisar sobre as necessidades e prioridades, porém em âmbito regional, oportunizando aos analistas detalhar e justificar suas respostas; e na terceira etapa para classificar, com base em uma escala de zero a dez, os projetos eleitos na Consulta Popular de 2010 no COREDE-VRP, considerando o grau de importância e o grau de urgência de cada projeto. As constatações resultantes demonstraram que os projetos eleitos integram prioridades que atendem, sobretudo, áreas de responsabilidade do Governo do Estado como saúde, educação, saneamento básico, segurança pública, deixando de aproveitar a oportunidade para implementação de projetos capazes de alavancar o desenvolvimento regional. Além disto, um fato impactante dos resultados da pesquisa é que os projetos identificados como prioritários para o desenvolvimento socioeconômico regional enquadram-se em uma posição que demonstra a falta de visão estratégica no passado, na definição das reais necessidades e prioridades para a região, razão pela qual, representa uma preocupante tendência para o futuro, se não houver mudanças na política de definições de projetos a serem eleitos na Consulta Popular.

 

 

Mestrando: Muriel Pinto


Título da Dissertação:
A construção da identidade missioneira no Rio Grande do Sul e as Políticas Culturais no Sul do Brasil.

Trabalho completo

Orientador:
Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva

Banca:
Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva (Orientador), Profª Drª Ângela Cristina Trevisan Felippi (UNISC) e Profª Drª Carmen Regina Dorneles Nogueira (UNIPAMPA).

Data de defesa da dissertação: 13 de abril de 2011

Palavras-chave: Missões Jesuítico-Guarani; identidade missioneira; políticas culturais.

RESUMO: Esta pesquisa possui como objetivo geral analisar nas políticas culturais missioneiras a construção das narrativas da identidade regional, procurando desnaturalizar os discursos essencializados e estereotipados. A partir da análise do processo de construção da identidade missioneira, se problematizou as categorias cultura e identidade nas políticas públicas, bem como a utilização de estratégias destas categorias para o planejamento das mesmas. Para a interpretação das políticas culturais missioneiras realizou-se um estudo dos projetos no nível nacional, estadual e regional, onde foi possível observar a inserção das Missões Jesuítico- Guarani no planejamento cultural brasileiro. No contexto das políticas estudadas, procurou-se analisar através de projetos culturais e turísticos regionais, como são formadas as narrativas de construção da identidade missioneira. Como principais resultados da dissertação destaca-se a exposição de uma “visão” não essencializada sobre a construção identitária regional, o que permitiu a percepção desnaturalizada da concepção de cultura e de identidade inseridos no contexto dos projetos culturais. A partir da interpretação dos projetos executados na região das Missões, foi possível observar que as narrativas acerca do tipo missioneiro apresentam conceitos estereotipados da história reducional, onde a cultura missioneira é vista através de uma ótica imutável. Ao final do estudo concluiu-se que as narrativas responsáveis pela construção da identidade missioneira estão constantemente “marcadas” por relações de poder, ou seja, verifica-se uma disputa nos níveis discursivos que constituem as narrativas identitárias regionais. Esta tensão discursiva permitiu identificar três micro-identidades missioneiras (missioneira pampiana, missioneira reducional e missioneira européia), contradizendo diversas políticas culturais que narram às missões a partir de uma matriz homogeneizadora, autêntica e pura, percepção esta que levou em conta as diferenças regionais e expos as trocas culturais.

 

 

Mestrando: Carina Hörbe Weber

Título da Dissertação: O relacionamento dos jornais impressos hegemônicos das regiões do Vale do Rio Pardo e Central/RS com os leitores e com o território

Trabalho completo

Orientador:
Profª Drª Ângela Cristina Trevisan Felippi

Banca: Profª Drª Ângela Cristina Trevisan Felippi, Prof. Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira (PPGDR/UNISC) e Profª Drª Márcia Franz Amaral (UFSM).

Data de defesa da dissertação: 16 de maio de 2011

Palavras-chave: jornalismo popular; jornalismo cidadão; circuito da cultura; território; desenvolvimento regional.

RESUMO: O comportamento estratégico-editorial contemporâneo da mídia sugere aproximação entre produção e recepção jornalísticas. As estratégias contemporâneas dos veículos de comunicação incentivam a participação dos públicos receptores. Esse comportamento estratégico-editorial ocorre em jornais impressos do Rio Grande do Sul, em estudo neste trabalho: da região Central, Diário de Santa Maria, e do Vale do Rio Pardo, Gazeta do Sul. Assim, realizou-se um mapeamento e análise das seções de participação para se identificar a presença do leitor e do território; a territorialização e o processo produtivo dos dois jornais. O processo produtivo do jornalismo está inserido dentro de um sistema capitalista avançado. O estudo está ancorado na teoria dos estudos culturais com autores como Richard Johnson, Raymond Williams, Jesús Martín-Barbero, Néstor García Canclini e Ana Carolina Escosteguy. Usou-se como modelo metodológico o circuito da cultura de Richard Johnson (1999), que prevê os momentos da produção, da circulação e do consumo dos produtos jornalísticos. A coleta de dados a campo foi realizada por meio de entrevistas com profissionais dos setores de redação, circulação e comercial dos dois jornais, bem como observação participante nas redações. Buscou-se identificar, pelas estratégias de participação oferecidas, se os jornais podem gerar cidadania ou não. O estudo verificou que os dois jornais se valem de estratégias mercadológicas. A participação dos receptores e a inclusão do território ocorrem por duas vias: pelo apagamento de parte do território e pela visibilidade concedida à parte excluída por meio da resolução das suas demandas mais imediatas.



Mestrando: Dogival Silva Duarte

Título da Dissertação: Rádio Santa Cruz: estudo das contribuições da radiodifusão ao desenvolvimento regional.

Trabalho completo em breve.

Orientador: Drª. Ângela Cristina Trevisan Felippi

Banca: Profª. Drª. Ângela Cristina Trevisan Felippi, Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (PPGDR/UNISC), e Debora Cristina Lopez Freire (UFSM)

Data de defesa da dissertação: 18 de maio de 2011

Palavras-chave: Rádio, radiodifusão, desenvolvimento regional, informação, comunidade

Resumo: Neste trabalho lançamos um olhar sobre o serviço pioneiro em radiodifusão no município de Santa Cruz do Sul e região, através da Rádio Santa Cruz AM 550, uma emissora inaugurada aos 07 de abril de 1946, com abrangência no Vale do Rio Pardo, na região central do Estado do Rio Grande do Sul. Como no contexto das práticas sociais a informação é um elemento fundamental, desejávamos verificar como a Rádio Santa Cruz portou-se em relação às instituições, às pessoas, às comunidades, ao município e à região, no que se refere aos desafios e avanços sociais, políticos, econômicos e culturais e seu possível comprometimento cotidiano em relação às políticas públicas e ao desenvolvimento regional. Averiguamos também a postura da emissora perante acontecimentos importantes no município e na região, sua postura quanto aos desejos e sonhos dos primórdios da radiodifusão no que se refere a uma empresa prestadora de serviços nos campos da informação, formação, divulgação, promoção de eventos e da vida em todas as suas complexidades, necessidades e anseios, bem como em relação ao desenvolvimento das comunidades e dos municípios por ela abrangidos. Com este trabalho verificamos que o rádio é de fundamental importância no cotidiano como fonte de informação, formação e divertimento. Verificamos também que a Rádio Santa Cruz tem sido importante canal de referência para o debate dos problemas, conquistas e avanços individuais e comunitários em sua região de abrangência. E constatamos que as ações da Rádio Santa Cruz foram propositivas e em vista de um desenvolvimento salutar, ou seja, em busca de melhorias individuais, coletivas e comunitárias.




Mestranda: Patricia Regina Schuster

Título da Dissertação: Braços cruzados: o discurso do jornal Gazeta do Sul sobre o movimento grevista da década de 1980.

Trabalho completo

Orientador:
Drª. Ângela Cristina Trevisan Felippi

Banca: Profª. Drª. Ângela Cristina Trevisan Felippi, Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira (PPGDR/UNISC), Profª. Drª. Marcia Benetti Machado (UFRGS)

Data da defesa da dissertação: 31 de maio de 2011

Palavras-chave: jornalismo; movimento grevista; década de 1980; Gazeta do Sul; discurso.

Resumo: Esta dissertação analisa a produção de sentidos e mapeia as vozes presentes no discurso jornalístico sobre o movimento grevista da década de 1980 do jornal Gazeta do Sul, hegemônico no Vale do Rio Pardo/RS. Procura observar como se deu a construção discursiva a respeito dos confrontos capital versus trabalho naquela época e quais foram os sentidos institucionalizados pela publicação sobre esses episódios. Além disso, apura quais são os “atores” que falam e como falam no noticiário do jornal. Tem como referencial teóricometodológico a Análise de Discurso, com filiação à Escola Francesa. Parte do pressuposto de que a mídia e o jornalismo – como produto dela – são (re) construtores da realidade social. O trabalho detectou, sobretudo, a partir de um corpus composto de onze greves, que somaram 108 unidades noticiosas, o “jeito” Gazeta do Sul de “contar” o fenômeno grevista. Os sentidos, majoritariamente, encontrados nas notícias veiculadas ao longo destes dez anos centralizam-se em dois enfoques: primeiro, de que a greve representa uma transgressão, uma violência, e segundo, de que ela acarreta em prejuízos. Além disso, a caminhada analítica evidencia que as vozes (perspectivas de enunciação) dominantes favorecem as posições patronais. Ao noticiar as paralisações deste período sob tais ângulos discursivos, o veículo termina por ir ao encontro de valores defendidos por setores que detêm o poder político e econômico.

Mestrando: Fernanda Finkler

Título da Dissertação: A imprensa escrita em municípios emancipados, na década de 1990, na região do conselho regional de desenvolvimento do Vale do Rio Pardo.

Trabalho completo

Orientador:
Profª. Drª. Ângela Cristina Trevisan Felippi

Banca: Profª. Drª. Ângela Cristina Trevisan Felippi, Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (PPGDR/UNISC), e Prof. Dr. Antonio Carlos Hohlfeldt (PUCRS)

Data da defesa da dissertação: 06 de junho de 2011

Palavras-chave: Jornal impresso. Emancipação. Tecnologias digitais. Ensino superior. Desenvolvimento Regional.

Resumo: Esta dissertação investigou o surgimento e a estruturação de jornais impressos em municípios emancipados na década de 1990, na região do Conselho Regional de Desenvolvimento do Vale do Rio Pardo (Corede – VRP), no Rio Grande do Sul, Brasil. Em três dos nove municípios instalados, no período delimitado surgiu a imprensa escrita local. Sendo assim, verificou-se o surgimento e a estruturação dos jornais dos municípios de: Sinimbu, com o Tribuna Popular; Vale do Sol, com a Folha Vale do Sol; e Passo do Sobrado, com a Gazeta Popular. Foram objetivos específicos da pesquisa verificar: a) o histórico da publicação, b) sua linha editorial, c) evolução da estrutura de produção, d) formação profissional de seus funcionários, e) abrangência e circulação, e f) aspectos financeiros dos periódicos. Através destes eixos de análise foram relacionados os jornais impressos com o desenvolvimento de seus municípios refletindo na região. Compreende-se que os meios de comunicação não são meros instrumentos ou suportes por onde a informação transita: influem e são influenciados pela sociedade em um sistema que se retroalimenta, produzem significados e mudam a maneira dos indivíduos perceberem e interpretarem o mundo. O estudo teve uma abordagem qualitativa com delineamento exploratório. Foram empregadas pesquisa bibliográfica, pesquisa documental e a técnica de entrevista em profundidade. Dessa maneira, buscou-se reforçar a validade e confiabilidade do estudo. Foram entrevistados tanto os proprietários quanto os funcionários que exerciam a função de editor-chefe da redação, totalizando seis indivíduos. A pesquisa constatou a estreita ligação dos jornais com as emancipações municipais, com o desenvolvimento dos municípios onde têm a sede e com a região em que estão inseridos. Também demonstrou ser o desenvolvimento das tecnologias digitais e o acesso ao ensino superior, ambos com grande crescimento a partir dos anos de 1990, pontos chave que influenciaram diretamente na qualificação da gestão, da editoração gráfica e editorial dos jornais.

Mestrando: Sérgio Carlos Müller

Título da Dissertação: Narrativas identitarias: a construção da identidade do gaúcho em Passo Fundo - Rio Grande do Sul.

Trabalho completo

Orientador:
Dr. Mozart Linhares da Silva

Banca: Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva, Prof. Dr. Olgário Paulo Vogt (PPGDR/UNISC), e Profª. Drª. Luciana Maria Crestani (FAPLAN/Anhanguera)

Data da defesa da dissertação: 08 de julho de 2011

Palavras-chave: Identidade Cultural; Narrativa Identitária; Comunidade Imaginada; Gauchismo.

Resumo: O presente trabalho tem como objetivo analisar a construção das narrativas identitárias que forjaram a imagem do gaúcho em Passo Fundo-RS, destacando as estratégias utilizadas na naturalização da identidade cultural da região e os agentes sociais implicados nesse processo. A análise da identidade regional, como é o caso do gauchismo no Rio Grande do Sul, nomeadamente no município de Passo Fundo, implicou numa revisão teórica do conceito de identidade cultural, procurando apontar os limites de uma concepção essencialista, comum na construção do Estado-nação, e as possibilidades analíticas contemporâneas. Assim sendo, procurou-se posicionar a análise numa perspectiva construtivista da Identidade Cultural, estratégia que possibilitou apontar os elementos implicados no processo de naturalização das identidades bem como posicionar a crítica a essa postura teórica. O caso do gauchismo em Passo Fundo, cujo processo de construção identitário data dos anos 1950 pra cá, serviu de pano de fundo para a critica ao essencialismo identitário, pois revelou como as narrativas são construídas historicamente e quais os elementos utilizados na legitimação social dessas narrativas. Para tanto, em termos metodológicos, esse trabalho utiliza-se do método histórico, e instrumentalizado a partir da análise de discurso. Desta forma, para compreender o processo de elaboração da imagem do gaucho em Passo Fundo, foram analisadas obras historiográficas, informativos, jornais da imprensa local e os projetos “Cultura e Folclore nas Escolas Municipais de Passo Fundo” e “Passo Fundo Tchê a Cidade mais Gaúcha do Rio Grande do Sul”. Este percurso permitiu identificar que os agentes responsáveis pela construção do gaúcho em Passo Fundo constituíram uma narrativa que não só forjou o mito como o naturalizou.

Mestrando: José Antônio Assumpção Farias

Título da Dissertação: Bacias leiteiras e desenvolvimento regional: o caso da bacia leiteira de Pelotas no Rio Grande do Sul – Brasil.

Trabalho completo

Orientador: Dr. Carlos Aguedo Nagel Paiva

Banca: Prof. Dr. Carlos Aguedo Nagel Paiva, Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (PPGDR/UNISC) e Profª. Drª. Marília Patta Ramos (UFRGS)

Data da defesa da dissertação: 20 de julho de 2011

Palavras-chave: Bacia leiteira de Pelotas/Cosulati, região, leite, mercado, produção, consumo, oportunidades, desenvolvimento regional.

Resumo: Este trabalho tem por objeto estudar as condições que a Bacia  Leiteira de Pelotas tem de alavancar o desenvolvimento de Pelotas e região. A Bacia passou a ser chamada Bacia Leiteira de Pelotas/Cosulati, devido a esta ser a maior empresa processadora do leite na região  de Pelotas. Começando pelos estudos do leite, passamos por sua composição. Caracterizamos os maiores produtores, a demanda  e comércio, no mundo, onde identificamos que as maiores variações, com aumentos no consumo mundial de leite se devem aos países emergentes. Analisamos os subsídios e as distorções que causam no comércio mundial, bem como os prejuízos sobre os produtores dos países que não utilizam este tipo de instrumento econômico. Detalhamos a produção leiteira no Brasil, fazendo a caracterização da produção do leite, descrição da trajetória percorrida para a melhoria de sua qualidade sanitária, bem como as transformações ocorridas em seu processo de industrialização que resultou em sua comercialização como commodity. Quanto à produção no Rio Grande do Sul e na Bacia Leiteira Pelotas/Cosulati apresentamos sua composição, indicando quantos e quais são os municípios que a compõem bem como a contribuição de cada um. Identificamos que a produção brasileira tem crescido em torno de 4% ao ano há algum tempo, tendo podido observar algumas alterações nas posições do ranking, dos estados maiores produtores, principalmente devido a reconversão produtiva de algumas áreas onde os produtores saíram do leite e passaram à produção de cana-de-açúcar: caso de São Paulo, cerrado de Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso.  Resgatamos a fundação de Pelotas, a implantação e a importância econômica do charque para Pelotas e Região para a consolidação e desenvolvimento.Buscou-se caracterizar as condições que contribuiriam para que se chegasse, hoje, ao atraso econômico no qual se encontra o município de Pelotas e a Região, sem a pretensão de esgotá-las.  Oportunizamo-nos da visita do Pesquisador Professor Dr. Carlos Paiva à Nova Zelândia, realizada, recentemente, e buscamos identificar semelhanças entre o processo produtivo leiteiro daquele país, maior player do mercado mundial de lácteos, com o do Rio Grande do Sul. Evidenciamos apresentarem uma série de características, naturais e produtivas, semelhantes o que aponta em possibilidades de aproveitamento de suas experiências no setor de lácteos do RS e em especial na Bacia Leiteira de Pelotas/Cosulati. Por fim caracterizamos a Bacia Leiteira de Pelotas identificando vantagens que apresenta sobre os demais produtores nacionais, bem como potencialidades sobre outras regiões produtoras do Estado. Acreditamos termos confirmado, inclusive através das oportunidades que o mercado vem oferecendo e dos investimentos anunciados e efetivados no RS  e na Bacia Leiteira de Pelotas/Cosulati, que o leite e seus derivados, com mais intensa unidade e coordenação entre os produtores, resultando em produtos de padrão internacional, deve assumir proeminência econômica a ponto de proporcionar o  desenvolvimento regional.

Mestrando: Jeferson Barros Melo

Título da Dissertação: As políticas ambientais, o poder local e suas influências sobre as demandas ambientais no município de Candelária.

Trabalho completo

Orientador: Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira

Banca: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira, Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (PPGDR/UNISC) e Prof. Dr. Valdir Roque Dallabrida (UnC)

Data da defesa da dissertação: 16 de agosto de 2011

Palavras-chave: Meio Ambiente, Gestão Ambiental, Políticas Publicas Locais, Políticas Publicas Regionais, Dinâmica Institucional.

Resumo: Diante da grande dificuldade das questões ambientais serem contempladas nas principais plataformas de discussão sobre a sociedade mundial, torna-se relevante elucidar as circunstâncias que pesam sobre as decisões e indecisões com respeito a dinâmica político-institucional, suas arenas locais e regionais e a demanda por políticas públicas ambientais. Através desta pesquisa, pretende-se analisar as políticas locais e regionais, a atuação dos gestores municipais, para compreender as características mais marcantes da institucionalidade que compõe as Políticas Públicas para o meio ambiente, assim como as situações de conflito e cooperação na gestão ambiental em município do Rio Grande do Sul – Candelária, situada no Vale do Rio Pardo. Além disso, na atualidade, grandes empreendimentos, crescimento econômico e gestão ambiental tornam necessário compreender as dificuldades e as responsabilidades desta relação no âmbito local-regional através das estruturas institucionais e sua dinâmica, cenário ainda pouco estudado no Brasil sob essa perspectiva.

Mestrando: Renato Antônio Zanella Filho

Título da Dissertação: Consórcios intermunicipais e  desenvolvimento regional – o caso do CIPAE G8 do Vale do Taquari/RS.

Trabalho completo

Orientador: Drª. Virginia Elisabeta Etges

Banca: Profª. Drª. Virginia Elisabeta Etges, Profª. Drª. Heleniza Ávila Campos (PPGDR/UNISC) e Prof. Dr. José Elmar Feger (UFPR)

Data da defesa da dissertação: 29 de agosto de 2011

Palavras-chave: Consórcios Intermunicipais, políticas públicas, desenvolvimento regional

Resumo: O Vale do Taquari/RS/Brasil, nos seus primórdios, foi colonizado por imigrantes portugueses, alemães e italianos. Em que pese as grandes dificuldades que os colonizadores enfrentaram, as lideranças que foram se forjando nestas pequenas comunidades possuíam um espírito empreendedor e associativo. Isto possibilitou o desenvolvimento a partir da construção de igrejas, escolas, hospitais, cooperativas, clubes de lazer, estradas e outros. Os primeiros municípios da região foram Taquari (1849), Estrela (1876), Lajeado (1891), Encantado (1915) e Arroio do Meio (1938). Estes, por sua vez, fragmentaram-se em novos municípios ao longo do século XX, originando um total de 30 pequenos municípios, cuja maioria conta com população inferior a 5.000 habitantes. A partir de 2004, entretanto, os pequenos municípios voltam a reagrupar-se, formando Consórcios Intermunicipais para o Desenvolvimento do Vale do Taquari. Assim, a pergunta que a pesquisa procura responder é o que leva esses pequenos municípios do Vale do Taquari, competitivos entre si, a se reagruparem, formando Consórcios Intermunicipais, visando a promoção do desenvolvimento regional. A análise dos dados evidencia que o intenso e acelerado processo de emancipações, atendendo a aspirações políticas locais, gerou em muitos casos municípios extremamente pequenos em área territorial e quase inexpressivos em termos de arrecadação e/ou retorno de impostos, situação esta que passou a condicionar a sua “sobrevivência” aos recursos provenientes do Fundo de Participação dos Municípios. Esta constatação leva os pequenos municípios, aqui entendidos como lugares, a articularem-se entre si, em torno de anseios e desafios comuns, dando forma a regiões, para fazer frente às inúmeras demandas provenientes dos anseios e necessidades da população. Dessa forma, cria-se a necessidade de formar uma nova base territorial e política, suficientemente forte para sustentar enfrentamentos políticos, principalmente no tocante ao planejamento de ações conjuntas (intermunicipais) em áreas estratégicas, como infraestrutura viária, saúde, educação, entre outras, e na busca dos recursos necessários para a sua execução para viabilizar o desenvolvimento da região.

Mestrando: Carlos Lemanski Farias

Título da Dissertação: O processo de ocupação da periferia urbana em Santa Maria – RS: o caso do bairro Nova Santa Marta.

Trabalho completo

Orientador: Drª. Heleniza Ávila Campos

Banca: Profª. Drª. Heleniza Ávila Campos, Prof. Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira (PPGDR/UNISC) e Profª. Drª. Maria Beatriz Oliveira da Silva (UFSM)

Data da defesa da dissertação: 02 de setembro de 2011

Palavras-chave: Movimentos Sociais, Periferias urbanas, Expansão Urbana, Políticas Públicas, Santa Maria.

Resumo: O objetivo desta pesquisa é analisar o processo de ocupação de uma área urbana situada na periferia da cidade de Santa Maria - Rio Grande do Sul, denominada Bairro Nova Santa Marta, visando entender sua inserção territorial no processo de expansão e desenvolvimento da cidade. O município de Santa Maria está localizado na porção central do Estado do Rio Grande do Sul, com população de 261.027 habitantes (IBGE, 2010), sendo 95% deste total residente em área urbana. Neste contexto, o Bairro Nova Santa Marta encontra-se a oeste da área urbana, sendo composto por sete vilas e uma população de 12.722 habitantes (IBGE, 2010). O Bairro caracteriza-se, historicamente, pela sua organização social, através da atuação do Movimento Nacional de Luta pela Moradia (MNLM), constituindo-se em protagonista de um dos movimentos sociais mais organizados da região central do Rio Grande do Sul. Esta dissertação discute a construção política e social das famílias ocupantes da Fazenda Santa Marta entre 1991 (início da ocupação da antiga Fazenda Santa Marta) e 2010, quando a Prefeitura Municipal criou o Bairro Nova Santa Marta, urbanizado e com a regularização fundiária ainda em conclusão. A utilização de dados bibliográficos e documentais permitiu a análise da práxis da luta social desta comunidade, complementada com informações obtidas através de entrevistas abertas semiestruturadas com técnicos de setores do poder público, vinculados ao planejamento urbano. As condições socioeconômicas vivenciadas pelos ocupantes, a atuação das lideranças locais e as conquistas do território ao longo deste processo constituem-se em elementos estruturantes desta pesquisa, utilizando, como técnica fundamental, a entrevista semiestruturada, aberta e qualitativa com líderes do movimento de distintos momentos de sua história, ocupantes da área em estudo e com os líderes da comunidade e autoridades locais que, de alguma forma, interagiram no processo. Como resultado desse trabalho, verificou-se a importância das estratégias políticas dos atores sociais como referencia em uma história recente da Região Central do Rio Grande do Sul e também como forma resistência territorial em uma periferia constituída em cidade pólo regional.

 

Mestrando: Jovani Augusto Puntel

Título da Dissertação: Situação e perspectivas para o desenvolvimento dos jovens rurais: um estudo a partir dos jovens formados no programa de empreendedorismo do jovem rural no centro de desenvolvimento do jovem rural no vale do rio pardo.

Trabalho completo.

Orientador: Dr. Carlos Águedo Nagel Paiva

Banca: Prof. Dr. Carlos Águedo Nagel Paiva, Profª. Drª Marília Patta Ramos, Prof. Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira (PPGDR/UNISC) e Prof. Dr. Sérgio Schneider (UFRGS).

Data da defesa da dissertação: 14 de setembro de 2011

Palavras-chave: Jovem Rural, Agricultura Familiar, Educação, Trabalho e Renda.

Resumo: Este estudo analisa a situação e as perceptivas dos jovens rurais no campo, identificando como uma proposta de educação de caráter informal (Pós-Médio) e voltada para o empreendedorismo do Jovem Rural pode contribuir para a melhoria das suas condições de vida. Além disso, analisa-se como a mesma os incentiva a optar pela realização de seus projetos de vida no campo. Este estudo também traz aspectos sobre o desenvolvimento rural, bem como as questões que permeiam a agricultura familiar frente às nuances que influenciam estes jovens para as suas escolhas de vida. Neste contexto, a educação assume papel importante para a formação da base do ser humano, tanto nos aspectos do conhecimento, quanto no fortalecimento da personalidade do indivíduo, exercendo grande parcela de responsabilidade sobre as oportunidades e escolhas que estes jovens terão. Para mostrá-lo, o presente estudo traz desde elementos constituintes sobre o modelo de ensino público desenvolvido no Brasil, até os modelos de educação trazidos pelos movimentos sociais, considerados mais adequados à população do campo, ou seja, a Pedagogia da Alternância e o movimento pela Educação do Campo. É nesta proposta de ensino que se enquadra o Programa de Empreendedorismo do Jovem Rural (PEJR). A pesquisa de campo realizada trouxe informações que permitem verificar a contribuição desta modalidade de ensino para o desenvolvimento dos Jovens Rurais na Região do vale do Rio Pardo (RS). Baseado em uma pesquisa quase experimental com 219 jovens rurais, constatamos que os maiores problemas para os jovens desenvolverem seus projetos de vida no campo são: a baixa remuneração, a ausência de área de terra suficiente para o trabalho e a dificuldade de acesso a créditos para desenvolverem novas atividades produtivas. Por um lado, constatamos ainda que os jovens rurais que participaram no PEJR, além de apresentarem maior inserção social, mostraram também maior consciência ambiental e maior grau de diversificação produtiva nas Unidades Familiares do que os jovens do grupo dos Não Participantes (NP). Tal constatação valida a contribuição do programa para melhoria destes aspectos no grupo dos Agentes de Desenvolvimento Rural (ADRs). Por outro lado, também foi verificado que, mesmo os ADRs tendo apresentado maior grau de diversificação produtiva, esta foi mais significativa no plano da produção para auto-consumo do que para a venda no mercado. De tal forma que a diversificação mercantil continua sendo um desafio a ser melhor trabalhado no PEJR, e enfrentado em esforço conjunto pelos atores da região.

 

Mestrando: Vanderlei Trindade da Fontoura

Título da Dissertação: Redes Organizacionais como alternativa para gestão hospitalar: estudo de caso da Associação dos Hospitais do Vale do Rio Pardo/RS

Trabalho completo

Orientador: Dr. Silvio Cezar Arend

Banca: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend, Profª. Drª Marília Patta Ramos (co-orientadora), Profª Drª Virginia Elisabeta Etges (PPGDR/UNISC) e Prof. Dr. Clailton Ataídes de Freitas (UFSM).

Data da defesa da dissertação: 14 de outubro de 2011

Palavras-chave: Saúde pública. Administração. Pardo, Rio, Vale (RS). Desenvolvimento regional. Hospitais

Resumo: Os hospitais nasceram do nobre espírito de cuidar dos que necessitavam, há séculos desempenham a missão de ser solução em saúde curativa e preventiva para suas cidades e região. Por sua importância, seus prejuízos têm sido financiados com muitas dificuldades, especialmente com a evolução tecnológica, tornaram-se pesadas estruturas, complexas e com custos elevados. Este estudo se propôs através uma revisão da literatura e entrevistas com os gestores hospitalares, compreender parte da história institucional dos Hospitais Filantrópicos e Comunitários, como estas organizações interagem com a sua região, seus desafios e seus ativos relacionais, especialmente os integrantes do Sindicato dos Hospitais Beneficentes, Religiosos e Filantrópicos do Vale do Rio Pardo. O objetivo foi identificar os principais benefícios do Sindicato como um modelo de rede, na sustentabilidade das organizações e no desenvolvimento da assistência à população, bem como os benefícios das redes organizacionais, através dos seus preceitos teóricos e na visão de seus principais executivos. Além disto foram analisados os benefícios econômicos, sociais e ambientais com as estratégias das redes hospitalares, alternativas logísticas que venham qualificar o atendimento hospitalar da região com uma gestão mais racional, identificando os gargalos que poderiam ser eliminados com a dinâmica de rede. Os resultados revelam que isoladamente as organizações lutam fragilizadas para cumprir sua missão e pouco integram forças que precisariam serem compartilhadas, para vencer suas maiores adversidades. Também é proposta uma metodologia de financiamento da atividade hospitalar com valores fixos e por região para futuros estudos, que também fortaleçam os elos regionais entre as instituições, com a rede básica utilizando a pesquisa e a prevenção como estratégia principal

 

Mestrando: Leandro Claur Wagner

Título da Dissertação: Competências organizacionais de empresas exportadoras do Vale do Rio Pardo: uma contribuição para o estudo da competitividade da indústria regional.

Trabalho completo

Orientador: Dr. Silvio Cezar Arend

Banca: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend, Profª. Drª Marília Patta Ramos (co-orientadora), Prof. Dr. Carlos Águedo Nagel Paiva (PPGDR/UNISC) e Prof. Dr. Jaime Evaldo Fensterseifer (UCS).

Data da defesa da dissertação: 19 de outubro de 2011

Palavras-chave: competências internas, internacionalização, competitividade empresarial, instituições.

Resumo: A busca por maior competitividade, seja através de melhores modelos de negócios, melhor tecnologia ou melhor estratégia é fator chave para o sucesso de empresas tanto no mercado interno quanto externo. Alinhado a este objetivo, a necessidade de descentralizar os setores exportadores, aumentar a quantidade de empresas atuando no mercado global e agregar intensidade tecnológica à pauta exportadora, tem sido as principais diretrizes das políticas brasileiras voltadas ao comércio internacional. Desde 1990, após aceitar o desafio de internacionalizar sua economia, o país vem orientando esforços para consolidar este cenário. Partindo da corrente teórica de que as competências e capacidades de uma organização, através de seu conhecimento acumulado a colocam em uma posição competitiva diferenciada, o presente trabalho, através de um estudo multicaso, envolvendo 3 empresas exportadoras do setor da refrigeração, buscou avaliar competências e capacidades e sua influência nos resultados competitivos à luz de uma construção teórica derivada da RBV (Resource Based View – Visão Baseada em Recursos). Também buscou-se identificar a importância do papel dos atores do ambiente institucional nesse propósito. Constatou-se que as empresas percebem maior a influência das competências organizacionais internas em seus resultados competitivos do que a influência dos atores do ambiente institucional no apoio ao processo de internacionalização de empresas. Dado o número reduzido de empresas analisadas recomenda-se estudos com um maior número de empresas buscando confirmar os resultados obtidos.

Mestranda: Adriana Letícia Rodrigues Fagundes

Título da Dissertação: As concepções das escolas públicas municipais de santa cruz do sul sobre o espaço social dos alunos inseridos em projetos extracurriculares.

Trabalho Completo

Orientador: Prof. Dr. Moacir Fernando Viegas

Banca: Prof Dr Moacir Fernando Viegas (Orientador/UNISC), Profª. Drª. Heleniza Ávila Campos (UNISC) e Profª. Drª. Anezia Viero (UFRGS).

Data da defesa da dissertação: 11 de janeiro de 2010.

Palavras-chave: espaço social; projetos extracurriculares; escolas.

RESUMO: O presente estudo teve como objetivo saber que concepções sobre o espaço social dos alunos estão expressas nos projetos extracurriculares elaborados pelas escolas públicas municipais de Santa Cruz do Sul, especificamente quanto ao que é dito nos projetos político-pedagógicos e através dos depoimentos de gestores escolares e professores envolvidos. Justificou-se a realização deste estudo, na medida em que o conhecimento sobre a forma como os educadores percebem o espaço social, através do projeto político-pedagógico e projetos extracurriculares oferecidos aos alunos e a comunidade, poderá servir de exemplo a outras instituições de ensino, possibilitando novos planejamentos no que diz respeito aos projetos desenvolvidos. Foi realizada uma entrevista informal com o secretário de Educação e Cultura onde foi caracterizada a realidade das escolas do município. Após, foram realizadas entrevistas semi-estruturadas com os dirigentes e os professores responsáveis pelos projetos das 4 escolas escolhidas aleatoriamente. Foram escolhidos 2 projetos de cada escola para análise, sendo que os critérios utilizados foram aqueles que envolviam o número máximo de participantes, e os que estavam sendo desenvolvidos no ano de 2007 que teriam continuidade em 2008. Através dos projetos político-pedagógicos e entrevistas realizadas, foi observado que a maioria das famílias é da classe social trabalhadora, vive em bairros pobres e possui renda baixa, grande parte sobrevive com programas sociais como o bolsa família, empregos temporários nas indústrias fumageiras (safristas) ou são autônomos (tais como os catadores), fazem faxina ou executam trabalhos informais (incluindo atividades ilícitas). A escolaridade é mínima, a maioria não completou o ensino fundamental. As famílias são grandes e humildes, muitos moram em casebres com condições precárias, as crianças vivem em grande parte, com mãe/padrasto ou pai/madrasta. Alguns são considerados carentes e provenientes de lares desfeitos devido ao desemprego, alcoolismo e uso de drogas. Não existe espaço para o lazer ou para desenvolver a cultura na comunidade. Em alguns bairros não tem posto de saúde ou EMEI, também viu-se que não há saneamento básico, as ruas não são calçadas nem canalizadas e não existe posto de polícia. O que existe em comum é que em todas as escolas foram mencionados fatores como violência, droga e álcool presentes no cotidiano da comunidade. Apesar disto, os alunos gostam ou estão acostumados com o bairro onde vivem. A escola é o referencial em todos os bairros, nela busca-se ajuda de todas as formas. Concluindo, foi verificado que parte dos gestores e professores até conhecem o espaço onde sua comunidade está inserida, mas ainda não é o suficiente para direcionar melhor suas ações. Os projetos extracurriculares devem atender as necessidades dos alunos e da comunidade, conforme as peculiaridades do meio em que a escola está inserida. Mas, vimos que a escolha dos projetos é realizada pela equipe diretiva ou conforme o incentivo da SMEC e das parcerias, sem o envolvimento da comunidade. É necessária a participação da comunidade e de todo grupo escolar nas decisões que tratam dos interesses da comunidade local, bem como na elaboração de projetos e execução dos mesmos.


Mestranda: Romi Margô Regert

Título da Dissertação: Análise da situação habitacional da população de baixa renda e o problema da exclusão social no municipio de Novo Hamburgo - RS.

Trabalho Completo

Orientador: Prof. Dr. Mario Riedl

Banca: Prof. Dr. Mario Riedl (Orientador/UNISC), Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira (UNISC) e Prof. Dr. Marilene Maia (UNISINOS).

Data da defesa da dissertação: 04 de março de 2010.

Palavras-chave: habitação, loteamentos, exclusão-inclusão social.

RESUMO: A presente dissertação discute a questão habitacional da população de baixa renda residente em loteamentos regularizados e loteamentos não regularizados e a relação com a exclusão social no município de Novo Hamburgo. Entendendo que a exclusão social é um fenômeno relevante na contextualização do déficit habitacional, este que fomenta o aumento dos moradores em loteamentos irregulares, sendo uma situação enfrentada nas grandes metrópoles. Neste sentido, o trabalho teve por objetivo analisar se a população residente em loteamentos regularizados apresenta indicadores diferenciados quanto às taxas de emprego, de renda, de nível educacional, de acesso aos serviços básicos, em comparação com residentes em loteamentos não regularizados. Trata-se de uma pesquisa embasada na metodologia descritiva, que constou de análise quantitativa e qualitativa, realizada a partir de um estudo comparativo entre dois loteamentos, um regularizado com a intervenção da administração pública e outro constituído espontaneamente, não regularizado e sem intervenção da administração pública.  Os loteamentos foram respectivamente Kephas e Nova Esperança, o segundo localizado parcialmente em APP (área de preservação permanente). Estes loteamentos foram selecionados por apresentarem características históricas, geográficas, sociais e étnicas semelhantes, além de serem muito representativos da situação habitacional do município. A pesquisa constitui-se de um estudo de campo, no qual a entrevista, com questões abertas e fechadas, foi o principal instrumento de coleta de dados para analisar a situação da habitação e a relação com os indicadores da exclusão social. Deste estudo, conclui-se que as famílias de baixa renda moradoras em loteamento irregular apresentam uma exclusão social elevada, conforme os indicadores pesquisados: emprego, renda, nível educacional e saneamento básico pesquisados.  O impacto da situação habitacional irregular resulta no fomento da exclusão social de parcela significativa da população de baixa renda. O agravamento desta situação traz em seu bojo problemas para o município, esses percebidos na área da saúde, do meio ambiente, da economia e demais segmentos.  Constatou-se que a intervenção da administração pública é um fator decisório para atenuar a segregação social e promover, através de políticas públicas, a melhoria das condições de vida das famílias de baixa renda.


Mestranda: Cíntia Porto Schmitt

Título da Dissertação: Desenvolvimento Regional Endógeno X Desenvolvimento Regional Exógeno - Estudo de Caso de Candelária - RS.

Trabalho Completo

Orientador: Prof. Dr. Mario Riedl

Banca:
Prof. Dr. Mario Riedl (Orientador/UNISC), Profª. Drª. Ângela Cristina Trevisan Felippi (UNISC) e Prof. Dr. Cesar Marcelo Baquero Jacome (UFRGS).

Data da defesa da dissertação: 12 de março de 2010.

Palavras-chave: Desenvolvimento endógeno, desenvolvimento exógeno, vulnerabilidade social, capital social.

RESUMO: O presente trabalho consiste num estudo comparativo da influência de um projeto gerado endogenamente e de um projeto exógeno de desenvolvimento econômico e social de populações em situação de vulnerabilidade social. Essas populações são assistidas pelo Programa de Erradicação do Trabalho Infantil implantado pelo governo federal juntamente com o município de Candelária (RS) durante os anos de 2001 a 2009 e as que são assistidas pelos projetos sócio-assistenciais mantidos pela municipalidade de Candelária – RS.

Mestrando: Alcione Talaska

 

Título da Dissertação: Estrutura agrária e reconfiguração fundiária: o caso da regiao do Corede Norte - RS.

Trabalho Completo

Orientadora: Profª Drª Virginia Elisabeta Etges

Banca: Profª Drª Virginia Elisabeta Etges (Orientadora/UNISC), Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (UNISC) e Prof. Dr. Ariovaldo Umbelino de Oliveira (USP).

Data da defesa da dissertação: 25 de março de 2010.

Palavras-chave: estrutura agrária, estrutura fundiária, uso da terra, regionalização.

RESUMO: O presente estudo buscou, através de uma sistematização de informações em nível regional, analisar a estrutura agrária da região do Conselho Regional de Desenvolvimento Norte do Estado do Rio Grande do Sul (COREDE Norte/RS), dando ênfase aos processos de reconfiguração fundiária e de alterações do uso da terra ocorridos entre 1992 e 2006. Apoiamo-nos, para isso, numa abordagem descritivo-comparativa, fundamentada em estudo de caso, e em informações secundárias, coletadas principalmente junto ao Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) e ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os procedimentos da pesquisa basearam-se na verificação dos indicadores da concentração fundiária, através do cálculo do índice de Gini, na verificação e comparação entre o número e a área dos imóveis rurais e dos estabelecimentos agropecuários e na identificação das alterações do perfil fundiário da região. Esses procedimentos possibilitaram, juntamente com a identificação dos tipos de uso e das alterações no padrão do uso da terra na região, a verificação de algumas relações entre os índices de concentração fundiária e a especialização em determinadas formas de uso da terra, como também, a elaboração de uma regionalização como expressão dos processos de reconfiguração fundiária e alterações do uso da terra na região no período estudado. Como resultados, verificamos que o processo de reconfiguração fundiária da região do COREDE Norte/RS teve como característica principal a desconcentração fundiária; a redução das áreas ocupadas com pastagens; a redução das áreas ocupadas com os cultivos de milho, soja, feijão, arroz, mandioca, batata-inglesa, tangerina e uva; o aumento das áreas ocupadas com os cultivos de trigo, cevada, erva-mate, laranja, fumo, pêssego e cana-de-açúcar e o aumento das áreas ocupadas com matas e florestas. Como conclusão, assinalamos que a configuração da estrutura fundiária é resultado e ao mesmo tempo condição tanto de processos decorrentes do uso da terra, como de questões socioeconômicas. Nesse aspecto, o sentido da causalidade da reconfiguração fundiária não é precisamente definido, mas pode-se dizer que é influenciado por diversos fatores interligados que, entendidos como processo histórico, produzem e sofrem transformações de caráter social, econômico e ambiental na região.


Mestranda: Andréa Cristine de Lima

Título da Dissertação: A atuação do programa saúde e prevenção nas escolas (spe) na prevenção da gravidez na adolescência no município de Santa Cruz do Sul: um estudo de caso.

Trabalho Completo

Orientador: Prof. Dr. Mario Riedl

Banca: Prof. Dr. Mario Riedl (Orientador/UNISC), Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira (UNISC) e Profª Drª Marilene Maia (UNISINOS).

Data da defesa da dissertação: 30 de março de 2010.

Palavras-chave: gravidez na adolescência, política pública, Programa de Saúde e Prevenção nas Escolas.

RESUMO: A gravidez precoce é uma das ocorrências mais preocupantes relacionadas à sexualidade na adolescência, com sérias conseqüências para a vida dos adolescentes envolvidos, de seus filhos que nascerão e de suas famílias. São muitos os dilemas relacionados a esta questão, bem como as tentativas do poder público de minimizar esta problemática através de projetos e programas. Este estudo analisa uma política pública do governo federal denominada “Saúde e Prevenção nas Escolas – SPE”, que tem dentre os seus objetivos primordiais a prevenção da gravidez na adolescência. A partir deste estudo de caso no município de Santa Cruz do Sul – RS e com base nos dados relacionados à gravidez na adolescência, bem como de entrevistas qualitativas realizadas com os atores envolvidos no programa específico, identificamos as ações desenvolvidas nas escolas públicas no município. Uma das principais conclusões foi que o impacto do programa na redução da gravidez na adolescência não foi significativa até o momento.


Mestrando: Carlos Roberto de Lima Machado Júnior

Título da Dissertação: A formação complementar dos enfermeiros do sistema público de saúde de Santa Cruz do Sul à luz de políticas públicas de capacitação.

Trabalho Completo

Orientador: Prof. Dr. Moacir Fernando Viegas

Banca: Prof. Dr. Moacir Fernando Viegas (Orientador/UNISC), Prof. Dr. Mario Riedl (UNISC) e Profª Drª Ana Luísa Petersen Cogo (UFRGS).

Data da defesa da dissertação: 08 de abril de 2010.

Palavras-chave: Políticas Públicas, Educação em Saúde, Formação Complementar, Enfermagem.

RESUMO: O estudo tem com objetivo descrever e analisar a formação complementar dos enfermeiros que estão inseridos no sistema público de saúde do município de Santa Cruz do Sul à luz das políticas públicas de capacitação em saúde, assim como a forma como os mesmos a percebem, influenciando tanto no trabalho quanto na vida pessoal. Este estudo se caracteriza como um estudo de caso, exploratório descritivo, transversal, qualiquantitativo, tendo como instrumento entrevistas aplicadas face a face. Traz um pequeno histórico da educação em saúde iniciada na abertura política de 1986 e discute de que forma o trabalho se utiliza dessas ferramentas, os interesses que estão em jogo e a opinião de quem é alvo dessas políticas. O estudo nos possibilitou entrar em contato com a opinião e reflexão de profissionais que estão inseridos na assistência, reconhecidos pela literatura da política como “street level bureaucracy”, ou seja, aquele profissional que está na ponta do sistema e que dele depende diretamente a aplicação final das políticas de saúde. Os entrevistados consideram a formação complementar oferecida pelos programas públicos insuficientes, e possuí-la está ligado a uma necessidade de trabalho, que acaba sempre gerando acréscimo pessoal e profissional. A discussão realizada acerca dos dados levantados nos possibilita obter um indício de como está funcionando o trinômio saúde-trabalho-educação no SUS de Santa Cruz do Sul. E serve de ponto de partida para que possamos pensar em mudanças que melhorariam o sistema.

 

Mestranda: Anelise Kern Mezzalira Lange

Título da Dissertação: Produção de plantas ornamentais: análise das potencialidades, da viabilidade agro-econômica e da sua contribuição ao desenvolvimento de Santa Cruz do Sul - RS.

Trabalho completo


Orientador:
Prof. Dr. Silvio Cezar Arend


Banca:
Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (Orientador/UNISC), Dr. Erica Karnopp (UNISC) e Dr. Weimar Freire da Rocha Júnior  (UNIOESC)

Data da defesa da dissertação: 19 de abril de 2010.

Palavras-chave: viabilidade agro-econômica, plantas ornamentais para paisagismo, agricultura familiar, desenvolvimento rural

RESUMO: Este estudo restitui a essência de algumas pesquisas e discussões acerca do desenvolvimento rural do município de Santa Cruz do Sul. A necessidade de assegurar o desenvolvimento do meio rural, principalmente no que diz respeito à agricultura familiar, bem como a necessidade de pensar estratégias com este objetivo torna-se evidente diante da observação da situação do campo. Neste município destaca-se o predomínio da cultura do tabaco, aspecto este que acarreta a necessidade de se pensar alternativas viáveis focalizando a diversificação de culturas pelos agricultores familiares. Uma alternativa consiste na produção de plantas ornamentais para paisagismo, ou seja, plantas para jardim. Esta alternativa foi proposta devido ao Estado do Rio Grande do Sul destacar-se como centro consumidor do país de tais plantas, no entanto, conforme Padula et al. (2003), a produção local não atende a toda a demanda do estado. A viabilidade agro-econômica desta produção bem como sua contribuição para o desenvolvimento da agricultura familiar no município de Santa Cruz do Sul são os aspectos vitais desta dissertação. Partindo de um estudo de caso de um pólo produtor já consolidado, a saber, o pólo da região em torno do município de São Sebastião do Caí, observou-se os prós e contras do cultivo, e constatou-se ser uma atividade viável de ser implantada no município por parte dos agricultores familiares que desejam substituir ou diversificar sua produção de tabaco.

 

 

Mestranda: Liége Alendes de Souza

Título da Dissertação: Análise do contrato de integração entre produtores de fumo e a indústria fumageira

Trabalho Completo

Orientador: Prof. Dr. Mario Riedl


Banca:
Prof. Dr. Mario Riedl (Orientador/UNISC), Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (UNISC) e Prof. Dr. Ivaldo Gehlen  (UFRGS)

Data da defesa da dissertação: 11 de junho de 2010.

Palavras-chave: contrato de integração, fumo, produção integrada

RESUMO: O presente trabalho aborda a temática dos contratos de integração, firmados entre os produtores de fumo e a indústria fumageira. Seu principal objetivo é realizar uma análise sobre os dispositivos insertos neste instrumento, que consagra as obrigações atribuídas às duas partes. O estudo faz uma abordagem sobre as relações de trabalho, resgatando a história da tutela pelo Estado, que o regulamentou, até o anseio dos empregadores pela sua flexibilização e precarização, a fim de relacionar os contratos de integração com a legislação vigente, posto que, por não haver uma norma específica aplicável, fez-se necessário buscar todos os dispositivos legais passíveis de utilização por analogia. Assim, discute-se a natureza destes contratos para tentar enquadrá-los como contratos agrários, civis ou trabalhistas, apresentando o que o Ministério Público do Trabalho tem entendido e as ações adotadas pelo ente público. Nada obstante, buscou-se demonstrar a inadequação dos tipos legais aos contratos de integração, questionando-se, com base na validade destes, se, em caso de conflito entre as partes, deve prevalecer o que foi contratado ou o que está na lei.

 

 

Mestranda: Vonia Engel

Título da Dissertação: A inovação tecnológica: um estudo em indústrias do município de Santa Cruz do Sul /RS

Trabalho completo


Orientador:
Prof. Dr. Silvio Cezar Arend

Banca: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (Orientador/UNISC), Prof. Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira (UNISC) e Prof. Dr. Weimar Freire da Rocha Junior (Unioeste)

Data da defesa da dissertação: 12 de julho de 2010.

Palavras-chave: Inovação tecnológica; Indústrias; Santa Cruz do Sul; Desenvolvimento regional endógeno.

RESUMO: Este estudo aborda a inovação tecnológica, entendida como importante fator que colabora para o desenvolvimento das indústrias de transformação do município de Santa Cruz do Sul, localizada no estado do Rio Grande do Sul e, por consequência, para o desenvolvimento regional endógeno. Defende-se nessa dissertação o argumento de que os processos e produtos precisam ser retroalimentados por inovações tecnológicas para proporcionarem às empresas (aqui, especialmente indústrias) maior competitividade empresarial no mercado globalizado. Também foi enfocado o Manual de Oslo como fundamento para o estudo, manual este que tem como principal objetivo a definição dos conceitos relativos à inovação tecnológica. Foi realizado um estudo exploratório com 13 empresas de transformação do município de Santa Cruz do Sul para a averiguação acerca do grau de importância da inovação tecnológica como fator determinante para a diferenciação, especialidade e singularidades das indústrias, capazes de tornar uma empresa mais competitiva. As indústrias pesquisadas mostraram preocupação com maior envolvimento dos agentes em acompanhar as mudanças que estão acontecendo no mundo globalizado e que o processo de inovação tecnológica envolve entraves financeiros e de implementação, o que representa, para a maioria das empresas pesquisadas, a maior dificuldade. Assim, para que se produza um resultado é necessário que ações aconteçam de forma coordenada, possibilitando cooperação entre todos os agentes, pois há a percepção que a cooperação é mais vantajosa e não elimina a competitividade.

 

 

Mestrando: Carlos Eduardo Arns

Título da Dissertação: A cooperação na agricultura familiar no território Alto Uruguai Catarinense (SC) Brasil

Trabalho Completo

Orientador:
Profª. Drª. Virginia Elisabeta Etges

Banca: Profª. Drª. Virginia Elisabeta Etges (Orientadora – UNISC), Prof. Dr. Oscar José Rover (UFSC) e Prof. Dr. Marco André Cadoná (UNISC)

Data da defesa da dissertação: 28 de setembro de 2010.

Palavras-chave: Cooperação; territórios rurais; associativismo.

RESUMO: O presente estudo trata da cooperação da agricultura familiar no Território Alto Uruguai Catarinense (TAUC), localizado no oeste de Santa Catarina. A questão que norteou esta pesquisa diz respeito às estratégias de cooperação praticada no âmbito da agricultura familiar e como elas se inserem no processo de construção do Território do Alto Uruguai Catarinense. Em seus objetivos, o estudo se propôs a identificar e a caracterizar os principais tipos de organização da cooperação agrícola na agricultura familiar; identificar e analisar as diferentes estratégias de cooperação da agricultura familiar e suas interfaces com a política de apoio ao desenvolvimento do território; analisar as principais concepções políticas e ideológicas presentes na
organização da cooperação agrícola e suas contribuições para a ampliação da autonomia democrática das organizações de cooperação e identificar e caracterizar os principais fatores que condicionam a eficácia da cooperação entre os agricultores familiares na construção do desenvolvimento rural sustentável no TAUC. O Estudo revelou uma significativa densidade e heterogeneidade de tipos de organizações de cooperação, mas com uma tendência crescente de homogeneização como parte de um complexo processo de mudanças em curso nas comunidades do meio rural do Território. Identificaram-se três estratégias de cooperação na agricultura familiar: Estratégia de cooperação comunitária funcional, de abrangência das comunidades
rurais, voltada fundamentalmente para o apoio às atividades dos principais sistemas de cultivo e criação e pequenos serviços comunitários, para o qual contam com o apoio das prefeituras municipais, ator que vem ampliando sua ação e provocando profundas mudanças nas organizações comunitárias tradicionais; Estratégia de cooperação empresarial competitiva, de abrangência regional e interestadual, integrada ao movimento cooperativista tradicional, constituído pelas poucas e grandes cooperativas, mantendo e reproduzindo as relações sociais do capitalismo no campo; Estratégia da cooperação solidária autogestionária, originada no bojo dos movimentos sociais dos anos 1980, constituída por um diverso conjunto de organizações formais e informais, articuladas em rede a pequenas cooperativas autogestionárias. Esta última é a única estratégia que, desde 2004, vem participando de forma mais efetiva da política de apoio do MDA ao processo de desenvolvimento do Território Alto Uruguai Catarinense.

 


Mestranda: Letícia Schramm Arend

Título da Dissertação: Mercado de trabalho e empregabilidade no município de Santa Cruz do Sul/RS: A percepção dos empregadores .

Trabalho Completo

Orientador:
Prof. Dr. Mario Diedl

Banca: Prof. Dr. Mario Diedl (Orientador/UNISC), Profª. Drª. Ângela Cristina Trevisan Felippi (UNISC) e Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann (UFSM)

Data da defesa da dissertação: 30 de setembro de 2010.

Palavras-chave: Mercado de trabalho, Empregabilidade, Competências técnicas, características comportamentais.

RESUMO: O rápido e profundo processo de inclusão e difusão de tecnologias no ambiente organizacional modificaram as formas como os processos de trabalho acontecem, obrigando os trabalhadores a se adequarem a novas modalidades de trabalho. A globalização também impactou profundamente o mercado de trabalho mundial, como processo de reorganização da divisão internacional do trabalho. Desta forma, o trabalhador, para se manter ativo e/ou para ingressar no mercado de trabalho, necessita adequar-se a essa nova realidade. O profissional necessita possuir um conjunto de competências técnicas e características comportamentais para se tornar empregável. Esta dissertação apresenta uma análise sobre o mercado de trabalho e a empregabilidade no município de Santa Cruz do Sul/RS, sob a percepção dos empregadores, levando em consideração as competências técnicas e características comportamentais que os trabalhadores do município analisado possuem. Também foram analisadas as dificuldades que as empresas do município enfrentam na hora de buscar trabalhadores para as suas vagas em aberto, bem como o perfil de trabalhador buscado pelas empresas. O que observamos é que as vagas existem, porém faltam trabalhadores qualificados.

 

 

Mestrando: Alceu de Matos Scheffer

Título da Dissertação: Desenvolvimento regional no Litoral Norte do Rio Grande do Sul: o caso do turismo no município de Torres/RS

Trabalho completo


Orientadora:
Profª Drª Virginia Elisabeta Etges

Banca: Profa.Dra Virginia Elisabeta Etges (Orientadora), Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (UNISC) e Prof. Dr. Marcelo Ribeiro(UFSM)

Data da defesa da dissertação: 05 de outubro de 2010.

Palavras-chave: Turismo, Litoral Norte, Torres, Desenvolvimento, Urbanização

RESUMO: A presente pesquisa apresenta um estudo de caso realizado no município de Torres, litoral norte do Estado do Rio Grande do Sul, analisando o papel do turismo na urbanização e na mobilidade populacional daquele município, no período de 1970 a 2005. Investigou-se como o turismo, enquanto atividade social e econômica, interage com outros segmentos da sociedade, e os reflexos desta interação no processo de desenvolvimento e de urbanização no município. Para tanto, atenção especial foi dedicada às mudanças estruturais que vêm ocorrendo na atividade do turismo em Torres ao longo das últimas décadas, particularmente na transformação desse espaço em área de residência fixa por parte de alguns segmentos sociais. O método de levantamento de dados pautou-se pelo estudo de caso, através da realização de entrevistas semi-estruturadas, observação a campo, bem como a busca de dados secundários disponíveis junto ao Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, a órgãos estaduais e municipais. O que se observou foi o intenso investimento em infraestrutura rodoviária na região por parte do poder público, ligando o município de Torres ao Centro e à região da serra no Estado, além de investimentos significativos da iniciativa privada, criando praias artificiais, parques temáticos e condomínios horizontais na região, voltados para a classe média alta. No município de Torres, especificamente, destaca-se a forte atuação da construção civil, construindo edifícios na parte Leste, próxima à orla marítima, além da expansão da área urbana no sentido Oeste, em direção à Serra Geral, abrangendo inclusive áreas rurais, as quais em poucos anos, estarão totalmente integradas ao perímetro urbano. Nesses espaços também já é possível encontrar ocupações irregulares em áreas de risco. É necessário, portanto, que a ação do poder público, tanto em nível municipal, como estadual e federal, se faça presente, coordenando e organizando essa expansão na direção à porção ocidental de Torres, uma vez que é nestas áreas, carentes de infraestrutura, que se concentram os moradores mais pobres, para que a dinamização da economia gerada pela atividade do turismo resulte também em qualidade de vida para um número cada vez maior de habitantes do município.

 

 

Mestrando: Jorge Luís Ribeiro Imperatore

Título da Dissertação: Governo eletrônico como plataforma à governança municipal .

Trabalho completo

Orientador:
Prof Dr Carlos Águedo Paiva

Banca: Prof Dr Carlos Águedo Paiva (Orientadora), Prof. Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira (UNISC) e Prof. Dr. Pedro Silveira Bandeira

Data da defesa da dissertação: 10 de setembro de 2010.

Palavras-chave: Governo Eletrônico, Governança, Tecnologias da Informação e

Comunicação - TICs, Inclusão Social, Desenvolvimento Regional.

 

RESUMO: As possibilidades da sociedade sob a influência das Tecnologias da Informação e Comunicação – TICs são inúmeras, principalmente no que representa o acesso à informação, ao conhecimento, à democracia e à participação cidadã. No entanto, este potencial, presente no governo eletrônico, ainda não está sendo explorado na sua amplitude, por grande parte dos governos. Nesse contexto, o presente trabalho apresenta uma proposta de design estrutural de informações para um portal de governo eletrônico com suporte Internet. Critérios, parâmetros, dimensões, princípios, observações, exemplos, e características importantes para a construção de uma arquitetura de informações. Assim como, alternativas gratuitas disponíveis para os municípios iniciarem o processo de desenvolvimento da democracia eletrônica, mediada pelo governo eletrônico, através da prática da comunicação digital, da democratização das novas mídias e da diversificação das relações governamentais. Viabilizando a implantação de ferramentas de interação eletrônica, ou utilizando os canais disponíveis de forma gratuita na Internet, constituindo redes interorganizacionais, envolvendo todos os atores e agentes locais, para estimular a proficiência digital, a inclusão e integração social, e a governança. Pois, qualquer iniciativa que vise o desenvolvimento regional, demanda mudanças institucionais que ampliem a governabilidade das instituições púbicas, com o intuito de mobilizar e organizar a sociedade, para a constituição de um tecido social sinérgico, base necessária para a formação do ambiente sociopolítico favorável e a construção de um empreendimento social coletivo, como decorrem as experiências exitosas.

 

 

Mestrando: Diônifer Alan da Silveira


Título da Dissertação
: A reciclagem de resíduos sólidos na região do Vale do Rio Pardo e seus discursos: uma questão ambiental, social, econômica e política.

Trabalho completo

Orientador:
Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira

Banca: Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira, Dr.ª Heleniza Ávila Campos e Dr.ª Clítia Helena Backx Matins

Data da defesa da dissertação: 21 de dezembro de 2010

Palavras-chave: Desenvolvimento Regional; reciclagem de resíduos sólidos; catadores; disputa de poder; análise crítica do discurso.

RESUMO: A descrição de um cenário da reciclagem de resíduos sólidos se faz por uma análise das dimensões ambiental, social, econômica e política entre os atores envolvidos no tema. No contexto da região do Vale do Rio Pardo, Rio Grande do Sul, Brasil, procuramos compreender os fatores estruturais e conjunturais que inibem o desenvolvimento da área de reciclagem, uma área que possibilita ainda incontáveis ganhos em todas as dimensões a todos os atores. A perspectiva utilizada para essa compreensão se fez a partir da análise crítica do discurso (ACD) da população, dos catadores, do poder público, da sociedade civil e das empresas, percebendo as relações de poder que se apresentam, as quais coagem os atores com menores oportunidades de atuação dentro do cenário, especialmente os catadores de materiais recicláveis. A explicitação dos conflitos e a apresentação de argumentos nas quatro dimensões são os argumentos que temos para contribuir com a estrutura do cenário que carece de mudanças. O processo de mudança ficou claro quando apresentamos as conquistas locais (criação do Fórum de Ação pela Coleta Seletiva e a gestão da Usina Municipal de Santa Cruz do Sul à cooperativa de catadores), nacional (publicação da Política Nacional de Resíduos Sólidos) e internacional (Copa do Mundo de Futebol “Verde”, em 2014, no Brasil), que possibilitam novas estratégicas a cada um dos atores. Constatamos, neste discurso (em formato de dissertação), que o desenvolvimento da dimensão política, seja com a institucionalização de estruturas legais ou seja com a aparentemente simples articulação e a comunicação entre os atores é o principal caminho a ser aprimorado em sociedade para que possamos construir políticas públicas que supram as necessidades comuns e as condições mínimas para a melhoria da qualidade de vida da população e a consequente busca, individual ou coletiva, da felicidade.

 

 

Mestrando: Péricles Purper Thiele

Título da Dissertação: Desenvolvimento econômico de Cachoeira do Sul: diagnóstico econômico da política pública de industrialização.

Trabalho Completo

Orientador:
Profª. Drª Marília Patta Ramos

Co-orientador: Prof. Dr. Carlos Águedo Paiva

Banca: Profª. Drª Marília Patta Ramos (Orientador/UNISC), Prof. Dr. Carlos Águedo Paiva (Co-orientador/UNISC), Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (UNISC) e Adelar Fochezatto (PUCRS)

Data da defesa da dissertação: 12 de novembro de 2010

Palavras-chave: Desenvolvimento Regional, Diagnóstico Econômico, Projeto de Industrialização, Potenciais Endógenos.

Resumo: Esta dissertação tem por objetivo pesquisar o desenvolvimento econômico do município de Cachoeira do Sul que foi o quinto município criado no Rio Grande do Sul, tornando-se uma referência política e econômica do Estado. Porém, ao longo do tempo, perdeu esta posição passando a ser considerado um município em estagnação econômica. Para atingir o objetivo proposto, partimos da Teoria Econômica de Douglass North onde o autor afirma que o desenvolvimento de uma região deve-se a sua capacidade de gerar novas empresas subsidiárias a partir de sua produção agropecuária com potencial exportador. Após a discussão da Teoria Econômica, realizamos o Diagnóstico Econômico de Cachoeira do Sul onde são levantados dados sócio-econômicos a partir da década de 1970. Como forma de reverter a estagnação econômica, foi implantado a partir de 2005 o Projeto de Industrialização do Município de Cachoeira onde foram investimos aproximadamente R$ 88 milhões em recursos públicos e privados. Apresentaremos através da comparação entre um grupo de municípios e de indicadores, o real impacto deste projeto. Finalizando, apresentamos os potenciais endógenos para o desenvolvimento econômico de Cachoeira do Sul e Região.

Mestrando: Aldo Roberto Boose

Título da Dissertação: Análise das políticas públicas federais de educação e suas repercussões sobre as instituições de ensino superior privadas no Brasil.

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Mario Riedl

Banca: Prof. Dr. Mario Riedl (UNISC), Prof. Dr. Moacir Fernando Viegas (UNISC) e Profª Drª Isabel Noemia Junges Rückert (FEE).

Data da defesa da dissertação: 06 de janeiro de 2009.

Palavras Chave: educação superior, políticas educacionais, financiamento educacional.

RESUMO: O objetivo deste trabalho foi o de analisar a relação entre o crescimento acelerado das instituições privadas de ensino superior no país e a política educacional do governo federal no período 2001 – 2005. Para tanto, foram analisados documentos pertinentes do governo federal (dados do MEC e INEP), a Constituição Federal de 1988, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação, entre outros documentos. Concluiu-se que o significativo crescimento das instituições privadas de ensino superior foi resultado de uma política educacional do governo federal, implantada pelo governo Fernando Henrique Cardoso e ampliada pelo Governo Lula, de incentivo e ampliação do crédito educativo, o que viabilizou o incremento das vagas nas instituições privadas. Ao mesmo tempo, as instituições públicas de ensino superior, no período analisado, experimentaram severas restrições nos seus orçamentos e dificuldade na reposição e ampliação dos seus quadros docentes e técnicos administrativos, o que provocou um congelamento na expansão de vagas nos cursos oferecidos por essas instituições. Finalmente, discute-se a questão da expansão do ensino superior no país e a qualidade do mesmo.

 


Mestrando: Iran da Costa Pas

Título da Dissertação: A ação coletiva dos trabalhadores em tempos de crise: o movimento sindical urbano de Santa Cruz do Sul (1980-2000).

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Roberto Radünz

Banca: Prof. Dr. Roberto Radunz (UNISC), Prof. Dr. Moacir Fernando Viegas (UNISC) e Prof. Dr. Herval Pina Ribeiro (UNIFESP).

Data da defesa da dissertação: 26 de março de 2009.

Palavras-chave: Santa Cruz do Sul, Movimento Sindical, neoliberalismo.

RESUMO: Este estudo tem como proposta trazer para o debate as questões ligadas ao Movimento Sindical em Santa Cruz do Sul e a sua importância frente ao desenvolvimento regional. Para tanto, analisa a ascensão e a crise do sindicalismo no Brasil, cruzando com o debate sobre a crise em nível mundial: como surge e se desenvolve o Novo Sindicalismo no município, suas relações políticas e ideológicas com outros movimentos a relação sindicato/partido. Assim, procura-se demonstrar que, em que pese a pouca produção teórico/acadêmica acerca do tema, é possível notar a importância deste segmento no desenvolvimento do município e da região. Mas ao reconhecer esta importância não se deixou de olhar também os problemas enfrentados pela organização dos trabalhadores, seus equívocos, seus avanços e também recuos, porque é nesse movimento dialético que se constrói a identidade da classe trabalhadora.

 

 

Mestranda: Débora Hesse Machado Grünevald

Título da Dissertação: O Conselho da Mulher de Santa Cruz do Sul: construindo alternativas para demandas femininas.

Trabalho completo

Orientadora: Profª Drª Marília Patta Ramos

Banca: Profª Drª Marília Patta Ramos (UNISC), Prof. Dr. João Pedro Schmidt (UNISC) e Profª. Drª. Jussara Reis Prá, (UFRGS)

Data da defesa da dissertação: 07 de abril de 2009.

Palavras-chave: Conselho temático; participação; cidadania; políticas públicas; gênero.

RESUMO: Esta dissertação analisa o funcionamento do Conselho Municipal de Direitos da Mulher de Santa Cruz do Sul (CMDM), através dos processos de participação/representação de mulheres participantes deste espaço público. O Conselho dos Direitos da Mulher apresentou algumas particularidades em relação às características de sua fundação e ainda devido ao perfil participativo de sua representação. Ou seja, nesta dissertação resgatamos a história deste conselho, analisamos sua atuação buscando entender de que forma a categoria gênero é articulada neste grupo social e se sua intervenção amplia as possibilidades de participação democrática em termos de lutas por seus interesses. Enfim, para dar conta desta problemática investigamos tanto a estrutura e funcionamento do CMDM, como as representantes que legitimam este espaço democrático. Enfim, a partir da análise do Livro de Atas do CMDM, das leis que regem este conselho, dos folhetos explicativos do mesmo, do questionário aplicado com as conselheiras participantes deste conselho e também a partir das entrevistas com as conselheiras selecionadas podemos afirmar que a atuação do CMDM na esfera pública trouxe importantes avanços para a questão de gênero. Através do resgate de sua história percebemos que o perfil participativo de sua representação demonstrou força política no sentido de reativar suas ações e ainda de ampliar as possibilidades de atuação na esfera pública trazendo uma série de modificações neste conselho, entre elas podemos destacar: as alterações do regimento interno, a reativação do Escritório de Defesa dos Direitos da Mulher, as rotinas de palestras sobre violência doméstica nas escolas, a conclusão do projeto Casa de Passagem, entre outras conquistas. Assim, o CMDM pode ser considerado como um espaço participativo e atuante em prol dos diretos da mulher.


 

 

Mestrando: Rafael Pizzato Vier

Título da Dissertação: ‘Oligarcas’ ou ‘Revolucionários’ uma visão Weberiana sobre os desafios dos dirigentes sindicais do campo no Sudeste Paraense.

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Mario Riedl

Banca: Prof. Dr. Mario Riedl (UNISC), Prof. Dr. César Hamilton Brito de Goes (UNISC) e Prof. Dr. Zander Soares de Navarro (UFRGS)

Data da defesa da dissertação: 08 de abril de 2009.

Palavras-chave: sindicalismo rural, desenvolvimento agrícola, elites sindicais, reforma agr.

RESUMO: Este trabalho parte de um enfoque weberiano para analisar as estratégias político-organizativas adotadas pelos dirigentes sindicais do campo no sudeste paraense no período de 1996 a 2008. Para isso parte de duas hipóteses. A primeira, a partir de um olhar interno e com base na tese de Robert Michels sobre o processo de oligarquização das organizações políticas, nas modernas democracias de massa. E a segunda, a partir do enfoque de dois dos principais paradigmas interpretativos sobre o papel do complexo agrícola e suas formas de institucionalização no processo de desenvolvimento das economias capitalistas avançadas. Com base nas evidências levantadas pode-se verificar os laços que os dirigentes sindicais guardam com sua base, enfraquecendo a tese oligárquica sobre a apartação entre representantes e representados. De outro lado, à medida que a pesquisa revela um maior "grau de conhecimento" dos dirigentes sindicais do campo sobre a temática "político-partidária" em detrimento da "agrícola", isso aponta no sentido de que um dos paradigmas interpretativos esteja servindo de arcabouço valorativo para orientação de suas decisões estratégicas. A partir destas evidências, como propõe a teoria weberiana, as análises partem para uma leitura crítica sobre as implicações destas "escolhas".

 


 

Mestrando: Tiago Costa Martins

Título da Dissertação: Da vida de peão: cultura, mídia e desenvolvimento na Campanha.

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Silvio Marcus de Souza Correa

Banca: Prof. Dr. Silvio Marcus de Souza Correa (UNISC), Profª Drª Angela Cristina Trevisan Felippi (UNISC) e Prof. Dr. Karl Martin Monsma (Unisinos)

Data da defesa da dissertação: 09 de abril de 2009.

Palavras-chave: desenvolvimento, peão campeiro, Campanha (RS).

RESUMO: No Rio Grande do Sul, os diversos significados sobre o desenvolvimento regional decorrem de configurações territoriais com diferentes dinâmicas sócio-econômicas e culturais. Neste mosaico, alguns territórios são representados como "estagnados", "subdesenvolvidos" ou "atrasados". Evidentemente, essa representação do desenvolvimento tem como paradigma um modelo urbano-industrial, o qual centraliza a compreensão numa estrutura dualística que sobrepõem o urbano ao rural. Nesse sentido, a Campanha (Rio Grande do Sul) é amplamente difundida como uma região em crise. Esta região apresenta um contexto histórico e contemporâneo que destaca um tipo de comunidade rural limitada pelo espaço e pela forma de realização do capitalismo. A partir disso, esta pesquisa teve como objetivo compreender como determinado segmento social - peão campeiro - percebe o sentido de desenvolvimento. Assim como, analisar a relação deste segmento com o território, numa associação à construção do significado. A pesquisa de campo foi realizada em três municípios que compõem a messoregião Sudoeste do Rio Grande do Sul: Dom Pedrito, Rosário do Sul e Quaraí. Os resultados obtidos do presente estudo demonstram que características e ações singulares dos peões campeiros fazem sentido no seu universo de vida. Cotidiano, ordenamento do tempo/espaço, percepção identitária, relação entre o arcaico e o moderno, especialmente o uso dos dispositivos midiáticos, atuam significativamente na compreensão de desenvolvimento e na representação da região. Agindo reflexivamente, os peões constroem a partir de suas vivências, hábitos e práticas um sentido de desenvolvimento voltado para a noção de produtividade. E associam o termo com relação direta ao território, através de um sentimento de pertencimento ao espaço vivido. Este aspecto configura uma visão de desenvolvimento "endógena" que concerne ao modus vivendi e que é dicotômica em relação aos demais significados existentes sobre a região. O entendimento por parte dos entrevistados sobre definição do desenvolvimento regional acusou uma percepção multidimensional em que aspectos econômicos, geográficos e sociológicos do desenvolvimento se complementam.

 


 

Mestrando: Wilson Junior Weschenfelder

Título da Dissertação: Percepção ecoturística: uma contribuição ao desenvolvimento local do ecoturismo da região serrana do município de Venâncio Aires, RS.

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Mario Riedl

Banca: Prof. Dr. Mario Riedl (UNISC), Profª Drª Angela Cristina Trevisan Felippi (UNISC) e Prof. Dr. Jalcione Pereira de Almeida (UFRGS)

Data da defesa da dissertação: 16 de abril de 2009.

Palavras-chave: percepção ecoturística, Desenvolvimento Sustentável, ecoturismo, Venâncio Aires.

RESUMO: A região serrana do município de Venâncio Aires, RS, tem como sua principal base produtiva o tabaco. Além do êxodo rural, a possibilidade do desenvolvimento de outras atividades agrícolas também não é favorecida por causa do relevo muito acentuado. Apesar de algumas intervenções para desencadear um processo de organização e capacitação em Ecoturismo, a região ainda se manteve estática frente a esta atividade. Para tal, foi definida a hipótese sobre o nível de percepção dos moradores da região serrana do município de Venâncio Aires, RS, é compatível com as atividades desenvolvidas pelo Ecoturismo. Consequentemente, o projeto teve como objetivos verificar o nível de percepção dos moradores da região de estudo, se este nível de percepção seria compatível para a implantação de atividades de Ecoturismo e quais seriam os fatores que colaboram ou inviabilizam o desenvolvimento do Ecoturismo na região. Para o desenvolvimento dos procedimentos para a determinação do nível de percepção dos moradores, foram realizadas visitas às residências para entrevista com os moradores. Como não há informação acerca do nível de percepção ecoturística dos moradores da região, até mesmo porque a denominação "percepção ecoturística" é inovadora por este projeto, optou-se pela elaboração de um formulário com base em estudos de percepção ambiental desenvolvidos em diversos projetos de cunho ambiental, sendo denominado de Formulário de Percepção Ecoturística - FPE. A coleta de dados se deu de forma voluntária, utilizando o método de comunicação não disfarçada, onde o FPE foi aplicado a uma amostra de 108 moradores. Os dados coletados foram analisados e valorados com a utilização dos softwares SPSS (Statistical Package for Social Science) e EXCEL (Microsoft Office Excel). Para esta amostra, analisado as questões que determinam a percepção ecoturística, encontramos um percentual de 84,259% de acertos (relação positiva benéfica ao Ecoturismo) sendo este valor atribuído à Percepção Ecoturística. Este valor confirma a hipótese e demonstra que os moradores possuem hábitos e comportamentos compatíveis com os princípios do Ecoturismo. Assim, entendido que a "Percepção Ecoturística" pode apontar tendências, hábitos e comportamentos específicos sobre esta temática, também pode apontar novas alternativas para o desenvolvimento regional e para a construção de novas cadeias de produtos e serviços ligados ao Ecoturismo.

 


 

Mestranda: Scheila Karina Bockor Bartmann

Título da Dissertação: Memória social e desenvolvimento: uma análise do processo histórico de produção de erva-mate no município de Canoinhas - SC.

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva

Banca: Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva (UNISC) Profª Drª Maria da Salete Sachweh (Co-orientadora/UnC-Canoinhas) Prof. Dr. Rogerio Leandro Lima da Silveira (UNISC) Prof. Dr. Gilson Nachtigall (UnC- Canoinhas)

Data da defesa da dissertação: 04 de maio de 2009.

Palavras-chave: memória social, desenvolvimento regional, identidade, erva-mate.

RESUMO: A presente pesquisa tem como objetivo analisar a relação existente entre a produção de erva-mate e o processo de desenvolvimento/estagnação econômica do município de Canoinhas, localizado no norte do estado de Santa Catarina. A erva-mate constituía uma riqueza para a região de Canoinhas no século passado, pois existia em abundância nas matas e, por muito tempo, foi a base econômica que sustentava o município. Por meio da análise da historiografia regional, da imprensa escrita e de entrevistas semi-estruturadas, problematiza-se como a cultura da erva-mate se constitui como referência para a construção da memória social da população de Canoinhas, especialmente no que diz respeito ao desenvolvimento regional. Para tanto, a pesquisa se desdobra em três capítulos. No primeiro, são apresentadas considerações sobre a formação sócio-histórica de Canoinhas, destacando suas principais correntes migratórias e o processo de desenvolvimento econômico baseado na erva-mate. No segundo capítulo, é feita uma explanação sobre a simbologia existente com relação ao mate, mostrando os símbolos oficiais, monumentos, festas e outros, que contribuem para dar uma identidade ao município. Neste mesmo capítulo, também se faz uma breve análise teórica sobre o imaginário social e sua relação com o conjunto de símbolos. No último capítulo, por meio da história oral da comunidade canoinhense, busca-se compreender o processo produtivo de erva-mate e sua relação com o desenvolvimento de Canoinhas. Para tanto, também se trata sobre a memória social e como esta se constitui na região. As considerações finais da pesquisa apontam que a riqueza proporcionada pela erva-mate no início do século XX contribuiu para o desenvolvimento regional daquele período e, atualmente, as atividades ligadas à agricultura, comércio e indústria têm mais destaque na economia do município de Canoinhas. Porém, a identificação da cidade com a erva-mate permanece viva na memória social da população e no conjunto de símbolos apresentados.

 


 

Mestranda: Danúbia Cremonese Sehn

Título da Dissertação: A contribuição da Oktoberfest para o discurso identitário germânico de Santa Cruz do Sul.

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva

Banca: Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva (UNISC) Profª Drª Angela C. Trevisan Felippi (Co-orientadora/UNISC) Profª Drª Mônica Elisa Dias Pons (UNISC) Profª Drª Márcia Franz Amaral (UFSM)

Data da defesa da dissertação: 11 de maio de 2009.

Palavras-chave: Oktoberfest, Santa Cruz do Sul, identidade alemã.

RESUMO: Esta pesquisa tem como objetivo analisar a contribuição do evento de conotação germânica, Oktoberfest, no processo de construção do discurso identidário germânico do município de Santa Cruz do Sul, localizado na região central do Rio Grande do Sul. A análise se divide em três capítulos, sendo que, no primeiro, apresentamos uma historização sobre a colonização alemã no Brasil, no Estado do Rio Grande do Sul e na cidade de Santa Cruz do Sul, bem como a ocupação dos imigrantes neste núcleo colonial, seu desenvolvimento e suas primeiras manifestações culturais. No segundo, apresentamos uma teorização sobre festas, principalmente as étnicas, e analisamos o quanto estas contribuem para a expressão da identidade cultural e construção da imagem de uma comunidade. Problematizamos a forma como um determinado grupo político da comunidade de Santa Cruz do Sul, bem como a imprensa local legitimaram os discursos identidários por meio das duas principais festas realizadas no município, a Festa Nacional do Fumo, FENAF, e a Oktoberfest. No terceiro capítulo, trazemos os resultados do trabalho de campo da pesquisa, ou seja, através da descrição sobre a elaboração e realização da Oktoberfest de 2008, realizada por meio da observação e de entrevistas semi-estruturadas aplicadas junto aos organizadores da edição mencionada, conseguimos demonstrar a afirmação identidária de um determinado grupo. Esta análise é importante para compreender a trajetória do movimento de reivindicação da identidade teuto-brasileira, sua constituição e negociação enquanto uma estratégia visando a manutenção da distintividade e, também, como um símbolo de classificação social, apontando para as representações de natureza étnica e cultural que interagem no contexto da Oktoberfest.

 


 

Mestrando: Luiz Gustavo Zuliani da Silva

Título da Dissertação: Políticas habitacionais de interesse social no Rio Grande do Sul: análise de implementação em municípios de médio porte da Metade Sul.

Trabalho completo

Orientadora: Profª. Drª. Heleniza Ávila Campos

Banca: Profª. Drª. Heleniza Ávila Campos (UNISC), Prof. Dr. Rogério Leandro Lima da Silveira (UNISC) e Profª. Drª. Nirce Saffer Medvedovski (UFPel)

Data da defesa da dissertação: 01 de junho de 2009.

Palavras-chave: Habitação de Interesse Social, Metade Sul, Políticas Públicas.

RESUMO: O objetivo desta pesquisa é analisar o crescimento e desenvolvimento da implantação de habitação de interesse social a partir de 1998, tomando-se como objeto de estudo as cinco cidades da Metade Sul do Estado com mais de 100 mil habitantes, sendo elas: Pelotas, Santa Maria, Rio Grande, Uruguaiana e Bagé. A questão central que se coloca é: quais as providências que vêm sendo tomadas pelos gestores no sentido de reduzir as carências habitacionais nas cidades em estudo? Quais as ações ou programas realizados no período de estudo visando amenizar os problemas de habitação para grupos de interesse social nestas cidades? A elaboração da pesquisa foi planejada com ações qualitativas e quantitativas, que utiliza ainda pesquisa bibliográfica e documental. Já a coleta de dados foi feita através de entrevistas semi-estruturada com funcionários da Secretaria de Habitação das cidades e os responsáveis pelo Programa de Aceleração do Crescimento nas cidades em estudo, bem como os engenheiros e técnicos da Redur/Santa Maria e Gidur/Porto Alegre. Por meio dessa metodologia analisou-se a atuação dos agentes no processo de formulação de propostas públicas que visem equacionar as necessidades da cidade especificamente na área de habitação de interesse social para população de até seis salários mínimos. Como resultado, observase que os programas PAR e PAC foram os que mais se destacaram entre as ações adotadas nas cidades em estudo. O pensar local deve vir articulado com um esforço de redefinir o aspecto quantitativo de unidades habitacionais e articulá-lo com outras propostas que sejam capazes de atender as necessidades de Habitação no Brasil.

 


 

Mestranda: Márcia Maribel Corrêa

Título da Dissertação: Exclusão social, criminalidade e perfil do encarcerado do Presídio Regional de Santa Cruz do Sul.

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. João Pedro Schmidt

Banca: Prof. Dr. João Pedro Schmidt (UNISC), Prof. Dr. Mario Riedl (UNISC) e Profª Drª Acácia Maria Maduro Hagen (Secretaria de Segurança Pública/RS)

Data da defesa da dissertação: 03 de junho de 2009.

Palavras-chave: instituição prisional, perfil do encarcerado, exclusão social, criminalidade.

RESUMO: O presente trabalho ocupa-se do perfil do encarcerado do Presídio Regional de Santa Cruz do Sul, tendo como pano de fundo a reflexão sobre os vínculos entre a exclusão social e a criminalidade. O conceito de exclusão social é abordado nas suas diversas dimensões – econômica, social, cultural e política – e considerando as suas novas manifestações nos dias atuais. Busca-se evidenciar aspectos da exclusão social nos Vales do Rio Pardo e do Taquari, especialmente no que diz respeito ao município de Santa Cruz do Sul. Faz-se uma contextualização histórica desse município, buscando mostrar o contexto em que acontece a implantação e as transformações da instituição prisional. A instituição prisional em Santa Cruz do Sul passa por três momentos históricos distintos. Nos primeiros anos da colonização do município em meados do século XIX é construída a cadeia municipal. Em 1930, é inaugurado um novo prédio, com mais estrutura, conhecido como “Velho Cadeião”, localizado em área central da cidade. No final da década de 1970 é criado o Presídio Regional de Santa Cruz do Sul, na periferia da cidade, que passa a abrigar presos de vários municípios da região. O trabalho apresenta uma descrição dos aspectos técnicos, econômicos e sociais do Presídio Regional de Santa Cruz do Sul, com base nas informações do administrador. O perfil dos presos é apresentado com base nos resultados de um questionário respondido pela quase totalidade dos detentos em regime fechado, em 2008. A análise dos dados evidencia que os presos do Presídio Regional de Santa Cruz do Sul compartilham a maioria das características comuns nas instituições brasileiras, mas apresenta também algumas peculiaridades, relacionadas a aspectos regionais.

 

 


Mestranda: Silvania Terezinha Moll

Título da Dissertação: Uma Empresa, Duas Regiões: o uso vantajoso do território - uma análise comparativa da percepção dos trabalhadores sobre desenvolvimento.

Trabalho completo

Orientadora: Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges

Banca: Profª. Drª. Virgínia Elisabeta Etges (UNISC) Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg (UNISC), Prof. Dr. Rolando Juan Soliz Estrada (UFSM)

Data da defesa da dissertação: 10 de junho de 2009.

Palavras-chave: uso do território; guerra fiscal; desenvolvimento regional; percepção dos funcionários.

RESUMO: Com o fenômeno da globalização, as empresas brasileiras buscaram oportunidades de crescimento de várias formas. Através dos incentivos fiscais os Estados, a partir de seus governos, objetivaram atrair investimentos gerando competição com os demais, prática conhecida como guerra fiscal. Algumas empresas, utilizando-se deste recurso instalaram novas unidades produtivas ou mesmo deslocaram-se para regiões distantes, com condições sócio-econômicas precárias e pouca qualificação da mão de obra. Neste estudo busca-se analisar o uso do território a partir do caso de uma empresa calçadista, instalada em duas regiões - Sul e Nordeste -, com índices de Desenvolvimento Humano bastante diversos. Partindo de uma análise comparativa da percepção de 658 trabalhadores do grupo D sobre desenvolvimento, avalia-se o impacto causado pela instalação da indústria na nova localidade, bem como junto aos trabalhadores atuantes na sede da empresa. Verifica-se também o crescimento sócio-econômico dos Municípios de Nova Petrópolis, no RS, e de Russas, no Ceará, no decênio de 1997 a 2007. Pelos resultados da pesquisa identificam-se diferenças entre os trabalhadores da Unidade do Sul e da Unidade do Nordeste quanto à educação formal, nível salarial, renda familiar, sindicalização, o primeiro emprego, entre outros. Quanto à qualidade de vida, os níveis de satisfação dos trabalhadores antes do emprego e após terem sido contratados pela empresa também se apresentam diferenciados nas duas unidades, no entanto há pontos em comum que se referem à aquisição de bens materiais, atividade profissional e nível de ambição.

 


 

Mestrando: Emerson Carlotto Silveira

Título da Dissertação: A pesca artesanal no contexto do desenvolvimento econômico versus sustentável

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg

Banca: Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg (Orientador/UNISC), Prof. Dr. Mario Riedl (UNISC), Prof. Dr. Lúcio André de Oliveira Fernandes (UCPel)
Data da defesa da dissertação: 02 de julho de 2009

Palavras-chave: Desenvolvimento econômico, Pesca Artesanal, Sustentabilidade.

RESUMO: O crescimento populacional e o tipo de desenvolvimento econômico tem sido apontados como causas básicas do desequilíbrio ecológico. O crescimento das cidades e a expansão do turismo entre outras atividades econômicas tem contribuído em grande parte para a destruição das comunidades de pescadores artesanais. A relação entre o desenvolvimento socioeconômico e a utilização do meio-ambiente, vem caracterizando-se como objeto de intensa discussão. Freqüentemente o estudo das relações entre as comunidades humanas e o mar, está marcado pelo uso de metodologias extraídas das análises das sociedades camponesas. Este conceito torna inadequado para explicar as complexas relações que existem entre as comunidades de pescadores e o mar. Esta pesquisa analisa e descreve as condições que se encontram as comunidades de pescadores artesanais em suas relações com o meio ambiente em particular, o mar, seus valores, suas relações capitalistas, os conflitos existentes e as práticas da "gente do mar": as comunidades marítimas se constituem pela prática dos pescadores num ambiente marcado pelo perigo, riscos, sazonalidades e exploração; a própria imprevisibilidade e mobilidade dos recursos pesqueiros; seus apetrechos, utilizados no dia a dia para manutenção e sustento de suas famílias, as artes empregadas. Essas características estão na base das limitações do processo de acumulação e desenvolvimento desta classe. Porém, tais características também contribuem para o duradouro modo de vida ambientalmente sustentável destas comunidades. Do ponto de vista metodológico, através do acompanhamento direto dos pescadores, entrevistas, reuniões, foi evidenciado um número considerável de problemas que devem ser tratados na gestão da pesca. Os resultados mostram a relevância e importância de um enfoque mais abrangente e participativo para a gestão da pesca, sendo ressaltada, a experiência local com a co-gestão da pesca artesanal. O estudo realizado evidencia a necessidade de se abordar os problemas que afetam o desenvolvimento econômico e a sustentabilidade da atividade de uma forma mais integrada, ressaltando a importância de projetos, ações e um maior comprometimento das instituições ligadas diretamente ao setor pesqueiro em fornecer o apoio necessário.

 


 

Mestrando: Mara Eliza Garske

Título da Dissertação: As indústrias criativas como fator de desenvolvimento - o caso do artesanato no RS

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg

Banca: Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg (Orientador/UNISC), Profª. Drª. Ângela Cristina Trevisan Felippi (UNISC) e Prof. Dr. Valdir José Morigi (UFRGS)
Data da defesa da dissertação: 06 de agosto de 2009

Palavras-chave: economia, cultura, desenvolvimento regional, indústrias criativas, artesanato no RS.

RESUMO: O objetivo central desta dissertação é entender e relacionar as indústrias criativas como fator de desenvolvimento regional, destacando o artesanato no RS, como objeto central desta análise, buscando respostas para algumas questões relacionadas aos objetivos propostos, tais como: ampliar os conhecimentos sobre a relação entre economia, cultura e desenvolvimento; compreender inter-relações, matizes, convergências, conflitos e justaposições que resultam da nova dinâmica estabelecida pela produção criativa; apontar os impactos sociais, econômicos e culturais das indústrias criativas, a nível de Brasil e de RS, através da apresentação de dados, especificidades, cenários, modelos existentes, tendência global, regional e de mercado, bem como construir um diagnóstico sobre o artesanato do RS objetivando a interpretação e conscientização do fenômeno em estudo. Um dos pressupostos deste trabalho investigativo assenta-se na idéia de que as indústrias criativas contribuem, e muito, para o desenvolvimento. As reflexões apresentadas têm como objetivo geral contribuir para uma melhor compreensão destes pressupostos. Para alcançar os objetivos propostos, partiu-se do embasamento teórico acerca da economia, cultura e desenvolvimento, das indústrias culturais às indústrias criativas, buscando relacionar estas noções com o artesanato e, assim, entender os fatores que levam ao desenvolvimento. A partir destas reflexões, da coleta de dados, de questionários e relatos, os resultados apontam as indústrias criativas como um fator de desenvolvimento, e que, a indústria criativa – artesanato – contribui, positivamente, para o desenvolvimento sócio-econômico e cultural do RS, necessitando, porém, de promoção, de espaços mais organizados para produção e venda, de qualificação e incentivos.

 


 

Mestrando: Amélia Natália Marques Cerentini

Título da Dissertação: O impacto de programas sociais que visam reduzir a mortalidade infantil no Rio Grande do Sul: avaliação do Programa "Viva a Criança"

Trabalho Completo

Orientador: Profª Drª Marília Patta Ramos

Banca: Profª Drª Marília Patta Ramos (Orientadora/UNISC), Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira (UNISC) e Profª. Drª. Soraya Maria Vargas Cortes (UFRGS)
Data da defesa da dissertação: 21 de setembro de 2009

Palavras-chave: Avaliação de programas. Mortalidade Infantil. Programa Viva a Criança.

RESUMO: Na presente dissertação analisou-se o impacto do Programa Viva a criança (PVC), o qual se desenvolve no estado do Rio Grande do Sul, sobre os coeficientes de mortalidade infantil (CMI). Especificamente, identificou-se nos municípios prioritários no PVC as taxas de mortalidade infantil antes e após a implementação do programa em todos os anos do mesmo; comparou-se as taxas de mortalidade infantil nos municípios prioritários no PVC com outros municípios similares, mas que não foram prioritários no programa; avaliou-se o impacto do fato de ser prioritário nos coeficientes de mortalidade infantil, identificou-se diferenças e/ou similaridades nos indicadores de mortalidade antes e após o programa entre os municípios prioritários pertencentes às Coordenadorias de Saúde do RS. A pesquisa realizada possui uma relevância acadêmica na medida em que foi feita uma pesquisa de avaliação de impacto de uma política pública considerando-se não somente o público alvo da referida política, como também um grupo similar que não foi alvo (grupo controle). A hipótese central que testou-se foi: municípios contemplados pelo PVC tendem a ter uma redução do CMI, a partir da implantação do programa, mais significativa que aqueles municípios não contemplados. Para tanto utilizou-se, basicamente, de uma metodologia quantitativa, ainda que se tenha feito uma pesquisa qualitativa exploratória para conhecer-se o referido programa. A metodologia desse estudo envolveu um delineamento de pesquisa classificado como quase-experimental. O delineamento baseia-se na técnica da diferença da diferença, através de modelos de regressão multivariados, os quais não foram significativos. Além disso, nos utilizou-se também da técnica do pareamento, de maneira a tornar os municípios mais comparáveis. Após este procedimento, observou-se que a maior diferença nas médias dos CMI, entre prioritários e não, aconteceu nos anos de 2005 e de 2006. E tal diferença, vale lembrar, se manifesta no sentido de que municípios prioritários no PVC apresentaram médias menores dos CMI que os não prioritários.

 

 


Mestrando: Jose Rudnei de Oliveira

Título da Dissertação: O comprometimento político com o Desenvolvimento Regional: o caso do COREDE da Fronteira Oeste

Trabalho Completo

Orientador: Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg

Banca: Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg (Orientador/UNISC), Prof. Dr. Mario Riedl (UNISC) e Prof. Dr. Jefferson Marçal da Rocha (UNIPAMPA)
Data da defesa da dissertação: 22 de outubro de 2009

Palavras-chave: Desenvolvimento Regional. Conselho. Envolvimento. Políticas Públicas. Participação Popular.

RESUMO: Analisar a atuação do Conselho Regional de Desenvolvimento da Fronteira Oeste do RS, o envolvimento dos seus membros com o funcionamento do COREDE, assim como o comprometimento político com o desenvolvimento regional é a proposta desta pesquisa, que tem como foco principal de estudo a análise das ações e do envolvimento político-administrativo dos membros do Conselho Regional de Desenvolvimento da Fronteira Oeste e sua ação em prol do desenvolvimento regional. O estudo abrange um período compreendido entre 2000 e 2008, utilizando-se de dados oficiais pesquisados junto a Fundação de Economia e Estatística, assim como dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Buscou-se agregar a esta pesquisa, dados secundários através de coleta de dados composta por questionários aplicados aos Prefeitos dos municípios que fazem parte do COREDE Fronteira Oeste e de membros integrantes deste órgão. Avaliou-se a atuação do Conselho em relação ao envolvimento dos integrantes que compõem o Órgão, o processo de participação popular que indica as prioridades para a região e verificou-se a relação existente entre as propostas com os índices do IDESE (Índice de Desenvolvimento Socioeconômico), considerando-se os treze municípios que atualmente fazem parte deste COREDE, sendo eles: São Gabriel, Alegrete, Uruguaiana, Santana do Livramento, Rosário do Sul, Barra do Quarai, Itacurubi, Itaqui, Maçambara, Manoel Viana, Quarai, Santa Margarida e São Borja.  Entende-se que a experiência vivida no Estado do Rio Grande do Sul, com a implantação dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento, desde o ano de 1994, é uma ação que deve ser estudada, já que se apresenta como uma forma de buscar o equilíbrio das diferenças regionais, estimulando a busca de soluções para o seu entendimento e sem dúvida equacionar a melhor forma da busca pelo desenvolvimento regional, valorizando os potenciais locais, seus atores e a prática de tomada de decisões conjuntas das forças vivas da região direcionando seus anseios e necessidades para a aplicação de políticas públicas identificadas com a região.

Mestrando: Cláudio Machado Maia

Título da Dissertação: A Agroindústria Familiar como estratégia para o Desenvolvimento Regional.

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Mario Riedl

Banca: Prof. Dr. Mario Riedl (UNISC), Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (UNISC) e Prof. Dr. Ivaldo Gehlen (UFRGS).
Data da defesa da dissertação: 17 de janeiro de 2008.

Palavras-chave: agricultura familiar, agroindústria familiar, sustentabilidade, desenvolvimento regional.

RESUMO: Esta dissertação focaliza a situação vivenciada pelos agricultores familiares em função das transformações ocasionadas pela modernização tecnológica da agricultura, principalmente a partir do “fenômeno soja”, em meados da década de 1970, onde a região noroeste colonial do estado do Rio Grande do Sul foi palco de significativas mudanças no processo produtivo dos agricultores familiares, em que um grande número deles abandonou as atividades agrícolas e buscou alternativas para sua reprodução. A principal dificuldade foi a incorporação das novas tecnologias e a sua adequação ao padrão produtivo que passava a vigorar. Para a realização do estudo procedeu-se à combinação de três técnicas de investigação. A revisão histórica teve o propósito de compreender a relação entre Estado e agricultura familiar, ao longo da história do Brasil. Na análise documental identificou-se a forma como o desenvolvimento sustentável é percebido no discurso oficial e dos atores sociais; e nas entrevistas buscou-se aprofundar a análise documental. Essa dissertação consiste num estudo de caso, especificamente centrado no município de Crissiumal e as alternativas de desenvolvimento adotadas pela comunidade. Propõe-se apresentar como os agricultores familiares de Crissiumal reorganizaram os mecanismos de sua reprodução social sem depender ou promover uma modernização  tecnológica nos processos produtivos e sem abandonar os princípios rurais que norteiam sua vida e seu comportamento. A análise da agroindústria familiar como estratégia de sustentabilidade e sua contribuição para o desenvolvimento regional, demonstrou como esta alternativa de produção e reprodução social permitiu que os agricultores familiares continuassem vivendo em suas propriedades e em sua comunidade local, contribuindo e participando de um processo de desenvolvimento endógeno, reconquistando sua dignidade e autoestima. Constatou-se que a agroindústria familiar tem desempenhado um papel de desenvolvimento regional, consistindo numa atividade local que ao mesmo tempo gera renda e mobiliza os setores locais. Buscou-se também demonstrar que as transformações que ocorreram no cenário rural do município de Crissiumal, não podem ser entendidas apenas como uma conseqüência do processo de modernização da agricultura ou da Revolução Verde, mas como uma estratégia de viabilizar a agricultura familiar em detrimento da situação de estrangulamento em que se encontrava o segmento. Para tal entendimento, recorreu-se aos conceitos de agricultura familiar, sustentabilidade, multifuncionalidade e região como referencial analítico que permitiu a nova interpretação de sua dinâmica de desenvolvimento. A dinâmica se dá através da inter-relação dos atores sociais públicos e privados, o governo municipal e a sociedade com o sistema produtivo local da agricultura familiar. Outra pretensão deste estudo foi a de contribuir para o conhecimento das mudanças recentes da sociedade gaúcha, residindo na tentativa de demonstração da peculiar forma de inter-relação entre as formas de trabalho e de produção entre agricultores familiares e as transformações sociais que se registraram no município de Crissiumal.


 

Mestranda: Lígia Margarete Mallmann

Título da Dissertação: Gestão empresarial: o papel das micro e pequenas empresas no desenvolvimento do Vale do Taquari/RS.

Trabalho completo

Orientador: Prof.Dr. Dieter Rugard Siedenber

Banca:
Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg (UNISC), Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (UNISC) e Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann (UFSM).

Data da defesa da dissertação: 12 de fevereiro de 2008.

Palavras-chave: gestão empresarial, políticas públicas, desenvolvimento regional.

RESUMO: Este estudo tem como tema central, a gestão empresarial e o desenvolvimento regional. A gestão empresarial é considerada um dos fatores determinantes na busca do sucesso do empreendimento e, juntamente com políticas públicas adequadas e uma sociedade atuante, propicia o desenvolvimento local e regional. Assim, procurou-se analisar as principais características e a gestão empresarial das MPE’s da indústria de transformação do Vale do Rio Taquari, tomando como base o modelo teórico ciclo de vida organizacional Adizes (2002). E para tal, foi realizada uma pesquisa de campo, no período de 16 de junho a 21 de agosto de 2007, com o auxilio de um questionário, contendo perguntas abertas e fechadas. Foram realizadas entrevistas com 34 empresários de MPE’s, que participaram do PEE disponibilizado pelo Governo do Rio Grande do Sul, no período de 01 de julho de 2005 a 01 de abril de 2006. Um dos objetivos deste estudo foi verificar em que estágio do ciclo de vida organizacional encontram-se as MPE’s, e apontar o seu desempenho e as suas carências na parte de gestão empresarial. Constatou-se uma “longevidade” na média do tempo de existência (9,8 anos) das empresas pesquisadas, como também a necessidade de aprimoramento das ferramentas básicas de gestão empresarial, principalmente nas áreas de finanças e custos. Outro aspecto importante detectado foram as políticas públicas adequadas para apoiar e integrar as MPE’s numa economia aberta e competitiva. O PEE foi relevante para introduzir melhorias técnico-gerenciais e tecnológicas nas empresas, visando o desenvolvimento organizacional e regional. Apesar do baixo índice de participação em geral das MPE’s em órgãos públicos (conselhos). Também foi evidenciado o seu papel sociedade, seja pela parte econômica ou pela sua contribuição na melhoria de vida da sua população, com geração de renda e postos de trabalho, para quem não teria a oportunidade de empregabilidade em empresas de maior porte, sendo de fundamental importância o aporte das MPE’s para o desenvolvimento na região estudada.

 


Mestranda: Isabel Helena Forster Halmenschlager

Título da Dissertação: Política Municipal e regional do câncer de mama em Santa Cruz do Sul: Um estudo de gestão territorial de uma política pública

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira

Banca: Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira (UNISC), Prof. Dr. Mário Riedl (UNISC) e Profª Drª Stela Nazareth Meneghel (UNISINOS).
Data da defesa da dissertação: 02 de abril de 2008.

Palavras-chave: políticas públicas,  câncer de mama, gestão territorial da saúde.

RESUMO: O estudo tem como objeto a análise da gestão territorial de uma política pública regional: a política do câncer de mama na região da 13ª. Coordenadoria de Saúde, no Rio Grande do Sul, com taxas de mortalidade muito acima da média nacional. O foco da análise recai sobre as ações dos gestores municipais, estaduais e profissionais da região da 13ª. Coordenadoria Regional de Saúde, assim como os efeitos sobre as usuárias. A partir da concepção dialética para estudo das políticas públicas, o material empírico teve como base, a observação de campo, a leitura sistemática de documentos institucionais, aplicação de questionários, entrevista com gestores, técnicos do sistema de saúde, profissionais de saúde não vinculados ao SUS e usuárias dos serviços de saúde. A agenda regional de saúde pública e a dinâmica da gestão territorial nas ações públicas na prevenção do câncer de mama, evidenciou que a gestão territorial da política atende parcialmente às normas e diretrizes do Ministério da Saúde. Destaca-se a precária distribuição espacial da prestação de serviços envolvidos na estratégia de prevenção do  câncer de mama, restringindo o acesso. Os fluxos e procedimentos-padrões instituídos pelo Ministério da Saúde não têm atingido seus objetivos, na medida em que as usuárias estão submetidas a lógicas de atenção identificadas claramente com princípios de mercado. Os critérios de trabalho adotados por alguns dos atores sociais mais influentes – gestores e médicos - apresentam interesses não convergentes com a produção de um bem público, cuja conduta interfere na execução desta política pública. Os avanços obtidos nesta política e os limites de sua efetividade sustentam-se em campo discursivo estruturado sobre valores legítimos. Para uma questão localizada no coração do conflito mercado/saúde pública, a dificuldade de incorporar a política pública do  câncer de mama no cotidiano do SUS tem perpetuado a aceitação passiva de suas insuficiências.



Mestrando: Mateus Silva Skolaude

Título da Dissertação: Identidades rasuradas: o caso da comunidade afro-descendente de Santa Cruz do Sul (1970-2000)

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva

Banca: Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva (UNISC), Profª Drª Rosangela Marione Schulz (UNISC) e Prof. Dr. Marçal de Menezes Paredes (UFRGS/ESPM).

Data da defesa da dissertação: 08 de abril de 2008.

Palavras-chave: Santa Cruz do Sul, narrativa identitária, comunidade afro-descendente.

RESUMO: Esta pesquisa tem como objetivo geral analisar de que forma é subjetivado o discurso identitário germânico pelos sujeitos afro-descendentes residentes em Santa Cruz do Sul, cidade localizada na região central do Rio Grande do Sul e caracterizada pela “identidade” germânica. A partir da análise da historiografia regional, da imprensa escrita e de entrevistas semi-estruturadas, problematiza-se as implicações desta discursividade na construção dos espaços sociais de existência para a comunidade afro-descendente neste município. A investigação tem como espaço temporal de 1970 a 2000. Esta demarcação justifica-se por ser o período correspondente a internacionalização econômica do setor agro-fumageiro, assim como de revigoramento do discurso étnico, passado os reflexos da II Guerra Mundial para a interdição das manifestações étnico-raciais. Para tanto, a análise se desdobra em três capítulos. No primeiro, apresentamos um panorama histórico de Santa Cruz do Sul dando ênfase para a diversidade cultural. Neste mesmo capítulo, problematizamos a forma como a historiografia regional legitima os discursos identitários orquestrando as possibilidades de pertencimento dos diversos grupos sociais e étnicos que formam a comunidade. No segundo, analisamos o papel da imprensa escrita, nomeadamente o jornal de maior circulação da região, a Gazeta do Sul, na formação das estereotipias sociais e étnicas e na propagação e manutenção do discurso comunitarista. No terceiro, através da história oral de entrevistas semi-estruturadas aplicadas junto aos sujeitos afro-descendentes, procuramos analisar o impacto da narrativa identitária regional em suas trajetórias sociais e suas recriações culturais, bem como nas estratégias de organização e mobilização na busca de afirmação identitária. As considerações finais da pesquisa apontam que o discurso homogeneizador germânico da identidade cultural santa-cruzense opera diretamente no processo de subjetivação e representação da comunidade afro-descendente em Santa Cruz do Sul.



Mestranda: Carina Santos de Almeida

Título da Dissertação: A Representação Juvenil do Desenvolvimento Regional.

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Silvio Marcus de Souza Correa

Banca: Prof. Dr. Silvio Marcus de Souza Correa (UNISC), Profª Drª Heleniza Ávila Campos (UNISC) e Profª. Drª. Marilda Aparecida Menezes (Universidade Federal de Campina Grande).

Data da defesa da dissertação: 28 de abril de 2008.

Palavras-chave: Herança patrimonial, Atores situados e Desenvolvimento regional.

RESUMO: Este trabalho refere-se a uma pesquisa desenvolvida durante a realização do Mestrado no Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Regional da Universidade de Santa Cruz do Sul/UNISC/RS. Seu objetivo foi analisar como a percepção do desenvolvimento regional, por meio da herança patrimonial dos jovens migrantes e de segunda geração residentes em Santa Cruz do Sul (RS), pode condicionar a auto-percepção destes jovens enquanto atores sociais do desenvolvimento. A transmissão da herança patrimonial (memória coletiva) de uma comunidade está articulada com a condição de homo situs e seu habitus social; as cidades de porte médio configuram-se pólos atrativos à mobilidade espacial, e a composição socioeconômica, étnica e cultural destas sociedades podem se alterar à medida que novos atores do desenvolvimento passam a integrar a sociedade. A herança patrimonial pode ser afetada quando as novas gerações são compostas, em sua maioria, por jovens migrantes, sem maiores vínculos com o patrimônio simbólico da sociedade de destino. O desenvolvimento regional compreende os jovens herdeiros e/ou provindos da mobilidade espacial, por intermédio de aspectos simbólicos relativos à articulação entre passado, presente e futuro na comunidade hospedeira. A coleta de dados foi realizada a partir da aplicação de um formulário (entrevista individual), e por meio da participação de quarenta jovens migrantes e de segunda geração voluntários para a constituição de cinco grupos focais, situados em cinco escolas de ensino médio de Santa Cruz do Sul (RS), no decorrer de 2007, quando se discutiu a percepção do desenvolvimento regional. As escolas se localizam em bairros distintos e atendem estudantes de diversos estratos sociais urbanos, sendo quatro escolas da rede pública e uma da rede particular de ensino. As entrevistas coletivas foram transcritas, textualizadas e transformadas em documento escrito. Os dados qualitativos foram submetidos à análise da metodologia da História Oral, por meio da técnica focus group. A memória do desenvolvimento mostrou-se relacionada com a situação socioeconômica e cultural dos jovens na medida em que estes se situam a partir dos distintos espaços que ocupam e transitam no tecido urbano e das noções de pertencimento para narrar o desenvolvimento local por meio da herança patrimonial (transmitida de forma oral e a partir dos vínculos intergeracionais e dos eventos comemorativos). Os narradores juvenis são influenciados pelas relações familiares, pela questão monoparental e pelo processo migratório, assim, a história e a memória dos jovens estão baseadas no presentismo, na trajetória juvenil e indicou um “hiato de memória”. A ausência de diálogo geracional familiar e local evidenciou dificuldades de filiação por parte dos jovens, especialmente migrantes, pois eles não se perceberam como herdeiros do patrimônio simbólico e da herança imaterial da cidade; a fala de alguns acusou uma “violência simbólica”, quando suas narrativas apontam para uma auto-exclusão em relação à sociedade acolhedora. A memória de Santa Cruz do Sul se refere à tríade colonização alemã, industrialização do fumo e desenvolvimento regional. A percepção dos jovens sobre o desenvolvimento regional esteve sempre balizada por essa memória transmitida oralmente no círculo social dos jovens, mas também pelos meios de comunicação. Por fim, os jovens entrevistados se percebiam enquanto atores do desenvolvimento quando havia um “projeto de vida” vinculado aos “campos de possibilidades” do local. Com isso, esta pesquisa vem a contribuir aos estudos sobre o desenvolvimento regional no Brasil meridional, bem como para a prospecção de compreensão das distintas realidades regionais e suas implicações ao desenvolvimento, por meio da percepção de jovens atores sociais.



Mestrando: Lucir Reinaldo Alves

Título da Dissertação: Distribuição das atividades econômicas e desenvolvimento regional em mesorregiões selecionadas no sul do Brasil – 1970 - 2000.

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Carlos Aguedo Nagel Paiva

Banca: Prof. Dr. Carlos Aguedo Nagel Paiva (UNISC), Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (UNISC) e Prof. Dr. Adelar Fochezatto (FEE - PUCRS).

Data da defesa da dissertação: 08 de maio de 2008.

Palavras-chave: Especialização produtiva, análise regional, mesorregiões, desenvolvimento regional, potencialidade regional.

RESUMO: Essa pesquisa objetivou identificar os determinantes dos diferenciais de desempenho socioeconômico das mesorregiões Noroeste Rio-grandense, Oeste Catarinense, Sudoeste Paranaense e Oeste Paranaense no período de 1970 e 2000, analisando a distribuição das atividades econômicas e as especializações mesorregionais. Esse conjunto de mesorregiões é considerado, por alguns autores, como sendo similares em suas estruturas fundiárias, estruturas competitivas e padrões de organização do trabalho em 1970. Mas a despeito dessas similaridades o Oeste Paranaense e o Oeste Catarinense apresentaram desempenhos socioeconômicos (considerados pela taxa de crescimento dos PIBs total e setorial e da população total) muito superiores aos apresentados pelo Noroeste Rio-grandense e Sudoeste Paranaense, no período analisado. Utilizou-se como metodologia uma pesquisa analítica a partir, fundamentalmente, de dados secundários coletados do IBGE. O primeiro passo foi confirmar se existiam similaridades em 1970 e verificou-se que havia especificidades nas estruturas produtivas e fundiárias de cada mesorregião e, o conjunto de informações apresentado, sobre o ano de 1970, confirmou uma maior diferenciação em detrimento de uma semelhança excessiva entre as mesorregiões. As principais similaridades estavam presentes na distribuição das propriedades rurais, que eram na maioria de pequenos estabelecimentos; a forma de ocupação dessas mesorregiões; e na produção agropecuária, no significativo percentual representado pela produção das lavouras temporárias (soja no Noroeste Gaúcho e milho nas demais) e dos animais de médio porte (suinocultura). Porém, o que parece explicar melhor o desempenho diferenciado dessas mesorregiões foram as opções produtivas (especializações) no período. O Noroeste Gaúcho foi a única das mesorregiões a apresentar desempenho percentual inferior nos setores primário, secundário e terciário quando comparado com o desempenho do Sul do Brasil. Ao contrário, a dinâmica setorial, principalmente da agropecuária e da industrial, das outras três mesorregiões, parece estar na base do melhor desempenho. O Noroeste Rio-Grandense e o Oeste Paranaense ampliaram significativamente sua especialização na cultura da soja, mas enquanto a mesorregião gaúcha ampliou demasiadamente suas especializações agropecuárias nas culturas temporárias de grãos, e com menor competitividade comparativa, a mesorregião paranaense ampliou, junto com a competitividade das culturas temporárias, a sua pecuária de suínos e aves, ou seja, diversificou mais sua agropecuária. Ao lado disso, a agroindustrialização no Oeste Paranaense parece ser muito maior que na mesorregião gaúcha. No Oeste Catarinense e no Sudoeste Paranaense essa agroindustrialização também foi o carro-chefe dos seus dinamismos. Quanto ao comportamento setorial dessas mesorregiões os municípios que mais se destacaram foram aqueles que já possuíam maior expressão populacional e econômica em 1970, ou seja, os pólos mesorregionais se consolidaram nesse período. Por outro lado, as opções produtivas do setor agropecuário, e as economias externas induzidas por elas, juntamente com os efeitos de encadeamento dos três macro-setores foram as principais explicações do desempenho socioeconômico diferenciado das mesorregiões analisadas. Assim, de forma geral, no período de 1970 a 2000, houve uma melhor diversificação e integração dos macro-setores do Oeste Catarinense e Oeste Paranaense, o que se refletiu em melhores condições econômicas, de vida (IDH) e de renda, em comparação com o Noroeste Rio-Grandense e Sudoeste Paranaense.



Mestranda: Jucélia de Fátima Pires

Título da Dissertação: Rota dos Trigais: análise das práticas turísticas integradas em cinco municípios do Rio Grande do Sul

Trabalho completo

Orientador: Profª. Drª. Heleniza Ávila Campos

Banca: Profª. Drª. Heleniza Ávila Campos (UNISC), Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann (Co-orientador / UFSM), Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges (UNISC) e Profª. Drª. Eliane Salete Filippim (UNOESC).

Data da defesa da dissertação: 26 de maio de 2008.

Palavras-chave: Turismo. Desenvolvimento regional. Gestores municipais. Ações integradas.

RESUMO: A presente dissertação, tendo como objeto de estudo a Rota dos Trigais, estuda a importância do desenvolvimento turístico integrado como fator de desenvolvimento regional, para isto partiu em identificar e analisar as ações de integração entre os gestores dos Municípios no que se refere ao desenvolvimento do turismo regional. Traz uma revisão bibliográfica que aborda desde a conceitualização do turismo e seus elementos até a gestão pública do espaço turístico. Realiza um mapeamento dos roteiros praticados pela Rota dos Trigais, seguindo a metodologia de Lynch (1997) e Boullón (2002). Apresenta, ainda, uma caracterização da região de estudo, bem como dos municípios que a compõem e seus atrativos turísticos. Como parte da coleta de dados, a principal técnica utilizada foi o questionário, que buscou questionar quanto à estrutura organizacional dos municípios em relação ao setor do turismo, a participação e a periodicidade de reuniões referente a Rota dos Trigais, os planejamentos e ações desenvolvidas de forma conjunta pelos gestores municipais de turismo e as condições gerais dos atrativos turísticos. Somando-se, acrescenta-se uma entrevista em profundidade com os empreendedores ligados diretamente ao turismo, surgidos nos últimos 3 anos, período de estudo e estruturação da Rota dos Trigais. Com isso, tornou-se possível, apresentar algumas análises sobre as ações já desenvolvidas, pontos positivos e em deficiência, realizados pelos gestores e vistos, também, pelo âmbito dos empreendedores. Observou-se que a Rota dos Trigais vem trabalhando, principalmente, o Turismo Religioso, o Turismo de Aventura e o Turismo Rural, percebeu-se também que os Municípios de Vila Maria e Passo Fundo são destaques na Rota dos Trigais e ambos encontram-se estruturados para receber os turistas, constituindo-se os municípios de Santo Antonio do Palma e Casca como complementares. Quanto às ações de turismo integradas, observou-se que estas vêm sendo desenvolvidas com elevado comprometimento por parte dos gestores de turismo municipais, partindo desde as linhas mais gerais de planejamento, estratégias até as suas respectivas aplicações, levando os resultados de melhorias na infra-estrutura, no que se refere à sinalização e vias de acesso, incentivo aos artesãos e pequenos empreendedores, a serem percebidos e refletidos nas comunidades. Por fim, notou-se que os municípios ao integrarem a Rota não deixaram suas características próprias, buscando através deste projeto valorizar a identidade, o território e a cultura que constitui cada um.



Mestrando: Celso Aloísio Forneck

Título da Dissertação: As Incubadoras de Empresas no Contexto Regional

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Mario Riedl

Banca: Prof. Dr. Mario Riedl (UNISC), Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (UNISC) e Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann (UFSM).

Data da defesa da dissertação: 26 de maio de 2008.

Palavras-chave: Incubadoras Empresariais, Desenvolvimento Regional, Desenvolvimento Socioeconômico.

RESUMO: Este trabalho tem por finalidade pesquisar o impacto que as Incubadoras de Empresas exercem sobre o desenvolvimento econômico e social de uma região. A partir da revisão bibliográfica, foi elaborada uma entrevista, a fim de buscar resultados de caráter exploratório e qualitativo, com os gerentes das Incubadoras de Empresas localizadas junto à Universidade de Santa Cruz do Sul e ao Centro Universitário Univates, de Lajeado. Em seguida, foram entrevistados todos os gerentes/proprietários das empresas Incubadas, sendo seis Santa Cruz do Sul e cinco de Lajeado.. Para termos um parâmetro mais fidedigno para esta pesquisa, contataram-se empresas da mesma área, porém sem apoio da incubação e que tenham iniciado suas atividades num período inferior a dois anos para também serem entrevistadas. Da região de Santa Cruz do Sul, três empresas se prontificaram para responder à entrevista. Da região de Lajeado, outras três. Com base no conteúdo das entrevistas, foi feita uma análise qualitativa dos resultados, procurando manter um comparativo entre as entrevistas realizadas com os gerentes/proprietários das empresas que surgiram através do apoio das Incubadoras e daquelas que surgiram sem esse apoio. Com a análise das entrevistas constatouse que as empresas surgidas com o apoio das Incubadoras tem sua situação legal já resolvida, enquanto que a maioria das surgidas de forma espontânea não regularizaram sua situação legal. Por outro lado, nota-se que as empresas surgidas fora do processo de incubação, na sua maioria tem maior clareza sobre as regras de funcionamento do mercado competitivo do que aquelas surgidas dentro das incubadoras.



Mestranda: Karla Gomes Nunes

Título da Dissertação: Da Letra da Lei ao Discurso dos Profissionais: um estudo de caso do Centro de Referência em Saúde Mental de Betim/MG

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva

Banca: Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva (UNISC), Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira (UNISC) e Profª. Drª. Neuza Maria de Fátima Guareschi (PUC-RS).

Data da defesa da dissertação: 09 de junho de 2008.

Palavras-chave: CERSAM, Reforma Psiquiátrica, Políticas Públicas, Saúde Mental, Técnicos de Referência.

RESUMO: Esta dissertação analisa o processo de Reforma Psiquiátrica no Brasil tomando como estudo de caso o CERSAM de Betim, Minas Gerais. Para tanto, discute-se o processo de institucionalização das organizações especializadas no trato da loucura no Brasil e, mais especificamente, em Minas Gerais, assim como a emergência de uma discursividade sobre a ‘saúde mental’ após os movimentos pelas reformas sanitária e psiquiátrica neste país. Retoma-se aqui os textos das políticas públicas no campo da assistência psiquiátrica e, posteriormente, no campo da saúde mental, por entendê-los como parte de um processo histórico maior, onde estão articulados acontecimentos, práticas, percepções e jogos entre o saber e o poder. Nesta dissertação, para além do que está documentado sob a forma da Lei, parte-se em busca do discurso dos profissionais que atuam no CERSAM de Betim, uma vez que são estes que executam a política pública implementada, levando, de algum modo, a ação do Estado à população. Inscrevendo, portanto, cidadãos como usuários dos serviços de saúde mental da cidade de Betim.



Mestrando: Eduardo Reis Gonçalves

Título da Dissertação: Expansão de Grandes Empresas Agroindustriais para a Região Centro-Oeste – Um Estudo de Caso

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend

Banca: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (UNISC), Profª Drª Heleniza Ávila Campos (UNISC) e Prof. Dr. Pery Francisco Assis Shikida (UNIOESTE).

Data da defesa da dissertação: 16 de junho de 2008.

Palavras-chave: Expansão, escolha do local, região, Pioneer Sementes.

RESUMO: As grandes empresas agroindustriais atuantes no Brasil parecem obedecer a uma nova ordem de comando planetário quando resolvem  expandir suas atividades para as regiões de fronteira. O movimento expansionista da Pioneer Sementes, empresa transnacional, para Planaltina (Distrito Federal) faz parte de um movimento migratório muito maior de grandes empresas agroindustriais brasileiras ou de capital estrangeiro que abrem novas plantas industriais em regiões de fronteira. Este estudo buscou reconstruir a lógica econômica da escolha da área para a expansão da Pioneer Sementes a partir da análise das entrevistas com os executivos da empresa que participaram do processo de escolha do novo local e, além disso, fazer uma comparação com o arcabouço teórico disponível sobre geografia econômica. A decisão de expandir as atividades de uma empresa e construir uma nova unidade de produção em uma região diferente do país envolve a análise de oportunidades de mercado, restrições econômicas, ambientais, de infra-estrutura e outras. Primeiramente pode surgir o incentivo de mercado, baseado na manutenção da competitividade. Em segundo lugar aparecem as dificuldades ligadas ao processo de escolha do local de implantação da nova unidade, seus condicionantes e a pluralidade de opções geográficas disponíveis. Em terceiro lugar, já fazendo parte do processo de escolha do local de implantação da nova unidade de produção, diversos fatores que podem surgir condicionam ainda mais a expansão, mas que são igualmente importantes quando se trata de uma empresa que produz bens ligados à atividade agrícola. O estudo também faz, quando necessário, comparações entre os resultados das entrevistas com o plano teórico. Os resultados apontam para o fato de que embora os executivos responsáveis pela escolha do local para a implantação da nova unidade tivessem relevantes informações técnicas e de mercado, eles nunca poderiam antecipar o comportamento das instituições.



Mestrando: Airton Roque Kist

Título da Dissertação: Investimento em Pesquisa e Desenvolvimento: estudo de caso das empresas da Região do Vale do Taquari.

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend

Banca: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (UNISC), Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg (UNISC) e Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann (UFSM).

Data da defesa da dissertação: 18 de junho de 2008.

Palavras-chave: Desenvolvimento Regional, Inovação e Investimentos em P&D.

RESUMO: Este estudo tem por objetivo identificar e analisar os investimentos realizados em pesquisa e desenvolvimento – P&D, utilizando como estudo de caso uma amostra de empresas da Região do Vale do Taquari, região localizada na região central do estado do Rio Grande do Sul. O debate teórico acerca do tema inovação, embora seja um conceito amplo e que envolve aspectos comportamentais, estimulou uma reflexão crítica sobre as realidades organizacionais e sua relação com o Desenvolvimento Regional. Esta análise utiliza como pano de fundo o Manual de Oslo, que tem como principal objetivo definir e uniformizar alguns conceitos relativos ao tema inovação no âmbito organizacional e definir um padrão de pesquisas. O Manual de Oslo foi traduzido para a língua portuguesa em 2004, sob a responsabilidade da FINEP – Financiadora de Estudos e Projetos – que tem estimulado sua adoção no Brasil. Utilizando o método descritivo-exploratório, com abordagem qualitativa e quantitativa para avaliação dos casos abordados, realizou-se a análise temática dos dados coletados durante a pesquisa de campo em uma amostra de empresas com mais de 250 funcionários, localizadas na Região do Vale do Taquari. Observou-se a realidade estudada a partir da análise dos resultados dos indicadores e das entrevistas com os executivos das empresas estudadas. Neste sentido, buscou-se subsídios mais pragmáticos para evoluir nesta análise, complementares às análises teóricas, pois surgiu a necessidade de uma contribuição mais efetiva do meio empresarial, para que de uma forma mais concreta se pudesse vislumbrar um panorama regional sobre este tema. Verificou-se, por fim, uma distância entre os recursos destinados para os programas de incentivo do Governo Federal e sua efetiva utilização pelas empresas regionais, como também uma carência de medições dos investimentos em P&D de forma sistematizada.

 


Mestrando: Fabiana Funk

Título da Dissertação: Agricultura Familiar Diversificada e Qualidade de Vida: o caso do município de São Pedro do Butiá - RS

Trabalho completo

Orientador: Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges

Banca:Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges (UNISC), Profª. Drª. Erica Karnopp (UNISC) e Profª. Drª. Giancarla Salamoni (UFPEL).

Data da defesa da dissertação: 22 de julho de 2008

Palavras-chave: Agricultura familiar diversificada, qualidade de vida, desenvolvimento regional, geografia agrária.

RESUMO: Esta pesquisa analisa o papel da agricultura familiar diversificada na geração de renda e na promoção da qualidade de vida entre famílias agricultoras em São Pedro do Butiá – RS, como segmento presente na organização do espaço do Conselho Regional de Desenvolvimento (COREDE) Missões. O COREDE Missões localiza-se na porção noroeste do planalto sul-riograndense e a economia predominante é a agricultura. São Pedro do Butiá compõe o COREDE Missões e a agricultura perfaz 62,74% do seu produto interno bruto (PIB) (IBGE, 2000). Por isso a importância de se pesquisar a opinião dos entrevistados sobre a diversificação de atividades presentes nas unidades familiares de produção e conceitualizar a qualidade de vida desses agricultores. Foram objetos de investigação neste estudo os incentivos oferecidos pelas entidades Empresa Brasileira de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMATER), Sindicato dos Trabalhadores Rurais (STR), COOPERBUTIÁ (Cooperativa de São Pedro do Butiá), COTRISA (Cooperativa Tritícola Santo Ângelo) e Prefeitura Municipal à diversificação de atividades, agregação de valor à produção, geração de renda e promoção da qualidade de vida das famílias agricultoras. Para analisar a qualidade de vida dessas famílias, cruzaram-se dados qualitativos fornecidos pelos representantes das entidades e pelos agricultores. Posteriormente, o mesmo processo foi realizado com os dados secundários do Índice de Desenvolvimento Socioeconômico (IDESE). A metodologia de abordagem foi a dialética marxista e o método de levantamento de dados foi o estudo de caso. Assim, vinte e quatro propriedades familiares foram pesquisadas, e responderam questionário contendo perguntas quantitativas e qualitativas, enquanto que os representantes das entidades responderam perguntas qualitativas. Os resultados apontam para a importância da diversificação de atividades e de cultivos nas unidades familiares de produção. Com a diversificação, existem mais de três fontes (leite, milho e suínos) que compõem a renda das propriedades mensal ou trimestralmente, além de outros produtos comercializados. Essa renda é utilizada principalmente no sustento da família, manutenção da propriedade, lazer e pagamento de dívidas. Atribui-se a mudança da monocultura da soja para a diversificação de atividades à assistência técnica prestada pelas entidades já citadas, pois a partir do momento em que os agricultores tiveram acesso a informações, sentiram-se capacitados a mudar a matriz produtiva. O incentivo à diversificação, agregação de valor à produção e promoção da qualidade de vida são feitos por meio de iniciativas como: compra do excedente produzido; FUNDESE; promoção de cursos; Grupos de Senhoras e Moças; turismo rural; agroindústrias; atendimentos à saúde; educação e transporte escolar. O significado atribuído à qualidade de vida foi ter saúde, ter boa convivência comunitária, receber retorno financeiro adequado pelo trabalho e dar educação para os filhos. A análise das informações fornecidas pelos entrevistados e das informações do IDESE permitiu concluir que a qualidade de vida dos agricultores familiares é a 5° melhor do COREDE Missões. Assim, o modelo de desenvolvimento de São Pedro do Butiá, baseado no incentivo às potencialidades endógenas e à participação popular, representa uma estratégia que assegura ao município o desenvolvimento rural sustentável.

 


Mestrando: Celso Luís Schuster

Título da Dissertação: Tecnologia da Informação: conseqüências sobre emprego e o perfil dos trabalhadores

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend

Banca: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (UNISC), Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg (UNISC) e Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann (UFSM).

Data da defesa da dissertação: 08 de agosto de 2008.

Palavras-chave: tecnologia da informação, inovação tecnológica, organização, emprego

RESUMO: Esta dissertação analisa as conseqüências do uso da tecnologia da informação no desenvolvimento das empresas e sua relação com os níveis de emprego, qualificação de mão-de-obra e as novas habilidades demandadas. Procedeu-se à combinação de pesquisa bibliográfica sobre autores que abordam a temática central do estudo, a pesquisa descritiva que possibilitou fazer as análises necessárias aos objetivos propostos a partir de um roteiro de entrevista que identificou nas empresas qual a tecnologia utilizada e os motivos que levaram à sua substituição bem como quais as conseqüências sobre o emprego. Essa dissertação consiste num estudo de caso, especificamente centrado em empresas no setor fumageiro no município de Santa Cruz do Sul, RS em torno do uso da Tecnologia da Informação e suas conseqüências sobre o emprego e o perfil dos trabalhadores. O estudo apresenta uma relação contraditória, onde a inovação tecnológica ou pode favorecer o emprego em períodos de expansão do ciclo econômico, ou pode ser fator de agravamento durante as depressões, quando ocorreria o desemprego tecnológico, com a expansão das atividades produtivas aparecendo como um processo de destruição criadora. Trabalhou-se a hipótese de que os dirigentes empresariais conhecem os efeitos organizacionais da introdução de novas tecnologias e tomam suas decisões buscando estes efeitos. A análise demonstrou que ao decidir sobre a introdução de uma inovação em sua organização, os gestores já sabem a priori, ainda que de forma intuitiva ou pouco estruturada, quais serão os reflexos ou possíveis reflexos dessa decisão, inclusive naquilo que se refere aos impactos organizacionais. Observou-se que a tecnologia da informação viabiliza enxugamento da estrutura, tanto nos níveis hierárquicos quanto em termos operacionais (área funcional que não consiga se adequar ao perfil exigido) reduzindo o efetivo de áreas administrativas e a necessidade de níveis hierárquicos controladores e responsáveis pela consolidação de informações. Os impactos organizacionais diferem de organização para organização, até mesmo diferindo entre experiências distintas da mesma empresa. Buscou-se também demonstrar que por contarem com novos instrumentos de trabalho, os funcionários passam a ter autonomia e a ser tomadores de decisões, sendo imprescindível que cada funcionário conheça, não só o seu cliente, mas os recursos dos sistemas da informação adotados em sua organização. Observou-se que independentemente da tecnologia, existem diversas pressões que forçam a transformação das empresas. Observou-se que quando se trata da tecnologia da informação, aponta-se numa tendência de incorporar a idéia de um sistema onde várias empresas (redes) se unem, se conectam, ao invés de uma organização dominante ou de um modelo de dominação do tipo de cima para baixo, caracterizando um processo de reorganização onde qualquer grupo pode se reunir por um interesse compartilhado. Onde a tecnologia da informação pode auxiliar a influenciar as pessoas a agirem e a tomarem decisões. Onde o processo de desenvolvimento regional deve estar apoiado além das motivações mais imediatas no sentido de uma obtenção de maior produtividade e geração de renda, estar atrelado à qualificação e ao (re)treinamento de mão-de-obra.

 


Mestranda: Patrícia Kothe

Título da Dissertação: Responsabilidade social: o encontro entre empresas e a sociedade civil.

Trabalho completo

Orientadora: Profª Drª Rosangela Marione Schulz

Banca: Profª Drª Rosangela Marione Schulz (UNISC), Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (UNISC) e Profª Drª Lúcia Helena Alves Muller (PUCRS).

Data da defesa da dissertação: 12 de setembro de 2008.

Palavras-chave: tecnologia responsabilidade social empresarial, organizacoes da sociedade civil.

RESUMO: Esta dissertação de mestrado tem como proposta investigar a responsabilidade social empresarial, particularmente como se constituem as relações entre empresas privadas e organizações da sociedade civil locais. Optou-se para isto, investigar o formato da relação entre duas instituições sem fins lucrativos que atuam na área social, no atendimento a crianças, adolescentes e/ou adultos no município de Santa Cruz do Sul, que são a Associação Comunitária Pró-Amparo do Menor (COPAME) e o Instituto Humanitas Faap (IH), e vinte empresas de capital privado, de diferentes portes e ramos de atividades, que viabilizam estas ações. A coleta de dados transcorreu de duas formas: com as duas organizações da sociedade civil foram realizadas entrevistas com os seus representantes legais e com as empresas foram aplicados questionários. A análise dos dados resultantes da pesquisa de campo, realizada em três capítulos, permitiu concluir que as relações entre empresas e organizações sociais são pautadas pela assistência filantrópica, onde as empresas disponibilizam diferentes recursos (financeiros, materiais e/ou humanos) – de acordo com sua atividade e seu tamanho – sem apresentarem vínculos com as instituições sociais. O estudo concluiu ainda que estes recursos são disponibilizados em projetos específicos, escolhidos pelas empresas, o que acarreta em perda de autonomia por parte das organizações sociais no gerenciamento desses recursos.

 


Mestranda: Marcos Paulo Dhein Griebeler

Título da Dissertação: A qualificação do trabalhador do Município de Montenegro/RS: entre a realidade e a perspectiva.

Trabalho completo

Orientadora: Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg

Banca: Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg (UNISC), Prof. Dr. Silvio Cezar Arend (UNISC) e Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann (UFSM).

Data da defesa da dissertação: 28 de novembro de 2008.

Palavras-chave: qualificação profissional, mercado de trabalho e desenvolvimento local.

RESUMO: O presente estudo aborda diversas questões relacionadas à falta de qualificação profissional do trabalhador de Montenegro/RS e sua influência no desenvolvimento social e econômico do município ora estudado. Para tanto, em um primeiro momento foram caracterizados o cenário da qualificação profissional no Brasil, além de fatores condizentes à mesma, tais como educação, mercado de trabalho e desemprego. Na etapa subseqüente, buscou-se definir a metodologia a ser aplicada para que na terceira (e mais extensiva) parte, fosse possível aplicar um questionário para as pessoas que compareciam na agência local do Sistema Nacional de Emprego e Fundação Gaúcha do Trabalho e Ação Social (SINE/FGTAS). Com a finalização de tal tarefa, logo após, identificou-se junto às empresas que mais empregavam no município, respectivamente, as áreas onde elas apresentavam maior carência de profissionais, bem como quais eram os atributos entendidos como prioritários para comporem o perfil por elas preterido. Em seguida, foram realizadas entrevistas com o atual gestor municipal (e candidato reeleito) e o Secretário da Indústria, Comércio e Turismo – SMIC, além dos (outros três) candidatos a Prefeito sobre assuntos como sua percepção sobre o preparo do trabalhador montenegrino, qualificação profissional e desenvolvimento no município estudado. Como parte final da terceira etapa, foi aplicado um questionário com a Coordenação da agência SINE/FGTAS a fim de conhecer sua percepção sobre este trabalhador, além de verificar quais vagas de trabalho eram as mais solicitadas. Junto a isso, comparou-se o desempenho desta autarquia, quando confrontados dados relativos à contratação de pessoas, por meio de informações disponibilizadas pelo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED e constante no site do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). Na quarta parte, a fim de conhecer quais são os cursos existentes em termos de qualificação profissional, foram, então, respondidos os questionários por parte das Escolas Profissionalizantes do município. Por conseguinte, na etapa final são apresentadas as possibilidades para se intensificar a contratação de pessoas de Montenegro/RS, por meio de uma parceria voltada à área da qualificação profissional no município estudado. Além desta, outras são as alternativas sugeridas, caso a primeira não se estabeleça. Porque, independente de qual seja a ação, o propósito principal concentra-se em propiciar uma maior e efetiva contratação de profissionais que residem no município, com vista tanto a uma melhor qualificação para o mercado de trabalho local como para uma conseqüente ascensão social dos habitantes montenegrinos.

Mestranda: Juliana Shwindt da Costa

Título da Dissertação: Desenvolvimento sócio-espacial de cidades de médio porte no Rio Grande do Sul: estudo de caso de Santo Ângelo.

Trabalho completo

Orientadora: Profª. Drª. Heleniza Ávila Campos

Banca: Profª. Drª. Heleniza Ávila Campos, Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira, estes da UNISC e Prof. Dr. Flávio José Magalhães Villaça, da USP.

Data da defesa da dissertação: 05 de março de 2007.

Palavras-chave: desenvolvimento sócio-espacial, plano diretor, políticas urbanas, cidades de médio porte, metodologias de planejamento urbano.

RESUMO: Este trabalho tem por objetivo analisar processos de planejamento urbano e estratégias de organização do espaço urbano e regional em cidades de médio porte, utilizando como estudo de caso Santo Ângelo, cidade localizada na porção noroeste do estado do Rio Grande do Sul, conhecida como Região das Missões. Os ainda escassos debates teóricos acerca do planejamento urbano e dos processos de desenvolvimento sócio-espacial de cidades de médio porte no Brasil estimulam uma reflexão crítica sobre estas realidades. Esta análise utiliza como pano de fundo as políticas urbanas federais, estaduais e municipais existentes, tendo como principal foco o plano diretor, considerando as experiências realizadas em Santo Ângelo em três diferentes momentos de sua história: 1972, 1982 e 1997, sendo esta última antecedente às diretrizes propostas pela lei federal do Estatuto da Cidade. Utilizando o método dialético de análise, realiza-se uma abordagem analítico-descritiva sobre a realidade de Santo Ângelo e a relação do município com o contexto regional em que se encontra inserido, os principais aspectos históricos de sua ocupação territorial e os processos de planejamento urbano desenvolvidos, com ênfase em seus planos diretores. Observa-se na realidade estudada, a partir de análise em documentos oficiais da Prefeitura Municipal, bem como da utilização de cartografia e das leis e planos elaborados ao longo de seu desenvolvimento, que a questão político– partidária reflete diretamente tanto na elaboração de estratégias de planejamento, bem como no desenvolvimento sócio–espacial da cidade, sendo que, muitas vezes, interesses individuais e econômicos se sobrepõem aos pressupostos sociais e coletivos da cidade e do município.



Mestrando: Ari Rocha da Silva

Título da Dissertação: O Significado do Trabalho na Terra do Fumo: perspectivas dos agricultores frente ao sistema integrado de produção industrial em Santa Cruz do Sul / RS.

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Mário Riedl

Banca: Prof. Dr. Mário Riedl, Prof. Dr. Moacir Fernando Viegas, estes da UNISC e Prof. Dr. João Carlos Tedesco, da UPF

Data da defesa da dissertação: 16 de março de 2007.

Palavras-chave: Significado do Trabalho – Pequenos Agricultores - Sistema Integrado - Fumo - Santa Cruz do Sul – Desenvolvimento Regional

RESUMO: Esta dissertação aborda o tema trabalho com o propósito de contextualizar certa realidade local frente a dinâmicas mais abrangentes e que definem o modo de produção capitalista em sua contemporaneidade. A proposta deste estudo, assim, foi trazer à tona a questão cultural que envolve o trabalho do sujeito agricultor, tendo o conceito trabalho valor intrínseco e extrínseco aludido pelas disposições históricas e ideológicas de atores em determinado campo de relações sociais. Tais aspectos são relevantes para se entender e ser propositivo no encaminhamento de políticas e ações que visem ao desenvolvimento local a partir de suas ênfases e entendimentos. Para isso, observa-se que os conceitos e as práticas de trabalho atual são fatores relevantes para se entender os processos sociais e as condições dos indivíduos a partir de suas ações, de como dão significado aos seus trabalhos e como propriamente se definem como sujeitos executores e dependentes das suas atividades laborais. A realidade local que se buscou ilustrar diz respeito ao município de Santa Cruz do Sul / RS, localidade que abriga grandes indústrias processadoras de fumo in natura, as quais mantêmforte relação comercial com agricultores em suas unidades produtivas por meio de um sistema industrial que os integra. É com esses produtores que se entrou em contato, em visitas e pela participação em seus espaços de convivência, onde foram realizadas entrevistas semi-estruturadas e observações no campo de relações do qual fazem parte. O horizonte em que se pretendeu entender a dinâmica do trabalho, juntamente com os agricultores, foi configurado pela possibilidade de destacar como o sujeito agricultor, em seus diferentes grupos e subgrupos, plantadores e não-plantadores de fumo, basicamente, percebe e significa sua trajetória e orienta suas atividades laborais. Com a investigação, observou-se que o agricultor significa historicamente seu trabalho, representando-o como fator de sofrimento, mas, ao mesmo tempo, como mecanismo de luta visando transpor as dificuldades diante dos ciclos de disposições, os quais se reestruturam os mercados, o consumo e a vida dos sujeitos.



Mestranda: Patrícia Braga Lovatto

Título da Dissertação: Contribuição à gestão ambiental: a percepção de agricultores familiares acerca da preservação e utilização de recursos naturais em propriedades rurais do município de Santa Cruz do Sul, RS

Trabalho completo

Orientadora: Profª. Drª. Virgínia Elisabeta Etges

Banca: Profª. Drª. Virgínia Elisabeta Etges, Profª. Drª. Erica Karnopp, Prof. Dr. Eduardo Lobo Alcayaga estes da UNISC e Prof. Dr. Gustavo Schiedeck, da EMBRAPA/Pelotas.

Data da defesa da dissertação: 21 de março de 2007.

Palavras-chave: percepção ambiental, agricultores familiares, Santa Cruz do Sul.

RESUMO: Considerando o estreito contato das atividades rurais com a natureza, agregando valor sobre ela a partir da produção de recursos renováveis, deixando-a muitas vezes vulnerável à exploração excessiva e ao manejo inadequado, torna-se relevante e necessária a obtenção de instrumentos que permitam uma análise sistêmica desse processo de inter-relação homem-natureza, a fim de que se possa formular estratégias de intervenção corretiva que favorecem esta co-evolução muitas vezes insustentável e degradante. Com base nessas proposições e considerando a realidade do Município de Santa Cruz do Sul, cujo desenvolvimento perpassa a insustentabilidade sócio-ambiental envolvida na produção de tabaco, e a busca de alternativas a esse modelo de agricultura convencional dominante, a presente pesquisa investigou os aspectos relacionados à percepção ambiental de dois grupos distintos de agricultores. O primeiro, constituído por agricultores vinculados à Feira Rural do Município de Santa Cruz do Sul, estando mais direcionados à utilização de técnicas produtivas convencionais, enquanto que o segundo, constituído por agricultores associados ao Capa/Ecovale, instituição fundamentada nos princípios da agricultura agroecológica. Desta forma, a partir dos dados levantados através de entrevistas aplicadas aos agricultores, bem como observações de campo realizadas através de visitas às suas propriedades, analisou-se a realidade dos grupos distintos no que se refere à preservação ambiental e utilização de recursos naturais. Neste âmbito, almejou-se contribuir para formulação de estratégias político-educacionais que contribuam para um planejamento rural mais adequado para a região, no contexto do Desenvolvimento Regional Sustentável. Nesse sentido foi possível inferir, que o cenário traçado de forma geral é de carência por parte de medidas educativas de longo prazo vinculadas à educação ambiental, bem como, descaso com as alternativas de desenvolvimento sustentável que atualmente são postas em prática na região. Além disso, relacionado à falta de educação e instrução, está o papel antagônico das instituições, os interesses mercadológicos norteando as decisões e as opções feitas pelos agricultores. Nesse sentido, deve-se destacar aqui, o caso dos agricultores orgânicos que acabam reféns da incoerência por falta de políticas públicas que apóiem o setor, bem como, a discriminação com relação ao grupo como relatado em alguns trechos das entrevistas transcritas. No tocante às arbitrariedades, revelaram-se promissoras algumas iniciativas dos agricultores de ambos os grupos, como é o caso dos investimentos em diversificação, preservação de áreas nativas e até mesmo a suscetibilidade que alguns agricultores convencionais demonstraram à conversão produtiva. Na comparação perceptiva entre os dois grupos, no geral, observa-se uma maior predisposição à preservação e a utilização racional dos recursos naturais por parte dos agricultores orgânicos, o que, de certo modo já era previsto. Ainda, relacionados ao caráter perceptivo, pode-se citar o papel do jovem na conversão produtiva, as influências de gênero na gestão dos recursos naturais, o papel das instituições públicas, bem como, das instituições não governamentais, no estímulo às novas perspectivas para o desenvolvimento regional sustentável.



Mestranda: Najla Nassere

Título da Dissertação: Da desconstrução do aparato manicomial à implementação da Política Pública CAPS – O Caso de Santa Cruz do Sul/RS

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva

Banca: Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva, Prof. Dr. Jerto Cardoso da Silva, estes da UNISC e Profª. Drª. Nádia Maria Weber Santos, da UFRGS.

Data da defesa da dissertação: 03 de abril de 2007.

Palavras-chave: Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), Reforma Psiquiátrica, política pública de saúde mental

RESUMO: Este trabalho tem como objetivo analisar o processo da Reforma Psiquiátrica, iniciado nos anos de 1980 no Brasil, tomando-se como estudo de caso a implementação da política pública de saúde mental do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) no município de Santa Cruz do Sul/RS, destacando as transformações da assistência à saúde mental, as novas estratégias de trabalho, a instrumentalização de saberes, bem como os desafios da atuação multidisciplinar. A estratégia analítica utilizada foi a análise de discurso, empregado a partir das técnicas de entrevistas semi-estruturadas e do grupo focal. Participaram desta pesquisa cinco profissionais do CAPS adulto (psiquiatra, psicóloga, assistente social, técnica de enfermagem e terapeuta ocupacional) e quatro profissionais do CAPS infantil (psiquiatra, psicóloga, assistente social e fonoaudióloga). Os resultados deste estudo revelaram os limites e as transformações ocorridas no processo da Reforma Psiquiátrica, sobretudo no que diz respeito à ruptura com o modelo epistemológico disciplinar e hospitalocêntrico. Entre os limites apontados destacam-se a precária articulação entre os CAPS de Santa Cruz do Sul e a rede básica de saúde, o distanciamento entre a “equipe técnica” e a “equipe de apoio”, a hierarquia disciplinar, calcada na psiquiatrização dos saberes sobre as demais áreas e a utilização de classificações diagnósticas baseadas no discurso médico psiquiátrico. Quanto às mudanças em relação à antiga forma de tratamento, evidencia-se uma maior preocupação com a garantia da cidadania dos usuários, a inserção dos familiares no tratamento, bem como o início de um processo de desmistificação da “loucura” junto à comunidade. Um dos maiores desafios da política pública de saúde mental (CAPS) do município refere-se à falta do amadurecimento de uma postura interdisciplinar, o que de certa forma, retrata as dificuldades ainda encontradas no alcance dos princípios advogados pela Reforma Psiquiátrica.



Mestrando: Airton Adelar Mueller

Título da Dissertação: Criação de Novos Municípios, Capital Social e Desenvolvimento

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Mário Riedl

Banca: Prof. Dr. Mário Riedl, Profª. Drª. Marília Patta Ramos, Prof. Dr. João Pedro Schmidt, estes da UNISC e Prof. Dr. Luis Roque Klering, da UFRGS.

Data da defesa da dissertação: 13 de abril de 2007.

Palavras-chave: Emancipações Municipais, Capital Social, Desenvolvimento.

RESUMO: Dentre os inúmeros aspectos que contribuem para que diferentes regiões possuam diferentes dinâmicas de desenvolvimento, dois deles nos parecem de relevância destacada. Falamos dos recortes político-administrativos e do capital social. Os recortes aqui abordados são os municípios. Neste sentido, o presente trabalho tem por escopo a analisar como são percebidas pelas lideranças de duas “localidades” com situações político-administrativas distintas (uma já emancipada e outra ainda não), variáveis que compõem o conceito de capital social, visando constatar em que medida a criação de novos municípios pode, ou não, interferir no capital social dos territórios diretamente envolvidos neste processo. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, implementada a partir de um estudo comparativo de casos entre um distrito e um município emancipado na penúltima leva (1995) ocorrida no Rio Grande do Sul, Brasil. Tais territórios são respectivamente Alto Paredão e Herveiras. Este último foi distrito do município de Santa Cruz do Sul, e o segundo ainda o é, porém, visa também sua autonomia político-administrativa. Estas “localidades” oferecerem um quadro bastante significativo em termos comparativos, uma vez que possuem formações históricas, culturais, geográficas, sociais, econômicas e étnicas muito semelhantes. Tendo em vista que estas características, em sendo distintas, poderiam influir nas respectivas realidades do capital social, temos um cenário onde a o staus político-administrativo é o principal fator diferenciador entre as duas “localidades”. Os resultados obtidos dão mostras de que o anseio pelo desenvolvimento local, compartilhado internamente pelas respectivas lideranças que fazem, ou faziam, parte do movimento emancipacionista, mesmo quando se encontravam em posições políticas divergentes, e não habituados a cooperar, acabou apontando a emancipação como a opção mais viável. Assim, as relações engendradas pelo desejo de autonomia, impulsionado pela busca do desenvolvimento, tendeu a favorecer a “cooperação”, a “confiança”, o “compromisso cívico”, as “ações coletivas”, entre outras variáveis trabalhadas. Ou seja, a criação de um novo município, segundo a percepção das respectivas lideranças, indica ser um processo capaz de influenciar positivamente o capital social daquelas “localidades”. Entretanto, a persistência desta vitalidade apresenta-se vulnerável, uma vez que as relações entre as lideranças, no tocante ao capital social, tendem a sofrer alterações após a efetivação da autonomia político-administrativa, isto porque a cooperação engendrada dura com toda sua intensidade até a criação do município, podendo persistir, ou cessar, na medida em que as expectativas de desenvolvimento geradas pelo processo emancipatório, venham a se confirmar, ou não. Assim, a criação de novos municípios, o capital social e o desenvolvimento indicam ser processos e conceitos que se afetam mutuamente.



Mestranda: Eliane Aparecida Gracioli Rodrigues

Título da Dissertação: A política de gestão dos recursos hídricos do Rio Grande do Sul: uma avaliação da experiência do Comitê Pardo

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend

Banca: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend, Profª. Drª. Heleniza Ávila Campos, estes da UNISC e Prof. Dr. Renato Santos Souza, da UFSM.

Data da defesa da dissertação: 24 de abril de 2007.

Palavras-chave: Política de recursos hídricos, gestão de recursos hídricos, Comitê Pardo

RESUMO: A questão problemática da escassez iminente dos recursos hídricos demandou a criação de um sistema de gestão que, no estado do Rio Grande do Sul, está ancorado na Política Estadual de Gestão dos Recursos Hídricos, a qual propõe uma gestão descentralizada com participação da sociedade e dos usuários. O presente estudo visou uma avaliação dessa política através da experiência do Comitê de Gerenciamento de Recursos Hídricos do Rio Pardo, bem como verificar como esse processo é percebido pelos membros desse comitê. A pesquisa foi baseada em documentos do comitê, como atas e relatórios técnicos e também foi aplicado um questionário aos membros do Comitê Pardo com livre participação desses. Na pesquisa com os membros do comitê tinha-se como principal foco identificar como esses avaliavam a política de recursos hídricos do estado na aplicação dos seus instrumentos de gestão dos recursos hídricos e como viam o processo de gestão no seu comitê. Verificou-se que a maioria considera a política estadual de difícil aplicação, observando alguns aspectos peculiares quanto aos instrumentos de gestão, pois a outorga e a cobrança foram identificados como os mais complexos. Em relação ao comitê, mostraram-se modestos quanto à sua participação e intervenção, reconhecendo diversas dificuldades que são inerentes ao processo de gestão e que estão sendo enfrentadas pelo comitê, deixando transparecer que esse é um processo de aprendizagem.



Mestranda: Letícia Lassen Petersen

Título da Dissertação: Implementação do Programa Bolsa Família: uma política social descentralizada

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg

Banca: Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg, Prof. Dr. Mario Riedl, estes da UNISC e Profª. Drª. Raquel Fabiana Lopes Sparenberger, da UNIJUI.

Data da defesa da dissertação: 23 de maio de 2007.

Palavras-chave: Desenvolvimento. Políticas Públicas. Desigualdade. Estado. Sociedade.

RESUMO: O presente estudo aborda uma ação política cujo foco é a inclusão social. O recorte proposto é a análise do Programa Bolsa Família proposto pelo governo federal brasileiro a fim de que seja implementado pelos municípios, por meio de um estudo de caso do município de Ijuí – RS. Em prol desta análise, a pesquisa se dedica ao resgate do processo histórico da produção da desigualdade e do pensar e agir da política social no Brasil, para posteriormente lançar um olhar para a prática municipal em prol da adesão ao programa. As bases lógicas que pautam a pesquisa são a do método dialético e as teorias utilizadas para desenvolver o processo de investigação são o materialismo histórico e a hermenêutica. Enfim, destina-se a verificar e descrever os aspectos interinstitucionais e as articulações práticas na implementação, dialogando com o arcabouço teórico sobre o assunto.



Mestrando: Charles Luiz Policena Luciano

Título da Dissertação: A Luta do MST no Capitalismo como uma Prática Educativa com Perspectiva de Desenvolvimento

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Moacir Fernando Viegas

Banca: Prof. Dr. Moacir Fernando Viegas, Profª. Drª. Rosângela Schultz, estes da UNISC e Profª. Drª. Célia Regina Vendramini, da UFSC.

Data da defesa da dissertação: 13 de junho de 2007.

Palavras-chave: capitalismo, desenvolvimento, MST e práticas educativas.

RESUMO: O tema de pesquisa que investigamos é a educação no Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST). Nosso objetivo principal foi analisar as características e contradições das práticas educativas realizadas nos acampamentos, que visam a transformação das estruturas do capitalismo para uma nova configuração de desenvolvimento regional/local. Analisamos essas práticas no contexto das relações políticas, enfocando especialmente a questão da democracia na forma como está estruturada a organização dos sem-terra. No contexto, discutimos os conceitos sobre desenvolvimento regional, globalização e capitalismo, para apresentar o MST e conceituar classes sociais, democracia e sociedade civil. Nas análises, descrevemos as relações entre educação e Estado, e as práticas educativas do movimento. O materialismo histórico ofereceu as bases teóricas às análises e ao referencial teórico. Em termos metodológicos, através da observação participante analisamos as práticas educativas dos sem-terra em dois acampamentos. Foi possível observar o cotidiano dos acampamentos, desde as conversas informais até os eventos de âmbito estadual, e realizamos entrevistas semi-estruturadas com os educadores, alunos, pais e líderes. Os resultados a que chegamos demonstram que a provisoriedade dos acampamentos é uma condição necessária para os sem-terra desenvolverem suas mobilizações. E, quando o acampamento diminui essa condição, ocorre na mesma medida a diminuição das lutas. Já, a institucionalização das lutas guarda relação com os direitos sociais conquistados pelos sem-terra, como foi o reconhecimento legal da Escola Itinerante, em 1996, pelo Estado. Neste caso, a institucionalização confere um formato ao caráter espontâneo das lutas dos sem-terra. E o Estado, ao conceder esses direitos aos trabalhadores, tende a impor normas que burocratizam as práticas sociais. Assim, a institucionalização da escola no acampamento que diminui sua provisoriedade faz com que as práticas educativas transformadoras dêem lugar à práticas mais convencionais, tornando a educação um veículo de mediação da hegemonia, sendo essa uma contradição essencial que perpassa a problemática investigada.



Mestrando: Luciano Lepper

Título da Dissertação: Agricultura Urbana: uma estratégia de segurança alimentar e nutricional sustentável em Santa Cruz do Sul/RS

Trabalho completo

Orientador: Profª. Drª. Erica Karnopp

Banca: Profª. Drª. Erica Karnopp, Prof. Dr. Marcelino Hoppe, Profª. Drª. Virgínia Elisabeta Etges, estes da UNISC e Profª. Drª. Magnólia Aparecida Silva da Silva, da UERGS.

Data da defesa da dissertação: 28 de junho de 2007.

Palavras-chave: Agricultura Urbana, Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável, Renda.

RESUMO: A presente dissertação tem como objetivo analisar a viabilidade de implantação da Agricultura Urbana (AU) em espaços públicos municipais em áreas de risco no município de Santa Cruz do Sul - RS. A análise dos dados socioeconômicos e secundários, juntamente com o estudo do Plano Diretor e Plano Plurianual, possibilitou a elaboração de mapas com os espaços públicos municipais e mapas das áreas de risco socioeconômico. O diagnóstico da realidade urbana indicou os espaços públicos passíveis de utilização em um programa de AU, considerando-se primeiramente os parques, praças, postos de saúde, escolas e equipamentos comunitários. O desenvolvimento da AU pressupõe a interação entre as entidades civis e públicas, e é dinamizadora social, buscando a Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável (SANS). A AU necessita do reconhecimento do Poder Público local, de lei específica que a regulamente, para que seja adotada como prioridade, na busca pela sustentabilidade. O município, no ano de 2007, criou o Conselho Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional Sustentável de Santa Cruz do Sul (COMUSANS), que está aberto a participação da comunidade, sendo o veículo para propostas em AU nos seus debates temáticos. A AU gera emprego, renda, auto consumo, abastecimento local de feiras, entidades e pequenos comércios, e consequentemente, inclusão social. Mediante análise da legislação vigente, nada consta como impedimento para a implantação da AU como estratégia de SANS. A pesquisa mostrou que a mobilização da sociedade através de parcerias entre o setor público e o setor privado, nas escolas, instituições religiosas, associações de moradores, poderá tornar-se um caminho para proporcionar SANS.



Mestranda: Robriane Lara

Título da Dissertação: Planejamento Urbano dos Estabelecimentos Assistenciais de Saúde Pública através da Acessibilidade e Mobilidade Urbana: estudo da configuração espacial de Santa Cruz do Sul, cidade pólo-regional sul-rio-grandense

Trabalho completo

Orientador: Profª. Drª. Heleniza Ávila Campos

Banca: Profª. Drª. Heleniza Ávila Campos, Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira, estes da UNISC, Prof. Dr. Décio Rigatti (UFRGS) e Prof. Dr. Attus Pereira Moreira (URI e ULBRA).

Data da defesa da dissertação: 16 de julho de 2007.

Palavras-chave: sintaxe espacial, acessibilidade e mobilidade urbana, planejamento urbano e gestão em saúde pública, sociedade de risco, cidade pólo-regional.

RESUMO: O alcance desta pesquisa trouxe à luz do saber científico a problematização de um tema fundamental às cidades, qual seja: a relação das áreas de risco em saúde com a acessibilidade e a mobilidade urbana em termos de planejamento e gestão dos Estabelecimentos Assistenciais de Saúde Pública - EASPs nas cidades. Foram obtidas as informações sobre os principais condicionantes que influenciam isoladamente e em conjunto a formação das áreas de risco em saúde, a própria sociedade de risco, assim como o movimento de pessoas aos EASPs, e, principalmente, estabelecer parâmetros que possam ser aplicáveis a outras situações e estudos de caso. A pesquisa propôs um recorte específico do estudo da morfologia da cidade de Santa Cruz do Sul, por meio da análise de sua configuração espacial, verificando os níveis de acessibilidade da distribuição espacial dos EASPs existentes no sistema urbano. A Sintaxe Espacial como referencial teórico-metodológico conjuntamente com a aplicação de entrevistas semi-estruturadas foi o método que permitiu compreender, tanto quantitativamente quanto qualitativamente, a lógica da organização sócio-espacial das áreas de risco em saúde da zona urbana da cidade. Com base nos resultados obtidos, foi possível inferir que a diversidade das especialidades médicas e atividades disponibilizadas nos EASPs, vinculadas à acessibilidade sintática e à mobilidade urbana, desempenham um papel determinante na busca da qualidade em saúde pública dentro da estrutura urbana de cidades pólo-regional.



Mestranda: Lisielle Zanella

Título da Dissertação: O Projeto Político Pedagógico e o desenvolvimento da Comunidade Local

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Inacio Helfer

Banca: Prof. Dr. Inacio Helfer, Prof. Dr. Moacir Fernando Viegas, estes da UNISC, Prof. Dr. Luís Armando Gandin (UFRGS).

Data da defesa da dissertação: 03 de agosto de 2007.

Palavras-chave: Projeto político pedagógico , gestão democrática da escola pública, desenvolvimento local, desenvolvimento regional.

RESUMO: A partir da aprovação da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, Lei nº 9394/ 96, as escolas possuem a incumbência de elaborar em conjunto com a comunidade escolar a sua proposta pedagógica. Dentro dessa perspectiva o presente trabalho teve como objetivos analisar como ocorreu a construção Projeto político pedagógico de uma Escola Estadual de Ensino Médio do município de Arroio do Tigre, no Estado do Rio Grande do Sul. Para este fim foi realizada na escola uma análise documental onde foi verificados os principais instrumentos de coleta de dados, e procedimentos que foram utilizados na elaboração de tal projeto. Foram também realizadas, para complementar os dados coletados, duas entrevistas com professoras que ainda atuam na escola e que participaram na época da elaboração do Projeto político pedagógico. O trabalho também objetivou analisar como a comunidade local percebe as ações da escola (que estejam expressas no Projeto político - pedagógico) e para este fim foi elaborado e aplicado (a partir de um cálculo amostral) um questionário, em todos os bairros do município e distritos do interior. A partir da análise dos dados foi possível verificar que os projetos escolhidos para serem analisados possuem respaldo na comunidade local, principalmente quando se trata do projeto “Desenvolvendo o educando através da arte”, que é amplamente reconhecido na comunidade local. Constatou-se que a escola pode contribuir com a comunidade local a partir de suas ações e que uma localidade pode se desenvolver a partir das ações da escola. Os processos educativos e o desenvolvimento regional se relacionam intimamente quando se compreende que a comunidade local e escolar não podem ser apenas espectadoras das ações da escola. Mas deve também participar das escolhas, auxiliar na formulação de diretrizes para e escola, demonstrando assim que o espaço público necessita ser ocupado pelos indivíduos que são usuários efetivos ou potenciais dos mesmos.



Mestranda: Tatiana Kurtz

Título da Dissertação: Caracterização Sócio-Epidemiológica dos Óbitos Até Um Ano de Idade em Santa Cruz do Sul: instrumento metodológico para aperfeiçoamento da gestão territorial em saúde

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira

Banca: Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira, Profª. Drª. Marilia Patta Ramos, estes da UNISC, Profª. Drª. Stella Nazareth Meneghel (UNISINOS).

Data da defesa da dissertação: 03 de agosto de 2007.

Palavras-chave: Mortalidade Infantil; Políticas Públicas; Serviços de Saúde; Eqüidade; Autópsia Verbal.

RESUMO: Este estudo analisa os óbitos até 1 ano de idade em Santa Cruz do Sul segundo suas principais características de ocorrência, distribuição e sua relação com a política de saúde. O estudo foi desenvolvido em município que tem o 8º Produto Interno Bruto (PIB) do estado do Rio Grande do Sul e gestão plena de municipalização do Sistema Único de Saúde (SUS), e que, no entanto apresentou durante 2003-2004 taxas de Mortalidade Infantil elevadas. Os dados foram coletados através da Declaração de Nascido Vivo (DN), Declaração de Óbito (DO), questionário em domicílio ou hospital com familiar, através de autópsia verbal/inquérito domiciliar, análise de prontuários dos óbitos e avaliação técnico-científica por médico pediatra a respeito do atendimento recebido por essas crianças. Observamos um número total de 57 óbitos menores de 1 ano no período em estudo, sendo predominante a ocorrência do óbito (54,4%) na faixa etária de 0 a 28 dias de vida (mortalidade neonatal) intrinsicamente relacionada às condições de gestação, parto e integridade física da criança. O estudo aponta para a importância de um conjunto de condições a influenciar o aumento da vulnerabilidade e incidência de óbitos: condições sócio-econômicas das mães - particularmente a baixa escolaridade - e a qualidade da prestação dos serviços ao binômio mãe/filho. O estudo reforçou a importância da autópsia verbal/inquérito domiciliar como instrumento qualitativo para elaboração de ações para redução das taxas de Mortalidade Infantil.

 

 

Mestranda: Rosane Schena

Título da Dissertação: Participação política, atitudes e valores na vida de estudantes de três escolas públicas de Ensino Médio de Santa Cruz do Sul/RS

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Inácio Helfer

Banca: Prof. Dr. Inácio Helfer, Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira, estes da UNISC, Prof. Dr. João Ignácio Pires Lucas (UCS).

Data da defesa da dissertação: 26 de outubro de 2007.

Palavras-chave: atitude, política, percepção política, democracia e cidadania

RESUMO: Parte-se da premissa de que há diferenças entre opiniões e atitudes de jovens que vivem em ambientes sócio-econômicos distintos, e cujos posicionamentos poderão refletir na organização social, na cooperação política e no próprio desenvolvimento econômico da região à qual pertencem. Por meio deste trabalho, tentaremos mostrar que estas diferenças de fato existem e como elas se apresentam. Com base nesse conceito, acredita-se que o sistema democrático possa contribuir para que o desenvolvimento de uma região tenha maior êxito, uma vez que o desenvolvimento local se intensifica com a participação dos indivíduos nas organizações sociais e estas, por sua vez, possibilitam o crescimento endógeno. Com o resultado da pesquisa, constatamos que quanto maior a participação nas decisões familiares e nos debates que envolvem o tema política nas escolas e na família, maior é a confiança dos indivíduos de que podem influenciar as decisões políticas que lhes dizem respeito. A participação e a autoconfiança individual podem levar a uma autoconfiança coletiva, e esta incrementa a capacidade de inventar e reinventar recursos no intuito de alavancar soluções voltadas ao crescimento de uma comunidade.

 

 

Mestranda: Fabiana Neves de Vargas

Título da Dissertação: Mercosul: Viabilidade de uma Legislação Ambiental Comum

Trabalho completo

Orientador: Profª Drª Virginia Elisabeta Etges

Banca: Profª Drª Virginia Elisabeta Etges, Profª Drª Wanderleia Elizabeth Brinckmann, Prof. Dr. Luiz Ernani Bonesso de Araújo, estes da UNISC, Prof. Dr. Ivo Marcos Thies (Unicamp).

Data da defesa da dissertação: 03 de dezembro de 2007.

Palavras-chave: MERCOSUL, harmonização, legislação ambiental, desenvolvimento.

RESUMO: Antes de ser uma fórmula de integração econômica, o MERCOSUL é, sobretudo, uma comunidade política de nações, comprometida com a construção de uma liderança política regional, com a busca e a criação de instrumentos capazes de melhor inserir os seus povos no cenário internacional. Frente à conjuntura atual, a Globalização, a proteção ambiental é um fator preponderante no que se refere ao desenvolvimento regional. Através da metodologia utilizada na pesquisa, a Hermenêutica, foi possível identificar, interpretar e analisar a legislação ambiental presente nos países mercosulinos. Verificou-se que, para o incremento do processo de desenvolvimento do MERCOSUL, necessária se apresenta a harmonização da legislação ambiental, não só por ser importante ao fortalecimento do bloco, mas também porque o Tratado de Assunção estabelece que esse procedimento apresenta-se como meio para o alcance do fim maior: a constituição de um Mercado Comum inserido dentro de um bloco regional. O presente estudo levou em consideração, principalmente, o exemplo da União Européia, onde a harmonização em termos de leis ambientais já é uma realidade. Argumenta-se favoravelmente à harmonização jurídica no MERCOSUL, tendo em vista os vários aspectos legais que aproximam os países integrantes do bloco de uma legislação comunitária na área ambiental. A diversidade social, cultural, econômica, política, bem como a ambiental entre Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai não deve se constituir em entrave para o processo de harmonização de leis ambientais. Ao contrário, a riqueza das experiências de cada país só vem a contribuir para a construção de uma legislação comum no bloco regional. Aos quatro países associados cabe a difícil tarefa de se modernizar e, principalmente, de se harmonizar em matéria de legislação ambiental, ressaltando que o bom desempenho do MERCOSUL depende mais de vontade por parte dos representantes políticos, assim como da iniciativa privada, do que unicamente de soluções jurídicas.

 

 

Mestranda: Adriana Arnt Brito

Título da Dissertação: Atividade Econômica da população com 60 anos ou mais no Rio Grande do Sul e o impacto sobre a composição das rendas domiciliares

Trabalho completo

Orientador: Profª Drª Marília Patta Ramos

Banca: Profª Drª Marília Patta Ramos, Prof. Dr. Silvio Cezar Arend, estes da UNISC, Prof. Dr. Julio César de Oliveira (UFRGS).

Data da defesa da dissertação: 13 de dezembro de 2007.

Palavras-chave: população idosa, indicadores sócio-econômicos, renda domiciliar, diferenças regionais.

RESUMO: Este trabalho de pesquisa apresenta a participação das pessoas com 60 anos ou mais na população economicamente ativa e o seu impacto sobre a composição da renda média domiciliar per capita nas regiões e no Estado do Rio Grande do Sul. O recorte regional escolhido para apresentarmos as análises foi as mesorregiões do IBGE, em suas 7 mesorregiões. Outro objetivo do estudo foi verificar a associação entre o desenvolvimento econômico das mesorregiões e a participação das pessoas com 60 anos ou mais na população economicamente ativa. Comparou-se as taxas de participação das pessoas idosas em atividades econômicas e o impacto sobre as rendas domiciliares no Rio Grande do Sul e posteriormente em cada uma das mesorregiões. O PIB per capita, o tamanho da população, o IDHM, a taxa de urbanização e o Índice de Gini foram utilizados como variáveis de controle. O método de pesquisa deste estudo foi descritivo e explicativo, utilizamos dados quantitativos secundários tendo como fonte o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE, 2000), a Fundação de Economia e Estatística (FEE, 2000) e o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA, 2000). A unidade de análise de pesquisa é composta pelos 467 municípios do RS no ano de 2000. Ao analisarmos os dados, verificamos que o Rio Grande do Sul é o Estado do Brasil, com uma das maiores expectativas de vida ao nascer. Constatamos, através das análises de regressão, que a taxa de participação das pessoas com 60 anos ou mais na população economicamente ativa explica parcialmente em algumas mesorregiões a renda média domiciliar no Rio Grande do Sul.

 

 

 

Mestranda: Simone Loureiro Brum Imperatore

Título da Dissertação: A execução orçamentária nos municípios da RMPA sob a Lei de Responsabilidade Fiscal

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Carlos Aguedo Nagel Paiva

Banca: Prof. Dr. Carlos Aguedo Nagel Paiva, Prof. Dr. Silvio Cezar Arend, estes da UNISC, Profª Drª Sol Garson Braule Pinto (UFRJ).

Data da defesa da dissertação: 19 de dezembro de 2007.

Palavras-chave: Lei de Responsabilidade Fiscal, Contabilidade Pública, Gestão Pública, Políticas Públicas, Desenvolvimento Municipal.

RESUMO: A Lei de Responsabilidade Fiscal – LRF – Lei Complementar n° 101/2000 constitui um código de conduta para administradores públicos, que passam a obedecer normas e limites para administrar as finanças nacionais, estaduais e municipais, prestando contas de quanto e como gastam os recursos da sociedade. Tem como princípios o planejamento, o controle, a transparência e a responsabilização e se utiliza de instrumentos gerenciais, provendo informações sobre as finanças públicas: metas de resultados entre receitas e despesas; limites para as despesas com pessoal, endividamento, concessão e ampliação de benefícios tributários, recursos vinculados e restos a pagar. Apesar dos seis anos de sua implantação, controvérsias conceituais e operacionais denunciam que seus fundamentos, objetivos e normas não foram corretamente apreendidos pelos cidadãos e por parcela significativa dos governantes e, como conseqüência do ajuste fiscal proposto, sacrifica-se investimentos públicos primordiais ao desenvolvimento dos municípios e, do país. O entendimento de que as regiões metropolitanas concentram as melhores chances de progresso e os mais graves problemas sociais motivou a definição da Região Metropolitana de Porto Alegre como objeto do presente estudo, considerando-a fenômeno dinâmico de integração urbano-regional, cuja diversidade, especialização e integração dos municípios contemplam a realidade dos municípios brasileiros.

 

 

Mestranda: Ana Cristina da Motta Bianchi

Título da Dissertação: Avaliação de propostas públicas municipais e regionais no âmbito do planejamento integrado do turismo sustentável na quarta colônia, RS, Brasil.

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Mario Riedl

Banca: Prof. Dr. Mario Riedl, Prof. Dr. Inácio Helfer, estes da UNISC, Prof. Dr. Leandro Antonio Lemos (PUCRS).

Data da defesa da dissertação: 19 de dezembro de 2007.

Palavras-chave: Turismo. Desenvolvimento regional. Quarta Colônia

RESUMO: O turismo é essencial à realização dos ambiciosos objetivos do Brasil, os quais sejam, a promoção do cidadão brasileiro, o desenvolvimento e a geração de empregos, o desenvolvimento regional, a gestão do patrimônio cultural e natural, bem como o reforço da identidade nacional. A atividade turística é um fenômeno coletivo e individual em diferentes etapas e perspectivas. O objetivo desta pesquisa é ampliar o debate sobre várias questões pertinentes aos processos de desenvolvimento da atividade na Quarta Colônia, situada na região central do estado do Rio Grande do Sul, região que merece uma atenção particular pela atuação do Consórcio de Desenvolvimento Sustentável. Analisa as ações que visam ao desenvolvimento regional orientadas para valorizar o capital natural, físico, humano e social, determinantes do desenvolvimento e não concebidas somente como possibilidade de crescimento econômico. Relata a trajetória das ações em prol da atividade turística, participação e integração das pessoas e instituições. O Plano Nacional de Turismo busca melhores horizontes para o desenvolvimento harmônico e integrado com vistas a uma melhor qualidade de vida para todos. Pretende-se ainda, discutir metodologias e conceitos presentes nas teorias do Turismo a partir das entrevistas realizadas com os atores-chave.

 

 

Mestranda: Simone Manfredini Bender

Título da Dissertação: Capital Social e Desenvolvimento em São Leopoldo.

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. João Pedro Schmidt

Banca: Prof. Dr. João Pedro Schmidt, Prof. Dr. Mario Riedl, estes da UNISC, Prof. Dr. Martin Norberto Dreher (UNISINOS).

Data da defesa da dissertação: 20 de dezembro de 2007.

Palavras-chave: colonização alemã, capital social, desenvolvimento, participação, São Leopoldo.

RESUMO: Este trabalho estuda as características do capital social e seus possíveis vínculos com o desenvolvimento do município de São Leopoldo no início do século XXI, tendo como referência principal a teoria de Robert Putnam. A rememoração da trajetória histórica do município, a partir de 1824, incorpora elementos históricos, culturais, políticos, econômicos e sociais e considera os aspectos ligados ao capital social, destacando a organização social, o trabalho comunitário, o associativismo, a informação e a comunicação, a criação da imprensa e a participação nas questões públicas. Os dados coletados sugerem que os elementos culturais e sociais, vinculados ao capital social desde as primeiras décadas da colonização alemã, podem ter favorecido o desenvolvimento econômico alcançado pelo município, segundo a lógica da teoria de Putnam. Um dos elementos principais é o associativismo, o qual, sob o aspecto quantitativo, mantém-se até hoje como um elemento marcante. O levantamento do número de organizações sociais em São Leopoldo, em 2006, mostra a existência de nada menos de 1.459 organizações sociais de diferentes tipos. Os elementos culturais e sociais, por outro lado, estão bastante modificados. As características do capital social dos dias atuais - segundo indica pesquisa de opinião aplicada nos diferentes bairros da cidade acerca de aspectos como participação dos cidadãos em redes e grupos, confiança e solidariedade, ação coletiva e cooperação, coesão, inclusão social e empoderamento - são próprias de um ambiente urbano, metropolitano, marcado pelo grande afluxo de migrantes, por fortes desigualdades e pela violência. O capital social prevalente é do tipo bonding, e em menor grau do tipo bridging.

Mestrando: David Lorenzi Junior

Título da Dissertação: Perfil e ações das empresas orízicolas na região dos Coredes Central e Jacuí centro.

Trabalho completo

Orientador: Profª. Drª. Marília Patta Ramos

Banca: Profª. Drª. Marília Patta Ramos, Prof. Dr. Carlos Aguedo Nagel Paiva, Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg, estes da UNISC, Prof. Dr. Breno Augusto Diniz Pereira, da UFSM.

Data da defesa da dissertação: 14 de fevereiro de 2006.

Palavras-chave: Desenvolvimento Regional, Empresas, Inovação, Capacitação Profissional, Responsabilidade Social.

RESUMO: A presente dissertação tem como objetivo descrever como se apresentam os seguintes aspectos organizacionais: a inovação, a capacitação profissional e a responsabilidade social (ações sociais) nos engenhos de arroz da região dos COREDEs Central e Jacuí Centro entre os anos de 1990 a 2004. Foram pesquisados onze engenhos no primeiro semestre de 2005, ou seja, a totalidade de engenhos existentes nos municípios que integraram a pesquisa, assim como cento e setenta e cinco empregados destes engenhos que fizeram parte da amostra. Especificamente, nos dados levantados na pesquisa de campo feita junto aos engenhos de arroz em municípios pertencentes aos COREDEs Central e Jacuí Centro podemos evidenciar que a inovação, assim como a capacitação profissional e a responsabilidade social não são prioridades para estas empresas. Ou seja, há uma tendência dos engenhos de arroz desta região em não acompanharem as transformações necessárias para que se mantenham competitivos e por conseguinte permanecerem no mercado. Cabe ressaltar que um aspecto positivo foi que, em grande parte dos administradores dos engenhos, há interesse que seus empregados continuem os estudos. Isso é incentivado por meio de pagamentos de taxas escolares e doação de materiais escolares para os mesmos. Já no que se refere aos dados levantados junto aos empregados, nos levam a inferir que não há uma sintonia entre os administradores e seus subordinados, ou seja não há concordância no que os primeiros versaram e o que foi dito pelos empregados sobre capacitação profissional e a responsabilidade social (ações sociais). Portanto, a partir do exposto podemos inferir que de um modo geral, esta tendência dos engenhos de arroz em municípios onde predomina esta atividade orizícola na região dos COREDEs Central e Jacuí Centro de não se modificarem por meio de inovações, assim como não capacitarem seus empregados e desenvolverem a responsabilidade social (ações sociais), pode afetar negativamente o crescimento econômico e social da região, e por conseqüência o desenvolvimento regional.

 

 

Mestrando: Andrius Estevam Noronha

Título da Dissertação: Instituições e elite política de Santa Cruz do Sul no contexto de internacionalização da economia fumageira (1960-1970).

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva

Banca: Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva, Prof. Dr. João Pedro Schmidt, estes da UNISC e Prof. Dr. Flávio Madureira Heinz da UNISINOS.

Data da defesa da dissertação: 22 de fevereiro de 2006.

Palavras-chave: elite fumageira, Santa Cruz do Sul, economia fumageira e instituições.

RESUMO: Esta pesquisa tem por objetivo a análise dos posicionamentos da elite política de Santa Cruz do Sul nas instituições como a Associação Comercial e Industrial de Santa Cruz do Sul (ACI), Sindicato da indústria do fumo (Sindifumo), Associação dos fumicultores do Brasil (Afubra), Festa Nacional do Fumo (Fenaf) e o jornal Gazeta do Sul. Limitamos a análise na atuação das entidades ligadas ao setor fumageiro no contexto de acelerada internacionalização desse setor a partir de 1966. A escolha dessas entidades se deve pela importância estratégica que elas representam para a projeção da elite política de Santa Cruz do Sul e por estarem presentes nas discussões em torno do desenvolvimento da economia regional. O período de analise deste estudo é a década de 1960 e 1970, período esse marcado pelo processo de desregulamentação da indústria local e a acelerada inserção do capital estrangeiro na economia, nomeadamente a do setor fumageiro. As condições históricas que desencadearam o processo de internacionalização da economia fumageira e o comportamento da elite política de Santa Cruz do Sul nos permite entender como a economia fumageira passou a ser central nos debates sobre o desenvolvimento de Santa Cruz do Sul. Para alcançarmos os objetivos propostos dividimos essa dissertação em três capítulos. O primeiro problematiza a categoria elite política, levando-se em consideração a formação do Estado-nação e as instituições da sociedade civil e a formação da elite política nesse processo e sua atuação em contextos regionais, visto que o projeto de homogeneização do Estado-nação encontrou obstáculos nas comunidades regionais. O segundo aborda a formação da elite política de Santa Cruz do Sul na primeira metade do século XX, período esse que a economia fumageira de capital nacional (regional) passa a se consolidar como centro nas estratégias de desenvolvimento da elite política local. Nesse capítulo ainda abordamos a relação entre o discurso desenvolvimentista da elite política no quanto ao sucesso da economia fumageira e o reforço da identidade cultural/étnica germânica, assim como os problemas criados pela assimilação forçada do nacionalismo do Estado Novo durante o governo Vargas (1930-1945). O terceiro capítulo aborda o engajamento da elite política nas instituições citadas no contexto da internacionalização da economia fumageira, bem como o papel que cada instituição cumpriu no processo de internacionalização, a pressão da conjuntura econômica nacional e internacional na desregulamentação da economia fumageira e o posicionamento da elite política de Santa Cruz do Sul frente a esse processo. As considerações finais apontam para a ruptura das práticas tradicionais que inviabilizavam o processo de modernização da economia fumageira, fundamental para a aceitação do capital estrangeiro em que esteve assentado sobre uma ética do empreendedorismo de capital cultural germânico norteado pelo forte caráter comunitário.



Mestranda: Juliana Bublitz

Título da Dissertação: Entre tradição e modernidade: dilema do desenvolvimento no Brasil.

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Silvio Marcus de Souza Correa

Banca: Prof. Dr. Silvio Marcus de Souza Correa, Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva, estes da UNISC, Prof. Dr. José Augusto Pádua, da UFRJ.

Data da defesa da dissertação: 22 de fevereiro de 2006.

Palavras-chave: tradição, modernidade, desenvolvimento, progresso, modernização,José Bonifácio de Andrada e Silva, José da Silva Lisboa

RESUMO: Às vésperas da independência do Brasil, o desfecho da revolução do Porto acirrou o antilusitanismo brasileiro e fomentou indiretamente as discussões sobre os destinos do Brasil e sobre como fomentar o seu desenvolvimento – ou, para usar o termo da época, o seu progresso. Dois projetos nacionais elaborados no contexto da independência são o tema e o foco de análise desta pesquisa, cujo recorte temporal abrange a primeira metade do século XIX. Um deles foi elaborado pelo político e intelectual paulista José Bonifácio de Andrada e Silva, um dos condutores do processo de emancipação, e o outro, pelo baiano José da Silva Lisboa, Visconde de Cairu, conhecido como o prócer do liberalismo econômico no Brasil. O objetivo central desta dissertação foi verificar de que forma ambos pensaram, não apenas o devir brasileiro, mas principalmente o binômio tradição-modernidade no Brasil oitocentista, no que se refere a questões-chave como a escravidão, a civilização indígena, a mestiçagem, a natureza tropical, a industrialização e a ocidentalização do Brasil. Como objetivos específicos, procurou-se definir o sentido do progresso no Brasil da época e analisar suas influências, inclusive simbólicas, na construção do Estado Nacional. Para proceder à análise dos dois projetos, optou-se por duas lentes teóricas: uma delas, ajustada a partir da diferenciação paradigmática entre modernização e desenvolvimento, proposta pelo sociólogo Costa Pinto (1970), e a outra, a partir da teoria da modernização de Loo e Reijen (1992). Ambos os projetos tentaram resolver, cada qual a seu modo, o dilema brasileiro. Um deles, defendido por Silva Lisboa, visava o reconhecimento do Brasil no cenário internacional como um país civilizado e ocidental através de uma modernização conservadora. O outro – ligado a Andrada e Silva – buscava muito mais um desenvolvimento do tipo endógeno, a partir de reformas radicais na sociedade brasileira e da superação da tradição. Esta última proposta, porém, não teve respaldo. Ao invés de mudanças sociais provocadas, teve lugar uma adaptação conservadora de idéias liberais – sem que isso significasse, no entanto, "idéias fora do lugar". A saída para o dilema brasileiro foi uma conjugação entre a tradição e a modernidade, objetivando não mais do que reformas necessárias à manutenção interna do status quo e ao reconhecimento da jovem Nação no cenário internacional. Tratava-se de fazer valer uma imagem de civilizado, moderno e, acima de tudo, ocidental, apesar da exclusão do indígena e da escravidão africana presentes na sociedade brasileira.

 


Mestranda: Ana Flávia Marques

Título da Dissertação: Novos parâmetros para a regionalização dos territórios. Estudos do zoneamento Ecológico-Econômico (ZEE) na Amazônia legal e das bacias hidrográficas no Rio Grande do Sul.

Trabalho completo

Orientador: Profª. Drª. Virginia Elisabeta Etges.

Banca: Profª. Drª. Virginia Elisabeta Etges. Profª. Drª. Heleniza Ávila Campos, Prof. Dr.Silvio César Arend, estes da UNISC, Prof. Dr. Henri Acserlad, da UFRJ.

Data da defesa da dissertação: 23 de fevereiro de 2006.

Palavras-chave: regionalização, bacias hidrográficas, zoneamento ecológico econômico.

RESUMO: Pensar a região, segundo a racionalidade ambiental, como escala de desenvolvimento no mundo globalizado contemporâneo, implica em assumir um projeto de desenvolvimento que parta da periferia e não do centro; que considere as particularidades, como potencialidades; que reconheça e tenha em conta as diferentes territorialidades exercidas pelos grupos sociais presentes; que esteja voltado para a sustentabilidade sócio-ambiental, o exercício da cidadania e a justiça ambiental. Na busca por palcos para este desejado novo modelo de desenvolvimento, a pesquisa aqui apresentada, através do método de abordagem dialético, mas sem a pretensão de chegar a uma síntese totalizante, analisou dois instrumentos que podem ser tidos como parâmetros para uma regionalização dos territórios feita sobre novas bases: a gestão de bacias hidrográficas, usada no estado do Rio Grande do Sul e o Zoneamento Ecológico-Econômico, aplicado nos estados da Amazônia Legal. As análises feitas proporcionaram, entre outras as seguintes conclusões: (1) as bacias hidrográficas oferecem a possibilidade de se efetuar uma regionalização que considere os conflitos sócio-ambientais, não necessariamente relacionados às divisões político-administrativas propostas pelo IBGE, nem sequer com as fronteiras que separam os países, podendo suplantar as divisões regionais nacionais e setoriais, possibilitando uma visão mais ampla e sistêmica das realidades regionais; (2) no que se refere ao ZEE, apesar de todas as críticas feitas a sua operacionalização, não se pode desconsiderar as possíveis contribuições deste instrumento no processo de ordenamento territorial, especialmente se for re-orientado, focando sua metodologia numa visão legitimamente sistêmica do território.

 


Mestrando: Carlos Theodoro Strey

Título da Dissertação: A gestão da informação: um estudo em indústrias de pequeno porto no município de Santa Cruz do Sul.

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann

Banca: Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann, Prof. Dr. Mário Riedl, estes da UNISC, Prof. Dr. Júlio César de Oliveira, da UFRGS.

Data da defesa da dissertação: 04 de maio de 2006.

Palavras-chave: Desenvolvimento regional e sistemas de informações.

RESUMO: A presente dissertação de mestrado concentrou-se em pesquisar a gestão da informação em indústrias de pequeno porte do Município de Santa Cruz do Sul, identificando as fontes de informações, a forma como são utilizadas para a tomada de decisões gerenciais, as restrições à disponibilidade de informações, a utilização de programas/softwares e a existência de compartilhamento de informações entre empresas. O volume de informações e processos que as empresas são obrigadas a manipular, por força do conhecimento de seu negócio, do mercado, da PD (pesquisa e desenvolvimento) e das inevitáveis comprovações legais devido às movimentações comercial, fiscal e financeira, têm crescido sobremaneira, pricipalmente face ao desenvolvimento tecnológico das últimas décadas. É de vital importância para as políticas de desenvolvimento regional e para as autoridades responsáveis pelas políticas públicas, que conheçam as fntes de informação e respectivas utilização pelas pequenas empresas, como forma de ampliar o conhecimento das variáveis que possam influir no próprio desenvolvimento, pois, desta forma, irão apoiar e moldar as posições e estratégias competitivas das empresas. As informações precisam ser cada vez mais concentradas, depuradas e disponíveis para os gestores das empresas, bem como o compartilhamento das informções técnicas, comerciais e administrativas com outras empresas do município, inexistente entre as emresas pesquisadas, visando às melhores condições para o seu próprio gerenciamento. Verificou-se que as empresas pesquisadas utilizam para o gerenciamento diário tanto informações internas como externas. Porém, para a decisão de novos investimentos, levam mais em conta os dados internos (comerciais e financeiros) do que os externos. Além disso, constatou-se que é baixa a utilização de informações fornecidas por jornais e revistas especializadas que viriam favorecer à tomada de decisão. Aliando-se a isso, sugere-se que haja um maior entrosamento com as instituições de apoio não-governamentais, que detêm informações valiosas que certamente facilitariam o gerencimento das empresas.

 

 

Mestrando: Valmor Luiz Frantz

Título da Dissertação: A escola formal e a escola não-formal no processo de Desenvolvimento Rural.

Trabalho completo

Orientador: Profª. Drª. Virginia Elisabeta Etges

Banca: Profª. Drª. Virginia Elisabeta Etges, Profª. Drª. Erica Karnopp ,Prof. Dr. João Pedro Schmidt, estes da UNISC, Prof. Dr. Luis Armando Gandin, da UFRGS.

Data da defesa da dissertação: 06 de junho de 2006.

Palavras-chave: educação rural, projeto político-pedagógico, desenvolvimento rural.

RESUMO: Esta pesquisa versa sobre o papel da educação, praticada em instituições formais e não-formais, voltadas ao desenvolvimento do meio rural. Tendo como cenário o município de Santa Cruz do Sul, localizado na região central do Rio Grande do Sul, foram pesquisadas duas instituições formais, uma estadual e uma municipal, e outra não-formal. Inicialmente traz-se um levantamento bibliográfico a respeito da educação no desenvolvimento brasileiro, o tratamento dado à educação, especificamente à rural, na legislação brasileira e as particularidades do meio rural de Santa Cruz do Sul. Através da análise dos seus projetos político-pedagógicos e da pesquisa de campo com pais, alunos e professores, se faz uma leitura do atual papel destas instituições para o desenvolvimento rural do município de Santa Cruz do Sul. O estudo revelou que, apesar da importância atribuída à educação para o desenvolvimento rural, as instituições, principalmente as formais, não conseguem deixar claro à comunidade através dos seus projetos e da sua prática pedagógica, qual é a dimensão política que permeia a sua função no meio rural. A partir desta situação, foram apontadas algumas sugestões que poderão ser úteis para amenizar este distanciamento entre a dimensão política e a dimensão pedagógica da ação destas instituições e contribuir de forma mais expressiva para o desenvolvimento rural.

 


Mestranda: Adriana Schwindt da Costa

Título da Dissertação: Patrimônio histórico e cultural em territórios urbanos: um estudo de caso acerca do conjunto edificado da área central da cidade de Rio Pardo.

Trabalho completo

Orientador: Profª. Drª. Heleniza Ávila Campos

Banca: Profª. Drª. Heleniza Ávila Campos, Profª. Drª. Virginia Elisabeta Etges, estes da UNISC, Profª. Drª. Briane Elisabeth Panitz Bicca, projeto Monumenta (Secretaria Municipal da Cultura – POA-RS).

Data da defesa da dissertação: 12 de junho de 2006.

Palavras-chave: patrimônio histórico cultural, planejamento urbano e regional, cidades de pequeno porte e áreas centrais.

RRESUMO: A área central de Rio Pardo, nesta pesquisa denominada Centro Histórico, mantém grande parte das características originais da colonização portuguesa do século XIX, compondo um espaço com estilo arquitetônico do período colonial, com prédios que sofreram poucas descaracterizações. Entende-se que quanto maior o reconhecimento dos valores sobre um espaço, mais naturalmente este tende a ser conservado, por isso optou-se por trabalhar com o conjunto edificado que compõe a área central da Rio Pardo. O objetivo desta pesquisa é analisar a forma de articulação de elementos urbanos significativos na área histórica da cidade de Rio Pardo, pólo cultural e histórico na Região do Vale do Rio Pardo e do estado do Rio Grande do Sul, a partir do estudo de edificações e de espaços abertos públicos com valor histórico enquanto registros de territorialidades de usuários deste espaço. O método dialético permitiu a compreensão acerca do fenômeno social da apropriação do espaço urbano. Fez-se um estudo de caso – a cidade de Rio Pardo (RS) –, buscando combinar a pesquisa teórica, e a verificação de informações em campo, através de técnica de percepção topoceptiva, desenvolvida por Kohlsdorf (1996). Como resultado, percebe-se que o conjunto de Áreas-Pólo, Eixos de Interligação e Áreas de Influência da área central devem ser entendidos articuladamente em qualquer plano de intervenção para valorização do setor histórico como unidade territorial representativa dos valores simbólicos da cidade de Rio Pardo. Enquanto parte integrante da dinâmica urbana e regional, faz-se necessário compreender as articulações do Centro Histórico com a estrutura que o contém, considerando, inclusive, as principais rotas de acesso à cidade, as áreas de expansão urbana, os aspectos ambientais que caracterizam as margens dos rios e os demais elementos polarizadores da cidade.

 

 

Mestrando: Vladimir Machado Panta

Título da Dissertação: Análise do processo de implementação da municipalização dos sistemas de licenciamento ambiental: estudos de caso na rgião do Vale do Rio Pardo (RS).

Trabalho completo

Orientador: Profª. Drª. . Adriana Lawisch Rodrigues

Banca: Profª. Drª. . Heleniza Ávila Campos, Profª. Drª. Adriana Lawisch Rodrigues, Prof. Dr. Silvio César Arend, estes da UNISC, Prof. Dr. Álvaro Meneguzzi, da UFRGS.

Data da defesa da dissertação: 31 de julho de 2006.

Palavras-chave: meio ambiente, preservação, licenciamento, municipalização.

RESUMO: O meio ambiente e sua preservação/conservação estão intimamente ligados à sobrevivência do homem enquanto espécie, porém o caráter dominador e explorador do qual se investe o ser humano, está relegando ao segundo plano estas questões, por isso, a natureza vai se tornando indefesa, vítima do progresso econômico e industrial da humanidade. O presente estudo objetiva avaliar a evolução e a importância do processo de implementação da municipalização dos sistemas de licenciamento ambiental. A prática do licenciamento ambiental tem importantes contribuições no sentido de definir novas formas de regular a troca entre natureza, indivíduo e sociedade, por envolver o conhecimento da realidade local e pela proximidade dos órgãos de controle, educação e fiscalização. A metodologia utilizada caracterizou-se por uma abordagem qualitativa embasada em uma revisão bibliográfica e uma pesquisa de campo, realizada em alguns municípios do Vale do Rio Pardo. Através de um questionário aplicado em seis municípios, observa-se a dificuldade de formação e organização do setor de licenciamento de alguns, a falta de diretrizes de trabalho e a ausência de critérios definidos para nortear os processos de licenciamento ambiental. Por outro lado, encontramos municípios organizados e estruturados, promovendo o licenciamento previsto pela legislação vigente. Verifica-se por fim, a necessidade de que os municípios desenvolvam o poder local a fim de garantir o equilíbrio ambiental, pois é na esfera local que os problemas são vivenciados de forma direta e mais facilmente resolvidos, devido à possibilidade de envolvimento da comunidade na tomada de decisões e no desenvolvimento de ações preventivas e recuperadoras do meio ambiente.

 

 

Mestrando: Dario Carlos Hübner

Título da Dissertação: Conseqüências nutricionais da urbanização em Santa Cruz do Sul.

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Mario Riedl

Banca: Prof. Dr. Mario Riedl, Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira, estes da UNISC, Profª. Drª. Lúcia Silva e Silva, da UFRGS.

Data da defesa da dissertação: 10 de outubro de 2006.

Palavras-chave: urbanização, desnutrição intra-uterina, segurança alimentar, baixo peso ao nascer.

RESUMO: As possíveis conseqüências do acelerado processo de urbanização de Santa Cruz do Sul, verificado pelo crescimento desordenado da periferia onde vive uma parcela da população de baixa renda e excluída, tem relação com o estado de bem-estar nutricional das gestantes. Este estudo visa compreender as conseqüências da urbanização e sua relação com as gestantes expostas às mudanças no padrão nutricional, com uma dieta basicamente constituída por carboidratos e proteínas de baixo valor biológico. Utilizou-se o método analítico qualitativo e descritivo sem pretensão de testar as hipóteses. Constatou-se que, o estado de bem-estar nutricional das gestantes não inclui apenas o aporte de alimentos, mas também fatores mais abrangentes das necessidades humanas que pressupõe o atendimento das condições adequadas de moradia; acesso à educação; saneamento básico e acompanhamento da saúde pré-natal. As transformações políticas e flutuações macroeconômicas ocorridas nos últimos anos, associadas à principal atividade econômica no município e na região estruturada para atender a sólida cadeia produtiva do principal produto de exportação, passou a apresentar uma nova lógica de desenvolvimento. Desencadeando a expansão da cidade e o aumento da concentração urbana, acompanhada por áreas no entorno da cidade menos dotadas de equipamentos e serviços urbanos, numa clara política de segregação espacial e social, com implicações associadas à renda familiar insuficiente, coexistindo como fator importante nas mudanças de hábitos e padrões alimentares. De maneira que, a expansão urbana torna-se mais envolvente e freqüente, estimulando o processo das transformações sociais. A elevada prevalência do baixo peso ao nascer, menos de 2500 gramas encontrado neste estudo de caso, numa região e município que possui elevados índices de desenvolvimento socioeconômico, a renda familiar mensal insuficiente torna mais freqüente, mas não compulsória a desnutrição intra-uterina.

 

 

Mestranda: Caren Schultes Borges

Título da Dissertação: Subjetividade juvenil e mal-estar contemporâneo na capital regional do Vale do Rio Pardo (RS)

Trabalho completo

Orientador: Profª. Drª. Edna Linhares Garcia

Banca: Profª. Drª. Edna Linhares Garcia, Prof. Dr. Silvio Marcus de Souza Correa, estes da UNISC, Profª. Drª. Marlene Neves Strey, da PUC/RS.

Data da defesa da dissertação: 05 de dezembro de 2006.

Palavras-chave: subjetividade juvenil, mal-estar contemporâneo, exclusão social, desenvolvimento regional.

RESUMO: Este estudo trata de uma investigação do processo de construção da subjetividade juvenil no município de santa Cruz do Sul dinate da problemática da exclusão socioeconômica advinda do processo de globalização que tem acirrado as desigualdades regionais. Como provável decorrência deste cenário, a juventude santa-cruzense expressa uma diversidade de formas de construção de subjetividade, conforme sua localização geográfica e recente desenvolvimento urbano. A construção da subjetividade juvenil versa, neste estudo, à luz do desenvolvimento regional, porém sob uma ótica ampliada onde desenvolvimento não é meramente sinônimo de progresso econômico. Além do mais se pretende anunciar que a juventude santa-cruzense não é tão priveligiada como mostram os índices do Atlas da Exclusão Social no Brasil (POCHMAN, 2004), pois a exclusão social não é característica do norte e nordeste brasileiros, que têm sido contemplados pelas agendas de políticas públicas, ela é também encontrada na região sul do país em municípios de desenvolvimento. Visa também, neste estudo averiguar a atualidade da assertiva freudiana sobre o tema do mal-estar. Afinal, o acirramento das desigualdades regionais traz consigo novos problemas sociais como a ausência de perspectivas (de futuro) da população juvenil que pode se expressar através do aumento da vulnerabilidade juvenil a comportamentos hostis, levando aos descaminhos do processo de alteridade tão necessário à cidadania. Para tanto, esta investigação se desdobra em quatro capítulos. No primeiro capítulo abordamos alguns aspectos teóricos sobre o processo de construção da subjetividade juvenil e sobre a atualidade da temática do mal-estar. No segundo, apresentamos a metodologia adotada para a execução desta pesquisa anunciando tanto os sujeitos entrevistados como o marco teórico-metodológico e as estratégias (técnicas) utilizadas. No terceiro apresentamos o município de Santa Cruz do Sul e algumas das preocupações juvenis locais, e também algumas premissas do Desenvolvimento regional. No quarto, e último capítulo, apresentamos os resultados deste estudo refletindo sobre as possibilidades e as limitações do protagonismo juvenil para o desenvolvimento regional, contextualizando Santa Cruz do Sul. As considerações finais apontam para a carência de políticas econômicas voltadas para as questões sociais e com maior equilíbrio na distribuição das riquezas. Além disso, constatou-se que as subjetividades juvenis no município de Santa Cruz do Sul estão sendo construídas em direção ao individualismo e a intolerância, tornando essencial a pertinência de políticas públicas que contemplem as questões sociais considerando as diferenças culturais regionais.

 

 

Mestrando: André Volkart Vaccari

Título da Dissertação: O turismo como fator de Desenvolvimento Regional: o caso de Gramado e Canela/RS

Trabalho completo

Orientador: Profª. Drª. Virginia Elisabeta Etges

Banca: Profª. Drª. Virginia Elisabeta Etges, Prof. Dr. Marcelo Ribeiro, Profª. Drª. Heleniza Ávila Campos, estes da UNISC, Prof. Dr. Jose Manoel Gonçalves Gândara, da UFPR.

Data da defesa da dissertação: 21 de dezembro de 2006.

Palavras-chave: turismo, desenvolvimento regional, região e turismo rural.

RESUMO: O presente trabalho desenvolve uma análise do papel do turismo nos municípios de Gramado e Canela, como fator de desenvolvimento regional e as estratégias para a sua revitalização. Inseridos na Região das Hortênsias, localizada na Encosta Superior do Planalto Meridional no Estado do Rio Grande do Sul, os municípios de Canela e Gramado constituem um dos mais importantes pólos do turismo gaúcho, totalizando mais de 60 mil habitantes, que têm na atividade turística a sua principal fonte de renda. Com um número aproximado de 150 hotéis, com mais de 10 mil leitos, e 146 estabelecimentos gastronômicos, os municípios possuem dezenas de atrativos turísticos e eventos que atraem turistas de diversas regiões do país e do exterior. Neste trabalho investigamos a condução da atividade turística na região, pelos órgãos públicos e setor privado, com ênfase na revitalização da atividade a partir do turismo rural, como estratégia de oferta complementar ao modelo já existente nos dois municípios, e/ou da instalação de um aeroporto regional, como estratégia de dinamização do setor e aumento do fluxo de visitantes. Os dados coletados mostram que a Região das Hortênsias ainda enfrenta grandes dificuldades para propor ações a partir de um projeto de desenvolvimento elaborado em nível regional, que reflita os anseios e as necessidades, tanto da população em geral, quanto das entidades públicas e privadas. A sustentabilidade de algumas regiões, que têm no turismo sua opção de desenvolvimento, necessita de um planejamento estratégico que seja constantemente revisado, para que os objetivos propostos sejam atingidos.

Mestranda: Aline Langner Dal Ri

Título da Dissertação: A efetividade das Medidas Socioeducativas em Meio Aberto e o Desenvolvimento Regional.

Orientador: Prof. Dr. Inácio Helfer

Banca: Prof. Dr. Inácio Helfer, Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg, estes da UNISC, Profª Drª Raquel Fabiana Lopes Sparemberg, da UNIJUI.

Data da defesa: 24 de fevereiro de 2005

Palavras-chave: desenvolvimento regional, adolescentes infratores, medidas socioeducativas, liberdade, direitos.

RESUMO: A pesquisa trata das características das "medidas socioeducativas em meio aberto", do seu enfoque dado pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, realçando as peculiaridades das mesmas como política pública de investimento de longo prazo para a promoção do desenvolvimento regional. Examina, portanto, a relação entre a efetivação das "medidas socioeducativas em meio aberto" e a promoção do desenvolvimento regional. Evidencia a existência de uma estreita correlação entre a execução dessas medidas e a probabilidade de desenvolvimento do adolescente infrator enquanto cidadão e da sociedade a que ele pertence. Para demonstrar isso foi necessário estabelecer o vínculo existente entre o Estatuto da Criança e do Adolescente e a concepção de uma sociedade cidadã, analisando o princípio da Prioridade Absoluta da Criança e do Adolescente assegurado pela Constituição Federal. Trata-se de uma estratégia que prioriza resgatar a cidadania como possibilidade de desenvolvimento sustentável, no qual o homem-cidadão do amanhã poderá ser o adolescente infrator de hoje.



Mestrando: José Rocha Saldanha

Título da Dissertação: O papel do orçamento na gestão de unidades familiares de proução do Vale do Rio Pardo

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Mario Riedl

Banca: Prof. Dr. Mario Riedl, Prof. Dr. Juvir Luiz Mattuella, estes da UNISC, Prof. Dr. João Carlos Tedesco, da UPF.

Data da defesa: 02 de março de 2005

Palavras-chave: Orçamento, gestão familiar, desenvolvimento regional sustentável

RESUMO: O orçamento é tão importante para a melhoria da qualidade de vida do cidadão e da unidade familiar quanto para o sucesso de um empreendimento. Tendo em vista que controlar as finanças pessoais e/ou de uma unidade familiar de produção não é uma prática usual das pessoas, este estudo tem como objetivo evidenciar a importância do orçamento na gestão de unidades familiares de produção agrícola, demonstrando, a partir da observação e da experimentação, o papel do orçamento na gestão de unidades familiares de produção agrícola, como meio de promoção do desenvolvimento sustentável. A otimização das finanças das unidades familiares será realizada através da implementação e acompanhamento de orçamento por um período de três meses no início de 2004. Para tanto, realiza-se uma pesquisa descritiva aplicada, a partir de um estudo de caso das finanças de unidades familiares de produção, nos municípios de Santa Cruz do Sul, Vera Cruz, Vale do Sol, Rio Pardo e Cerro Branco, localizados no Rio Grande do Sul-Brasil. Entende-se que através deste estudo as unidades familiares de produção tomarão conhecimento da gestão do orçamento de suas unidades familiares, contribuindo para a tomada de decisão quanto ao gerenciamento das despesas e aplicações e/ou investimentos, a partir das receitas advindas da produção.



Mestranda: Rosemari Fátima Orlowski

Título da Dissertação: O Desenvolvimento Regional: uma análise sócio-econômica da Associação de Municipios do Oeste de Santa Catarina - AMOSC

Orientador: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend

Banca: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend, Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg, estes da UNISC, Prof. Dr. Claílton Ataídes de Freitas, da UFSM.

Data da defesa: 02 de março de 2005

Palavras-chave: Desenvolvimento Regional; Indicadores Sócio-econômicos; Base Exportadora; Indústria-Motriz.

RESUMO: O desenvolvimento é motivo de muitas discussões e estudos por parte de diferentes instituições e o desenvolvimento regional ganha cada vez mais espaço dentro desta área de estudo. O presente estudo verificou as condições sócio-econômicas dos municípios que compõem a AMOSC, bem como a identificação das pré-condições que, segundo as abordagens de desenvolvimento regional selecionadas, são necessárias para que uma região possa se desenvolver. A região da AMOSC faz parte do Oeste Catarinense que é reconhecido pela agroindústria de processamento de carnes (aves e suínos). As atividades econômicas voltadas ao mercado tiveram início com a exploração da madeira e posteriormente de produtos agrícolas e criação de animais. O capital comercial foi a base para a implantação dos frigoríficos para a industrialização de carnes e derivados suínos. A expansão das agroindústrias ocorreu a partir da integração com os agricultores que forneciam a matéria-prima para a indústria. Pelos indicadores sócio-econômicos analisados (IDH-M, IDS e Índice de Exclusão Social), as melhores condições de vida são encontradas em Chapecó, Nova Erechim, Pinhalzinho, São Carlos e Coronel Freitas, municípios estes onde observa-se a presença de empresas ligadas ao setor industrial desenvolvido ou em desenvolvimento, comércio diversificado e setor de serviços em expansão. Os municípios que possuem sua economia baseada no setor agropecuário apresentam indicadores de desenvolvimento inferiores aos citados anteriormente. Em relação às abordagens teóricas que buscam explicar o desenvolvimento regional, constatou-se que a base exportadora da região é a agroindústria. A agroindústria de processamento de carnes e derivados também desempenhou o papel de indústria-motriz, ou seja, impulsionou o desenvolvimento de outras atividades e indústrias. Quanto ao capital social, constatou-se a presença de maior número de associações naqueles municípios que possuem melhores indicadores sócio-econômicos. A elevada especialização da região a torna vulnerável à crises que afetam a produção/comercialização/exportação de carnes, pois o desempenho deste setor reflete-se nos demais setores da economia regional.



Mestranda: Márcia Pereira Pedroso

Título da Dissertação: As disparidades econômicas e os processos de exclusão social: estudo comparativo das populações carcerárias de Cachoeira do Sul e Santa Cruz do Sul

Trabalho completo

Orientadora: Profª Drª Marília Patta Ramos

Banca: Profª Drª Marília Patta Ramos, Prof. Dr. Silvio Marcus de Souza Correa, estes da UNISC, Prof. Dr. Juan Mario Fandiño Mariño, da UFRGS.

Data da defesa: 15 de março de 2005

Palavras-chave: desenvolvimento, exclusão, mobilidade, percepção sobre a exclusão.

RESUMO: Esta pesquisa, de caráter descritivo, buscou verificar de que forma as diferenças econômicas entre dois municípios - Cachoeira do Sul e Santa Cruz do Sul - refletem-se nos perfis, nos processos de exclusão e na percepção da qualidade de vida das populações carcerárias. Responderam a pesquisa, apenados naturais dois municípios que cumpriam pena nos presídios dos municípios de origem, entre os meses de março e junho do ano de 2004. Foram aplicados questionários fechados, de caráter quantitativo, contendo sessenta e uma questões, com duração média de 35 minutos para a aplicação de cada um. As questões levantaram o perfil, a mobilidade observada e percebida e a percepção dos apenados sobre o lugar onde nasceram. Averiguou-se nesse período que: o Presídio Regional de Santa Cruz do Sul abrigava cerca de 290 apenados, sendo que 36% destes eram naturais de Santa Cruz do Sul; no Presídio Estadual de Cachoeira do Sul cumpriam pena cerca de 125 apenados, e destes, 76% eram nascidos naquele município. Foram entrevistados ao todo 156 apenados (70 naturais de Cachoeira do Sul e 86 naturais de Santa Cruz do Sul). Nosso objetivo, com a descrição dos dados obtidos, foi trazer à tona a realidade das populações excluídas nos dois municípios, e principalmente, verificar diferenças e/ou semelhanças entre as populações carcerárias em contextos sócio-econômicos regionais díspares. Como características gerais da população pesquisada encontramos nos dois municípios: 99,4% dos apenados eram do sexo masculino, sendo apenas 0,06% do sexo feminino; 43,6% dos apenados eram solteiros; e 60,3% dos apenados possuíam filhos, sendo que destes 55,9% possuíam proles de até dois filhos. Através da percepção dos apenados sobre o processo de exclusão, investigamos um aspecto preponderante da relação entre o crescimento econômico e a exclusão: a presença concomitante de ambos. Já que, mesmo com municípios discrepantes economicamente, não existem diferenças estatisticamente significativas entre os apenados com relação, por exemplo a: precocidade na idade da população carcerária, o tempo de carteira assinada, e as médias de idade de ingresso no mercado de trabalho.

 

 

Mestrando: Maurício Henrique Lenz

Título da Dissertação: Viabilidade Agronômica da produção orgânica de plantas condimentares para o Desenvolvimento Sustentável em propriedades familiares na região do Vale do Rio Pardo/RS

Trabalho completo

Orientadora: Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges

Banca: Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, Prof. Dr. Marcelino Hoppe, Prof. Dr. Mario Riedl, estes da UNISC, Prof. Dr. Gustavo Schiedeck, da EMBRAPA/Pelotas.

Data da defesa: 15 de março de 2005

Palavras-chave: desenvolvimento regional sustentável, produção orgânica, plantas condimentares, agricultura familiar.

RESUMO: O presente trabalho visa demonstrar que através de práticas agroecológicas, utilizando o cultivo orgânico de plantas, é possível contribuir para o desenvolvimento sustentável em propriedades familiares da região do Vale do Rio Pardo/RS. Existe a necessidade da diversificação de culturas na região, visto que a agricultura familiar é baseada predominantemente na monocultura do tabaco. Para tanto o trabalho aborda a produção de plantas condimentares como uma alternativa de diversificação na região. Num primeiro momento é feita a análise da agricultura familiar, suas práticas agrícolas através dos tempos, o papel da Agroecologia neste contexto e como esta contribui para o desenvolvimento regional sustentável. A seguir, a agricultura familiar é analisada no contexto do Vale do Rio Pardo, demonstrando as características da região, bem como atividades de diversificação que já acontecem na agricultura. A produção orgânica de plantas condimentares na região é o passo seguinte, abordando o cultivo destas plantas, o seu beneficiamento e a sua comercialização, a partir do levantamento e análise de dados coletados em propriedades familiares na região. Estes dados revelam que a produção de plantas condimentares gera renda, que pode garantir o sustento da família produtora. Num último momento é feita a avaliação da viabilidade agroeconômica do cultivo orgânico de plantas condimentares e a sua contribuição para o desenvolvimento regional sustentável.



Mestrando: Fábio Luis da Silva Maia

Título da Dissertação: As ações de Responsabilidade Social das Indústrias Fumageiras e o Desenvolvimento das Comunidades onde estão inseridas

Orientadora: Profª Drª Marília Patta Ramos

Banca: Profª Drª Marília Patta Ramos, Prof. Dr. Carlos Aguedo Nagel Paiva, estes da UNISC, Prof. Dr. Júlio César Oliveira, da UFRGS.

Data da defesa: 18 de março de 2005

Palavras-chave: Desenvolvimento Regional, Responsabilidade Social

RESUMO: A presente dissertação tem como objetivo identificar se as ações sociais desenvolvidas pelas organizações do setor fumageiro de Santa Cruz do Sul, as quais, atuam socialmente, são eficazes no atendimento das "demandas" das comunidades nas quais essas estão inseridas. A parir de uma análise descritiva e avaliativa, investigamos a eficácia das ações sociais (definidas sob o título de "responsabilidade social") promovidas pelas indústrias fumageiras da região de Santa Cruz do Sul, sob o ponto de vista da(s) comunidade(s) atingidas durante o ano de 2003. Foram pesquisadas, no primeiro semestre de 2004, 05 empresas fumageiras de Santa Cruz do Sul que realizaram ações, definidas sob o título de responsabilidade social, e que concordaram em participar da pesquisa, no ano de 2003, bem como os setores da comunidade que foram alvo daquelas ações. Destacamos que foram entrevistados 30 sujeitos atingidos, assim distribuídos: 5 adolescentes atendidos pela APAE de Santa Cruz do Sul, 10 adultos atendidas pelo Rotary Clube de Santa Cruz de Sul e o restante atendidas pelo Instituto Humanitas. Especificamente nos dados levantados na pesquisa de campo feita junto às indústrias fumageiras e instituições (grupo burocrático) e nas pessoas atingidas podemos evidenciar que as ações sociais, desenvolvidas em Santa Cruz do Sul, durante o ano de 2003 nos permitem evidenciar que os sujeitos atingidos na maioria dos casos analisados nesse estudo avaliam positivamente as ações sociais promovidas. Contudo, existem pontos de discordância ou aspectos falhos apontados pelos atingidos tais como: (1) a falta de pesquisa, por parte do grupo burocrático, acerca das suas ações junto à comunidade; (2) falta de estimulo à participação proativa das pessoas atingidas e (3) a inexistência de uma metodologia formalizada no levantamento das demandas sociais e seu impacto na melhoria da vida das pessoas atingidas.



Mestrando: Jair Luiz Pereira

Título da Dissertação: Identidade e Desenvolvimento Regional: o caso de uma comunidade Afro-Brasileira no Vale do Rio Pardo (RS)

Orientador: Prof. Dr. Silvio Marcos de Souza Correa

Banca: Prof. Dr. Silvio Marcos de Souza Correa, Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva, estes da UNISC, Prof. Dr. Flávio Madureira Heinz, da UNISINOS.

Data da defesa: 22 de março de 2005

Palavras-chave: Identidade étnica e regional, afro-descendente e integração/exclusão.

RESUMO: O presente estudo pretende refletir sobre a integração/exclusão do afro-brasileiro no plano físico (social e econômico) e no simbólico (político e cultural), no processo de desenvolvimento regional em área de colonização teuto-brasileira, o caso de Venâncio Aires, na RVRP-RS. Para a elaboração deste trabalho optou-se pelo recolhimento de história oral junto a afro-brasileiros com idade igual ou superior a setenta anos. Com a reconstrução histórica da identidade social dessa população, buscou-se identificar fatores positivos e negativos relacionados a inclusão/exclusão no processo de desenvolvimento regional. Os resultados apontam para a exclusão social e simbólica da população estudada no processo de construção e identidade regional; para a localização nos estratos inferiores da população urbana e nas ocupações braçais não qualificadas e que, sua integração social depende mais da sociedade enquanto integradora do que dos indivíduos a ser integrados.



Mestranda: Caroline Delevati Colpo

Título da Dissertação: Responsabilidade Social no Desenvolvimento Regional

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Silvio Marcus de Souza Correa

Banca: Prof. Dr. Silvio Marcus de Souza Correa, Prof. Dr. Silvio Cezar Arend, estes da UNISC, Profª Drª Maria Ivete Trevisan Fôssa, da UFSM.

Data da defesa: 23 de março de 2005

Palavras-chave: responsabilidade social, desenvolvimento regional, trabalho decente, inclusão/exclusão social.

RESUMO: Esta pesquisa versa sobre o trabalho decente, sua relação com a responsabilidade social empresarial e sua implicação no desenvolvimento regional. Segundo o Instituto Ethos de Responsabilidade Social, um dos indicadores para que a empresa se afirme como tal é a oferta de trabalhos decentes. Com base em pesquisa de campo realizada com funcionários de empresas da região de Santa Maria, analisar-se-á a responsabilidade social empresarial no que diz respeito ao tipo de trabalho oferecido aos seus empregados. A partir desta análise, são apresentadas as conexões da responsabilidade social com o desenvolvimento regional em curso através do binômio da inclusão/exclusão social. Com este trabalho de pesquisa resultou a elaboração de um Índice Perceptivo de Trabalho Decente, que permitiu analisar o comprometimento da empresa com a empregabilidade de seus funcionários. Também se elaborou um estudo do mercado de trabalho e suas alterações no decorrer dos períodos históricos até a atualidade. Nesse sentido, a presente dissertação contém uma reflexão sobre a responsabilidade social empresarial e qualidade dos postos de trabalho que as empresas oferecem a seus funcionários como forma de inclusão social e conseqüente desenvolvimento regional.



Mestranda: Juliana da Silva Corrêa

Título da Dissertação: Emprego Sustentável e Desenvolvimento Regional: um estudo sobre recursos humanos e ambiente laboral de uma Universidade Comunitária

Orientador: Prof. Dr. Silvio Marcus de Souza Correa

Banca: Prof. Dr. Silvio Marcus de Souza Correa, Prof. Dr. João Pedro Schmitd, estes da UNISC, Prof. Dr. Pedro Silveira Bandeira, da UFRGS.

Data da defesa: 29 de março de 2005

Palavras-chave: Mercado de Trabalho, Emprego Sustentável, Universidade Comunitária, UNISC.

RESUMO: Nas últimas décadas, observa-se mudança do padrão de emprego e de renda no Brasil, o que representa um rompimento no tecido econômico e social brasileiro. Nesse ambiente, nota-se a importância das instituições universitárias e, em especial, das comunitárias na formação da identidade de uma região, por desempenharem os papéis de formadoras e empregadoras. Nesta arena surge um novo conceito chamado emprego sustentável, composto por oito pressupostos básicos. Assim, objetivou-se por meio da presente dissertação realizar um estudo de caso com a Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC, analisando de forma secundária os documentos dessa Instituição de Ensino Superior - IES no período de 2000 a 2003 e verificando se ela se aproxima, em termos da sua realidade laboral no que compete a políticas de recursos humanos, do conceito de emprego sustentável. Em tal análise, se evidenciou que a UNISC atende integralmente a cinco premissas do conceito, por manter o emprego que: busca a igualdade de oportunidades entre homens e mulheres; fomenta o desenvolvimento do capital humano; cria um clima em que as empresas pequenas prosperem; elimina as disparidades regionais em matéria de emprego; explora plenamente o potencial do setor de serviços relacionados com a indústria, as tecnologias da informação e do setor do ambiente. Evidenciou-se, por um outro lado, que a UNISC atende parcialmente às outras três premissas por manter em parte o emprego que: apóia os trabalhadores mais velhos;promove a integração social e a igualdade de grupos desfavorecidos; cria medidas atrativas e preventivas dirigidas a desempregados e a inativos. Concluiu-se que a UNISC é uma instituição comprometida com a região do Vale do Rio Pardo e que alavanca o modelo comunitário por meio do binômio educação/saúde, primando pela qualidade do ensino e dos serviços que presta à comunidade, atuando como promotora de desenvolvimento regional e conseqüentemente sendo produto desse desenvolvimento.



Mestrando: Renato Luiz Baumgarten

Título da Dissertação: A gestão dos resíduos sólidos urbanos nos municípios emancipados de Santa Cruz do Sul/RS

Orientadora: Profª Drª Adriane Lawisch Rodriguez

Banca: Profª Drª Adriane Lawisch Rodriguez, Prof. Dr. Diosnel Antônio Rodriguez Lopez, Profª Drª Heleniza Avila Campos, estes da UNISC, Prof. Dr. Luiz Felipe Nascimento, da UFRGS.

Data da defesa: 1º de abril de 2005

Palavras-chave: Desenvolvimento Regional, Gestão de resíduos, Sustentabilidade

RESUMO: A problemática da gestão de resíduos sólidos, na maioria dos pequenos municípios, é sua coleta e disposição, já que a maioria deles não possui uma coleta seletiva ou usina de triagem. A destinação final geralmente é feita em lixões, não precedida de uma engenharia que evite seu impacto ambiental, agindo negativamente no meio ambiente, provocando emissão de gás, mau odor, degradação da água e do solo. A melhoria e a preservação da qualidade do meio ambiente, devem ser uma prioridade máxima das políticas de desenvolvimento nacional e regional, observando-se as características específicas de cada território. A gestão dos resíduos sólidos deve ser desenvolvida segundo as exigências de controle ambiental e da gestão sustentável de recursos ambientais naturais, bem como buscar adequar as ações administrativas em saneamento e saúde coletiva, afetadas pela disposição do lixo gerado no município. A forma de gestão dos resíduos sólidos nos municípios emancipados de Santa Cruz do Sul/RS (Gramado Xavier, Herveiras, Sinimbu, Vale do Sol e Vera Cruz), foi analisada com o intuito de avaliar a implantação de um sistema integrado da gestão dos resíduos e as possibilidades alternativas que envolvem o tema. A principal carência, em termos de segurança e equilíbrio homem-ambiente natural, referenciada pelas autoridades locais consultadas foi a falta de um local apropriado (aterro sanitário), localizado próximo à sede do município, dotado de meios técnicos e financeiros para a disposição final dos resíduos sólidos produzidos na área urbana. Constou-se que as administrações não possuem pessoa responsável pelo gerenciamento, não há registro de dados da quantidade de resíduos sólidos neles gerados, nem é realizada a sua caraterização bem como, não existe coleta seletiva. Todos os municípios pesquisados enfrentam dificuldades financeiras; em alguns, o valor arrecadado com o IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano) é insuficiente para cobrir as despesas decorrentes com a gestão dos resíduos sólidos. Mas essa é apenas a ponta de um ciclo produção/tratamento/disposição final, deficiente e inadequado. A implantação de consórcios municipais seria uma alternativa para amenizar o problema técnico e financeiro das administrações nos municípios emancipados de Santa cruz do Sul, aqui estudados.

 

 

Mestranda: Magali Teresinha Quevedo Grave

Título da Dissertação: Do discurso e sua prática: um estudo sobre educação inclusiva em cinco municípios do Vale do Taquari

Orientador: Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira

Banca: Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira, Profª Drª Edna Linhares da Silva, estes da UNISC, Prof. Dr. Atos Prinz Falkenbach, da UNIVATES.

Data da defesa: 05 de abril de 2005

Palavras-chave: políticas públicas, educação inclusiva, portadores de necessidades especiais.

RESUMO: Esta dissertação de mestrado, utilizando a metodologia dialética, investiga as estratégias, recursos e políticas públicas existentes acerca da implementação de práticas educativas voltadas para pessoas portadoras de necessidades especiais, denominadas de "Educação Inclusiva", tanto no setor público como no privado. A região-alvo do trabalho foi o Vale do Taquari, especificamente os municípios de Arroio do Meio, Colinas, Estrela, Lajeado e Teutônia. Para a consecução do proposto, foram realizadas, ao longo da pesquisa, entrevistas semi-estruturadas e grupos focais, com diferentes atores sociais, envolvidos com este novo paradigma educacional, que prevê a inclusão desses sujeitos no ensino comum. A coleta de dados se deu no decorrer de 2004 com os depoimentos dos secretários de educação; diretores e docentes de escolas públicas e privadas, inclusivas e não inclusivas; diretores e docentes de escolas especiais; representantes do círculo de pais e mestres de escolas inclusivas e não inclusivas, públicas e privadas; pais de alunos portadores de necessidades especiais incluídos em escolas comuns e pais de alunos portadores de necessidades especiais que freqüentam escolas especiais. A pesquisa configurou-se como exploratória, qualitativa-analítica e, a partir da metodologia dialética, foi possível constatar, que apesar de alguns avanços ocorridos, pensar a educação inclusiva no atual contexto sociopolítico educacional brasileiro, é também vislumbrar uma grande distância entre o discurso oficial e o comprometimento do setor público com a mesma, pois embora haja uma tese legitimada pela CBF/1988 e pela LDB/1996 com relação à inserção dos portadores de necessidades especiais no ensino comum, existe também uma antítese, já que a quase totalidade dos alunos portadores de necessidades especiais, moradores nos municípios investigados, "acaba" sendo encaminhada para "atendimento" em instituições especializadas. Constatou-se também que a idéia da inclusão é permeada por ambigüidade, desinformação, preconceito e contradição.



Mestrando: Cristiano Escobar Carvalho Bernardes

Título da Dissertação: Pós-Modernidade, Hibridismo e Velocidade: Condições de Impossibilidade do Desenvolvimento Regional

Orientador: Prof. Dr. Inácio Helfer

Banca: Prof. Dr. Inácio Helfer, Prof. Dr. Mazart Linhares da Silva, Profª Drª Nize Maria Campos Pellanda, estes da UNISC, Prof. Dr. Ricardo Timm de Souza, da PUCRS.

Data da defesa: 07 de abril de 2005

Palavras-chave: Desenvolvimento regional, modernidade e pós-modernidade, identidade, hibridismo e velocidade.

RESUMO: O texto que segue tem por objetivo tensionar o discurso sobre o desenvolvimento regional. Lapidar contradições. Lançar pontos de interrogação sobre o tema. E o tema, é o referido discurso, o qual se gesta em condições que lhe impossibilitam o florescimento. O pensamento regional ganha formas sob o pano de fundo da pós-modernidade onde a particularidade se revitaliza perante as pretensões universais da modernidade. O revide do particular inventa o sonho da identidade regional, da identificação do habitante com o terreno habitado, e por conseqüência, do habitante para com outros habitantes. Uma identificação fundadora da organização e da mobilização em torno de um projeto de desenvolvimento para o lugar habitado. A região, a identidade regional e o projeto de desenvolvimento regional só podem se deixar sonhar quando as pretendidas fidelidades nacionais são dilaceradas a hibridações, quando a ilusão de pureza se dissolve em contato com aquilo que se pretendia distante e confinado ao outro lado das fronteiras. A região pretende atrair as lealdades que anteriormente se pretendiam apontadas à nação. Uma redução da escala do discurso identitário: o que era nacional passa a ser regional. Mas além da identificação entre os habitantes de um mesmo terreno - entre si e para com o local habitado - a identidade regional, requer o elemento da diferença. A região deve encontrar, construir ou inventar o seu elemento diferenciador, o qual é descrito como tendo estreitos vínculos com a questão do desenvolvimento. Logo, para se desenvolver a região precisa se fazer diferente de outras regiões. Reeditam-se em escala regional a fórmula nacionalista de constituir diferença, procurar no passado o elemento diferenciador, não mais o passado nacional, mas agora um passado regional. Se este passado não é o suficientemente atraente, sempre que se pode investi-lo da pompa e da glória necessária para o aquecimento de sentimentos ufanos. Por conseqüência, a questão da identidade requer uma separação rígida entre aquilo que está dentro e o que está fora, entre o habitante e o estrangeiro, sob pena da perda do sentido de seu discurso. Há um eterno flerte do discurso identitário com as noções de pureza: ao mesmo tempo em que a diferença se faz imprescindível à construção da narrativa da identidade, ela precisa estar confinada ao outro lado de uma fronteira - física ou cognitiva - para não atentar contra a pureza daquilo que se pretende puro. Mas em condições de pós-modernidade cada vez mais as noções de longe, de perto, de dentro e de fora são subvertidas a velocidade. Distâncias deformadas via satélite. Um mundo virado do avesso pela fibra óptica. As tentativas de demarcações territoriais são inócuas quando aquilo o que pretendem confinar, flui à velocidade do tempo real. O tempo real instaura suas mestiçagens. Todas as pretensões de purezas fenecem de hibridismos e as tentativas de repurificações, de planejamentos são impossibilitadas pela impossibilidade de acompanharem a velocidade com que se dão as misturas.



Mestrando: Luciana Bernadete de Oliveira

Título da Dissertação: Produção de tabaco e policultura: um estudo comparativo nos três estados do Sul do Brasil

Orientadora: Profª Drª Marília Patta Ramos

Banca: Profª Drª Marília Patta Ramos, Prof. Dr. Carlos Aguedo Nagel Paiva, estes da UNISC, Prof. Dr. Júlio César Oliveira, da UFRGS.

Data da defesa: 08 de abril de 2005

Palavras-chave: Produtores de fumo; Policultura; Região Sul.

RESUMO: Esta pesquisa envolveu o estudo dos agricultores familiares produtores de fumo nos Estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, onde esta produção representa grande fonte de receita e encontra-se o maior complexo fumageiro do Brasil. Buscou-se, a partir de uma amostra de 780 produtores de fumo no sul do Brasil, analisar o potencial para diversificação de culturas, isto é a policultura, representada, nesta pesquisa quantitativamente pelo valor total da produção menos o fumo (consumo e venda). Hipóteses foram verificadas sobre as relações desta variável com outros elementos considerados influentes para sua existência, tais como número de benfeitorias, área da propriedade, total de pessoas da família, grau de escolaridade e total de bens. Verificamos o comportamento da policultura nas propriedades da Região Sul como um todo e separadas por estado, em função da infra-estrutura existente na propriedade (total de bens e número total de benfeitorias), tamanho da área da propriedade, grau de escolaridade e quantidade de mão-de-obra disponível na unidade familiar. Os dados utilizados foram disponibilizados pelo Núcleo de Pesquisa Social da Universidade de Santa Cruz do Sul, pesquisados em 2002, o que facilitou sua análise. Partindo das descrições dos dados junto a modelos estatísticos específicos, como comparações e regressões, obtivemos inferências importantes sobre a policultura nesta Região. O estado de Santa Catarina apresentou uma maior tendência à policultura, com maior receita proveniente da venda de produtos diferentes do fumo, além da maior área plantada com estes produtos. O número de pessoas na unidade familiar também é o maior nesse estado, o que pode significar que a policultura também está ligada à mão-de-obra disponível na propriedade. O estado do Paraná, com uma policultura em destaque, indicou a segunda maior área plantada com produtos diferentes do fumo, embora os dados tenham revelado que a receita proveniente da venda desses produtos seja a menor entre os estados pesquisados, o que leva a crer que a policultura, neste caso, é de subsistência. O estado do Rio Grande do Sul configura-se como tendo a menor mão-de-obra disponível e a menor área cultivada com produtos diferentes do fumo, caracterizando-se como um estado monocultor em função de uma maior integração com o complexo fumageiro.



Mestrando: Nelton Carlos Conte

Título da Dissertação: Transparência e participação popular na gestão municipal: os gestores públicos diante da Lei de Responsabilidade Fiscal

Orientador: Prof. Dr. João Pedro Schmidt

Banca: Prof. Dr. João Pedro Schmidt, Profª Drª Marília Patta Ramos, Prof. Dr. Silvio Cezar Arend, estes da UNISC, Prof. Dr. Marco Antônio Montoya, da UPF.

Data da defesa: 14 de abril de 2005

Palavras-chave: Lei de Responsabilidade Fiscal, gestão municipal, transparência, participação popular, desenvolvimento regional.

RESUMO: O poder público municipal desempenha importante papel no processo de desenvolvimento regional sustentável, desde que adequadamente estruturado para dar conta dos desafios da complexa dinâmica do desenvolvimento. Um dos requisitos fundamentais para tal é o envolvimento permanente da comunidade local nas decisões relativas às políticas públicas. Transparência da administração pública e participação popular são características fundamentais para o bom governo, que fortalecem a democracia e o capital social. A Lei de Responsabilidade Fiscal, que entrou em vigor no ano de 2000, gerou grandes expectativas de tornar os governos mais responsáveis no trato do dinheiro público e de a máquina pública mais controlada pela sociedade civil. Embora o curto espaço de tempo, já é possível avaliar até que ponto as expectativas acerca dessa lei estão sendo confirmadas pela prática dos administradores públicos. Este estudo avaliou a implementação dos mecanismos de transparência e de participação popular, previstas no Capítulo VIII, Seção I, da Lei de Responsabilidade Fiscal, na Microrregião de Nova Prata e Veranópolis, Rio Grande do Sul. O estudo apresenta ampla revisão bibliográfica sobre o papel do município no processo de desenvolvimento, a relevância da transparência e participação popular na gestão pública, o conteúdo da Lei de Responsabilidade Fiscal e as características sócio-políticas da microrregião em estudo. A pesquisa empírica constitui-se de análise documental e de questionários, respondidos por prefeitos, presidentes de Câmaras de Vereadores e uma amostra representativa da população de seis municípios da microrregião. Os resultados obtidos pela pesquisa mostram que na microrregião analisada os dispositivos da Lei de Responsabilidade Fiscal relativos ao equilíbrio financeiro dos municípios estão sendo respeitados, porém os mecanismos de transparência e participação popular são implementados apenas formalmente, não atingindo os objetivos a que a Lei se propõe. Diversas sugestões são apresentadas para dotar esses mecanismos de eficácia.



Mestranda: Marinês Teresinha Neumann

Título da Dissertação: Narrativas identitárias e associativismo de tradição germânica na região de Santa Cruz do Sul: o discurso da identidade regional (1850-1950)

Orientador: Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva

Banca: Prof. Dr. Mozart Linhares da Silva, Prof. Dr. Mário Riedl, estes da UNISC, Profª Drª Ruth Maria Chittó Gauer, da PUCRS.

Data da defesa: 14 de abril de 2005

Palavras-chave: Imigração Germânica, Associativismo, Narrativas identitárias, identidade regional/cultural

RESUMO: Entre os temas pertinentes ao Desenvolvimento Regional destacamos os estudos acerca da Identidade cultural/regional. Nesta perspectiva esta pesquisa tem por objetivo a análise das narrativas identitárias a partir do estudo do associativismo de tradição germânica na região de Santa Cruz do Sul. Estas narrativas são construções imagéticas e discursivas homogeneizadoras que são desdobradas na construção do imaginário e da identidade cultural/regional/étnica de determinado grupo, fornecendo elementos ideológicos que permitem anular as diferenças e impor discursos de identificação cultural homogêneos. A investigação acerca da influência do associativismo na construção da identidade cultural tem como marco cronológico o início do processo de colonização por imigrantes germânicos na região de Santa Cruz do Sul e se estende até a campanha de nacionalização do Estado Novo de Getúlio Vargas. Esta demarcação justifica-se em função do associativismo ter iniciado praticamente com o começo da colonização enquanto que a Era Vargas impõe uma outra dinâmica na elaboração do discurso identitário germanista em função da repressão da campanha de nacionalização no contexto da II Guerra. Para tanto a análise de desdobra em três capítulos. No primeiro, destacamos a problemática das narrativas identitárias das comunidades "germânicas" e, sobretudo, dos mecanismos institucionalizadores da chamada identidade "teuto-brasileira" através do fenômeno associativista. No segundo, analisamos a formação do discurso germanista na Alemanha e sua tradução na região de Santa Cruz do Sul. No terceiro, a análise focaliza o fenômeno associativista da região de Santa Cruz do Sul, destacando os aspectos relacionados à função social do associativismo na construção identitária das comunidades teuto-brasileiras. Neste mesmo capítulo instrumentalizamos a análise do discurso dos elementos formadores da chamada comunidade germânica imaginada a partir das entrevistas realizadas com membros das antigas associações. As considerações finais da pesquisa apontam para o fenômeno da tradução cultural dos elementos de tradição germânicas na identidade cultural/regional e ainda procura apontar para a importância da hibrys na construção identitária dos teuto-brasileiros da região de Santa Cruz do Sul. Identidade cultural/étnica/regional é analisada, portanto, como um discurso de pertencimento e diferenciação. Um discurso estruturado pela alteridade e não pela essencialização da cultura.



Mestranda: Alba Regina Zacharias

Título da Dissertação: Dificuldades e possibilidades na implantação de medidas socioeducativas em regiões com indicadores de Desenvolvimento diferenciados

Trabalho completo

Orientadora: Profª Drª Marília Patta Ramos

Banca: Profª Drª Marília Patta Ramos, Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira, estes da UNISC, Prof. Dr. José Vicente Tavares dos Santos, da UFRGS.

Data da defesa: 26 de abril de 2005

Palavras-chave: Desenvolvimento Regional, Políticas Públicas, Estatuto da Criança e do Adolescente, Medidas Socioeducativas.

RESUMO: A presente dissertação traz reflexões sobre a aplicação das Medidas Socioeducativas - Lei 8.069/90 Estatuto da Criança e do Adolescente - entre dois Municípios: Santa Cruz do Sul e Cachoeira do Sul. A metodologia usada para essa pesquisa foi o estudo de caso. Especificamente utilizamos dois casos comparados. Em Santa Cruz do Sul, a pesquisa incluiu 11 adolescentes que cumpriam medida sócio-educativa, 14 agentes municipais e o levantamento de 96 protocolos no período de Janeiro/2003 a Julho/2004. Em Cachoeira do Sul, a pesquisa se baseou em 27 processos averiguados no FÓRUM, no período de Janeiro/2002 a setembro/2004. Para a efetuação deste trabalho, aplicamos questionários face a face, participamos de reuniões, fizemos contatos com agentes institucionais que participam desse processo. Foi constatado que existem diferenças, nestes municípios, quanto á aplicação e atendimento aos adolescentes que receberam Medidas

Mestrando: Maribel Fátima de Borba

Título da Dissertação: Organizações que aprendem - a aprendizagem coletiva alavancando o desenvolvimento organizacional e regional: o modelo de uma empresa santa-cruzense

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg

Banca: Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg, Prof. Dr. Inácio Helfer, estes da UNISC, Prof. Dr. Telmo Frantz e Profª Ms. Enise Teixeira, da UNIJUI.

Data da defesa: 26 de fevereiro de 2004

Palavras-chave: desenvolvimento regional, desenvolvimento organizacional, organizações que aprendem e aprendizagem coletiva.

RESUMO: A presente pesquisa preocupa-se em apresentar aspectos que caracterizam e descrevem uma organização que aprende, buscando inserir a questão da aprendizagem coletiva como um elemento alavancador do desenvolvimento organizacional e regional. Para tanto, pesquisou-se junto à literatura especializada contribuições de autores que dominam o assunto, de forma a utilizá-las como fonte referencial para o estudo aqui apresentado. Realizou-se um estudo de caso numa pequena empresa do ramo comercial da cidade de Santa Cruz do Sul - a Geração Comércio de Materiais para Móveis, no período entre os meses de MARÇO e DEZEMBRO/2003. A pesquisa de campo compreendeu a aplicação de um formulário cujo objetivo foi investigar a percepção dos funcionários da empresa sobre características que evidenciam uma organização que aprende (modelo segundo Vergara 2000) e entrevistas coletivas e individuais com a maior parte dos funcionários da empresa. Os dados fornecidos por estes colaboradores, permitiram uma análise qualitativa, descritiva e exploratória do conteúdo resultante dos formulários e de fragmentos das entrevistas. Dessa forma procurou-se evidenciar os aspectos que corroboravam no sentido de caracterizar a empresa como uma organização que aprende. Neste estudo utilizou-se também o referencial das cinco disciplinas, de Senge (1990), além do modelo de culturas que estimulam e inibem o aprendizado, de Schein (1994). Assim, no decorrer do estudo pode-se compreender que o desenvolvimento regional, como um conjunto de fatores que interagem entre si, contém em seu bojo, também a proposta das organizações que aprendem (learning organizations), um termo sobre o qual tem quase meio século de estudos, porém muito pouco se têm avançado em termos de efetiva transformação do sistema de administração que atualmente está posto. Pensar nas organizações empresariais como um suporte estruturador e facilitador do processo de desenvolvimento regional, serve de estímulo também, para repensar a nossa forma de conceber e atuar numa organização.



Mestrando: Laura Regina Cardoso Krolow

Título da Dissertação: Cooperativismo e Agroecologia como elementos para o desenvolvimento regional

Orientador: Prof. Dr. Mario Riedl

Banca: Prof. Dr. Mario Riedl, Prof. Dr. Marcelino Hoppe, estes da UNISC, Prof. Dr. Joaquim Anecio Almeida, da UFSM.

Data da defesa: 18 de março de 2004

Palavras-chave: Agroecologia; Cooperativismo; Desenvolvimento Regional.

RESUMO: O principal objetivo desta dissertação foi a análise das estratégias utilizadas por agricultores familiares para se inserir no processo de comercialização. Para tal, optou-se pelo método de abordagem dialético, utilizando a técnica de pesquisa qualitativa. Um estudo de caso foi realizado na cooperativa COOESPERANÇA, localizada em Santa Maria, Rio Grande do Sul. A hipótese sugere que o novo cooperativismo, ao invés de iniciativas individuais, constitui um dos elementos essenciais para o desenvolvimento de regiões que tem a economia baseada no setor primário. Além disso, ele é incentivador da transição para uma agricultura com enfoque agroecológico. Percebeu-se que a Agroecologia e o cooperativismo são estratégias importantes no processo de desenvolvimento das regiões que tem, nas suas bases econômicas grande influência do setor agropecuário. Uma vez que, valorizam as potencialidades locais e auxiliam na promoção do desenvolvimento regional.



Mestrando: Jacir José Dalpian

Título da Dissertação: Compostagem de resíduos sólidos contendo gordura e celulose de indústria de produtos cárneos: valoração de resíduos à sub-produto

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Ênio Leandro Machado

Banca: Prof. Dr. Ênio Leandro Machado, Profª Ms. Liliane Marquardt, Prof. Dr. Diosnel Antonio Rodriguez Lopez, estes da UNISC, Prof. Dr. Valderi Duarte Leite, da UFPB.

Data da defesa: 19 de março de 2004

Palavras-chave: Resíduo celulósico, Resíduo gorduroso, Compostagem aeróbia, Compostagem anaeróbia, Sustentabilidade.

RESUMO: Nas indústrias de produtos cárneos embutidos, tanto os resíduos ricos em gorduras, como os invólucros de celulose utilizados durante o processamento de salsichas, são frequentemente muito volumosos e representam um problema sério quanto a destinação ecologicamente sustentável. O presente trabalho consiste no estudo da geração de dados básicos, bem como da viabilidade técnica do reaproveitamento de resíduos poluentes originários das indústrias de embutidos cárneos. Os resíduos sólidos utilizados nesta pesquisa foram: resíduo celulósico; resíduo gorduroso; lodo biológico e rúmen bovino. O método de compostagem utilizado foi o biológico misto (aeróbio e anaeróbio). A experimentação envolveu 03 etapas com 02 leiras em triplicata cada, dispostas em área coberta, isoladas do solo por piso de concreto. Os valores iniciais da relação carbono/nitrogênio (C/N) das leiras situaram-se em torno de 30/1. O revolvimento das leiras foi manual com uma freqüência diária e a cada três dias. Os parâmetros operacionais avaliados (temperatura, umidade e freqüência de revolvimento) apresentaram valores satisfatórios, bem como a C/N final das leiras situou-se próxima de 10/1. Os dados obtidos na experimentação indicam que o método artezanal na forma de monte com revolvimento a cada três dias contendo uma formulação de 64 % de resíduo celulósico, 18 % de resíduo gorduroso e 18 % de lodo biológico proporcionaram um tempo médio de 45 dias para a estabilização do composto. Os resultados demonstram a efetividade do método de compostagem como alternativa de gestão de resíduos, adequado aos princípios de tecnologias mais limpas e sustentabilidade, uma vez que são valorados a sub-produto com aplicabilidade na agricultura.

 

 

Mestrando: Carlos Henrique Dullius

Título da Dissertação: Utilização de fungos para a Biodegradação de corantes têxteis sintéticos

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Diosnel Antonio Rodrigues Lopes

Banca: Prof. Dr. Diosnel Antonio Rodriguez Lopez, Prof. Dr. Ênio Leandro Machado, Prof. Dr. Valeriano Antonio Corbellini, estes da UNISC, Prof. Dr. Ivo André Homrich Schneider, da UFRGS.

Data da defesa: 19 de março de 2004

Palavras-Chave: Descoloração/Biodegradação; Tratamento de Efluentes Têxteis; Aspergillus.

RESUMO: Entende-se que o desenvolvimento de uma região é resultado de uma série de transformações quali-quantitativas que se traduzem na sociedade. Porém, a regiões industrializadas, quando não preocupadas com a questão ambiental, podem comprometer seus aspectos naturais, desencadeando uma série de impactos ambientais. Neste sentido, a forma de disposição dos rejeitos industriais devem estar inseridos nas estratégias regionais, bem como na matriz produtiva. Contudo, e considerando o tratamento dos efluentes industriais têxteis, que contém altas cargas de corantes, provenientes de perdas durante os processos de tingimento, este estudo tem por objetivo, utilizando-se do Método Experimental Indutivo, verificar a capacidade de biodegradação de corantes têxteis sintéticos, através da utilização de fungos. Estes corantes possuem características estruturais complexas que dificultam sua remoção através das técnicas convencionais que geram um lodo de classe I, e por este motivo, necessitam de técnicas de tratamento específicas, capazes de minimizarem possíveis riscos ambientais. Para tal, durante o período de março e abril de 2003, na Região do Vale do Rio Pardo, foram coletadas amostras de efluente têxtil, solos de lavoura de fumo e de mata nativa, lodo de fundo de lago e chorume de lixão, totalizando 40 amostras. Das colônias de fungos encontradas, selecionaram-se 17 mais representativas. Isoladas, estas colônias, foram submetidas à testes de descoloração de oito corantes comumente utilizados por uma indústria têxtil, localizada no Município de Santa Cruz do Sul. Mediante os resultados dos testes, verificou-se a eficiência de três colônias de fungos na descoloração. Destas utilizou-se apenas uma, para a realização dos testes de descoloração de dois corantes têxteis, aqueles que foram mais solúveis, facilitando a preparação dos efluentes têxteis sintéticos em laboratório. Consequentemente, após identificação taxonômica, verificou-se que o fungo selecionado pertence ao gênero Aspergillus. Os resultados obtidos demonstraram a alta eficiência deste fungo, na degradação completa dos corantes presentes nos efluentes têxteis sintéticos. Verificou-se a capacidade de descoloração do fungo através da absorção de 86% e 91%, após um período total de 4 horas, respectivamente, dos corantes utilizados na preparação dos efluentes. Posto isto, pressupõem-se que qualquer ação em prol do desenvolvimento das regiões deve vislumbrar a implementação de tecnologias que tendem à reduzir os problemas ambientais, seja, mediante a utilização de técnicas convencionais (físicas, químicas, biológicas e físico-químicas) que apresentam comprovada eficiência.



Mestrando: Grazielle Betina Brandt

Título da Dissertação: Responsabilidade social na erradicação do trabalho infantil: da visão global à realidade regional na fumicultura do Brasil meridional

Orientador: Prof. Dr. Silvio Marcus de Souza Correa

Banca: Prof. Dr. Silvio Marcus de Souza Correa, Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, estes da UNISC, Prof. Dr. Valmir Luis Stropasolas, da UFSC.

Data da defesa: 22 de março de 2004

Palavras-chave: responsabilidade social, desenvolvimento regional, transnacionais tabagistas, fumicultores, trabalho infantil.

RESUMO: Esta pesquisa versa sobre o binômio responsabilidade social e desenvolvimento regional. A partir da responsabilidade social exercida pelas transnacionais e respectivas entidades ligadas ao setor tabagista, analisar-se-á as suas conexões com o desenvolvimento regional em curso e sua interferência no modus vivendi das famílias fumicultoras localizadas na região do Brasil meridional. Considerando que um aspecto da responsabilidade social do setor está configurada na erradicação do trabalho infantil na pequena propriedade, as empresas e entidades buscam ajustar as relações sociais de trabalho na fumicultura sem considerar com acuidade as implicações sociais, econômicas e culturais para a agricultura familiar e para os indivíduos nela envolvidos. O trabalho de pesquisa tem como ponto de partida uma análise da realidade regional dos fumicultores através da teoria do conflito, visto que o exercício da responsabilidade social tem sido marcado por uma diversidade de conflitos na região fumicultora do Brasil meridional. Neste sentido, a presente dissertação apresenta uma reflexão sobre a responsabilidade do setor tabagista e suas (des) vantagens na promoção do desenvolvimento regional.



Mestrando: Alba Letícia Muller

Título da Dissertação: Empresa familiar: os sentidos da família, da empresa e da profissionalização sob o aspecto do Desenvolvimento Regional

Trabalho completo

Orientadora: Profª Drª Edna Linhares Garcia

Banca: Profª Drª Edna Linhares Garcia, Profª Drª Jurema Brites, Prof. Dr. Moacir Viegas, estes da UNISC, Profª Drª Cláudia Tatiana Tondo, da FAPA.

Data da defesa: 25 de março de 2004

Palavras-chave: Família; Empresa Familiar; Desenvolvimento Regional; Globalização; cultura organizacional; Produção de Sentidos.

RESUMO: Este trabalho aborda o tema da empresa familiar no contexto de desenvolvimento contemporâneo evidenciando a questão do desenvolvimento regional. Desta forma, compreende-se que a continuidade da empresa familiar pode significar um aspecto importante para que a região de Santa Cruz do Sul mantenha-se inserida no mundo globalizado, pois, por ser constituída por sujeitos locais que estão inseridos junto a sociedade regional, entendemos que este tipo de organização gera benefícios econômicos e sociais a toda região. Por outro lado, acreditamos que a cultura organizacional da empresa local acaba por refletir aspectos sociais da região onde está inserida, fazendo parte de uma questão cultural maior. O objetivo da pesquisa é de modo geral, reconhecer os aspectos que contribuem para a continuidade desse tipo de organização, considerando a cultura organizacional dessas empresas. Para isso, utilizamos como abordagem teórico-metodológia As Práticas Discursivas e a Produção de Sentidos, por acreditarmos que esta metodologia possa revelar características importantes sobre as empresas familiares a partir dos sujeitos que vivem a realidade destas organizações. O caráter dessa pesquisa é qualitativo e a pesquisa foi realizada com duas empresas da região de Santa Cruz do Sul. Ao longo do trabalho, evidenciam-se conceitos de família, empresa familiar, desenvolvimento regional e cultura com o intuito de possibilitar um olhar diferente à empresa familiar, qual seja, a de ser uma possibilidade ao desenvolvimento de uma região.


 

Mestrando: Silvia Maria Fogliatto Giuliani

Título da Dissertação: Comunidade local e desenvolvimento regional: a migração dos afro-brasileiros de São Miguel (RS)

Orientador: Prof. Dr. Silvio Marcus de Souza Correa

Banca: Prof. Dr. Silvio Marcus de Souza Correa, Profª Drª Marília Patta Ramos, estes da UNISC, Profª Drª Marilda Aparecida de Menezes, da UFCB/PB.

Data da defesa: 29 de março de 2004

Palavras-chave: desenvolvimento regional, afro-brasileiros, migração, mobilidade espacial, modus vivendi.

RESUMO: A dissertação a seguir é sobre uma comunidade afro-brasileira do interior do Estado do Rio Grande do Sul, que possui um modus vivendi singular. É uma comunidade rural que faz parte de um contexto cultural diversificado. Essa diversificação se reflete na inserção dessa comunidade no desenvolvimento regional. Os membros mais idosos moram na comunidade desde o século passado cultivando as tradições deste grupo. Como é uma comunidade do meio rural e vive dos trabalhos agrícolas, desde a década de setenta do século passado vem encontrando dificuldades de sobrevivência. Por isso uma das soluções encontradas pela comunidade foi a mobilidade espacial, diária, sazonal ou a migração. A migração já levou a que muitos afro-brasileiros deixassem suas famílias e partissem em busca de trabalho e renda. Retornam periodicamente e ajudam financeiramente para a manutenção de parentes que não migraram. Isto leva à constatação de que a migração é um suporte de sustentação de muitas famílias e uma estratégia da própria reprodução social da comunidade, contribuindo para sua integração no processo de desenvolvimento regional. 



Mestrando: Neiva Isolete dos Santos Theisen

Título da Dissertação: Agentes Comunitários de Saúde (ACS): condições de trabalho e sofrimento psíquico

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira

Banca: Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira, Profª Drª Sandra Djambolakdjin Torossian, estes da UNISC, Prof. Dr. Henrique Caetano Nardi, da UFRGS.

Data da defesa da dissertação: 30 de março de 2004

Palavras-chave: Agente Comunitário de Saúde, Trabalho e Sofrimento.

RESUMO: Esta dissertação é resultado de uma pesquisa sobre as condições de trabalho de uma categoria especial de trabalhadores, os Agentes Comunitários de Saúde (ACS). O estudo tem como foco o sofrimento psicológico desses trabalhadores em suas atividades como trabalhadores comunitários de saúde em programa nacional de saúde comunitária do Ministério da Saúde, o PACS - Programa de Agentes Comunitário de Saúde. O programa está presente em áreas sociais críticas no país e o estudo foi desenvolvido em dois municípios do Rio Grande do Sul: Santa Cruz do Sul e Venâncio Aires. Os Agentes revelam que tratar de pessoas doentes é difícil, triste e doloroso, pelo fato de sentirem-se responsáveis pelos membros de sua comunidade. As frustrações são freqüentes pelo fato de perceberem que seu trabalho não tem a efetividade que gostariam. Os agentes sentem-se frágeis diante de determinadas situações que produzem baixa-estima, sofrimento mental e depressão.



Mestrando: Marco Antonio Fernandes de Oliveira

Título da Dissertação: A construção de um sistema integrado de gestão: seu impacto nos resultados organizacionais e no desenvolvimento sócio-econômico regional - um estudo de caso

Orientador: Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann

Banca: Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann, Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg, estes da UNISC, Profª Drª Mirian de Oliveira, da PUCRS.

Data da defesa da dissertação: 31 de março de 2004

Palavras-chave: sistema integrado de gestão, desenvolvimento sócio-econômico regional, competitividade, qualidade e indicadores de desempenho.

RESUMO: Modernas organizações integram qualidade, meio-ambiente, segurança e saúde no trabalho e responsabilidade social ao gerenciamento. Essa tendência é reforçada pelo desafio de se compatibilizar o atendimento às demandas de um mercado global cada vez mais exigente com as necessidades de proteção ambiental e social da região na qual a organização se insere. Se o mercado é global, suas fontes de sustentação são regionais, pois são marcadas pela interação com o lugar do qual a organização se serve de seres humanos, energia, matérias-primas e infra-estrutura. Tem-se um novo cenário, onde a competitividade das nações depende cada vez mais de estratégias que harmonizem as relações entre o global e o regional. Com tal premissa, a capacidade de formular e implementar estratégias eficazes requer grande maturidade dos processos de gestão. Neste contexto, esta pesquisa - um estudo de caso que utiliza a abordagem sistêmica - fundamenta-se na administração integrada, como nos métodos da gestão pela qualidade total. Obtém-se, assim, uma base sólida para o sistema integrado de gestão (SIG), integrando-se a competitividade decorrente do aprendizado e da melhoria contínua com a cooperação e o respeito às partes interessadas. O presente trabalho objetivou demonstrar a evolução de uma empresa nos aspectos econômico-organizacionais, ambientais, sociais e de saúde e segurança do trabalhador, em decorrência do processo de construção de um SIG baseado em metodologias de gestão pela qualidade total, em requisitos de normas internacionais para gestão da qualidade e gestão ambiental, e em critérios de um programa estadual para excelência em gestão. Foram analisados mais de 50 indicadores de desempenho da empresa nos vários aspectos citados. Os resultados evidenciaram que a grande maioria dos indicadores estudados apresentou melhoria contínua ao longo dos últimos dez anos, período em que diversos elementos da gestão integrada foram implementados. Com base em análises de correlação entre os indicadores de desempenho, concluiu-se que a evolução é sistêmica, ou seja, a melhoria ocorre de forma integrada, com os indicadores beneficiando-se uns aos outros, gerando reais e potenciais efeitos positivos no desenvolvimento sócio-econômico regional. Tal conclusão fortalece a idéia de que os SIGs buscam a sustentabilidade do desenvolvimento, e que a gestão integrada deve ser tema de apreciação estratégica por parte de empresas, regiões e nações, a fim de que sejam aumentadas as chances de um desenvolvimento socialmente harmônico, setorial e regionalmente convergente e ambientalmente equilibrado.



Mestrando: Marcos Hivan Petter Machado

Título da Dissertação: Cooperativismo e Desenvolvimento Regional: o caso da Cooperativa Tritícola Palmeirense Ltda

Orientador: Prof. Dr. Mario Riedl

Banca: Prof. Dr. Mario Riedl, Prof. Dr. Silvio Cesar Arend, estes da UNISC, Prof. Dr. José Odelso Schneider, da UNISINOS e Prof. Dr. Walter Frantz, da UNIJUI.

Data da defesa da dissertação: 02 de abril de 2004

Palavras-chave: granjeiros, intervenção, cooperativa, união, desenvolvimento regional.

RESUMO: O presente trabalho pretende resgatar a história da Cooperativa Tritícola Palmeirense Ltda, desde sua fundação em 1957 até os dias atuais. Em primeiro lugar é feita abordagem sobre a gênese da instituição, onde foram relatados os motivos que levaram os "granjeiros", ou seja, pessoas em sua maioria de lides urbanas a criar uma instituição cooperativa agropecuária.Num segundo momento são relatados os fatos que marcaram a empresa em sua trajetória, suas conquistas e as ameaças presentes em muitas oportunidades. Fatos estes, como a primeira intervenção ocorrida na instituição, que de acordo com os relatos e documentos encontrados foi causada única e exclusivamente por divergências internas em que foi usada a influência política como arma de ataque aos administradores da época. Em outros momentos é dissertado sobre as crises financeiras que abalaram a instituição. Crises estas provocadas pela má condução administrativa e erros de estratégia de investimentos, levando até a ser cogitado por alguns membros, a liquidação da cooperativa. Contudo, a superação é feita pela união e a boa condução administrativa da organização que fez reverter os momentos delicados por que passou, permitindo crescimento de forma sustentada. Isto não significa que todos os princípios que regem o cooperativismo desde os pioneiros de Rochdale estão contemplados, mas que o caminho está aberto para o mais amplo debate. Em fim, todos os acontecimentos levaram a um amadurecimento de seus associados e a conseqüente cidadania. Cidadania esta fundamental quando se busca o desenvolvimento regional.

 


Mestrando: Juliana Luiza Marcuzzo

Título da Dissertação: A lei de responsabilidade fiscal: uma avaliação sob a ótica do Desenvolvimento Regional

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend

Banca: Prof. Dr. Silvio Cezar Arend, Profª Drª Marília Patta Ramos, Prof. Dr. João Pedro Schmidt, estes da UNISC, Prof. Dr. Sabino da Silva Porto Jr., da UFRGS.

Data da defesa da dissertação: 07 de abril de 2004

Palavras-chave: Lei de Responsabilidade Fiscal, Transparência, Participação Popular, Desenvolvimento Regional.

RESUMO: A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) representa um dos mecanismos instituídos no processo de reforma gerencial do Estado Brasileiro cujo objetivo mais amplo é a promoção do desenvolvimento, mais especificamente nos aspectos econômicos e sociais. Para tanto, prima pelo equilíbrio financeiro e pela instituição de mecanismos de transparência e participação popular. Neste sentido, a contribuição da LRF para o desenvolvimento depende da efetiva execução destes três dispositivos pelos entes da federação, salientando-se o papel assumido pelos municípios na busca do desenvolvimento regional. Assim, constituiu-se objetivo deste estudo avaliar a gestão das finanças públicas e as práticas de transparência e participação popular no município de Restinga Sêca-RS. A pesquisa consistiu em um estudo de caso constituindo-se em uma pesquisa descritiva, realizada através da análise documental, entrevistas não sistematizadas e questionários. A partir da análise verificou-se que Restinga Sêca melhorou sua gestão fiscal no que tange ao equilíbrio financeiro, porém os mecanismos de transparência e participação popular não estão sendo eficientes na concepção do Poder Público e da população. Os serviços públicos continuam sendo previstos nos instrumentos de planejamento de forma unilateral e, apesar de terem, na concepção da população, apresentado melhorias a partir do ano 2000, são considerados abaixo das necessidades da comunidade. Desta forma, concluiu-se que o equilíbrio fiscal alcançado representou um passo para a melhoria dos serviços públicos, contudo somente a administração conjunta Poder Público e população é capaz de otimizar os recursos no sentido de atender às prioridades da população, melhorando suas condições de vida e promovendo o desenvolvimento regional.



Mestrando: Dionísio Júlio Beskow

Título da Dissertação: Neoliberalismo e a construção do sujeito contemporâneo: um dilema para o Desenvolvimento Regional

Trabalho completo

Orientadora: Profª Drª Nize Maria Campos Pellanda

Banca: Profª Drª Nize Maria Campos Pellanda, Prof. Dr. Mario Riedl, estes da UNISC, Profª Drª Marisa Faermann Eizirik, da UFRGS.

Data da defesa da dissertação: 08 de abril de 2004

Palavras-chave: Neoliberalismo, Subjetividade, Conhecimento, Autopoiese, Complexidade, Capital Social, Imigração Italiana, Desenvolvimento Regional.

RESUMO: Neste trabalho, estuda-se o processo de (des) construção de subjetividade e conhecimento nas Escolas Públicas de Ensino Médio da Região da Quarta Colônia Italiana, RS, Brasil, focalizando as práticas diárias nas escolas para mapear mecanismos ideológicos neoliberais que poderiam causar impedimentos na construção de subjetividade/conhecimento, ou seja, como em situação de neoliberalismo vai se configurando uma determinada realidade escolar que vai consolidando o poder através da educação escolar. No desdobramento deste exercício de poder, analisa-se como estas estratégias e/ou fluxos são constituintes do sujeito contemporâneo em termos de limitações e impedimentos de ser/conhecer, bem como as implicações disto ao desenvolvimento regional. Vislumbra-se na área da educação caminhos que podem representar uma liberação para a construção autopoiética de sujeitos e de realidade mais justas e solidárias. Chega-se à conclusão, através da análise dos dados coletados, de que este processo exerce uma invisível violência simbólica, biológica, epistemológica e ontológica sobre o sujeito. Evidencia-se que o sujeito que sofre tal violência fica inibido para contribuir na construção de capital social, uma vez que assume e vive uma cultura na qual se produz uma subjetividade capitalística. Constata-se a predominância de um padrão vertical de organização social, subordinação e dependência que reprime a geração, acumulação e a reprodução deste capital. Portanto, este sujeito contemporâneo, fragmentado e maquínico pode representar um dilema ou um limite ao desenvolvimento de uma região.



Mestrando: Micila Chielle Beier

Título da Dissertação: Agravos por causas externas na infância: um problema de saúde pública

Trabalho completo

Orientadora: Profª Drª Sandra Djambolakdjian Torossian

Banca: Profª Drª Sandra Djambolakdjian Torossian, Profª Drª Edna Linhares Garcia, estas da UNISC, Profª Drª Regina Costenaro, da UNIFRA.

Data da defesa da dissertação: 14 de abril de 2004

Palavras-chave: Agravos por causas externas na infância; atenção à saúde da criança; educação e saúde.

RESUMO: A idéia de pesquisar o tema "Agravos Externos na Infância" surgiu durante o desenvolvimento das atividades do Projeto Pediatria, na Unidade Pediátrica do Hospital Santa Cruz, em Santa Cruz do Sul/RS, dentre as quais se destacam acompanhamento diário, visitas domiciliares, grupos de educação em saúde, atividades recreativas, consultas de enfermagem e outros. Foram observados índices consideráveis de agravos (acidentes, maus tratos, negligências, abusos...) sofridos pelas crianças de 0 a 12 anos, o que despertou o interesse pelo problema, demonstrando ser fato preocupante no que se refere à saúde, à segurança e ao bem estar da criança. Muitos casos, provavelmente, acabam não saindo do lar ou do serviço de saúde próximo à residência da criança e passam despercebidos. Mesmo assim, após a observação dos casos de internação no Hospital Santa Cruz, constatamos que muitas famílias procuram atendimento após o agravo pela gravidade dos mesmos. Além dessa observação, percebeu-se a necessidade de realizar uma investigação qualitativa sobre esses eventos para que um trabalho de educação, prevenção e discussão acerca do assunto possa ser realizado, tanto com famílias, com profissionais da saúde, quanto com instituições e órgãos públicos envolvidos na atenção à criança. Por isso, o objetivo geral desta pesquisa é analisar questões relacionadas à clientela hospitalizada por agravos externos na infância, enfocando aspectos sociais, familiares e assistenciais, que possibilitem uma reflexão sobre a saúde da criança, propondo-se a levantar dados para subsidiar ações educativas e assistenciais. O desejo de trabalhar com crianças, aliado ao interesse pelas perspectivas de prevenção, são as principais características deste estudo, pois a realização deste projeto representa uma estratégia de desenvolvimento regional, já que focaliza a saúde da criança e a redução de uma das principais causas de mortalidade infantil que são os agravos externos. Outro fator relevante foi o local escolhido para a realização deste projeto, caracterizado por uma instituição hospitalar-pólo, de referência regional.



Mestrando: Maria Luisa Wunderlich dos Santos de Macedo

Título da Dissertação: Vigilância dos processos e ambientes de trabalho: proteção/promoção da saúde e participação democrática no desenvolvimento regional

Orientador: Prof. Dr. João Pedro Schmidt

Banca: Prof. Dr. João Pedro Schmidt, Prof. Dr. Marcos Artemio Fischborn Ferreira, estes da UNISC, Profª Drª Helena Scarparo, da PUCRS.

Data da defesa da dissertação: 16 de abril de 2004

Palavras-chave: vigilância dos processos e ambientes de trabalho, sistema único de saúde, democracia participativa, desenvolvimento regional.

RESUMO: O estudo aborda a implementação e os efeitos das ações de vigilância dos processos e ambientes de trabalho realizadas por técnicos sanitários vinculados ao Sistema Único de Saúde e representantes sindicais, entre janeiro de 1999 e dezembro de 2002, no Rio Grande do Sul. São analisadas mais especificamente as ações de vigilância desenvolvidas no município de Porto Alegre e as do âmbito estadual durante o governo de Olívio Dutra. Localizada no coração da conflitiva relação capital/trabalho, a vigilância integra o rol das novas formas de fazer saúde sintonizadas com os princípios da Constituição de 1988. Tendo como horizonte teórico a concepção dialética, o estudo se baseia na análise da legislação, dos documentos produzidos e das percepções dos técnicos e representantes sindicais envolvidos, captadas através de mais duas dezenas de entrevistas. Os objetivos centrais do trabalho consistem em averiguar a resolutividade das ações de vigilância do ponto de vista da melhoria das condições de trabalho e os efeitos para o desenvolvimento do senso de cidadania e de democracia dos atores sociais envolvidos. O material analisado indica que a vigilância produziu significativos efeitos do ponto de vista da melhoria do ambiente de trabalho, como a higiene e a segurança, e produziu mudanças na organização do trabalho. Sob o ponto de vista da cidadania, destaca-se uma compreensão mais profunda da saúde - superando a concepção restrita ao binômio adoecimento-assistência - e a construção de atitudes condizentes com uma cultura democrático-participativa, contribuindo para o desenvolvimento político-institucional regional. Além dos méritos e avanços, o estudo mostra também os limites das ações de vigilância e as dificuldades de incorporar tal prática ao cotidiano do Sistema Único de Saúde.


 

Mestrando: Ernesto Sönhle Junior

Título da Dissertação: Dos processos de exclusão familiar e social: a drogadição

Orientador: Prof. Dr. Silvio Marcus de Souza Correa

Banca: Prof. Dr. Silvio Marcus de Souza Correa, Profª Drª Edna Linhares Garcia, estes da UNISC, Prof. Dr. Antônio Sérgio de Lima Mendonça, da UFF e Profª Drª Maria Carmen Silveira Barbosa, da UFRGS.

Data da defesa da dissertação: 30 de abril de 2004

Palavras-chave: drogadicção, desenvolvimento regional, processos de exclusão, capital social e simbólico.

RESUMO: O presente trabalho pretende apresentar um conhecimento relativo à origem estrutural e à inserção social do fenômeno da drogadicção. Para tal, levantou um quadro "teórico-clínico" que responde à articulação da psicanálise intensiva (clínica) com a psicanálise extensiva, enquanto abordagem que possibilitou o "mapeamento" do modo de ser deste tema, como um "sintoma na cultura". Depois de descrevê-lo, de acordo com Freud e Lacan, e depurá-lo metodologicamente chegou a um "corpus" teórico que, a seu juízo, lhe permitiu caracterizar as relações entre a drogadicção e o binômio psicose/perversão. Feito isto, lançou-se ao estudo de três casos de drogadicção no Vale do Rio Pardo, buscando, então, compatibilizar a "diagnose" e a caracterização dos mesmos, pós-escuta psicanalítica, com as hipóteses teóricas adotadas. Assim, por se tratar de um fenômeno extensivo, que nos confronta com o tema da exclusão, tal abordagem buscou pensar as condições psíquicas e sociais dos processos de exclusão, tanto auto como hetero-referidos, com vistas à proposição de subsídios teóricos e medidas clínico-sociais em prol dos necessários atos de inclusão psíquica e integração social, que concorrem para o fomento do "desenvolvimento regional". Então, do ponto de vista do drogadicto, o estudo constatou existirem quatro ocorrências que se articulam entre si: 1º) a presença da agressividade egóica; 2º) uma tendência psíquica à ruína existencial, causada pela recusa do "desmame", em função de sua substituição pelo "apetite" para com a morte, via (comportamental) que leva ao "suicídio lento"; 3º) a falência da família (social e trasmissivamente); e 4º) sua inserção na perversão social. Portanto, se do ponto de vista individual, tal abordagem privilegia a "escuta", enquanto ato capaz de colocar limite ao "Princípio do Prazer", possibilitando ao drogadicto se incluir ali onde ele se excluiu, por ter dado curso a este "gozo com a morte"; já o efeito disto, no nível do laço sócio-cultural, passa pela prevenção dos casos futuros de drogadicção, na medida que se destaca a importância da promoção e da transmissão na infância do referencial simbólico e amoroso, quando emanado da paternidade. Procedimento psíquico que deveria perseverar em nome do reconhecimento subjetivo da alteridade, como base para o estabelecimento de relações sociais que incluam a dimensão do "amor pela própria imagem", da confiança no semelhante, do trabalho, bem como da tolerância para com as diferenças, ou, em termos sociológicos, procedimento que serve de base para a produção e para a reprodução do "capital social" e do "capital psicossocial" da região, isto a partir da promoção e da ampliação do estoque de "capital simbólico" destinado à descendência pessoal e cultural.



Mestrando: Alexandre Luiz Rauber

Título da Dissertação: Ordenamento Territorial: a cultura do arroz irrigado no município de Rio Pardo - RS - Brasil

Orientadora: Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges

Banca: Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, Prof. Ms. Laurindo Antonio Guasselli, Profª Drª Heleniza Avila Campos, estes da UNISC, Prof. Dr. Alvaro Heidrich, da UFRGS.

Data da defesa da dissertação: 04 de maio de 2004

Palavras-chave: Cultivo do Arroz Irrigado; Ordenamento Territorial; Geoprocessamento; Desenvolvimento Regional.

RESUMO: A presente pesquisa objetivou investigar o processo de ordenamento territorial, decorrente do processo de cultivo do arroz irrigado, no município de Rio Pardo/RS. A produção do arroz irrigado é a base da economia do município e no processo do seu cultivo gerou-se um ordenamento territorial que evidencia particularidades, como a estrutura fundiária, a utilização, em grande escala, de terras arrendadas, a rotação de terras e a degradação ambiental. Para a análise temporal e identificação da forma e tipo do uso do solo e cobertura vegetal presentes no ordenamento territorial decorrente do cultivo do arroz irrigado no município, utilizou-se ferramentas de Geoprocessamento e Sensoriamento Remoto. Este estudo quer contribuir para a compreensão do papel da configuração do território orizícola no processo de desenvolvimento do município de Rio Pardo que, historicamente, apresenta uma estrutura agrária desigual e uma economia estagnada, o que se reflete na baixa capacidade de organização da sociedade local.

 


Mestrando: Viviane Bronzatto Dutra

Título da Dissertação: Desenvolvimento Sustentável: o distanciamento entre o direito à proteção ambiental e as políticas públicas praticadas no município de IJUÍ/RS

Orientador: Prof. Dr. Mario Riedl

Banca: Prof. Dr. Mario Riedl, Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg, estes da UNISC, Prof. Dr. Argemiro Luis Brum, da UNIJUI.

Data da defesa da dissertação: 27 de maio de 2004

Palavras-chave: Desenvolvimento Sustentável, Direito Ambiental, Políticas Publicas.

RESUMO: O presente trabalho propõe-se a identificar e analisar o distanciamento entre a proteção ambiental e as políticas publicas praticadas no município de Ijui/RS e sua inter-relação com o desenvolvimento regional sustentável. A metodologia utilizada consiste, além do referencial teórico, no levantamento de informações sobre as políticas públicas

Mestranda: Dilani Silveira Bassan


Título da Dissertação: Desenvolvimento Desigual na Região do Vale do Rio Pardo


Trabalho completo


Orientador: Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg


Banca: Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg, Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker, estes da UNISC, e o Prof. Flávio Comim, da UFRGS.

 

Data da defesa da dissertação: 8 de janeiro de 2003


Palavras-chave: região, desenvolvimento, crescimento, desenvolvimento desigual, desigualdade, pobreza.


RESUMO: Este trabalho busca identificar e analisar através de indicadores econômicos e sociais, as desigualdades presentes no processo de desenvolvimento regional do Vale do Rio Pardo no Rio Grande do Sul. Para tanto, foi necessário embasar teoricamente a discussão em conceitos de região, crescimento econômico, desenvolvimento, desenvolvimento desigual e pobreza. A partir daí faz-se um estudo sobre a formação geomorfológica, histórica, cultural, econômica e social da região, para então analisar as desigualdades regionais com base na estrutura e evolução de indicadores econômicos e sociais. A análise do processo de desenvolvimento regional que caracteriza o Vale do Rio Pardo mostrou que as desigualdades são originárias de diferentes fatores, mas que estão intimamente ligados à identidade da região. Esta identidade que caracteriza e diferencia a região do Vale do Rio Pardo de outras regiões é, ao mesmo tempo, responsável pelo seu desenvolvimento e pelas desigualdades regionais.

 

----

 

Mestranda: Isabel Teresinha Zanett


Título da Dissertação: Políticas Públicas da Criança e do Adolescente: O COMDICA de Santa Cruz do Sul


Orientador: Prof. Dr. João Pedro Schmitd


Banca: Prof. Dr. João Pedro Schmitd, Profª. Drª. Jurema Gorski Brites, estes da UNISC, e o prof. Dr. César Marcello Baquero Jacome, da UFRGS.

 

Data da defesa da dissertação: 13 de março de 2003


Palavras-chave: Conselhos de políticas públicas, criança e adolescente, participação política, democracia, desenvolvimento regional.


RESUMO: O trabalho analisa as possibilidades, dificuldades e desafios da efetivação de políticas públicas através de espaços abertos à participação popular - os conselhos de políticas públicas - dentro do contexto nacional. A relevância política dos conselhos e dos mecanismos de participação popular no poder é avaliada tanto pela sua centralidade no processo de construção da democracia como do seu significado para o desenvolvimento regional. Com base na sistematização dos conceitos e condicionantes da ação dos conselhos sobre o tema são apresentados os principais elementos relativos ao estudo de caso do Conselho Municipal da Criança e do Adolescente - COMDICA do município de Santa Cruz do Sul, no período de 1990 a 2000, escolhido pelo seu pioneirismo e sua influência na região do Vale do Rio Pardo. A avaliação da trajetória de conquistas e dificuldades do Conselho em busca da efetivação das atribuições legais é feita à luz das determinações da Constituição Brasileira de 1998, do Estatuto da Criança e do Adolescente e da legislação municipal. As principais variáveis analisadas são a composição, as competências, a penetração social e a capacidade de intervenção do Conselho. Os dados utilizados provém da documentação do Conselho e da aplicação de questionários e entrevistas a uma parcela significativa dos conselheiros que o integraram ao longo do período analisado. O estudo revela que as dificuldades enfrentadas pelo Conselho estão relacionadas a fatores internos ao órgão, a fatores da política local - particularmente a relação com a Prefeitura - e fatores sócio-estruturais, em boa parte comuns aos municípios brasileiros. Essas dificuldades são consideradas como obstáculos transponíveis através de medidas condizentes com a democracia participativa e o incremento do desenvolvimento regional.

 

-----

 

Mestranda: Mariara Carlos da Silva


Título da Dissertação: Portais locais como nova modalidade do jornalismo on-line. O espaço para a informação local na rede global


Orientador: Prof. Dr. Ronaldo Henn


Banca: Prof. Dr. Ronaldo Henn, Profª. Drª. Suely Fragoso, estes da UNISINOS e a Profª Drª. Virgínia Elisabeta Etges, da UNISC.

 

Data da defesa da dissertação: 17 de março de 2003


Palavras-chave: comunicação, globalização, desenvolvimento regional.


RESUMO: Esse estudo propõe reflexão sobre os portais noticiosos das regiões do Vale do Rio Pardo, do Vale do Taquari e do Vale do Jacuí, no Rio Grande do Sul, e os tensionamentos advindos de uma comunicação intensamente globalizada através da internet, diante de demandas especificamente regionais. Tem-se como pressuposto que no jornalismo on-line, os conceitos de globalização e localização são atravessados por uma certa homegeneização que não afeta, entretanto, as particularidades regionais que se convertem, inclusive, em peças de resistência. Os portais locais e regionais apresentam-se como tendência crescente na Internet e despertam o interesse das comunidades para uso da Rede. Analisou-se, nessa pesquisa, as dinâmicas dos portais Viavale, B&W Net, e PIQ. A observação destes produtos na própria Rede e visitas para acompanhamento de aspectos da produção e disponibilização dos conteúdos, permitiram dissertar sobre as características e peculiaridades desta nova modalidade de jornalismo. Detectou-se insumos, diante da proximidade com os interesses mais imediatos dos seus usuários, para ações de desenvolvimento regional que ainda não são contempladas, muito em função da novidade do fenômeno. Enquanto o mundo inteiro fala em globalização, este é um dos desafios que o jornalismo regional precisa enfrentar na Internet.

 

----

 

Mestranda: Beatriz Baldo Marques


Título da Dissertação: Qualidade de vida em Santa Cruz do Sul: o papel do médico pediatra na promoção de saúde bucal na infância


Orientador: Prof. Dr. Roque Wagner

 

Co-orientadora: Profª Ms. Renita Baldo Moraes

 

Banca: Prof. Dr. Roque Wagner, Profª. Drª. Jurema Gorski Brites, estes da UNISC, e a Profª. Drª. Martha Dutra Machado Oliveira, da UFSM.

 

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio- Cultural

 

Data da defesa da dissertação: 24 de março de 2003

 

Palavras-chave: Qualidade de vida, Sistema estomatognático, Políticas públicas, Interdisciplinaridade odontologia/medicina.

 

RESUMO: A qualidade de vida de uma população é a expressão mais fiel do nível de desenvolvimento de uma região. A proposição de políticas públicas na área da saúde, voltadas para a promoção de qualidade de vida da população, tem desempenhado papel relevante neste contexto. Amparada numa abordagem interdisciplinar, a presente dissertação teve por objetivo verificar o perfil e a interação do médico pediatra, que trabalha neste município, em relação às questões de saúde do sistema estomatognático, área esta de atuação mais específica do cirurgião-dentista e do fonoaudiólogo. Para obter os dados da análise foi realizada uma pesquisa envolvendo médicos com exercício profissional exclusivo em clínica pediátrica, atuantes no município, no período de maio a outubro de 2002. Para a coleta de dados utilizou-se um questionário. As questões foram relacionadas com a formação profissional, com o tempo e os locais de atuação como médicos pediatras e conhecimento quanto à prevenção das doenças do sistema estomatognático. A análise dos dados coletados revelou que os profissionais demonstram interesse quanto à saúde de seus pacientes, porém faltam-lhes algumas informações, principalmente sobre a influência da amamentação no desenvolvimento da respiração nasal e no crescimento e desenvolvimento do sistema estomatognático. Com isso verificou-se a necessidade do aprofundamento da atuação entre os profissionais da área da saúde, em especial os cirurgiões-dentistas e médicos pediatras no que diz respeito à promoção de saúde do sistema estomatognático, uma vez que os conhecimentos isolados representam uma visão parcial e limitada da realidade, restringindo a promoção do bem estar e a qualidade de vida da população.

 

----

 

Mestrando: Júlio César Farias Medeiros


Título da Dissertação: Biossistemas integrados: uma proposta para a sustentabilidade da suinocultura do Vale do Taquari.


Orientador: Prof. Dr. Ênio Leandro Machado

 

Co-orientador: Prof. Dr. Diosnel Antonio Lopez Rodriguez

 

Banca: Prof. Dr. Ênio Leandro Machado, Prof. Dr. Dionel Antonio Lopez Rodriguez, Profª. Drª. Adriane Assis Lawisch, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Ivo André Homrich Schneider, da UFRGS.

 

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

 

Data da defesa da dissertação: 25 de março de 2003

 

Palavras-chaves: desenvolvimento regional,saneamento rural, biodigestão, dejetos suínos.


RESUMO: A região do Vale do Taquari tem a suinocultura uma de suas principais atividades. Com a concentração de criações e procedimentos inadequados no manejo dos dejetos, tem ocorrido sérios desequilíbrios ambientais. A finalidade do presente trabalho é estudar, avaliar e propor uma alternativa para a solução destes problemas. Para isto, foi avaliado o desempenho de um biodigestor de manta de lodo de fluxo ascendente em escala piloto, concebido para proporcionar contato mais efetivo entre a manta de lodo anaeróbio ativo e os dejetos da suinocultura previamente decantados. Os teste realizados com o equipamento demonstram uma eficiência de remoção na Demanda Química de Oxigênio de 71 a 80% para tempos de retenção de 48 a 60 horas, apresentando uma redução de 27,8% de nitrogênio e uma concentração de 65,4% de fósforo para um tempo de retenção de 60 horas. Os resultados revelam que o biodigestor apresentou alta eficiência, principalmente na remoção do DQO, oferecendo condições de fazer parte de um biossistema integrado, cujo conjunto poderá ser uma alternativa tecnológica, para o saneamento rural na atividade de suinocultura, vital para o desenvolvimento desta região.

 

----

 

Mestrando: Luiz Carlos Sordi


Título da Dissertação: Atuação dos alunos e egressos da Educação de jovens e adultos (EJA), nas organizações comunitárias do município de Chapecó/SC


Trabalho completo


Orientador: Prof. Dr. Inácio Helfer


Banca: Prof. Dr. Inácio Helfer, Profª Drª Nize Maria Campos Pellanda, estes da UNISC, e a Profª. Drª. Arlene Renk, da UNOCHAPECÓ.


Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio- Cultural


Data da defesa da dissertação: 27 de março de 2003


Palavras-chave: Educação Popular; Organização Comunitária; Desenvolvimento Regional; Participação; Cidadania.


RESUMO: Este trabalho é um estudo sobre a política de Educação de Jovens e Adultos (EJA) do Município de Chapecó/SC, elaborado à luz de conceitos sobre a Educação Popular e princípios metodológicos dialéticos. A pesquisa realizou-se através de entrevistas, leituras e análises de documentos desta política de Educação Popular implementada pela Administração Popular do Município de Chapecó/SC, no período de 1997 a 2002, voltando-se sobre os resultados da mesma na vida dos alunos e egressos, com destaque para a análise de sua participação em Organizações Comunitárias e sua contribuição para o Desenvolvimento Regional. A investigação revelou que no contexto do estudo sobre a Educação Popular há uma multiplicidade de definições, isso decorre do processo histórico e da conjuntura específica de cada implementação dessa política. A diversidade de enfoques que se pode encontrar sobre Educação Popular não exclui os conceitos fundamentais sobre seu caráter político-pedagógico, transformador, democrático, processual, integral e sistemático. No que concerne à participação dos alunos e egressos em Organizações Comunitárias e sua contribuição para o Desenvolvimento Regional, constatou-se uma expressiva melhora na qualificação das atividades dessas organizações, tanto na organização quanto na conscientização política de seus integrantes. A participação dos alunos e egressos da EJA ampliou as atividades das Organizações Comunitárias, motivando-as a assumir novas responsabilidades sociais que antes ficavam exclusivamente a cargo do Estado. A atuação dessas organizações no contexto da promoção de políticas públicas promoveu a cidadania impulsionando o Desenvolvimento Regional.

 

----

 

Mestrando: Olívio Lopes Vicentini


Título da Dissertação: (Des)Construindo o Ensino de Língua Portuguesa no contexto do Desenvolvimento Regional


Orientadora: Profª. Drª. Eunice Terezinha Piazza Gai


Banca: Profª. Drª. Eunice Terezinha Piazza Gai, Profª. Drª. Nize Maria Campos Pellanda, estas da UNISC e o Prof. Dr. Paulo Coimbra Guedes, da UFRGS.


Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural


Data da defesa da dissertação: 28 de março de 2003


Palavras-chave: Modernidade, Linguagem, Planos de Estudos, Ensino de Língua Portuguesa, Desenvolvimento Sociocultural Regional.


RESUMO: Modernidade e suas características; desenvolvimento capitalista alicerçado no racionalismo econômico, resultando em um "desenvolvimentismo" marginalizador da maioria da população dentro de seus próprios países e na marginalização de países subdesenvolvidos em relação aos mais desenvolvidos; implicações desses processos no desenvolvimento sócio-cultural de municípios da Região do Vale do Rio Pardo (Sinimbu, Vale do Sol); possibilidade de se pensar e/ou planejar o desenvolvimento regional a partir de uma leitura crítica preliminar de sua realidade. Neste trabalho, refletiu-se sobre essas questões, procurando fazer uma leitura crítica do paradigma da modernidade, destacando suas principais características com implicações mais sérias em relação ao desenvolvimento sócio-cultural. Vislumbrou-se nas áreas da linguagem e da educação caminhos possíveis para buscar uma maior e melhor compreensão dos processos de desenvolvimento sócio-cultural do mundo e, mais especificamente desta região. Chegou-se à conclusão de que, sem a leitura crítica da atual realidade sócio-cultural, fica difícil mudá-la para melhor, e que o ensino de língua portuguesa, desde que promova a formação de leitores e "escritores" críticos, pode contribuir em muito para a promoção de transformações sociais em prol de uma melhor vida para todos.

 

----

 

Mestranda: Arlete Eli Kunz da Costa


Título da Dissertação: Estudo sobre a problemática da sexualidade nos grupos de convivência da terceira idade da região do Vale do Taquari-RS


Orientador: Prof. Dr. Mário Riedl


Banca: Prof. Dr. Mário Riedl, Prof. Dr. Inácio Helfer, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Egon Roque Fröhlich, da UNISINOS.


Área de Concentração em Desenvolvimento: Político institucional


Data da defesa da dissertação: 3 de abril de 2003


Palavras-chave: envelhecimento, terceira idade, sexualidade, grupos de convivência, desenvolvimento regional, Vale do Taquari.


RESUMO: Este trabalho visou investigar formas de abordagem do tema sexualidade nos Grupos de Convivência de Terceira Idade pelos coordenadores desses grupos nos quarenta municípios do Vale do Taquari. Para tanto, realizou-se um estudo sobre o tema no período de janeiro a novembro de 2002. Em uma primeira etapa foi feito um estudo bibliográfico e o levantamento dos grupos de convivência existentes nos municípios do Vale do Taquari. Num segundo momento realizou-se uma entrevista com os coordenadores, tendo sido utilizado o método da observação participante, analisando assim de que forma os coordenadores abordam o tema sexualidade na terceira idade. Constatou-se que os coordenadores dos grupos de convivência estudados carecem de informações sobre o tema, ficando evidente que na região a sexualidade na velhice é um tema pouco conhecido e menos ainda entendido pela sociedade e pelos próprios idosos. A atividade sexual humana depende das características físicas, psicológicas e biológicas do indivíduo; da existência de um(a) companheiro(a) e de suas características e do contexto sociocultural onde se insere o idoso. Pôde-se verificar que, devido ao crescimento do número de idosos e ao aumento de sua longevidade, os coordenadores precisam de uma orientação ou capacitação para uma melhor operacionalização nos grupos onde atuam, para que temas como sexualidade possam ser trabalhados. Em relação ao tema, o presente estudo mostra que há muitos preconceitos e tabus na sua abordagem nos grupos de convivência e também há falta de apoio público para que os coordenadores tenham condições de realizarem treinamentos e capacitações para superar esta deficiência e, assim, atuar nesses grupos com mais objetividade, afim de que as pessoas da terceira idade tenham uma melhor qualidade de vida.

 

----

 

Mestrando: Astor Welter


Título da Dissertação: O ordenamento territorial do projeto Porto Novo/SC: da utopia a insustentabilidade

 

Orientadora: Profª. Drª. Virgínia Elisabeta Etges


Banca: Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, Profª. Drª. Adriane de Assis Lawisch , Prof. Dr. Mário Riedl, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Ivo Marcos Theis, da FURB.


Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno- Ambiental


Data da defesa da dissertação: 11 de abril de 2003


Palavras-chave: desenvolvimento regional sustentável, ordenamento territorial, desenvolvimento sócio-econômico e ambiental, utopia, economia familiar, integração, agroindústria e exclusão.


RESUMO: O atual modelo de desenvolvimento, fundamentado na racionalidade do modelo civilizatório capitalista, norteado pelos empreendimentos de grande porte prioriza os interesses de pequenos grupos, em detrimento de grande massa da população com incontestáveis prejuízos sócio-ambientais. A presente Dissertação de Mestrado tem como proposta básica trazer algumas contribuições sobre o tema Ordenamento Territorial do Projeto Porto Novo, trazendo à tona, por um lado, aspectos que marcaram o caráter utópico do Projeto original e, por outro, aspectos que caracterizam sua insustentabilidade na atualidade. Evidencia a influência dos fatores endógenos e exógenos nas mudanças vivenciadas nas últimas décadas no espaço religioso, político, econômico e ambiental, pelas famílias e comunidades da colonização do Projeto Porto Novo. Analisa a trajetória de lutas, o acentuado espírito comunitário, os princípios de igualdade e solidariedade do seu povo e destaca a exclusão do índio, do negro e posteriormente do branco, com a entrada da modernização do campo.

 

----

 

Mestranda: Marga Betina Junkherr


Título da Dissertação: Prática teatral: uma proposta de ação cotidiana para o(a) educador(a) comprometido com a transformação da sua comunidade.


Orientadora: Profª. Drª. Nize Maria Campos Pellanda


Banca: Profª. Drª. Nize Maria Campos Pellanda, Profª Drª Bettina Steren dos Santos, estas da UNISC, e o Prof. Dr. João Pedro Alcântara Gil, da UFRGS.


Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural


Data da defesa da dissertação: 11 de abril de 2003


Palavras-chaves: prática teatral, interação/participação, autonomia, desenvolvimento regional.


RESUMO: Este trabalho apresenta resultados de um estudo conduzido em duas escolas da rede pública estadual, estabelecidas na região do Vale do Rio Pardo, tendo como objetivo investigar a importância da prática teatral para a ação/atuação cotidiana do educador, ao possibilitar o encontro consigo mesmo e, deste encontro, gerar ressonância por toda a rede, através do desdobramento do externo e do interno, percebendo as possibilidades de energia vocal e corporal e da expressividade dessas como dispositivos para tornar a aula mais dinâmica e interativa, preparando o educando para a vida, num contexto de cooperação e solidariedade, incidindo de maneira transformadora na sua comunidade em todos os âmbitos: social, cultural, político e econômico. A partir dessas relações, buscou-se destacar a dimensão cultural, inerente ao processo de promoção do desenvolvimento regional, valorizando a importância das artes na educação.

 

----

 

Mestrando: José Antônio Weykamp da Cruz


Título da Dissertação: A região do Vale do Rio Pardo numa abordagem de Ecologia de paisagens


Orientadora: Profª. Drª. Virgínia Elisabeta Etges


Co-orientador: Prof. Dr. Haroldo Ervin Asmus


Banca: Profª. Drª. Virgínia Elisabeta Etges, Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg, estes da UNISC, a Profª Drª Maria Luíza Porto, da UFRG e o Prof. Dr. Haroldo Ervin Asmus, da UCPEL.


Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental


Data da defesa da dissertação: 14 de junho de 2003


Palavras-chaves: ecologia de paisagens, desenvolvimento regional.


RESUMO: A presente dissertação concentra-se na aplicação de princípios da ecologia de paisagens, aceitos como pressupostos, na condição de subsídios, por um lado ao desenvolvimento integrado (econômico, social, e ambiental), e, por outro lado, à consolidação de uma abordagem metodológica, utilizando dados e informações quantitativos e qualitativos. A área de estudo corresponde à região do Vale do Rio Pardo, composta por 25 municípios, e localizada no centro do estado do Rio Grande do Sul - Brasil. Técnicas de cartografia e de geoprocessamento aliadas à análise de dados socioeconômicos e a levantamentos e verificações de campo compõem a base metodológica deste trabalho, cujo marco teórico apoia-se no paradigma de sistemas ecológicos. No que se refere aos principais efeitos dos processos antrópicos de uso e ocupação do território da região em questão, verifica-se como mais significante a fragmentação da área originalmente coberta por floresta. Não obstante, verifica-se uma tendência regenerativa apontada por levantamentos recentes. As demais áreas da região, cobertas predominantemente por savana antes de sua efetiva ocupação antrópica, também mostram, ainda que menos intensamente, mudanças nas paisagens, como resultado de um processo que conduziu a região como um todo a padrões mais complexos, mais irregulares e mais fragmentados do que aqueles que os antecederam. Pretende-se, através da caracterização e do diagnóstico regional, oferecer subsídios capazes de contribuir para o processo de desenvolvimento numa perspectiva voltada para a sustentabilidade. Reconhece-se, entretanto, em face do atual enquadramento paradigmático da situação estudada, que a prevalência de interesses ligados à sustentabilidade macroeconômica impõem dificuldades à aplicação de prescrições para uma sustentabilidade ecológica, condição que se julga básica para o alcance de um desenvolvimento também sustentável.

 

----

 

Mestranda: Susana Terezinha Mas e Blum


Título da Dissertação: Educar para a solidariedade: uma proposta para enfrentarmos desafios do Desenvolvimento Regional


Orientador: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker


Banca: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker, Profª. Drª. Nize Maria Campos Pellanda, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Balduíno Antonio Andreola, da UFRGS.

 

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural


Data da defesa da dissertação: 22 de abril de 2003


Palavras-chave: educação, solidariedade, desenvolvimento regional.


RESUMO: Desenvolvemos este trabalho com a convicção de que a história não é determinação e sim possibilidade, e que a educação representa um importante espaço para o embate das idéias e de práticas que podem contribuir para a construção da justiça social. Partindo desses fundamentos, elaboramos algumas proposições que identificam a solidariedade como valor ético, com princípio educativo e como fator de desenvolvimento regional. Diferentemente das práticas assistencialistas que promovem a dependência e a tutela, a solidariedade tem a ver com a participação política, com a qualidade de vida e com o exercício da cidadania. A partir disso, e considerando a solidariedade como princípio ético-educativo, desenhamos uma proposta pedagógica apoiada em pressupostos teóricos-metodológicos que defendem a formação política do aluno, o respeito à pluralidade cultural e a educação do desejo como forma de superar o fatalismo e construir a utopia solidária.

 

----

 

Mestranda: Raquel Ribas Fialho


Título da Dissertação: Os sentidos produzidos pelos agricultores familiares da cultura do fumo em relação ao trabalho


Orientadora: Profª. Drª. Edna Linhares Garcia


Banca: Profª. Drª. Edna Linhares Garcia, Profª. Drª. Virgínia Elisabeta Etges, estas da UNISC, e a Profª. Drª. Neuza Maria de Fátima Guareschi, da PUC/RS.


Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural Data da defesa da dissertação: 23 de maio de 2003


Palavras-chaves: saúde mental, trabalho, produção de sentidos, desenvolvimento regional, agricultores, cultura do fumo.


RESUMO: O presente estudo apresenta reflexões sobre desenvolvimento regional, pautadas numa proposta de articulação entre saúde, trabalho e subjetividade, no cenário das/os agricultoras/es familiares de fumo em Santa Cruz do Sul/RS. Tais reflexões são sustentadas por um trabalho de investigação que considera as vivências subjetivas do sujeito/agricultor/a, na trama de um contexto sócio-histórico permeado por aspectos econômicos que controla a produção de fumo no Sul do Brasil. Foram investigados os impactos produzidos à saúde psíquica decorrentes das condições e da organização do trabalho a que estão submetidos os agricultures e agricultoras. O estudo partiu da pesquisa O impacto da cultura do tabaco no ecossistema e na saúde humana na região de Santa Cruz do Sul/RS (UNISC, 2001) que apontou como um dos resultados um índice representativo de "prováveis" casos de depressão, de ansiedade e de morbidade psiquiátrica nas/os agricultoras/es. A partir desses dados quantitativos referentes à saúde mental desses sujeitos, que apontaram para um cotidiano de intenso sofrimento, realizamos uma abordagem qualitativa dessa realidade, através das práticas discursivas e de produção de sentidos (Spink, 2000), a fim de compreender que sentidos aos agricultoras/es familiares da cultura do fumo produzem em relação ao trabalho que desenvolvem. Foram realizadas entrevistas individuais com as/os agricultoras/es, residentes em Santa Cruz do Sul. Foi constatado que, para a maioria das/os agricultoras/es, o trabalho representa a exaustão, a repetição desgastante, e é apontado como responsável pelos agravos ao corpo e aos "nervos". Além disso, as expectativas que apresentam em relação ao futuro estão diretamente associadas ao desejo de abandonarem o trabalho na lavoura de fumo. Dessa forma, concluímos que as reflexões sobre o desenvolvimento regional devem implicar uma compreensão dos processos de subjetivação nas condições de vida e de trabalho no meio rural, bem como um entendimento acerca do processo saúde/doença nesse âmbito.

 

----

 

Mestrando: Evandro Bülow Fiegenbaum


Título da Dissertação: Algoritmos de otimização de escalonamento de horários e o transporte coletivo urbano no Vale do Rio Pardo


Orientador: Prof. Dr. João Carlos Furtado


Banca: Prof. Dr. João Carlos Furtado, Prof. Dr. Rolf Fredi Molz, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Celso Socorro Oliveira, da UNESP.

 

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

 

Data da defesa da dissertação: 27 de maio de 2003


Palavras-chave: escalonamento de horários para motoristas de ônibus, heurísticas para escalonamento de horários, otimização no desenvolvimento regional, pesquisa operacional no Vale do Rio Pardo.

 

RESUMO: O presente trabalho tem por finalidade avaliar o problema do escalonamento de horários para os motoristas de ônibus das empresas de transporte coletivo urbano da Região do Vale do Rio Pardo, estudar e propor algoritmos para a otimização deste processo. A pesquisa foi desenvolvida na região no período de 2001 a 2003. No entanto, os algoritmos usaram os dados de uma empresa de transporte coletivo de Venâncio Aires. Através de levantamentos junto a prefeituras, sindicatos e empresas da região, constatou-se que os escalonamentos de horários dos motoristas destas são feitos de maneira manual e intuitiva, sem qualquer método de otimização, onerando os custos das empresas e causando a insatisfação dos motoristas com horários indesejados. Para propor uma solução, foram apreciados diferentes algoritmos de otimização e um foi implementado. O algoritmo gera cobertura completa no grafo que representa as viagens, respeitando critérios e restrições, avaliando-as através da função-objetivo para fazer novas combinações de jornadas e criar outras coberturas que serão reavaliadas até encontrar uma solução ótima ou a condição de parada. Assim, em poucos minutos obtém-se resultados similares aos do processo manual, dispondo de agilidade e eficiência na administração do escalonamento. Com a minimização dos custos e o estudo de problemas de otimização nas organizações pode-se contribuir para o desenvolvimento regional.

 

----

 

Mestranda: Margô Guadalupe Antonio


Título da Dissertação: Conservação da biodiversidade "IN SITU" na região da bacia hidrográfica do Rio Pardo - Planejamento e Gestão Bio-Regional


Orientador: Prof. Dr. Marcelo Maisonette Duarte


Banca: Prof. Dr. Marcelo Maisonette Duarte, Prof. Dr. Jair Putzke, estes da UNISC, e o Profª. Drª. Maria de Lurdes Abruzzi Aragão Oliveira, da Fundação Zoobotânica do RS.


Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental


Data da defesa da dissertação: 30 de maio de 2003


Palavras-chave: unidades de conservação, região da Bacia Hidrográfica do Rio Pardo, conservação da biodiversidade "in situ", desenvolvimento regional.


RESUMO: As áreas naturais protegidas têm acompanhado o desenvolvimento das sociedades e seu conceito vem evoluindo de acordo com o avanço da ciência e problemas ambientais mundiais, como a contínua perda da diversidade biológica ocasionada pela destruição de habitats naturais, devido ao aumento populacional e à ocupação de novos espaços. Buscando o desenvolvimento sustentável são questionados os critérios de planejamento e gestão dessas áreas e apontados novos enfoques, como o biorregional, que se mostra adequado à política de desenvolvimento regional adotada no Rio Grande do Sul. Considerando a história das áreas naturais protegidas e com o enfoque de planejamento e gestão biorregional é abordada a conservação da biodiversidade "in situ" na Bacia Hidrográfica do Rio Pardo, que apresenta características sócio-econômicas, naturais e culturais diferenciadas internamente e no contexto estadual e não possui unidades de conservação. Foi buscada a participação de municípios, de Organizações Não Governamentais e do Comitê de Gerenciamento da Bacia Hidrográfica do Rio Pardo, além de trabalhos científicos sobre o assunto. Apenas duas áreas indicadas pela comunidade coincidiram com as apontadas com critérios técnicos, evidenciando a necessidade de divulgação de informações sobre o tema. São indicadas oito áreas prioritárias para a conservação da biodiversidade "in situ", em Santa Cruz do Sul, Candelária, Sinimbu, Passa Sete e Barros Cassal. São sugeridas ações à UNISC para a proteção de áreas naturais e na elaboração do Plano de Bacia junto ao Comitê Pardo, ferramenta importante para o planejamento do Sistema Estadual de Unidades de Conservação (SEUC).

 

----

 

Mestrando: Carlos Henrique Goettems

 

Título da Dissertação: Estudo comparativo da qualidade da água de rios e arroios que recebem efluentes industriais de frigoríficos localizados na Bacia Hidrográfica do Rio Pardo, RS Brasil


Orientador: Prof. Dr. Eduardo Alexis Lobo Alcayaga


Banca: Prof. Dr. Eduardo Alexis Lobo Alcayaga, Prof. Dr. Ênio Leandro Machado, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Albano Schwarzbold da UFRGS.


Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental


Data da defesa da dissertação: 06 de junho de2003


Palavras-chaves: desenvolvimento Regional, Frigoríficos, Qualidade da água, Eutrofização, Bacia Hidrográfica.


RESUMO: Este trabalho teve por objetivo estudar a eficiência das estações de tratamento de efluentes de frigorificos localizados na Bacia Hidrográfica do Rio Pardo , RS, Brasil e da qualidade de água dos corpos receptores. A partir de maio de 2002 até março de 2003, foram realizadas 8 amostragens do tipo composta do efluente bruto e tratado dos frigoríficos selecionados, sendo que dentre as variáveis físicas e químicas importantes como parâmetros de avaliação de eficiência foram consideradas: pH, demanda biológica suspensos e sólidos sedimentais. O monitoramento da qualidade da água de rios e arroios, utilizados como receptores dos efluentes industriais, foi feito a partir de coletas de amostras simples, onde ocorre o descarte dos efluentes, incluindo oxigênio dissolvido(O.D.). Os resultados indicaram que os frigoríficos apresentaram uma remoção inadequada de fósforo total e nitrogênio total nos sistemas de tratamento de efluentes dos mesmos e, conseqüentemente, o aumento da concentração destes nutrientes nos corpos receptores, contribuindo ao processo de eutrofização. Verificou-se, ainda, que os rios e arroios já se encontram eutrofizados, à montante dos despejos dos efluentes nestes corpos receptores. Conclui-se, portanto, que os frigoríficos não são os únicos responsáveis pelo excesso de nutrientes nos sistemas lóticos da região, mas contribuem para o aumento da eutrofização.

 

----

 

Mestrando: João Mário Mazolla


Título da Dissertação: Programas de Ginástica Laboral nas Empresas: um benefício para os trabalhadores ou para empresa?


Orientador: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira


Banca: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira, Prof. Dr. Mário Riedl, estes da UNISC, e a Profª Drª Vera Lúcia Navarro, da USP/Ribeirão Preto.


Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio- Cultural


Data da defesa da dissertação: 12 de junho de 2003


Palavras-chaves: Ginástica laboral, Trabalho e saúde, Saúde e desenvolvimento.


RESUMO: Esta dissertação tem como tema a aplicação dos programas de GL (ginástica laboral) nas empresas da região dos vales do Taquari e Rio Pardo. Objetiva conhecer e caracterizar tais programas na forma como têm sido implementados na última década, no curso do empenho das empresas brasileiras em adequarem-se aos requisitos da competitividade global. Foram analisados os pressupostos que orientam sua implantação e, que determinam os enfoques e abordagens utilizadas pelos programas. O problema de investigação foi centrado no impacto que os programas de ginástica laboral produziram sobre a vida dos trabalhadores, levando-se em conta os pressupostos e estratégias empresariais que orientam esta prática. Para tanto, a hipótese norteadora é a de que, em muitas oportunidades, os programas de ginástica laboral são apenas parte de uma estratégia gerencial das empresas por um lado, para o cumprimento de metas prevencionistas exigidas pelo Ministério do Trabalho, buscando adequar-se às novas normas de responsabilidade social e civil atuando como um mecanismo de redução do potencial de conflito interno no campo das relações de trabalho e mascarando os aspectos coercitivos decorrentes da assimetria de poder entre capital e trabalho; de outro, adequarem-se aos requisitos de competência e competitividade colocados em nível mundial. Conhecidas as realidades e especificidades de cada um dos programas relacionados para estudo evidenciaram-se os pontos conflitantes e os que se harmonizam no confronto entre proposição discursiva e a realização prática dos mesmos, permitindo identificar que estratégias e que pressupostos orientam as empresas no intuito de implantar os PGL além de verificar se os mesmos estão, na prática, em sintonia com as necessidades dos trabalhadores, no sentido de melhoria da saúde, da qualidade de vida, em geral e no trabalho. Os resultados revelaram um alto índice de aceitação e satisfação com a ginástica revelando, no entanto que sua formulação e implementação são coerentes com a tradição de práticas autoritárias na relação entre capital e trabalho. A avaliação dos trabalhadores é clara quanto à melhoria de uma série de condições referentes à disposição física e ânimo para o trabalho e nas relações interprofissionais, porém, para eles, o mesmo não ocorre fora do ambiente profissional.

 

----

 

Mestranda: Gisele Trommer Martines


Título da Dissertação: Adolescêcia e maternidade:sentidos produzidos neste encontro e implicações para o Desenvolvimento Regional


Trabalho completo

 

----

 

Mestranda: PAOLA SILVA


Título da dissertação: A AGRODIVERSIDADE COMO ESTRATÉGIA DE VIABILIZAÇÃO DA UNIDADE DE PRODUÇÃO FAMILIAR NO MUNICÍPIO DE PASSO FUNDO/RS


Orientador: Dr. Dieter Rugard Siedenberg

 

Banca: Dr. Dieter Rugard Siedenberg (UNISC), Dr. Mario Riedl (UNISC) e Dr. João Carlos Tedesco (UPF)
Data da defesa da dissertação: 06 de novembro de 2003


Trabalho Completo


Resumo: Esta pesquisa explicita o perfil dos agricultores familiares associados à Feira do Pequeno Produtor no município de Passo Fundo/RS, os quais buscaram na diversificação de atividades a reprodução (entendida como estratégia de sobrevivência) de suas unidades de produção. Com vistas a conduzir o trabalho, foi aplicado um questionário aos 67 produtores associados à feira, contemplando características da família e de suas unidades de produção. Foram efetuados levantamentos sobre aspectos econômicos e de mão-de-obra disponível em cada família, assim como sobre as relações associativistas que se estabelecem, com a finalidade de determinar se esses aspectos têm relação com a diversificação de atividades dos pequenos produtores rurais em questão. O estudo analisa, primeiramente, as características das propriedades rurais dos pequenos produtores associados à feira, o potencial humano disponível às atividades desenvolvidas nas propriedades, a diversificação de atividades desenvolvidas pelos produtores, a renda proveniente das atividades diversificadas, a presença de formas de associativismo, cooperativismo e de parcerias, as reivindicações dos agricultores familiares e a visão dos técnicos, economistas e agrônomos da Emater com relação à agricultura familiar da região de Passo Fundo. Analisa, ainda, a vinculação crescente dos agricultores familiares às grandes agroindústrias e às originadas do associativismo deles próprios, já que vários produtos são elaborados nos próprios domicílios das pequenas unidades produtivas familiares, em sistema cooperado ou associado, ou resultantes, de empreendimentos individuais. Constata, então, que a diversificação está relacionada à quantidade de mão-de-obra disponível na propriedade, à dinâmica familiar e ao empreendedorismo dos agricultores, principalmente dos mais novos. Também conclui que a área das propriedades não se mostrou limitante à diversificação de atividades por parte dos produtores rurais. O que influencia a atração dos pequenos produtores pela diversificação é a existência de mercado consumidor, facilitada pela incorporação desses à agroindústria e a possibilidade de ter acesso a este mercado ao comercializarem na Feira do Pequeno Produtor o que produzem. Assim, a diversificação de atividades fixa o pequeno produtor rural em seu meio devido à viabilização de suas unidades de produção familiares.


Palavras-chave: agricultura familiar, agrodiversidade, Feira do Pequeno Produtor, desenvolvimento regional, Passo Fundo.

Mestrando: Romualdo Kohler

Título da Dissertação: Simulações acerca da relação entre oferta de moeda e crescimento de pequenas economias locais abertas

Orientador: Prof. Dr. Nali de Jesus de Souza

Banca: Prof. Dr. Nali de Jesus de Souza, da PUC/RS, Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker, da UNISC, e o Prof. Adelar Fochezatto, da PUC/RS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 11 de janeiro de 2002

Palavras-chave: Desenvolvimento Regional, oferta monetária, circulação.

Resumo: Este trabalho consiste na verificação da influência da moeda, mais especificamente da oferta monetária no crescimento econômico de uma pequena economia aberta e federada, como é o caso dos pequenos e médios municípios no Brasil. Para tal, foram destacadas duas hipóteses básicas: endogeneidade da moeda na economia local em interação com o fluxo de rendas com o exterior e, inconstância da velocidade de circulação da moeda internamente. Objetivando testar essas hipóteses foram efetivadas simulações de eventos reais em um modelo local de Balança de Pagamentos, procurando-se verificar laboratorialmente o impacto das relações externas na base monetária interna. As simulações corroboraram a hipótese keynesiana de que a moeda afeta a parte real da economia, assim como confirmaram a endogeneidade da oferta de moeda na economia local, no caso específico, e apontaram para a inconstância na velocidade de circulação da moeda internamente. Nesta direção, pode-se defender que o crescimento econômico em uma pequena economia aberta e federada é dependente de sua liquidez monetária interna. Essa liquidez é condicionada fundamentalmente pelo desempenho econômico do setor básico, notadamente pelas exportações, enquanto captador de moeda por sua comunicação com o exterior, e, secundariamente, pelo desenvolvimento do setor não-básico, como um dos determinantes da velocidade de circulação da moeda.



Mestrando: Antonio Joreci Flores

Título da Dissertação: A matriz produtiva agrícola de um município: o caso de Frederico Westphalen - RS

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Valter José Stülp

Banca: Prof. Dr. Valter José Stülp, Profª. Drª. Adriane de Assis Lawisch, estes da UNISC, e o prof. Dr. Jaime Zitkoski, da URI

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 17 de janeiro de 2002

Palavras-chave: Agricultura, matriz produtiva, desenvolvimento regional.

RESUMO: O presente estudo objetivou identificar a matriz produtiva agrícola praticada pelos agricultores do município de Frederico Westphalen, RS. A escolha deste município deve-se à representatividade do mesmo no contexto regional, tanto nos aspectos histórico-sociais, quanto ambientais. O método de análise escolhido foi o hipotético-dedutivo que conduziu a investigação para a testagem das hipóteses propostas. Os resultados apurados, que buscaram identificar a matriz produtiva, mostraram que no município existem três categorias de produtores: um grupo, com grandes dificuldades, outro intermediário, com possibilidade de melhoras e um terceiro com situação melhorada. Na parte conclusiva é descrita a situação de renda de cada grupo de agricultores identificados na análise dos dados. Atenção maior foi dada à análise da situação dos agricultores que apresentaram rendimento menor nas suas atividades. O trabalho oportunizou descrever algumas possibilidades que podem ser desenvolvidas para proporcionar uma melhora na renda dos agricultores e, desta forma, contribuir para o desenvolvimento da região.

 

 

Mestranda: Magda Caino Teixeira

Título da Dissertação: A assistência à saúde do trabalhador nas indústrias metalúrgicas do município de Santa Cruz do Sul

Orientador: Prof. Dr. Ruy Jornada Krebs

Co-orientadora: Profª. Ms Suzane Beatriz Frantz Krug

Banca: Prof. Dr. Ruy Jornada Krebs, Profª. Ms Suzane Beatriz Frantz Krug, Profª Drª. Heleniza Ávila Campos, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Fernando Copetti, da UFSM.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio- Cultural

Data da defesa da dissertação: 22 de fevereiro de 2002

Palavras-chave: Saúde, trabalho, indústrias metalúrgicas, desenvolvimento regiona

RESUMO: O presente trabalho tem como propósito realizar um estudo acerca das questões que dizem respeito à assistência à saúde do trabalhador nas indústrias metalúrgicas de Santa Cruz do Sul-RS. Participaram do estudo indivíduos pertencentes a diferentes setores da empresa como: profissionais da saúde, representantes dos empregadores e trabalhadores do processo produtivo, proporcionando, assim, condições de visualizar esta questão sob a ótica do segmento a que pertencem e das representações que elaboram a respeito do assunto. Este trabalho é um estudo descritivo-analítico, com abordagem quanti-qualitativa. A análise de conteúdo foi realizada através da análise temática, baseada na Teoria dos Sistemas Ecológicos proposta por Bronfenbrenner, e os instrumentos de coleta de dados aplicados foram do tipo entrevista semi-estruturada e questionário. Foram investigadas questões a respeito da saúde do trabalhador, e dos fatores relacionados ao ambiente físico em que o trabalho é realizado, as sobrecargas produtivas sofridas por esses trabalhadores, as repercussões nos acidentes de trabalho e doenças, bem como a atenção que este trabalhador recebe diante de um agravo à sua saúde, através dos programas existentes, da estrutura do serviço de saúde e recursos humanos. Concluímos que, para fazer uma intervenção nas práticas e políticas de atendimento à saúde dos trabalhadores nas empresas que contribuam para a promoção do desenvolvimento da região, torna-se necessário associar abordagens através de programas que busquem a integralidade do ser humano trabalhador. l.

 

 

Mestrando: Roque Hammes

Título da Dissertação: As relações da Igreja Católica da Diocese de Santa Cruz do Sul com os sindicatos e movimentos sociais na defesa e promoção da vida

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Inácio Helfer

Co-orientador: Prof. Ms. Sérgio Schaefer

Banca: Prof. Dr. Inácio Helfer, Prof. Ms. Sérgio Schaefer, Prof. Dr. João Pedro Schmidt, estes da UNISC, e o Prof. Dr. José Ivo Follmann, da UNISINOS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio- Cultural

Data da defesa da dissertação: 07 de março de 2002

Palavras-chave: Igreja católica, sindicatos, movimentos sociais, promoção da vida.

RESUMO: Partimos da convicção de que as organizações, instituições e movimentos sociais se justificam na medida em que ajudam a defender e promover a vida. A partir desse pressuposto, buscamos avaliar o trabalho de defesa e promoção da vida desenvolvido pelos Sindicatos de Trabalhadores, Movimentos Sociais e Igreja Católica na região de abrangência da Diocese de Santa Cruz do Sul. Para chegar a isso, começamos pesquisando as motivações que estão subjacentes ao trabalho da Igreja, onde percebemos que, na concepção das suas lideranças, a ação social é inerente à sua missão. Num momento posterior, pesquisamos a história da Igreja Católica, dos Sindicatos de Trabalhadores e Movimentos Sociais na região, onde nos defrontamos com um grande número de ações na perspectiva da defesa e promoção da vida. Finalmente, nos ativemos ao relacionamento da Igreja Católica com os Sindicatos e Movimentos Sociais, chegando à conclusão de que, ao longo da história, aquela exerceu importante papel no desenvolvimento destes. Hoje, lamentavelmente, assistimos a uma fragilização dos Sindicatos e Movimentos Sociais e a um afastamento cada vez mais acentuado da Igreja Católica das causas sociais. Enquanto isso, a vida continua ameaçada através da destruição do meio ambiente, do incremento da desigualdade social e do crescente radicalismo de grupos étnicos e religiosos. Destacamos a importância de um trabalho integrado entre as diversas instituições, organizações e movimentos que se negam a acatar pura e simplesmente as leis do mercado, propondo a vida como valor máximo a ser defendido e promovido.

 

 

Mestrando: Dilnei Rohleder

Título da Dissertação: Desenvolvimento no Noroeste do RS: uma interpretação contemporânea e alternativa

Orientador: Prof. Dr. Dinizar Ferminiano Becker

Banca: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker, Prof. Dr. Dieter Rugard Siedenberg, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Walter Frantz, da UNIJUÍ.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 27 de março de 2002

Palavras-chave: Desenvolvimento regional, processo de modernização, agricultura.

RESUMO: Esta dissertação aborda o processo do desenvolvimento na região noroeste do RS. Busca compreender o referencial teórico que orienta o processo do desenvolvimento da região ao longo dos últimos vinte anos. Através da perspectiva dialética procura-se evidenciar as contradições, limitações e possibilidades do processo de modernização agropecuário, voltado para a exportação. São feitas considerações sobre a funcionalidade da região face aos estímulos externos e a fragilidade de sua orientação socioeconômica. A partir dos elementos analisados é possível perceber que até o momento a região é articulada a partir de decisões e elementos com pouca vinculação orgânica interna. Diante disso, torna-se decisivo, doravante, a potencialização das capacidades regionais na construção de uma sociedade com condições de incorporar a modernização através da articulação e coordenação de propostas que atendam aos interesses da população do presente e do futuro.

 

 

Mestrando: Marcus Vinícius Minuzzi

Título da Dissertação: O fumo na folha do jornal: realidades em construção pela trama do discurso jornalístico

Orientador: Prof. Dr. Antônio Fausto Neto

Banca: Prof. Dr. Antonio Fausto Neto, Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges da UNISC, Prof. Dr. Ronaldo Henn da UNISINOS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio- Cultural

Data da defesa da dissertação: 26 de abril de 2002

Palavras-chave: Jornalismo, discursos sociais e complexo agroindustrial fumageiro.

RESUMO: Este estudo pretende contribuir para a reflexão que se faz sobre o papel do jornalismo e seu trabalho na confirmação do espaço público moderno, através do estudo de como um sujeito jornalístico específico, o Jornal Gazeta do Sul, insere-se em um contexto também específico, o das relações engendradas entre agricultores e o capital industrial no seio do funcionamento do complexo agroindustrial fumageiro do Vale do Rio Pardo/ RS. Deste modo, tal estudo presta-se também como uma contribuição para a reflexão sobre a atuação do referido complexo agroindustrial a partir da análise de um aspecto (o midiático) da dimensão simbólica de sua existência. Mais especificamente, estas contribuições acontecem através da análise do funcionamento do discurso do jornal, procedimento que se constitui com base no corpo teórico-metológico da Semiologia dos Discursos Sociais. Do amplo noticiário da Gazeta do Sul sobre a questão fumageira, foram delimitadas as notícias sobre o processo de negociação do preço do fumo, em um ano específico (o relativo à safra 2000/2001), de onde se procurou elaborar uma descrição das regras que coordenaram o dizer do jornal. Tal descrição permitiu elaborar interpretações sobre o processo de produção de sentidos envolvendo o jornal e as entidades de representação da indústria fumageira e dos agricultores plantadores de tabaco. No interior deste processo, o jornal aparece como participante de um ritual democrático na discussão do preço do fumo. É nesse ritual que se estabelece um contraste entre hegemonias. A hegemonia do jornal, que ocupa o papel de coordenação do espaço público e a hegemonia da indústria fumageira, que, sustentada pelo poder econômico, manifesta-se no plano ideológico, encontrando formas peculiares de fazer esta manifestação no espaço público midiático.

 

 

Mestrando: Alcir Paulo Cantú

Título da Dissertação: O Método Melhor Ajuste Híbrido na Resolução do Problema de Corte Unidimensional

Orientador: Prof. Dr. João Carlos Furtado

Banca: Prof. Dr. João Carlos Furtado, Prof. Dr. Marco Flores Ferrão da UNISC, e Prof. Dr. Marcelo Gonçalves Narciso (EMBRAPA - Campinas/SP)

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 09 de maio de 2002

Palavras-chave: Problema de corte unidimencional, método heurístico, desenvolvimento.

RESUMO: Visando contribuir para a otimização de resultados de empresas da região do Vale do Rio Pardo, analisamos o uso do Algoritmo Melhor Ajuste Híbrido (MAH) como abordagem para obter soluções no clássico problema de corte unidimensional. Este problema consiste em, dado um conjunto de objetos, de comprimento L, e uma lista de m itens, cada item i com comprimento li e demanda di Î N (i=1,...,m), determinar o menor número de objetos necessário para atender a demanda e o padrão de corte de cada objeto. O algoritmo MAH apresenta uma população inicial de esquemas (blocos construtivos) formados da seguinte maneira: a) Uma lista de todos os itens do problema é gerada aleatoriamente; b) Um percentual (20%) dos primeiros itens é transferido para a formação de um esquema (bloco construtivo); c) Sobre os itens selecionados no passo b, é aplicado o conhecido algoritmo "Best Fit Decreasing - BFD"; d) Os objetos são avaliados e quando apresentam padrão de corte com "perdas" menores que um percentual estabelecido (5%) são considerados resolvidos e retirados do problema; e) Mais itens (10%) são obtidos da lista e acrescentados aos selecionados no passo b; f) Novamente é aplicado o algoritmo BFD; g) O procedimento é repetido até que todos os itens estejam presentes no indivíduo; h) Volta-se ao passo a, até que uma população seja formada. Os resultados obtidos, usando instâncias da OR-Library e BWL -DARMSTADT, demonstram a capacidade do método em obter soluções ótimas (e aproximadas) com baixo custo computacional.

 

 

Mestrando: Luís Mário Taschetto Perlin

Título da Dissertação: A Unidade de Produção Familiar diante das Estratégias Adotadas pelos Agricultores: um estudo de caso na Região de Ijuí- RS

Orientador: Prof. Dr. Mário Riedl

Banca: Prof. Dr. Mário Riedl, Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Telmo Frantz da UNIJUÍ.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 23 de maio de 2002

Palavras-chave: Agricultura familiar, estratégias de produção, desenvolvimento regional.

RESUMO: A agricultura familiar constitui-se num tema que abrange diferentes sistemas sociais atuantes neste setor tendo como característica principal o uso da força de trabalho familiar. Esta investigação teve por objetivo geral identificar os fatores considerados nas estratégias adotadas pelos agricultores familiares diante das decisões que envolvem a continuidade de sua unidade de produção, e por objetivos específicos, identificar os fatores que influenciam na escolha profissional dos agricultores; identificar as estratégias adotadas em relação ao tipo de produção; identificar o modelo ideal perseguido pelos agricultores familiares e identificar como o produtor familiar pensa o futuro e o processo sucessório da unidade de produção familiar. O estudo utiliza uma abordagem metodológica qualitativa do tipo estudo de caso com 10 agricultores familiares residentes no município de Ijuí (RS). Para a análise, seguimos o modelo adotado por Velho (1982), Woortmann (1990), Lamarche (1993) e Miranda (1995), os quais indicam que a agricultura familiar pode ser analisada através de um eixo imaginário segundo o grau de integração com o mercado, onde em um extremo estaria o "Modelo Original" e, em outro, o "Modelo Ideal". Observou-se que os agricultores adotam suas estratégias de decisão considerando questões econômicas, valores herdados do ambiente microssocial (família e comunidade), sofrendo influência do ambiente macrossocial (políticas e do mercado). Estes elementos são considerados nas estratégias de escolha profissional, no tipo de produção adotada, no modelo ideal perseguido e na maneira como ele pensa o processo sucessório.

 


Mestrando: Cássio Ricardo Peiter

Título da Dissertação: A Agroecologia na Agricultura Familiar: Estudo de Caso da Cooperativa Regional de Agricultores Familiares Ecologistas do Vale do Rio Pardo

Orientador: Profª. Drª. Adriane de Assis Lawisch

Co-orientador: Prof. Ms. Dionei Delevati

Banca: Profª. Drª. Adriane de Assis Lawisch , Prof. Ms. Dionei Delevati, Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Jalcione de Almeida da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno- Ambiental

Data da defesa da dissertação: 04 de junho de 2002

Palavras-chave: Agroecologia, agricultura moderna, desenvolvimento rural sustentável.

RESUMO: Iniciamos o nosso estudo analisando a concepção da agroecologia, onde demonstramos que ela está envolvida em um novo paradigma, o paradigma ecológico, e o desafio que ele nos coloca é buscar uma compreensão maior e mais profunda da realidade que vivemos. Observamos que essa idéia já esteve presente - de forma mais simples e fragmentada- na cosmovisão grega e em outras sociedades consideradas marginais à civilização ocidental, porém ela emergiu com maior vigor nos últimos anos, como uma alternativa à considerada crise do padrão de desenvolvimento moderno, que atingiu vários setores da sociedade. Abordamos as diversas conseqüências ambientais provocadas por essa crise, que levaram a sociedade a considerar insustentáveis as propostas desse modelo de desenvolvimento. Ênfase especial foi dada à agricultura, onde os problemas ambientais se somaram a outros de ordem social, econômica e cultural, gerados pelo "pacote tecnológico" difundido. Identificamos as diversas propostas que vieram se organizar, no final dos anos 70, em torno do paradigma ecológico, dando origem à agroecologia e, que implicaram também, em um novo padrão de agricultura moderna. Observamos como esses processos se desenvolveram na região do Vale do Rio Pardo. Estudamos o caso da Cooperativa Regional de Agricultores Familiares Ecologistas do Vale (ECOVALE) e analisamos como esses atores (agricultores e técnicos) vêm construindo um novo projeto para a agricultura, baseado na agroecologia. Por fim, com os elementos fornecidos por este estudo de caso, sustentamos que a ECOVALE avançou nas suas formas de organização social, política e econômica desenvolvendo maior autonomia do processo produtivo.

 

 

Mestranda: Cláudia Fabiana Reichert Bender

Título da Dissertação: Controle de Infecção e Biossegurança em Serviços de Saúde Odontológica no Município de Santa Cruz do Sul - RS

Orientador: Prof. Dr. Ruy Jornada Krebs

Banca: Prof. Dr. Ruy Jornada Krebs, Profª Drª Maria Emilia Camargo, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Fernando Copetti da UFSM.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Político- Institucional

Data da defesa da dissertação: 04 de junho de 2002.

Palavras-chave: Controle de infecção, saúde odontológica, qualidade de vida, biosegurança.

RESUMO: Este estudo teve como objetivo levantar os procedimentos preventivos realizados em serviços de saúde odontológica no município de Santa Cruz do Sul-RS, em relação ao controle de infecção e biossegurança. Os dados foram coletados pela pesquisadora, no período de 01 de fevereiro a 28 de março de 2002, através do uso de questionário. A amostra deste estudo foi composta por 46 (100%) cirurgiões-dentistas, sendo 15 (32,6%) do sexo masculino e 31 (67,4%) do sexo feminino. A experiência profissional dos participantes variou de 02 a 29 anos de atuação na área odontológica. Estes profissionais estavam vinculados a oito instituições, públicas ou privadas, que prestavam atendimento odontológico à comunidade local e regional. Os resultados demonstraram os procedimentos realizados pelos cirurgiões-dentistas na prática profissional diária, a respeito das medidas para o controle de infecção e para a biossegurança, individual ou coletivamente. A aplicação de procedimentos inadequados foi observada em muitos casos colocando em risco os próprios profissionais, assim como a comunidade usuária destes serviços. Embora os participantes desta pesquisa tenham clareza das noções básicas de controle de infecção e biossegurança, observou-se a necessidade de uma aplicação prática efetiva destes conhecimentos por parte dos cirurgiões-dentistas, visando promover qualidade de vida para a população da região.

 

Mestrando: Emigdio Henrique Campos Engelmann

Título da Dissertação: A influência da Utilização de Software no Ensino da Matemática: O Uso do Software MAPLE no Cálculo Numérico na UNISC

Orientador: Prof. Dr. Manuel José Malásquez Negrón

Banca: Prof. Dr. Manuel José Malásquez Negrón, Profª Drª Sara Ianda Carmona, estes da UNISC, e a Profª Drª Lúcia Maria Martins Giraffa da PUC/RS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio- Cultural

Data da defesa da dissertação: 14 de junho de 2002

Palavras-chave: software MAPLE, aprendizagem, desenvolvimento.

RESUMO: O estudo realizado visou dimensionar a importância que o uso de software, em particular o software matemático MAPLE, versão 7, pode proporcionar aos alunos de algumas disciplinas matemáticas, mais especificamente a de Cálculo Numérico, servindo como facilitador no processo de aprendizagem dos conteúdos estudados em sala de aula convencional. Evidenciou-de que o computador não poderá substituir o professor em sala de aula, mas efetivamente contribuir para desenvolver as potencialidades do aluno, reforçar o seu aprendizado de sala de aula (ou atividade extracurricular) e incentivar a criatividade e a busca de novas descobertas, preparando-o para inserir-se numa sociedade cada vez mais competitiva.

 

 

Mestranda: Luci Elaine Krämer

Título da Dissertação: O Ensino de Graduação na UNISC: Contexto Referências e Relatório de uma Avaliação Institucional interna

Trabalho completo

Orientadora: Profª. Drª. Suzana Guerra Albornoz

Banca: Profª. Drª. Suzana Guerra Albornoz, Prof. Dr. Marcos Artêmio F. Ferreira, estes da UNISC, e a Profª Drª Merion Campos Bordas da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Político- Institucional

Data da defesa da dissertação: 21 de junho de 2002

Palavras-chave: Universidade, qualidade, desenvolvimento regional.

RESUMO: A dissertação apresenta os resultados de uma pesquisa realizada em 2000, centrada na avaliação interna da Graduação da UNISC, tendo por foco, o desempenho docente e discente. A presente sistematização inicia apresentando a evolução histórica das Universidades no contexto mundial e o desenvolvimento do ensino superior no Brasil. Desenvolve-se, também, análise das políticas e diretrizes do Banco Mundial e sua influência na educação superior brasileira. São apresentados, como referenciais paradigmáticos, em âmbito mundial e nacional, a Declaração Mundial sobre Educação Superior no século XXI e as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino de Graduação. Buscou-se avaliar o ensino de graduação na UNISC, com destaque, para o desempenho dos cursos, das disciplinas e dos sujeitos envolvidos (gestores acadêmicos, professores e alunos), visando qualificar as atividades e processos desenvolvidos nos seus cursos de graduação, garantindo dinâmica para o aprimoramento do processo. A partir da evidência de que avaliação é um processo de constante auto-conhecimento, permeado pela relação entre o vivido e o desejado, concluiu-se que a busca da qualidade é inerente ao processo dinâmico e inacabado da busca do desenvolvimento.

 

 

Mestrando: Júlio César Mahfus

Título da Dissertação: Um Balizamento entre a Democracia Representativa Direta no Contexto Brasileiro

Orientador: Prof. Dr. Rogério Gesta Leal

Banca: Prof. Dr. Rogério Gesta Leal, Prof. Dr. João Pedro Schmidt, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Orides Mezaroba da UFSC.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Político- Institucional

Data da defesa da dissertação: 24 de junho de 2002

Palavras-chave: Estado, Desenvolvimento, Democracia Representativa e Participativa.

RESUMO: A presente dissertação discute o desenvolvimento contemporâneo na perspectiva da democracia representativa, especulando sobre os desafios lógico - metodológicos dos paradigmas existentes, fazendo uma crítica aos modelos postos e asseverando que cabe aos cidadãos, enquanto sujeitos do processo, alavancar o desenvolvimento pretendido. Para tanto, fazemos uma análise histórica da concepção de Estado, refazendo a trajetória de construção teórica do mesmo, como forma de avaliarmos as conseqüências desse desenvolvimento, no que diz respeito as possibilidades da democracia. Procuramos empreender uma interlocução entre autores, sobre as possibilidades de definirmos a democracia participativa como objeto de realização prática, no atual contexto brasileiro.

 

Mestranda: Diangeli Gallert

Título da Dissertação: Os Desafios Competitivos do Setor Madereiro Catarinense: Uma Análise de Sua inserção no Comércio Internacional

Orientador: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker

Banca: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker, Prof. Dr. Marco Antônio Vargas, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Hoyêdo Nunes Lins da UFSC.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 26 de junho de 2002

Palavras-chave: Indústria Madeireira, competitividade, desenvolvimento regional.

RESUMO: O presente trabalho tem por objetivo diagnosticar quais as condições competitivas das indústrias de produtos sólidos da madeira, de médio e grande porte, de Santa Catarina, que atuaram no mercado internacional no período de 1990 a 2000. Primeiramente, apresentamos as possíveis definições e noções, sobre o que vem a ser competitividade, como situa-se diante do contexto de globalização, quais seus fatores determinantes, padrões e tendências mundiais. Segundo, analisamos aspectos históricos e econômicos da realidade Catarinense, desde seu povoamento, passando pela industrialização e atual perfil industrial. Após expor os fatos econômicos, descrevemos o início da indústria madeireira, sua expansão no mercado nacional e sua inserção no mercado internacional, além de outros aspectos marcantes e decisivos sobre o setor madeireiro no Estado. Como quarto passo do estudo está a descrição da metodologia utilizada para verificação do nível de competitividade das indústrias madeireiras baseada no Estudo da Competitividade da Indústria Brasileira - ECIB, idealizada por Ferraz e Coutinho em 1994, sendo considerados para a análise competitiva os fatores empresariais, estruturais e sistêmicos. Para levantamento dos dados foi aplicado um questionário, dividido em quatro blocos, sendo: caracterização da empresa, desempenho (fatores pós produção), capacitação (fatores anteriores à produção) e a estratégia utilizada pelas empresas. O trabalho evidenciou a importância do setor madeireiro no processo de desenvolvimento da região, ao mesmo tempo em que aponta para a necessidade de implantação de estratégias para manter a competitividade do setor no mercado internacional.

 

 

Mestrando: Vinicius Ferreira Laner

Título da Dissertação: Comunicação, Desenvolvimento e Democracia: Uma Análise Crítica da Mídia Brasileira à Luz do Direito à Informação à Liberdade de Expressão

Orientador: Prof. Dr. João Pedro Schmidt

Banca: Prof. Dr. João Pedro Schmidt, Prof. Dr. Luiz Ernani Bonesso de Araujo, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Antônio Fausto Neto da UNISINOS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Político- Institucional

Data da defesa da dissertação: 31 de julho de 2002

Palavras-chave: Meios de Comunicação de Massa, Ind. Cultural, Desenvolvimento.

RESUMO: O trabalho apresenta uma análise do papel dos meios de comunicação de massa no Brasil, seus efeitos políticos, sociais, econômicos e culturais no processo de desenvolvimento nacional, confrontando a prática efetiva com os preceitos constitucionais legais. A presença dos meios de comunicação no país é analisada a partir do conceito de indústria cultural, cujo pressuposto central é o de que a mídia move-se fundamentalmente pela lógica do mercado capitalista. Nessa perspectiva, a comunicação é moldada pelos interesses da maximização do lucro e a informação é tratada como mercadoria. A formação da indústria cultural brasileira é marcada por dois traços peculiares: o vínculo com os diversos regimes autoritários e a concentração da propriedade dos diversos segmentos midiáticos nas mãos de um reduzido grupo de famílias. Parte-se da compreensão de que a mídia nacional representa uma força anti-democrática e contrária aos interesses de um desenvolvimento eqüitativo e equilibrado. Essa realidade fática é confrontada com o direito à informação e à liberdade de expressão, contidos na Declaração Universal dos Direitos Humanos, em documentos internacionais e no ordenamento jurídico brasileiro. Um estudo hermenêutico dos instrumentos normativos e legais, incluindo a Constituição Federal e a legislação atinente à comunicação, evidencia que a realidade fática contradiz frontalmente os princípios legais. A perspectiva basilar da Constituição e da legislação é a de que a mídia esteja orientada para a democratização da comunicação, de modo a realizar o direito do cidadão à informação e a sua liberdade de expressão. Há, no entanto, lacunas no âmbito da legalidade que devem ser preenchidas, como a elaboração de uma Lei de Imprensa compatível com a Constituição de 1988. A democratização dos meios de comunicação no país requer políticas públicas que institucionalizem o controle público da comunicação e que fomentem uma informação diversa e plural, caracterizada por uma perspectiva democrática e cidadã. As novas tecnologias da informação permitem ampliar a participação cidadã nos assuntos públicos. Os meios alternativos independentes de comunicação, de caráter local e regional, são instrumentos preciosos no processo de descentralização e democratização da mídia brasileira.

 

Mestrando: José Leon Macedo Fernandes

Título da Dissertação: O Resgate da Tecnologia camponesa na Bacia Hidrográfica do Rio Pardinho, RS, Brasil

Orientador: Prof. Dr. Eduardo Alexis Lobo Alcayaga

Banca: Prof. Dr. Eduardo Alexis Lobo Alcayaga, Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges da UNISC, e o Prof. Dr. Albano Schwarzbold da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 02 de agosto de 2002

Palavras-chave: Camponês, tecnologia, desenvolvimento regional.

RESUMO: Este estudo teve por objetivo resgatar a tecnologia camponesa nas comunidades rurais da Bacia do Rio Pardinho, RS, Brasil, visando fornecer subsídios para criar alternativas ao agricultor no manejo de sua propriedade. No período compreendido entre outubro e dezembro de 2001, foram aplicados questionários em 238 propriedades rurais distribuídas nos municípios de Boqueirão do Leão, Gramado Xavier, Herveiras, Santa Cruz do Sul, Sinimbu, Vera Cruz e Vale do Sol, sendo o último considerado como município referência, por apresentar duas associações de produtores trabalhando com agroecologia. Dentre os tópicos que foram levantados destacam-se os aspectos sócio culturais dos entrevistados, o manejo da propriedade, a relação com a escola e comunidade e as tecnologias camponesas usadas na propriedade. Os resultados indicaram que a prática agrícola camponesa é difundida na região, contudo, estas técnicas são menos usadas se comparadas com as técnicas modernas implantadas na região, principalmente na produção do fumo, técnicas que seguem os princípios da revolução verde com o uso de adubos químicos e agrotóxicos. Os aspectos levantados e discutidos nesta pesquisa dão suporte à hipótese de que o ambiente familiar torna-se decisivo no resgate da tecnologia camponesa, onde a relação entre o homem e o ambiente é a condição necessária para o manejo racional dos recursos naturais. Desta forma, o resgate da tecnologia camponesa poderá se tornar um fator facilitador para o desenvolvimento da região da Bacia Hidrográfica do Rio Pardinho.

 

 

Mestranda: Adriana Inês Scheibler

Título da Dissertação: Perspectivas de Desenvolvimento Regional através da leitura - O Papel da Escola na Formação do Leitor

Orientadora: Profª. Drª. Eunice Terezinha Piazza Gai

Banca: Profª. Drª. Eunice Terezinha Piazza Gai, Profª Drª Nize Pellanda, estas da UNISC, ea Profª Drª Vera Teixeira de Aguiar, da PUCRS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio- Cultural

Data da defesa da dissertação: 16 de agosto de 2002

Palavras-chave: Leitura, Leitor, Desenvolvimento Regional.

RESUMO: O presente trabalho destaca o papel da leitura no Desenvolvimento Regional, considerado este tanto do ponto de vista do sujeito como do contexto social em que se insere, visto que a complexidade do mundo atual exige, através de uma análise sociológica, a elaboração de propostas alternativas, potencializando um desenvolvimento que permita ao sujeito o acesso ao conhecimento construído pela humanidade. Assim, este trabalho propõe uma análise do contexto social e regional atual, do papel da leitura nesse contexto, dos entraves pedagógico/político/econômico/sociais presentes no contexto escolar impedindo o desenvolvimento e a prática da leitura. Da mesma forma apresenta e descreve o resultado dos dados da pesquisa realizada junto a professores no município de Venâncio Aires. Apresenta ainda um estudo sobre funções da leitura, com o objetivo de aprofundar o conceito e o entendimento da mesma. A partir das reflexões em torno desses tópicos o trabalho pretende inserir a leitura como uma prática importante no contexto do Desenvolvimento Regional.

 

 

Mestrando: Daniel Fernando Cruz

Título da Dissertação: Contribuições ao Estado das L.E.R./D.O.R.T. em um Grupo de Acadêmicos e Profissionais de Odontologia de Santa Cruz do Sul- RS

Orientador: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira

Banca: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira, Prof. Dr. Roque Wagner, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Fernando Gonçalves Amaral da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Político-Institucional

Data da defesa da dissertação: 19 de agosto de 2002

Palavras-chave: LER/DORT, saúde ocupacional, qualidade de vida.

RESUMO: Esta pesquisa teve por objetivo compreender o quadro das lesões ocupacionais especificamente as denominadas L.E.R/D.O.R.T, em acadêmicos e profissionais de odontologia de Santa Cruz do Sul. O estudo buscou esclarecer que medidas preventivas são tomadas pelos mesmos e pelas instituições que os representam, tanto do ponto de vista individual como coletivo. A pesquisa caracterizou-se por uma abordagem descritiva de caráter qualitativo apoiada com dados quantitativos de prevalência no grupo estudado. Foram realizadas entrevistas com representantes institucionais da categoria profissional com inserção diferenciada tais como coordenação de curso de odontologia, representante de associação, diretório acadêmico, formandos da UNISC, e docentes da mesma instituição, além de profissionais liberais. Além disso, aplicou-se um questionário de morbidade auto-referida com 55 profissionais de odontologia envolvidos no estudo os quais não apresentam um real conhecimento em relação à gênese das doenças relacionadas ao trabalho à medida que atribuem às mesmas somente fatores mecânicos como fatores causais. Verificou-se que medidas institucionais, seja no âmbito acadêmico, quanto representativo de classes, não são efetivas, haja vista que a presença de dor ou desconforto durante as atividades laborais é comum aos membros dos dois grupos, na medida que o estudo apresentou prevalência de tais queixas em 85,5% dos profissionais e 84,2% dos acadêmicos. Evidenciou-se, a necessidade de cobrança em relação a uma atitude preventiva na atividade laboral, sendo que essa atitude deve iniciar pelo exemplo e recomendação no âmbito do ensino de graduação. Além disso, essa atitude preventiva deve ser colocada permanentemente ao longo da vida profissional iniciando pelas instâncias associativas e reguladoras da atividade profissional. A maioria dos profissionais participantes do estudo tem exercício profissional liberal. Desta forma as condições de trabalho, aliadas às queixas de sobrecarga laboral foram examinadas à luz da sociologia das profissões de Eliot Freidson articulando a noção de "autonomia profissional" com o discurso liberal da necessidade de mediação da moeda para otimização da prática profissional. São necessárias atitudes que promovam a saúde laboral e busquem a prevenção de doenças ocasionadas pelo trabalho com o objetivo de uma melhor qualidade de vida para todos.



Mestranda: Neusa Maria Perius

Título da Dissertação: Micro e Pequenas Empresas Industriais do Setor de Vestuário de Santa Cruz do Sul: Um Estudo de Interdependência

Orientador: Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann

Banca: Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann, Prof. Dr. João Carlos Furtado, estes da UNISC, e Prof. Dr. Valter Stülp, da PUCRS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 05 de setembro de 2002

Palavras-chave: Micro e pequenas empresas, redes, competitividade

RESUMO: Este trabalho analisa as características de interdependências de micro e pequenas empresas industriais do setor do vestuário de Santa Cruz do Sul em relação à adoção de estratégias competitivas como as redes de cooperação, identificando suas características de interdependência em relação aos fornecedores e clientes, bem como, analisa o nível de interdependência, quanto à existência de investimentos em

Mestranda: Beatriz Lux

Título da Dissertação: Sistema de Otimização de Rotas para Serviços de Emergência em Santa Cruz do Sul/RS, com suporte de software gerenciador de informações geográficas

Orientador: Prof. Dr. João Carlos Furtado

Banca: Prof. Dr. João Carlos Furtado, Prof. Dr. Valter José Stülp, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Ademilson Zanandrea, do INPE.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 04 de janeiro de 2001

Palavras-chave: algoritmos de caminho mínimo, dados georeferenciados, desenvolvimento.

RESUMO: Este trabalho tem por finalidade investigar o uso de algoritmos de caminho mínimo e o componente de software "MapObjects" na implementação de um sistema para determinação da melhor rota entre um centro de atendimento a situações de emergência e o local da ocorrência. Para a aplicação escolheu-se como base física de dados o mapa viário da cidade de Santa Cruz do Sul, RS. Utilizou-se a teoria dos grafos e redes para modelagem do sistema e para determinação do caminho mais curto são avaliados três métodos: algoritmos de Dijkstra, algoritmo de Hillier e Lieberman [1988] e algoritmo A*. Os resultados obtidos demonstram a importância dos dados georeferenciados e a diferença entre os três algoritmos, bem como os benefícios que esta ferramenta computacional pode produzir ao desenvolvimento da comunidade.

 

Mestranda: Ana Marli Sieben

Título da Dissertação: O Potencial de Utilização dos Resíduos Sólidos Urbanos - Termoplásticos, no Vale do Taquari/RS

Orientador: Prof. Dr. Antônio Libório Philomena

Banca: Prof. Dr. Antônio Libório Philomena, Profª Drª Adriane de Assis Lawisch, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Luis Felipe Machado do Nascimento, da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 09 de janeiro de 2001

Palavras-chave: Resíduos sólidos urbanos, reciclagem, desenvolvimento regional sustentável.

RESUMO: A presente pesquisa borda o esgotamento dos recursos naturais que ocorrem para atender as necessidades das sociedades urbanas modernas, que buscam continuamente aumentar seu padrão de produção e consumo. Inconseqüente, desequilibrado e irracional, o consumo é nocivo ao ambiente e constitui uma via para a não-qualidade de vida com as conseqüências daí emergentes. Desta forma, objetiva-se pesquisar, analisar e descrever a geração e destino dos resíduos sólidos urbanos, em especial os termoplásticos, nas cidades de Arroio do Meio, Encantado, Estrela, Lajeado e Teutônia, situadas no Vale do Taquari/RS. Para tanto, conceituam-se resíduos sólidos urbanos, suas características, modos de disposição final, coleta e reciclagem. Em nível específico relata-se a reciclagem dos termoplásticos e as experiências brasileiras no setor, demonstrando aos municípios que grandes possibilidades giram em torno dos resíduos urbanos domésticos e, como futuramente poderão olhar seu lixo e visualizar o seu gerenciamento. Para alcançar os objetivos, utilizou-se a pesquisa descritiva, não-experimental, ou ex post facto, que caracteriza-se por descrever situações dadas ao investigador. Assim a análise dos dados, teve como base, informações prestadas e coletadas via questionários às Prefeituras Municipais, no intuito de obter dados confiáveis à configuração da urbanização, do desenvolvimento e do saneamento dos municípios. A partir dos dados e informações, foram tecidos comentários, elaboradas tabelas e gráficos, a fim de extrair as potencialidades destes municípios para o processo de desenvolvimento regional. Constatou-se grande concentração urbana nas cidades pesquisadas, onde Lajeado desponta como centro-motor de desenvolvimento econômico-social. Como todo centro urbano, o estilo de desenvolvimento econômico atual estimula o desperdício e, a questão dos resíduos sólidos transforma-se num problema sócio-ambienttal. Neste sentido, a pesquisa constata que a coleta do lixo é expressiva, no entanto, o descarte contém qualidade residual do material orgânico e inorgânico. Devido a sua capacidade de ser moldado, o plástico tem sido utilizado na produção de uma grande variedades de artigos de formas diversas. O consumo de plástico no Brasil vem crescendo com o desenvolvimento econômico e acompanha o ritmo da instalação, no mercado nacional, de empresas fabricantes de resinas sintéticas. A indústria de embalagens plásticas situou-se entre as de maior crescimento no Brasil, nos últimos anos. Não muito diferente, o plástico vem aumentando sua participação nas cidades analisadas, chegando, em média, a seis porcento seu descarte residual. No entanto, nenhuma das cidades praticam a reciclagem, comercializando o produto, que no fim, reverte-se em benefícios ao tratamento e disposição final dos municípios.

 

Mestranda: Silvia Lorenzini

Título da Dissertação: O Exercício Físico e a Melhoria da Qualidade de Vida dos Sujeitos Diabéticos Tipo 2

Orientadora: Profª Drª Ingrid Marianne Baecker

Banca: Profª Drª Ingrid Marianne Baecker, orientadora, Prof. Dr. Inácio Helfer, da UNISC, e o Prof. Dr. Cândido Simões Pires Neto, da UTP.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 10 de janeiro de 2001

Palavras-chave: diabetes, exercícios físicos, qualidade de vida.

RESUMO: Neste estudo objetivamos investigar a contribuição do exercício físico para a melhoria da qualidade de vida dos sujeitos diabéticos tipo 2. A metodologia utilizada foi um estudo de caso com 27 sujeitos pesquisados, divididos em tr~es grupos: sedentários, praticantes de caminhada e praticantes de exercícios aquáticos. Utilizamos como instrumento o WHOQOL-BREFF que avaliou os sujeitos em quatro domínios: social, psicológico, físico e meio ambiente. Disso resultou que o exercício físico influenciou na melhoria da qualidade de vida dos sujeitos diabéticos principalmente no domínio físico, na qual foi encontrado uma diferença estatística significativa. Nos outros domínios não encontramos diferenças estatísticas significativas. Concluímos, então, que através dos exercícios físicos podemos contribuir para a melhoria da qualidade de vida destes sujeitos.

 

 

Mestrando: Alexandre Wazlawik

Título da Dissertação: Defumadores de Lingüiça, análise dos modelos praticados por pequenos produtores no Vale do Rio Pardo

Orientadora: Profª Drª Adriane de Assis Lawisch

Co-orientadora: Profª Ms. Liliane Marquardt

Banca: Profª Drª Adriane de Assis Lawisch, Profª Ms. Liliane Marquardt, Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, estas da UNISC, e a Profª Drª Isa Beatriz Noll, da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 12 de janeiro de 2001

Palavras-chave: Produtos defumados, diversificação, produção familiar.

RESUMO: Este trabalho visou investigar as espécies e a forma de apresentação das madeiras empregadas para defumação, os procedimentos estratégicos e de rotina aplicados no interior dos defumadores, bem como o estágio de informações a respeito da defumação concebido por um grupo de pequenos produtores de lingüiça do Vale do Rio Pardo. Para tanto foram levantados os dados referentes à defumação junto a quinze pequenos produtores de lingüiça no Vale do Rio Pardo no período de março a junho de 2000. Nessa fase da pesquisa utilizou-se o método da observação participante. Paralelo à investigação, foi realizado um levantamento bibliográfico, para fundamentar as questões investigadas e obter subsídios para elaboração de uma alternativa como sugestão ao processo desenvolvido pelos pequenos produtores. Pôde-se constatar que a desinformação e o empirismo regem o processo de defumação praticada por esses pequenos produtores de lingüiça, e que as mudanças, que devem acontecer para que o produto elaborado agregue condições menos agressivas à saúde dos consumidores, estão em proporcionar transferências de conhecimento a esses pequenos produtores de lingüiça, além da consciência da necessidade da instalação de uma câmara de combustão no interior dos defumadores já existentes.

 

Mestranda: Magda de Souza Reis

Título da Dissertação: Viabilidade da Utilização da Pulpotomia em Programas de Saúde Pública

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira

Banca: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira, Profª Drª Regina Gema Santini Costenaro, estes da UNISC, e o Prof. Dr. José Antônio Pli de Figueiredo, da ULBRA.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Político-Institucional

Data da defesa da dissertação: 20 de fevereiro de 2001

Palavras-chave: prevenção, pulpotomia, saúde pública, desenvolvimento.

RESUMO: O trabalho analisa o emprego da pulpotomia nos serviços de saúde bucal. A pulpotomia é uma técnica endodôntica conservadora da vitalidade pulpar, que consiste na remoção da polpa coronária e se constitui no último recurso antes do tratamento endodôntico radical. São analisadas as potencialidades dessa técnica, os motivos da sua pouca utilização no país e feitas sugestões para o seu emprego nos serviços de saúde pública. A análise é desenvolvida com base no confronto de dois paradigmas que têm orientado a prática sanitária: o paradigma bio-médico, subjacente à prática odontológica cirúrgico-restauradora, e o paradigma sócio-ecológico que fundamenta o enfoque da promoção da saúde afirmado pela Organização Mundial da Saúde. A pulpotomia é apresentada como um procedimento preventivo adequado à promoção da saúde bucal, no sentido de que preserva a vitalidade do dente e desse modo pode contribuir imensamente para reduzir as impressionantes taxas de extração dentária no país. O método de pesquisa empregado é o bibliográfico, complementado pela aplicação de entrevistas realizadas com alguns dos principais pesquisadores brasileiros da área. a conclusão principal é que há comprovação científica da eficácia e viabilidade do emprego massivo da pulpotomia, de modo que se coloca o desafio imediato de valorizá-la mais nos cursos de Odontologia e planejar sua utilização nos serviços públicos de saúde.

 

Mestrando: Márcio Luís Paveglio da Silva

Título da Dissertação: A Diversificação na Agricultura Familiar

Orientadora: Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges

Banca: Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, Prof. Dr. Valter José Stülp, Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Paulo Dabdad Waquil, da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 22 de fevereiro de 2001

Palavras-chave: Agricultura familiar, diversificação, desenvolvimento regional.

RESUMO: Esta pesquisa consiste em comparar agricultores familiares fumicultores diversificados e não diversificados na Microrregião de Santa Cruz do Sul na forma de estudo de caso. Como agricultores familiares diversificados considerou-se aqueles que mantêm, pelo menos, duas atividades diretamente voltadas ao mercado. Foram levados em consideração para este estudo aspectos econômicos e sociais de forma a determinar vantagens que a agricultura familiar diversificada traz. Os agricultores familiares de cada estrato foram considerados homogêneos para haver maior equilíbrio na análise. Com vistas a conduzir o trabalho, foi montado um questionário posteriormente aplicado em cada unidade de produção, contemplando características da família e da unidades de produção. Além disso, foram efetuados levantamentos econômicos e de mão-de-obra de cada família com a finalidade de determinar se estes aspectos têm relação com a diversificação das atividades. Por último, fizeram-se entrevistas que procuraram diferenciar o grau educacional e de treinamento de cada família, assim como buscar os porquês da opção ou não pela diversificação na agricultura familiar. Como resultados determinou-se que a diversificação está diretamente ligada à quantidade de mão-de-obra disponível na propriedade. Em famílias maiores cujos membros permanecem ativos na propriedade, há maior possibilidade de optar por alternativas, pois há maior divisão de tarefas. Em famílias menores, a diversificação mostrou-se limitante, mas não impossível, tanto que um agricultor familiar com pouca mão-de-obra contrata mão-de-obra externa o ano todo. A diversificação também mostrou-se relacionada com a dinâmica da família e com o aspecto empreendedor dos agricultores. A dependência de apenas uma atividade mostrou-se decisiva para opção pela diversificação neste estrato de agricultores familiares. A receita dos agricultores familiares entrevistados não está necessariamente relacionada com a diversificação das atividades. Isso porque o fumo não depende apenas da produtividade, mas também da qualidade das folhas. Sendo assim, agricultores especializados no fumo podem obter receita mais elevada, entretanto podem necessitar de maior mão-de-obra, inclusive externa, como ocorre com um dos entrevistados. A limitação de área de terra não se mostrou decisiva para a diversificação, mas, quando muito pequena, acabou por desincentivar um dos agricultores. Por outro lado, as instalações de armazenamento foram citadas como limitantes, principalmente para produção de grãos, que basicamente foram produzidos para consumo interno, especialmente no caso dos agricultores familiares com área de terra disponível menor. Outro fator que afeta sensivelmente a diversificação, segundo os depoimentos de todos os agricultores, é a limitação de mercados consumidores. Algumas experiências próprias negativas, ou de vizinhos, desincentivam os agricultores familiares não diversificados desta pesquisa. Já os agricultores diversificados estão à procura sempre de alternativas e de formas de produção mais viáveis. Dois dos diversificados estão envolvidos diretamente na procura do mercado consumidor e fornecem certos produtos direto ao mercado consumidor. Todos os agricultores familiares envolvidos nesta pesquisa foram unânimes em apresentar interesse em continuar ou iniciar a diversificação das atividades agrícolas, reconhecendo-a como importante para evitar dependência de uma atividade apenas. Porém, para alguns, a viabilidade econômica revelou-se condição indispensável para seu desenvolvimento.

 

Mestrando: Ernani Luíz Bohnenberger

Título da Dissertação: A resistência dos agricultores familiares às inovações tecnológicas

Orientadora: Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges

Banca: Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, Prof. Dr. Valter José Stülp, estes da UNISC, e a Profª Drª Rosa Maria Vieira Medeiros, da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 29 de março de 2001

Palavras-chave: Agricultura familiar, Inovação tecnológica, desenvolvimento regional.

RESUMO: Este trabalho pretende trazer uma compreensão mais elaborada sobre o comportamento que pauta as ações dos agricultores familiares relacionados a novos conhecimentos, novas tecnologias e a uma nova organização do trabalho, num contexto dominado pelo capital monopolista fumageiro, no município de Santa Cruz do Sul. Este município localiza-se em uma área de transição entre o Planalto Meridional e a Depressão Periférica, em altitudes que variam de 80 metros ao sul a 640 metros ao norte. Santa Cruz do Sul limita-se com os municípios de Venâncio Aires, Passo do Sobrado, Rio Pardo, Vera Cruz e Sinimbu. Sua população é de 100.433 habitantes segundo dados do IBGE 1995/1996 e no meio rural é de 17.044 habitantes, sendo que destes 10.521 são considerados economicamente ativos. Santa Cruz do Sul foi a segunda colônia alemã instalada no Rio Grande do Sul no século XIX. Assim, a ampla maioria dos agricultores no interior do município são descendentes de imigrantes alemães, sendo que muitos ainda falam o dialeto alemão. A maioria deles (88%) tem sua principal atividade na produção de fumo para o mercado nacional e para exportação dentro de um sistema integrado produtor/indústria. Atualmente 57% dos agricultores familiares proprietários entrevistados em Santa Cruz do Sul, vivem em situação de pobreza, pois obtém uma renda de R$ 43,80 per capita mensais. Segundo a classificação do IBGE as famílias que possuem uma renda per capita mensal igual ou inferior a meio salário mínimo são consideradas pobres. Neste contexto estudamos como se processa a incorporação de novos conhecimentos e novas tecnologias na agricultura familiar. Constatamos que existe uma racionalidade própria do agricultor familiar, que difere dos preceitos dos pacotes tecnológicos, no que se refere à incorporação das inovações tecnológicas. Naquilo que se refere à modernização do processo produtivo e à integração ao mercado, os agricultores familiares continuam distantes da racionalidade da administração empresarial. O agricultor se encontra parcialmente integrado ao mercado e não faz uma contabilidade detalhada dos movimentos de recursos que realiza nas atividades produtivas. Esse comportamento é a demontração de uma racionalidade própria ligada a fatores como: condições objetivas dos agricultores familiares no que diz respeito a aspectos relacionados ao mercado, crédito, assistência técnica e políticas públicas, características físicas de seu estabelecimento, suas características subjetivas, como a idade do chefe do empreendimento, estado de saúde, habilidades, desejos, necessidades, experiência, relação entre os membros familiares e aspectos culturais da comunidade local. Com essa racionalidade própria, os agricultores familiares resistem a certas inovações, assim como criam mecanismos de resistência ao modelo de desenvolvimento dominante na agricultura.


 

Mestrando: Vilmar Antônio Boff

Título da Dissertação: FEDERALISMO FISCAL: a inter-relação tributária entre União, Estados-membros e Municípios

Orientador: Prof. Dr. Darcísio Corrêa

Banca: Prof. Dr. Darcísio Corrêa, Prof. Dr. João Carlos Furtado, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Valter José Stülp, da PUC/RS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 29 de março de 2001

Palavras-chave: federalismo fiscal; tributação; desenvolvimento.

RESUMO: As relações fiscais intergovernamentais em contextos federados se caracterizam segundo regras estabeleciadas na Lei maior, que vinculam à distribuição de competências para arrecadar e partilhar as receitas públicas que ingressam através da cobrança de tributos. A atual crise no relacionamento federativo brasileiro apresenta na dimensão tributária sua face mais conhecida. Por essa razão, as maiores divergências estão localizadas na forma de repartir a base tributária que arrecada impostos do consumo final de bens e serviços, a qual concentra o maior volume de recursos tributários entre os fatores legais (renda, consumo, patrimônio). Tais conflitos se manifestam, principalmente, através da guerra fiscal entre as esferas de mesmo nível de governo que, mediante a oferta de diferentes modalidades de benefícios tributários, buscam atrair investimentos privados para suas jurisdições. Nesse trabalho, apresentam-se evidências sobre os perversos resultados econômico que o atual sistema de inter-relação tributária causa às instâncias subnacionais de governo e, consequentemente, quanto a distribuição dos fluxos financeiros regionais. Dessa forma, os resultados dessa pesquisa apontam que a introdução de modificações no sistema tributário brasileiro, pode ter um papel relevante na melhoria da partilha das receitas públicas e no tratamento da competição tributária. Para isso, será necessário substituir a multiplicidade de bases tributárias por um número reduzido de tributos que explorem, de maneira uniforme, as três bases clássicas conhecidas: o consumo, a renda e a propriedade. Como as experiências bem sucedidas utilizam a tributação do consumo para o financiamento do gasto público, é aqui que as possibilidades de partilhar um único tributo (IVA) são mais evidentes. Assim, o modelo proposto, além de lidar positivamente com a questão da competição tributária interna e externa na federação brasileira, permite um melhor arranjo para os fluxos das receitas tributárias na dimensão inter-regional.

 

Mestranda: Rosane Jochims Backer

Título da Dissertação: Ensino de Desenho Técnico e Novas tecnologias: uma Aproximação sobre a Construção da Representação no Plano Bidimencional

Orientadora: Profª Drª Bettina Steren dos Santos

Co-orientadora: Profª. Ms. Sandra Regina Simonis Rischter

Banca: Profª Drª Bettina Steren dos Santos, Profª Ms. Sandra Regina Simonis Rischter, Profª Drª Heleniza Avila Campos, estas da UNISC, e o Prof. Dr. Vanderli Fava de Oliveira, da UFJF/MG.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 30 de março de 2001

Palavras-chave: Desenho técnico, representação, novas tecnologias.

RESUMO: Uma problematização em torno da relação representação e ferramenta despertou-nos a necessidade pessoal de estudar, aproximar, refletir e aprofundar questões relacionadas ao fazer desenho e como este processo acontece com a utilização de diferentes ferramentas. Com nossa atenção voltada à formação dos futuros engenheiros e com a prática pedagógica universitária, nos propomos neste trabalho nos aproximar, observar, conhecer, o processo de introdução do software gráfico AutoCAD R.14 no processo ensino-aprendizagem na disciplina de Desenho Técnico . Na busca por esta aproximação nos utilizamos da observação e descrição de uma seqüência didática para a construção da representação bidimensional de objetos em linguagem gráfica, através da utilização de dois meios: instrumentos tradicionais de desenho e recursos informáticos. A partir das concepções de Piaget, Vygotsky, Arnheim, Edwards, Hallawell, Gomes, French, realizamos uma aproximação à construção da representação gráfica de objetos apontando a construção de conhecimento do indivíduo, a natureza figurativa e conceitual do pensamento e sua relação com o desenvolvimento da construção para a representação. Qualquer maneira de pensar o ensino-aprendizagem de Desenho Técnico nos currículos de Engenharia não pode desconsiderar o desenvolvimento cognitivo, visual e social do estudante bem como os processos da relação pedagógica. Também deve considerar o modo do exercer profissional deste futuro engenheiro, considerando-se que o mesmo necessita saber expressar-se graficamente em qualquer situação, com um lápis e ou com o computador, devido às várias funções e relações pessoais do seu futuro exercer profissional. Através da noção de que a intencionalidade da consciência está sempre dirigida a um objeto, encontramos na fenomenologia o método para desenvolver este trabalho através de uma abordagem de pesquisa qualitativa do tipo etnográfica, desenvolvida através de um estudo de caso, pois ela nos ampara na busca por uma aproximação da realidade que é socialmente construída através do sentido dado às experiências do mundo do sujeito, as suas experiências cotidianas e os significados atribuídos às mesmas, penetrando no universo conceitual do sujeito através de uma contemplação intencional na busca por novas formas de entendimento da realidade e não a sua testagem. As considerações finais deste estudo, chamam a atenção para a necessidade de um fazer e compreender comprometido com a construção do desenvolvimento cognitivo do sujeito, desmistificando o senso comum sobre o computador facilitando a construção da representação gráfica e apontando a necessidade de reflexão sobre a estruturação de um outro ambiente de ensino-aprendizagem de Desenho Técnico.

 

Mestrando: Clóvis Eliseu Gewehr

Título da Dissertação: Capim Elefante (Penninsetum Purpureum) Var. Napier como forração de aviários de frangos de corte: viabilidade, utilização na Alimentação de Ruminantes

Orientadora: Profª Drª Adriane de Assis Lawisch

Banca: Profª Drª Adriane de Assis Lawisch, Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, estas da UNISC, e o Prof. Dr. Paulo Roberto Dalsenter, da UFPR.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 30 de março de 2001

Palavras-chave: Cama de aviário, capim elefante, diversificação, desenvolvimento regional.

RESUMO: Esta pesquisa, realizada com a colaboração da Cooperativa Regional Languirú e Colégio Agrícola, da cidade de Teutônia - RS, tem por objetivo, evidenciar o aproveitamento do capim elefante (Penninsetum purpureum) var. Napier como forração de aviários de frangos de corte, e, através de análises laboratoriais, identificar a viabilidade do uso da cama de capim elefante como nutriente alternativo de baixo custo para alimentar ruminantes. A metodologia constou em alojar um aviário de 780 m², dividido ao meio, com dois tratamentos de cama, um com capim elefante var. Napier (7,55 Kg/m²), e outro com casca de arroz (4,50 Kg/m²), cada um recebendo 4.000 pintos da linhagem Cobb abatidos com 48 dias. Um segundo lote, sem distinção de tratamentos, foi alojado com 8.900 fêmeas abatidas com 44 dias. Foram analisadas a qualidade nutricional das camas; em HCLP foi pesquisado resíduos de antibióticos. Duas unidades animais leiteiras foram alimentadas com cama de capim elefante, após período de adaptação, coletou-se amostras de leite para identificar resíduos de antibióticos pelos métodos convencionais (ADM e SNAP). Comparou-se o custo de cama de capim em relação ao materiais normalmente usados na região sul do Brasil, bem como, o custo como ração alternativa. Não foram evidenciadas lesões nas carcaças das aves criadas sob cama de capim; o resultado vem de acordo com o que outros autores já haviam confirmado, que há viabilidade no uso de capim como cama, tanto no resultado técnico das aves quanto no aspecto econômico. Os resultados das análises bromatológicas evidenciaram a boa qualidade nutricional da cama de capim, visto que, em dois lotes criados sob mesma cama, o nível de proteína bruta equiparou-se ao da ração fornecida a vacas de leite. Não foi possível identificar antibióticos na cama de aviário; houve dificuldade de encontrar laboratório habilitado. Diagnósticos para resíduos de antibióticos no leite deram negativos em todas as coletas. Evidencia-se a necessidade de estudos criteriosos a respeito de resíduos de antibiótico em alimentos e seus efeitos no meio ambiente e na saúde humana.

 

Mestrando: Elpidio Santos Magalhães

Título da Dissertação: O Espaço Local como Instrumento do Desenvolvimento regional: Aspectos Jurídico-Políticos

Orientador: Prof. Dr. José Luis Bolzan de Moraes

Banca: Prof. Dr. José Luiz Bolzan de Moraes, Prof. Dr. Inácio Helfer, estes da UNISC, e o Prof. Dr. José Alfredo de Oliveira Baracho Jr., da UFMG.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Político-Institucional

Data da defesa da dissertação: 02 de abril de 2001

Palavras-chave: Federalismo, globalização, poder local, desenvolvimento regional.

RESUMO: Desenvolvemos na presente Dissertação de Mestrado, o espaço local como fonte e instrumento que propugna o desenvolvimento local e regional. O espaço local/regional se mostra relevante no momento em que a sociedade atual se vê pautada pela retórica neoliberal que a globalização - principalmente no campo econômico - impõe, o que, conseqüentemente leva aos atores/agentes sociais a agir de forma extremamente individualista, ao passo, que se aglutinarem esforços dentro do seu espaço de vida, que se identifica como sendo o Município, a Região, a comunidade, terão condições de implementar, recionalizar e otimizar projetos que refletirão no seu bem-estar; o papel a ser desempenhado pela sociedade local/regional, além de contar com a efetiva participação dos atores/agentes na implementação e solidificação de um amplo espaço que privilegie a democracia, deve, por conseguinte, ser absorvido pelos inúmeros segmentos que conformam a sociedade civil, v.g., Universidades, Sindicatos, Clubes Sociais e de Serviços, Associação de Bairros, bem como, os poderes do Estado, Executivo, Legislativo e Judiciário; ou seja, a sociedade civil mais os poderes estatais se tornando mais densos, dispõem de mecanismos para a implementação de uma cidadania mais ativa, participante, democrática e vislumbram suas necessidades atendidas pelo Estado de forma desburocratizada e eficiente, uma vez que, a sociedade local/regional irá participar na formação do consenso acerca das políticas públicas que lhe circundam.

 

Mestranda: Cristina Luisa Eick

Título da Dissertação: Administração Turística Aplicada às Prefeituras Municipais do Vale do Rio Pardo

Orientador: Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann

Banca: Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann, Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Vitor Francisco Schuch Jr., da Faculdade Ritter dos Reis.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 18 de abril de 2001

Palavras-chave: turismo, administração, sustentabilidade, desenvolvimento regional.

RESUMO: Neste trabalho foram estudadas as prefeituras municipais com o objetivo de analisar a gestão administrativa em relação à oferta turística do Vale do Rio Pardo. Utilizando-se do método de entrevista pessoal, foi realizada uma pesquisa nas 24 prefeituras que pertencem à Associação dos Municípios do Vale do Rio Pardo, AMVARP. Foram analisadas a estrutura organizacional, os investimentos, os projetos, os atrativos, as parcerias de ação integrada, e os fatores para uma eficiente administração, em relação à oferta turística existente na região. Observou-se a necessidade de mudanças da cultura organizacional pública em relação ao turismo, com o objetivo de sua otimização para o processo de desenvolvimento regional.

 

Mestranda: Vera da Costa Somavilla

Título da Dissertação: Comunicação em Saúde: entre as expectativas de saúde das mulheres do meio rural e a prática dos profissionais da rede pública

Orientador: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira

Banca: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira, Profª Drª Regina Gema Santini Costenaro, estes da UNISC, e a Profª Drª Eliana Marilia Faria, da UFSC.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Político-Institucional

Data da defesa da dissertação: 27 de abril de 2001

Palavras-chave: Comunicação, saúde, mulher, qualidade de vida.

RESUMO: As questões relacionadas a mulher em nosso país, no que se refere a saúde, inserção no mercado de trabalho e atuação na sociedade são instrumentos que compõem os debates dos diversos segmentos acadêmicos ou não. Ao abordar o tema deste trabalho, tivemos como propósito realizar uma investigação que possibilitasse-nos identificar e compreender os mecanismos que favorecem ou desfavorecem o atendimento das expectativas de saúde, buscando conhecer as expectativas de saúde e as especificidades das mulheres do meio rural, compreender o significado da assistência a saúde para essas mulheres, avaliar se os profissionais de saúde da rede pública atuam de acordo com as expectativas da clientela, verificar de que forma a relação entre clientela e profissionais de saúde favorecem ou não a busca de atenção a saúde. Contribuíram para esta pesquisa mulheres do meio rural e profissionais da área da saúde do município de Vera Cruz - RS. Este trabalho teve seus dados coletados a partir da realização de entrevistas semi-estruturadas com questões abertas, tratando-se de um estudo descritivo-exploratório com abordagem qualitativa, com análise de conteúdo através da análise temática. Verificou-se no que se refere as expectativas de saúde das mulheres do meio rural, que estas não aspiram implementação dos serviços com equipamentos, ou com meios para diagnóstico mais precisos, elas esperam ser bem tratadas, entenderem o que está acontecendo com seu corpo, a partir das explicações dadas pelos profissionais. Enquanto que a maioria dos profissionais atribuem suas dificuldades de desenvolvimento do trabalho a falta de recursos financeiros e de estrutura dos serviços de saúde, e a falta de tempo para um melhor atendimento. Percebemos que os profissionais em relação a alguns aspectos não conhecem as expectativas da clientela que atendem, e devido a isto tornam a assistência desqualificada, dificultando de certa forma que estas usuárias se beneficiem das ações preventivas e educativas de saúde, em função do distanciamento entre profissional e população usuária.

 

Mestrando: José Elemar de Freitas Noronha

Título da Dissertação: Educação na Perspectiva Construtivista: uma reflexão sobre a construção do conhecimento

Orientadora: Profª Drª Bettina Steren dos Santos

Banca: Profª Drª Bettina Steren dos Santos, Profª Drª Eunice Terezinha Piazza Gai, estas da UNISC, e a Profª Drª Maria Arleth Pereira, da UFSM.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 03 de maio de 2001

Palavras-chave: Construtivismo, interdisciplinaridade, autonomia.

RESUMO: O construtivismo é uma teoria que demonstra que as crianças constroem ativamente seus conhecimentos. Uma prática pedagógica construtivista é a que propicia essa construção, fazendo apelo às atividades que estimulam a experimentação, utilizando procedimentos de interação entre adultos e crianças e entre as próprias crianças. O professor construtivista é um companheiro e orientador e quem cria essa atmosfera de favorecimento da aprendizagem. É um grande desafio traduzir os princípios fundamentais do construtivismo em ações concretas e eficazes, estabelecendo, deste modo, uma ponte entre teoria e prática. Necessário se faz conhecer como se desenvolve o processo ensino-aprendizagem, como se constrói o conhecimento, a utilidade do uso da interdisciplinaridade e da pedagogia dos projetos, o auxílio e eficiência do uso da informática na educação, enquanto se planeja o desenvolvimento do ensino através do projeto didático-pedagógico. Prepara o aluno para a vida é desenvolver nele as habilidades, competências e responsabilidade social. Com habilidade, competência, tecnologia e criatividade, estaremos de alguma forma, contribuindo para esse novo tempo, o do século que, muito mais que do conhecimento, será o da educação, para que se possa aprender a fazer, aprender a conhecer, aprender a viver junto e aprender a ser. MORIN (1984) aponta para a necessidade de mudança de perspectiva diante dos fragmentos de um mundo que desponta para um novo milênio, com a preocupação da conciliação da humanidade com o cosmos, não a partir da síntese e da redução, mas da amplitude do pensamento e das ações, para se viver a complexidade. A busca do "ser" e do "saber" uno e múltiplo nos revela uma ciência que, mais do que a detentora de verdades absolutas e imutáveis, nos aponta para um caminho de novas descobertas e novas verdades que aceitam a complexidade como uma realidade reveladora, em que o ser humano é ao mesmo tempo sujeito e objeto de sua própria construção e do mundo. A pesquisa que segue, uma reflexão sobre a construção do conhecimento, visa saber como se desenvolve a prática dos professores na educação construtiva no Colégio Exponencial, os quais afirmam seguir uma proposta fundamentada nos princípios construtivistas.

 

Mestrando: César Augusto Müller

Título da Dissertação: Análise das Interação no Processo de Ensino e Aprendizagem em Educação a Distância

Orientadora: Profª Drª Bettina Steren dos Santos

Banca: Profª Drª Bettina Steren dos Santos, Profª Drª Nize Maria Campos Pellanda, estas da UNISC, e a Profª Drª Valdemarina Bidone de Azevedo, da PUC.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 04 de maio de 2001

Palavras-chave: Informática, educação, desenvolvimento regional.

RESUMO: A questão central deste trabalho é a reflexão sobre as modificações que estão sendo introduzidas nas reflexões sujeito-computador e sujeito-sujeito que utilizam o Correio Eletrônico como ferramenta de apoio durante um processo de ensino e aprendizagem. Através das características contextuais dos participantes desse projeto, realizamos um trabalho junto as escolas Dom Pedro, do Brasil e Colégio Casimiro de Abreu, do Uruguai, com o objetivo de analisar essas interações. Assim, tornou-se fundamental centrar nossa análise na participação e cooperação dos alunos e professores, bem como na compreensão dessas, dimensionando nosso estudo nas interações interindividuais nos contextos sócio-cultural de Lev Vygotsky e o epistemológico-genético de Jean Piaget. Com isso, procuramos encontrar reflexões significativas sobre a utilização desta tecnologia, visto que os contextos aqui apresentados diferem de modo substancial quanto a sua capacidade de impulsionar a atividade auto-estruturante do aluno, sem mencionarmos suas repercussões na construção do conhecimento autônomo. Durante nossas reflexões sistematizadas, ora para as potencialidades e/ou limitações das tecnologias emergentes, ora para seus desdobramentos, efeitos e aplicações, destacaram-se condições de ensino e aprendizagem interdisciplinares e em grupo que apontam para uma metodologia inovadora com um "novo" perfil de aluno - ao menos no nosso caso - ou seja, um ser social-histórico, espacialmente localizado.

 

Mestranda: Marilena Tanger Girardi

Título da Dissertação: Posições e Superposições de Papéis na Empresa Familiar: Família, Propriedade e Gestão

Orientador: Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann

Banca: Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann, Prof. Dr. João Carlos Furtado, estes da UNISC, e a Profª Drª Cláudia Tatiana da Graça Tondo, do Instituto da Empresa Familiar.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 23 de maio de 2001

Palavras-chave: Empresa família, modelo dos três círculos, desenvolvimento regional.

RESUMO: As empresas familiares ocupam grande parte do cenário econômico mundial, sendo hoje a forma predominante de empresa. Paradoxalmente o estudo acadêmico desta forma tão peculiar de empresa, revela-se frágil no sentido das poucas publicações científicas sobre o tema. O presente trabalho realizou uma investigação que possibilitou identificar e compreender como questões de estrutura organizacional e comportamental, nas empresas familiares superpõem-se com as demais funções de gestão e propriedade. Este trabalho teve seus dados coletados apartir da realização de entrevistas semi-estruturadas, num estudo de caso de abordagem descritiva, numa empresa familiar de Santa Cruz do Sul, no estado do Rio Grande do Sul. O foco desta pesquisa baseou-se no modelo dos três círculos, de Gersick, Davis, Hampton e Lansberg (1997), que descrevem a empresa familiar como composta por três subsistemas que são a família, a propriedade e a gestão e como estes subsistemas interagem entre si no dia-a-dia destas empresas. Verificou-se com o resultado da investigação percepções diferenciadas entre os diferentes agentes característicos da posição que os mesmos ocupam e suas respectivas interfaces entre família, propriedade e gestão. Enfatizou-se a preponderância do poder oriundo do entrelaçamento da família, propriedade e gestão em relação às funções estritamente de gestão, especialmente com relação ao poder e perspectivas profissionais dentro da empresa.

 

Mestranda: Fabiana Silveira Rathke

Título da Dissertação: Avaliação da qualidade da água em propriedades produtoras de tabaco nos Municípios de Gramado Xavier, Sinimbu e Santa Cruz do Sul, RS, Brasil, utilizando bioensaios

Orientador: Prof. Dr. Eduardo Alex Lobo Alcayaga

Banca: Prof. Dr. Eduardo Alex Lobo Alcayaga, Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, estes da UNISC, e o Prof. Dr. João Paulo Torres, da UFRJ.

Área de Concentração em Desenvolvimento:

Mestrando: João Carlos Gonçalves Tavares

Título da Dissertação: O papel das culturas oleaginosas em Pequena Propriedade de Produção Familiar, na Região do Vale do Rio Pardo: uma proposta de melhoria da qualidade de vida

Orientadora: Profª Drª Lourdes Teresinha Kist

Banca: Profª Drª Lourdes Teresinha Kist, Profª Drª Adriane de Assis Lawisch, estas de da UNISC, e o Prof. Dr. Celso Camilo Moro, da UFGRS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 06 de janeiro de 2000

RESUMO: O presente trabalho de mestrado consiste em apresentar uma discussão em tomo de propostas que promovam o desenvolvimento da Pequena Propriedade de Produção Familiar. Para isso apresenta-se um estudo em tomo de culturas não-tradicionais, as culturas especiais, apostando numa mudança de comportamento do pequeno produtor rural, que depende diretamente da produção familiar, Numa primeira parte, a dissertação estrutura-se, basicamente numa argumentação em torno da importância que a pequena propriedade de produção familiar encerra, tanto no fornecimento de alimentos, quanto nas estruturas sócio-econômicas, nas higiénico-sociais - relacionadas à saúde pública: dieta alimentar, bem como, fontes renováveis de energia, cujo resultado implicaria uma melhoria da qualidade de vida do Pequeno Produtor de Produção Familiar. A segunda parte da dissertação consiste em apresentar as quatro culturas especiais escolhidas, num estudo especifico, sendo elas: canola, gergelim, girassol e mamona. Um espetacular potencial oleaginoso, que, a partir do deslocamento de outras culturas e de uma crescente tendência do complexo agroindustrial, dentre outras variáveis que alteram o zoneamento agrícola- econômico, reorienta a produção para a exploração familiar, apostando em culturas produtivas, resistentes e duradouras, que contribuirão para o fortalecimento da viabilidade das Pequenas Propriedades de Produção Familiar.



Mestrando: Luiz Egon Richter

Título da Dissertação: A Ocupação Marginal do solo Urbano na sede do Município de Lajeado - RS

Orientador: Prof. Dr. Luiz Ernani Bonesso de Araujo

Banca: Prof. Dr. Luiz Ernani Bonesco de Araujo, Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Anderson Orestes Cavalcante Lobato, da Unisinos.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Político Institucional

Data da defesa da dissertação: 11 de janeiro de 2000

RESUMO: O presente trabalho tem como ponto nuclear de investigação, a ocupação marginal do solo urbano da cidade de Lajeado-RS, utilizando basicamente a metodologia hipotético-dedutivo, onde procuramos analisar as razões, os fatores que levaram a esta ocupação, partindo do fenômeno da urbanização em geral, especialmente a urbanização resultante da revolução industrial, sob a lógica capitalista, e os valores desta nova cultura urbana, partindo a análise do processo de urbanização da América Latina, do Brasil, do Rio Grande do Sul. Num segundo momento, abordamos a urbanização de Lajeado, especialmente os seus aspectos demográficos, econômicos e o processo de urbanização, enquanto que num terceiro momento, tratamos da urbanização formal e informal, estabelecendo uma distinção entre a primeira que se dá de acordo com o estabelecido na ordem jurídica e, a segunda, que se dá a margem da ordem jurídica, concluindo que são razões de ordem econômica, política e cultural, que levam a ocupação marginal do solo urbano. A primeira, decorrente da própria lógica do capitalismo, a segunda, decorre da articulação política interna e dos interesses em jogo enquanto que a terceira, é decorrência da própria produção e reprodução da cultura a respeito do uso do solo urbano.



Mestrando: Leonel Piovezana

Título da Dissertação: Educação e cultura na terra indígena Xapecó

Orientador: Prof. Dr. Inácio Helfer

Banca: Prof. Dr. Inácio Helfer, Profª Drª Bettina Steren dos Santos, estes da UNISC, e a Profª Drª Arlene Anelia Renk, da UNOESC.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 14 de janeiro de 2000

RESUMO: Educação e Cultura na Terra Indígena Xapecó, tema desse trabalho, fruto de cinco anos de estudos e pesquisas com o povo Kaingang e Guarani busca realizar uma apresentação sistemática da Cultura e Educação, vivenciadas pelos habitantes da Terra Indígena Xapecó. Tomando por base a comunidade Kaingang da Terra Indígena Xapecó, localizada nos municípios de Entre Rios e Ipuaçu, Oeste do Estado de Santa Catarina, e tendo presente, uma expressiva pesquisa bibliográfica, tecemos, a priori, um quadro referência geral, situando os Kaingang e Guarani entre as sociedades indígenas da América, localizando-os geográfica, histórica e lingüisticamente, apresentando os traços fundamentais da cultura e da educação formal e não formal desses povos, caracterizando o saber produzido através de suas culturas e da cultura dominante, através dos mecanismos de colonizações e de explorações dos recursos humanos e naturais. Estabelecidos esses marcos, o cerne da presente pesquisa constitui-se na organização educacional da Terra Indígena Xapecó, buscando esclarecer os processos de resgate da cultura, da atuação da educação formal, sob a responsabilidade do MEC, FUNAI e do Estado de Santa Catarina, bem como da nova proposta para uma educação diferenciada, bilíngüe, intercultural e específica, elaborada pelas comunidades indígenas, através do NEI, Núcleo de Educação Indígena. Finalmente, o trabalho dedica particular atenção aos aspectos da Educação Escolar Indígena, a nosso ver, principal responsável pelas transformações sócio-econômicas, educacionais e políticas da Terra Indígena Xapecó.



Mestranda: Renata Becker Jucá

Título da Dissertação: Gravidez da Adolescente em Santa Cruz do Sul: um estudo baseado na Teoria dos Sistemas Ecológicos

Orientador: Prof. Dr. Ruy Jornada Krebs

Banca: Prof. Dr. Ruy Jornada Krebs, Prof. Dr. Inácio Helfer, estes da UNISC, e Profª Drª Marlene da Silva Mello Dockorn, do Centro Universitário Franciscano Santa Maria.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Político-Institucional

Data da defesa da dissertação: 23 de março de 2000

RESUMO: É crescente a preocupação com o aumento da incidência da gravidez em adolescentes cada vez mais jovens. Para entender a real situação da adolescente grávida, seus conhecimentos, sentimentos e perspectivas para o futuro e as relações familiares, realizou-se a presente pesquisa. O modelo metodológico foi baseado na Teoria dos Sistemas Ecológicos do Desenvolvimento Humano, de Urie Bronfenbrenner. Foram analisadas, através de questionário e entrevistas individuais, dez adolescentes e suas mães, residentes na cidade de Santa Cruz do Sul. Na maioria dos casos a gravidez foi inesperada, tendo ocorrido por falta de conhecimento, não uso de métodos anticoncepcionais e condutas próprias do adolescente, gerando momentos iniciais de grande sofrimento. Constatou-se que a reação das mães foi de apreensão e surpresa, e dos pais de desaprovação e revolta, porém todos apoiaram as filhas. Para o futuro, a maioria das adolescentes terão coabitação conjugal com os pais dos bebês, ficando os seus projetos de estudo ou de trabalho adiados ou cancelados. Na análise dos dados, conforme metodologia utilizada baseada na Teoria dos Sistemas Ecológicos, o microssistema , no ambiente familiar dessas adolescentes, mostrou que as díades não foram estabelecidas e os papéis não representados, ocasionando um microssistema negativo para o desenvolvimento das adolescentes, fator importante para a ocorrência da gravidez inesperada. Não foram formados vínculos nem papéis nas ligações do mesossistema, representado pela escola e pelo posto de saúde, mostrando um meso e um exossistema fraco. Também o macrossistema, por falta de políticas públicas apresenta-se ineficiente. Sugere-se políticas de intervenção e implementação de programas de educação sexual, serviços de atendimento especial para adolescentes, acesso e orientação a métodos contraceptivos para adolescentes de ambos os sexos, além de incentivo à formação de vínculos afetivos fortes, tanto no ambiente familiar quanto na escola.


 

Mestranda: Sandra Mara Mayer

Título da Dissertação: Comportamento Agressivo em Escolares de 1ª a 8ª série do Ensino Fundamental de Santa Cruz do Sul: uma abordagem através da Teoria dos Sistemas Ecológicos

Orientador: Prof. Dr. Ruy Jornada Krebs

Banca: Prof. Dr. Ruy Jornada Krebs, Prof. Dr. Inácio Helfer, estes da UNISC, e Profª Drª Cleonice Reche, da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 24 de março de 2000

RESUMO: Este estudo foi orientado pelo modelo pessoa-contexto descrito por Bronfenbrenner (Krebs, 1997). O trabalho investigou o comportamento agressivo em 357 escolares na faixa etária de 7 a 14 anos, de ambos os sexos, nas escolas estaduais, municipais e particulares do Ensino Fundamental do Município de Santa Cruz do Sul, do centro e da periferia. Para recolha das informações, foi utilizada amostragem probabilística estratificada proporcional, com aplicação de um questionário (Olweus, 1989), em que se procurou conhecer a perspectiva dos alunos, expressa nas suas respostas. O questionário engloba 32 questões organizadas em 4 blocos relativos a: dados sócio-demográficos; agressões sofridas; práticas agressivas. Verificou-se que 85% dos alunos sofreram agressões e que, quanto ao tipo de agressões sofridas foi predominante a verbal. É o recreio, o momento de maior incidência das agressões sofridas. Quanto as características dos agressores, observou-se que estes são mais velhos. Verificou-se, ainda, que quando os professores cientificam-se das agressões, há a predominância de interferência em 73%, na tentativa de impedir os atos agressivos, e a maioria deles conversa com os agressores para interromper ou resolver as disputas. Também constatou-se que existe maior agressividade nas escolas do centro que da periferia. Como conclusão pode-se dizer que agressividade no contexto escolar é uma realidade em Santa Cruz do Sul, e propõe-se que se busque uma ação pedagógica-social. A conclusão também aponta as raízes da agressão, que se estendem, provavelmente, além do microssistema escola, para o que se justifica uma ação integrada de todos os setores da sociedade, a fim de combater a agressividade no contexto escolar.



Mestrando: Ronaldo Guedes de Lima

Título da Dissertação: Práticas Alternativas e Convencionais na Cultura de Fumo Estufa: estudo de casos

Orientador: Prof. Dr. Miguel Angel Vassallo

Banca: Prof. Dr. Miguel Angel Vassallo, Prof. Dr. Reinaldo Ignácio Adams, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Sérgio Roberto Martins, da UFPEL.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 24 de março de 2000

RESUMO: O presente estudo tematiza as opções tecnológicas que se colocam para a agricultura sob a luz de distintos enfoques: o convencional e o alternativo. O primeiro enfoque, também denominado de modelo moderno, entranhou-se na sociedade industrial européia a partir do final do século XVIII e início do século XIX. De lá para cá, os aspectos apropriacionistas dos meios naturais da agricultura foram cada vez mais disseminando-se, até atingir o seu marco dilapidador das condições sócio-econômicas e ambientais dos agricultores pobres em recursos. Embasados no paradigma da Revolução Verde, os setores industriais da agricultura formataram então um padrão tecnológico profundamente dependente e destrutivo. Não menos distante, verifica-se no espaço regional do Vale do Rio Pardo, predominantemente conectado à atividade industrial fumageira, forte relação de dependência e submissão dos agricultores em relação às empresas processadoras de matéria-prima. Percebe-se também o uso massivo de agroquímicos para viabilização das lavouras. Nesse particular, os agrotóxicos registram casos de morbidade entre trabalhadores. Ademais, as práticas de manejo convencional revelam-se impróprias às condições edáficas das unidades agrícolas. Nota-se, portanto, perda da capacidade produtiva do solo, poluição e desflorestamento. A par desta situação, surgem no espaço regional ainda tímidas iniciativas tecnológicas de base alternativa, destinadas à produção de mudas e condução da lavoura de fumo. Esta tentativa de quebra do ciclo vicioso dos agroquímicos partiu de produtores precursores, que desejam a diminuição de gastos com os insumos externos e preservação da saúde familiar e ambiental. Considerando esses aspectos e a contribuição sócio-econômica da solanácea para o desenvolvimento regional, depreendeu-se a necessidade de estudar detalhadamente o processo produtivo da cultura do fumo estufa sob os enfoques alternativo e convencional, no sentido de trazer elementos plausíveis de compreensão sobre ambos os sistemas. Em um total de nove unidades produtoras estudadas, buscou-se coletar informações de ordem econômica, financeira e tecnológica, que propiciassem uma discussão comparativa entre os diferentes padrões tecnológicos. Deste estudo conclui-se a necessidade premente de os produtores buscarem a organização de classe, a diversificação dos cultivos (com integração de atividades criatórias), diminuição do módulo de produção de fumo, além de darem prosseguimento às práticas de manejo alternativo, já que as mesmas induzem a um menor gasto monetário e contribuem na segurança sanitária das pessoas e do meio ambiente.



Mestranda: Rosí Cristina Espindola da Silveira

Título da Dissertação: Rede de Reciclagem de Papel a partir de santa Cruz do sul (RS)

Orientador: Prof. Dr. Antônio Libório Philomena

Co-orientador: Prof. Dr. William Hector Gomez Soto

Banca: Prof. Dr. PhD. Antônio Libório Philomena, Prof. Dr. William Hector Gomez Soto, Profª Drª Adriane de Assis Lawisch, estes da UNISC, e Prof. Dr. Luiz Felipe Nascimento, da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 30 de março de 2000

RESUMO: A presente pesquisa aborda as relações existentes na rede de reciclagem de papel e papelão em Santa Cruz do Sul (RS), bem como suas inter-relações com o processo de desenvolvimento regional no Vale do Rio Pardo. Procurou-se entender a forma como ela está estruturada, como ela se rearticula em um sistema aberto e complexo, como também a sua potencialidade para o processo de desenvolvimento regional. Os principais fatores investigados dessa rede são: seus agentes propulsores, os fluxos de matéria e energia e as políticas públicas voltadas para a gestão dos resíduos sólidos urbanos. Como forma de subsidiar os trabalhos desenvolvidos, fez-se uma revisão bibliográfica sobre o comportamento do ser humano em relação aos seus resíduos ao longo da história, sobre a produção e as formas de gestão de resíduos sólidos urbanos, como também sobre o processo industrial de reciclagem de papel e seu respectivo mercado, tanto em nível nacional como internacional. Quanto à rede de reciclagem, ela foi considerada como um produto de relações sociais e ambientais, que se interagem, formando um todo organizado. Para tanto, utilizou-se a concepção sistêmica como forma de apreender a complexidade inerente a essa rede e o Método Sinfonia, a fim de buscar perspectivas para a mesma. Para isso, foi necessário abrir a "caixa-preta" dessa imbricada rede, ou seja, conhecer muito mais do que nela entra (input) e sai (output), a fim de extrair suas potencialidades para o processo de desenvolvimento regional.


 

Mestranda: Seli Flesch

Título da Dissertação: A Inclusão do Portador de Deficiência Visual no Sistema de Ensino Regular: desafios e perspectiva

Orientadora: Profª Dra. Bettina Steren dos Santos

Co-orientadora: Profª Ms. Giana Diesel Sebastiany

Banca: Profª Drª Bettina Steren dos Santos, Profª Ms. Giana Diesel Sebastiany, Profª Drª Ingrid Marianne Baecker, estas da UNISC, e Profª Drª Ida Mara Freire, da UFSC.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 30 de março de 2000

RESUMO: Na presente pesquisa, propomos investigar a inclusão dos portadores de deficiência visual no ensino regular, os desafios e as perspectivas que envolvem o tema. Portadores com deficiência visual e alunos videntes não compartilhavam os espaços na rede de regular de ensino da região. A partir de 1991, iniciou a preocupação de tal situação, uma vez que a primeira aluna cega retornou do Instituto Santa Luzia, (Porto Alegre), onde estudava sob a forma de internato. Assim, foi instalada a 1ª sala de recursos, junto a E.E. de 1º Grau Santa Cruz, dando início ao trabalho pedagógico com alunos portadores de deficiência visual. Vários alunos procuraram o atendimento na sala de recursos e, sempre que possível, foram encaminhados para turmas do ensino regular. Neste trabalho propomos verificar, nas escolas de ensino regular, a relação dos alunos portadores de deficiência visual com professores, colegas e direção das respectivas escolas. Através da pesquisa qualitativa e descritiva, utilizando como instrumentos para levantamento de dados, a visita às escolas e entrevistas abertas, (com os alunos, colegas, professores e direção), coletamos informações necessárias para conhecer a realidade destes alunos na rede de ensino regular. Entre as informações levantadas está a de que a inclusão ainda é utopia nas escolas da rede de ensino regular. Os alunos cegos ou com visão-subnormal são recebidos pela direções sem o conhecimento sobre a deficiência e suas peculiariedades, bem como desconhecendo os aspectos legais que envolvem a questão. O relato das direções de escola revela espírito de solidariedade e bom senso ao receber o aluno na escola; o gesto, entretanto, parece não estar associado ao direito do aluno de participar dos espaços que a sociedade oferece. Em relação ao espaço físico da escola, percebe-se que a escola não está preparada para receber os alunos diferentes. Quanto aos professores do ensino regular, nota-se que estes recebem os alunos sem conhecimento de causa. O trabalho pedagógico prioriza o repasse do mesmo conteúdo para todos os alunos. Existe grande preocupação com as avaliações, com o produto do trabalho, deixando o processo e o crescimento do aluno, num segundo plano. Entre os colegas de turma, notamos a naturalidade com que tratam a deficiência. Se relacionam muito bem, apesar de desconhecerem as causas da mesma. O sentimento de solidariedade está muito presente. Acreditamos que, com esta pesquisa, iniciamos uma reflexão em nível regional sobre a integração dos alunos portadores de deficiência visual. No decorrer do tempo em que trabalhamos com alunos portadores de deficiência visual, percebemos que eles existem na sociedade e muitas vezes não buscam o atendimento porque falta a informação necessária aos cidadãos que necessitam do atendimento específico na área, e desconhecem as possibilidades existentes.


 

Mestranda: Bianca Inês Etges

Título da Dissertação: Pequenas Agroindústrias Familiares de Conservas e Compotas: estudo de casos

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Reinaldo Ignácio Adams

Banca: Prof. Dr. Reinaldo Ignácio Adams, Prof. Dr. Valter José Stulp, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Egon Roque Fröhlich, da Unisinos.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 26 de abril de 2000

RESUMO: A região do Vale do Rio Pardo se caracteriza por sua economia predominantemente agrícola. Porém, muitos agricultores, que antes produziam gêneros alimentícios para subsistência, especializaram-se na produção de fumo e outras iniciaram a implantação de pequenas agroindústrias de conservas e compotas. Considerando pois, que a pequena agroindústria de regime familiar se constitui em uma alternativa de geração de renda, na medida em que diversifica e agrega valor à produção, o presente estudo de caso buscou proceder a uma análise de sua viabilidade econômica. Foram delimitadas como objeto de estudo as agroindústrias familiares localizadas no distrito de Monte Alverne, Santa Cruz do Sul. Entre maio e junho de 1999 foram visitadas 05 agroindústrias, para coleta de informações, descrição e posterior análise dos seguintes aspectos: estrutura física, equipamentos, matéria-prima, sistema de empregados, registro, assistência técnica, associativismo, aspectos higiênicos, destino do lixo, tecnologia de produção, comercialização e movimentação financeira. Deste estudo concluiu-se que a agroindústria é uma alternativa viável economicamente e que deve ser estimulada pelas entidades que trabalham com produtores rurais. Igualmente importante é o estímulo ao associativismo, prática inexistente entre as agroindústrias pesquisadas, mas que poderia incrementar sua viabilidade econômica.



Mestrando: Adilson Rosa Freitas

Título da Dissertação: O Estudo do Perfil doa Associados de Cooperativas de Trabalho da Região do Vale do Rio Pardo - RS

Orientador: Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann

Co-orientador: Prof. Ms. César Hamilton Brito Góes

Banca: Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann, Prof. Ms. César Hamilton Brito Góes, Prof. Dr. Inácio Helfer, estes da UNISC, e o Prof. Dr. José Odelso Schneider, da Unisinos.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 27 de abril de 2000

RESUMO: Este trabalho corresponde a um estudo sobre o perfil dos associados de 6 cooperativas de trabalho da região do vale do Rio Pardo, no Estado do Rio Grande do Sul e a forma de interação e participação destas na sociedade. A pesquisa corresponde a um estudo descritivo e compreendeu uma amostra de 122 cooperativados de um total de 166 sócios ativos. Verificou-se que as cooperativas de trabalho, objeto deste estudo, são constituídas por pessoas com baixa escolaridade e desqualificadas para as atuais exigências do mercado formal de trabalho. A renda obtida pelos cooperados, em forma de repasse pelo serviço prestado, é baixa, situando-se em níveis que dificultam a auto-estima e sobrevivência do associado. Neste contexto os cooperativados buscam trabalho através das cooperativas como alternativa de sobrevivência por falta de oportunidades melhores de trabalho. A pesquisa destaca o relevante papel social destas organizações que resgatam do estado de marginalidade social pessoas que estão excluídas e desempregadas, restituindo-lhes a dignidade humana de sentirem-se úteis contribuindo para suas comunidades. Porém, alerta-se para a necessidade do desenvolvimento de um processo cooperativista e de qualificação profissional do quadro social, sob pena de ver-se esta alternativa de trabalho e renda fracassar.



Mestrando: Silmo Schüler

Título da Dissertação: Estudo da qualidade da água dos arroios Sampaio, Grande e Bonito e dos solos das lavouras circunvizinhas, no Município de Mato Leitão, RS, Brasil

Orientador: Prof. Dr. Eduardo Lobo Alcayaga

Banca: Prof. Dr. Eduardo Lobo Alcayaga, Profª Drª Lourdes Kist, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Albano Schwarzbold, da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 12 de maio de 2000

RESUMO Os resultados obtidos do monitoramento ambiental dos arroios Sampaio, Grande e Bonito, localizados no Município de Mato Leitão, RS, Brasil, realizados pela Universidade de Santa Cruz do Sul durante os anos de 1995 a 1996, indicaram que a qualidade de suas águas apresentaram uma elevada poluição orgânica, tendo sido classificadas na Classe 4 do Conselho Nacional do Meio Ambiente (CONAMA), que corresponde a águas de má qualidade. Verificou-se que as altas concentrações de matéria orgânica eram devido ao despejo, nos corpos da água, do esterco produzido nas criações de suínos e bovinos. A prefeitura de Mato Leitão, consciente do problema, optou, em 1998, pela implementação de um programa de manejo destes resíduos. Visando a avaliação do programa, no período de dezembro de 1997 a novembro de 1998, excursões científicas mensais foram feitas nos arroios, objetivando o monitoramento da qualidade das águas dos mesmos, a partir da medição de variáveis físicas e químicas importantes como parâmetros de avaliação ambiental. Os resultados indicaram que o programa implementado nas 450 propriedades rurais que compreendem as três bacias hidrográficas, foi altamente eficiente, tendo diminuído significativamente a poluição orgânica da água bem como a carga de sólidos totais transportada pelos arroios. Espera-se que as condições ambientais destes cursos da água se tornem cada vez mais propícias, tanto para o abastecimento doméstico quanto para o lazer e a manutenção e diversificação da vida aquática.



Mestranda: Rosalice Silva Spies

Título da Dissertação: O processo de especialização produtiva da Microrregião Fumicultora de Santa Cruz do Sul - RS

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker

Co-orientador: Prof. Dr. Adelar Fochezatto

Banca: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker, Prof. Dr. Adelar Fochezatto, estes da UNISC, e a Profª Drª Maria Alice Lahorgue, da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 03 de julho de 2000

RESUMO: O presente trabalho tem como finalidade definir os fatores políticos, econômicos, sociais e culturais que no processo de desenvolvimento da Microrregião Fumicultora de Santa Cruz do Sul - RS, possibilitaram e influenciaram na especialização produtiva regional. Para tanto, fez-se um resgate do processo de desenvolvimento histórico desta Microrregião através de pesquisas em vários livros que abordam o assunto, bem como coleta de dados em correspondências e estatísticas da época. Além disso, este olhar crítico e minucioso nos acontecimentos passados, permitiu o conhecimento das limitações e potencialidades locais que poderão instrumentalizar os atores políticos regionais na definição dos setores produtivos propícios à alocação de investimentos. Os resultados obtidos com este trabalho apontam como principais fatores determinantes da especialização produtiva regional a falta de uma política de crédito rural até o ano de 1965; o financiamento e custeio da safra pelas empresas fumageiras multinacionais (a partir de 1920), bem como a vinda destas empresas para a região trazendo novas tecnologias produtivas que possibilitaram a qualificação e melhor produtividade do produto local, adequando-o às exigências do mercado internacional; o bom preço pago pelo fumo em relação aos demais produtos agrícolas regionais como feijão, batata, mandioca, milho e etc.; a escassez de capital e mão - de - obra abundante, já que o fumo é uma cultura intensiva em trabalho e se adapta às condições climáticas e geográficas da região; a instituição da Associação dos Fumicultores do Brasil, que implantou o seguro mútuo e assim diminuiu os riscos da produção desta cultura.



Mestranda: Rosmari Terezinha Cazarotto

Título da Dissertação: Desenvolvimento Sustentável: o Paradigma Territorial

Trabalho completo

Orientadora: Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges

Co-orientadora: Dr. Álvaro Luiz Heidrich

Banca: Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, Prof. Dr. Álvaro Luiz Heidrich, Prof. Dr. Inácio Helfer, estes da UNISC, e a Profª Drª Edvânia Torres Aguiar Gomes, da UFPE.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 24 de julho de 2000

RESUMO: O debate sobre a possibilidade da região, enquanto espaço vital, apresentar-se como principal sujeito do desenvolvimento sustentável, é o tema central dessa dissertação. Para o desenvolvimento dessa pesquisa bibliográfica foram analisados os pressupostos, bem como, a origem do conceito de desenvolvimento sustentável, o qual parte da discussão sobre a insustentabilidade do modelo de desenvolvimento vigente. Para tanto, o debate fundamentou-se na questão ambiental, social e territorial. Verificou-se a possibilidade de fazer uma relação entre a concepção de espaço vital - Lebensraun de Friedrich Ratzel (1844-1904), com as novas perspectivas paradigmáticas do final do século XX, em termos de território. Como resultado verificou-se duas tendências atuando na correlação de forças em busca do desenvolvimento sustentável: as forças globais, que se movimentam através de redes e, as forças locais que tentam estabelecer relações com os territórios contíguos. Para tanto, constatou-se que a região, na perspectiva do espaço vital constitui-se como o sujeito do desenvolvimento sustentável, no qual as necessidades da vida apresentam-se como prioridade.



Mestranda: Flávia Hoelzel

Título da Dissertação: O trabalho precoce e projetos de vida: um estudo em crianças e adolescentes do meio rural de Santa Cruz do Sul

Orientador: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira

Banca: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira, Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, estes da UNISC, e o Prof. Dr. Renato Paulo Saul, da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 24 de julho de 2000

RESUMO: A dissertação intitulada "Trabalho Precoce e Projetos de Vida: um estudo em crianças e adolescentes do meio rural de Santa Cruz do Sul" analisa como a inserção precoce no trabalho nas lavouras de fumo em Santa Cruz do Sul interfere na decisão sobre o cancelamento da educação formal dos jovens do meio rural. A atual pesquisa, entendida, segundo Moll (1998), como "ação fundante da ciência através de processos de aproximação, inserção, compreensão e (re)construção da realidade", estabeleceu-se na interseção da realidade do homem do campo, nos seus laços de parentesco, Alavi (1973), nas implicações de uma ideologia englobante à qual está subordinado e que norteia sua rede de significados simbólico-valorativos, acerca do trabalho infantil e das políticas públicas existentes nas comunidades rurais. São abordadas as intersecções (as relações) do modelo econômico regional, a ideologia que o sustenta e a prática de políticas públicas voltadas para a infância e a juventude na determinação do fenômeno. Impregnada de uma conotação cultural-valorativa, a manutenção do trabalho infanto-juvenil é reforçada através da ideologia das agroindústrias do fumo e da dependência econômico-financeira dos produtores rurais, bem como da insuficiente e inadequada rede de serviços públicos existente na zona rural, principalmente na área da educação. O estado inercial em que se encontram todos os envolvidos no processo, denota a naturalidade com que tal situação aparece aos olhos da sociedade em geral, não ocupando lugar central e constelador de significados nos problemas sociais cotidianos. A modernidade e seu conseqüente avanço tecnológico, gerando um aumento da arrecadação de tributos e da renda per capita do município, não tem favorecido ou melhorado o nível de qualidade de vida dos produtores rurais, através de uma rede de serviços públicos mais condizentes com a realidade. A participação ativa de crianças e adolescentes nas etapas do processo do plantio de fumo se, por um lado, visa assegurar o aumento da renda familiar, por outro, penaliza aqueles em diversas áreas do seu desenvolvimento bio-psico-sócio-cultural. As tensões constituídas em formas de resistência ao englobamento ideológico e econômico das fumageiras, paralelamente ao surgimento dos dispositivos legais em prol do direito à educação formal de crianças e adolescentes ao longo da década de 90, têm fecundado projetos alternativos no combate ao trabalho infanto-juvenil e ao abandono precoce da escolaridade no meio rural. Porém, a precária oferta, por parte do Estado, de uma rede de serviços na área da educação fundamental para os moradores da área rural, desde os tempos da imigração alemã em nosso município, tem contribuído para o não- reconhecimento da educação como ferramenta de valor ilimitado na vida de um indivíduo. O (re)conhecimento da história, valores, sentimentos da população em geral, principalmente, da população infanto-juvenil do meio rural, visa redefinir as relações desta com o poder público, avançando na perspectiva de uma nova posição no cenário político, cultural e econômico. Busca-se tornar passado o processo de inclusão nos moldes em que se encontra, para então promovê-la em um novo formato e conteúdo.Com intenção provocativa, novas questões surgem no campo da pesquisa, (re)significando e (re)alocando antigas e costumeiras concepções, na tentativa de aproximar o tema "trabalho infanto-juvenil e educação de crianças e jovens no meio rural com abandono precoce da formação escolar" às discussões do cotidiano. São elencadas algumas alternativas, visando possibilitar melhores condições quanto à formação bio-psico-sócio-cultural e quanto à qualificação profissional, de forma que o direito de ser criança e a posterior vivência da sua juventude passem a ser postulados básicos e inerentes a toda uma classe até o momento esquecida.



Mestranda: Suzane Beatriz Frantz Krug

Título da Dissertação: A condição de acidentado grave do trabalho no município de Santa Cruz do Sul - RS

Orientador: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira

Banca: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira, Prof. Dr. Inácio Helfer, estes da UNISC, e a Profª Drª Denise Elvira Pires de Pires, da UFSC.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 28 de julho de 2000

RESUMO: Ao abordar esse tema, o presente trabalho teve como propósito, empreender uma investigação, que tivesse condições de entender e esclarecer a condição de trabalhador acidentado. É sabido previamente, a partir de estudos anteriores, a magnitude de fatores que podem influenciar e conduzir a trajetória deste trabalhador, a partir do evento acidentário. Esta pesquisa contou com a colaboração de indivíduos pertencentes a diferentes segmentos sociais, e que apresentam ou apresentaram convivência com o acidentado, possuindo, por este motivo, condições de visualizar esta questão sob a ótica do segmento a que pertence e das representações que elaboram a respeito. Para tanto, integraram este estudo, além do acidentado do trabalho, um membro da família, um representante da empresa onde o trabalhador sofreu o acidente e um colega de trabalho. Foram analisados os casos de indivíduos que sofreram acidente do trabalho com seqüelas físicas graves, ocorridos em empresas do município de Santa Cruz do Sul nos anos de 1997 e 1998. Este trabalho trata-se de um estudo descritivo-analítico-exploratório com abordagem qualitativa, sendo que a análise de conteúdo foi realizada através da análise temática e o instrumento de coleta de dados aplicado foi do tipo entrevista semi-estruturada. Foram investigadas as questões a respeito das seqüelas e implicações físicas, sociais, afetivas e profissionais e as conseqüências para o desempenho das suas atividades laborais e sociais, bem como os aspectos relacionados à sua reconstrução de vida. Verificou-se que, no âmbito das relações sociais, determinadas pelo sistema capitalista, e revestidas pelo caráter utilitário, despontou o preconceito que passou a permear as relações com estes indivíduos e o valor estético e produtivo que o corpo, a partir de então, assumiu. Assim, os acidentados foram identificados como pessoas incapazes para o trabalho e para a vida social, sendo prejudicados diretamente em suas relações, sofrendo brutalmente com esta situação. Pode-se considerar, que, apresentou-se de maneira evidente nas falas dos segmentos colaboradores, diversas situações de descaso e indiferença. Percebeu-se que a sociedade, de maneira geral, não está preparada para elaborar estratégias de entendimento do que é ser e estar nesta condição.



Mestranda: Regiane Heinrichs Mallmann

Título da Dissertação: Enquadramento das águas superficiais da Bacia Hidrográfica Boa Vista, RS, Brasil

Orientador: Prof. Dr. Eduardo Lobo Alcayaga

Banca: Profª Drª Adriane de Assis Lawisch, Profª Drª Lourdes Teresinha Kist, estas da UNISC, e o Prof. Dr. Willi Bruschi Junior, da ULBRA.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 11 de agosto de 2000

RESUMO: Este estudo tem por objetivo contribuir e subsidiar o processo de gerenciamento das águas da bacia hidrográfica do arroio Boa Vista, RS, Brasil, através do conhecimento, análise e avaliação da qualidade, disponibilidade e demanda de água superficial, sua variação temporal e espacial, bem como os fatores condicionantes desta variação. Espera-se que estas informações, num futuro próximo, possam permitir aos diferentes usuários da água a programação de suas demandas de acordo com a disponibilidade e o enquadramento desses recursos hídricos, de forma a garantir a distribuição racional entre os vários usuários desta região. Para o levantamento da qualidade das águas utilizou-se a medição de variáveis químicas (oxigênio dissolvido, demanda bioquímica de oxigênio e fosfato total) e biológicas (número mais provável de coliformes fecais), em acordo com a Resolução 20 do CONAMA. O levantamento dos usos da água e do solo foi descrito através de dados referentes ao estudo do sistema Taquari-Antas, realizado pela Magna Engenharia Ltda (1997). A identificação dos interesses da sociedade foi realizada através da distribuição de trezentos e sessenta questionários divididos em duas categorias: o grupo de usuários da água e o grupo representante da sociedade civil dos nove municípios pertencentes à área da bacia hidrográfica do arroio Boa Vista. A principal conclusão refere-se à qualidade atual das águas superficiais, que foi determinada como classe 3, conforme resolução CONAMA 20/86, particularmente no trecho inferior, correspondente à foz do arroio Boa Vista com o rio Taquari. Esta classe não é compatível com os usos priorizados pela Sociedade, como lazer e turismo (recreação de contato primário, camping e pesca). Para estes usos, as águas superficiais da bacia hidrográfica do arroio Boa Vista devem necessariamente ser enquadradas na classe 2 do CONAMA, devendo, portanto, ocorrer uma significativa melhora na qualidade das águas desta bacia.



Mestrando: Fridolino Roberto Schneider

Título da Dissertação: Estudos dos Grupos de Convivência da Terceira Idade de Santa Cruz do Sul

Orientador: Prof. Dr. Inácio Helfer

Banca: Prof. Dr. Inácio Helfer, Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, Prof. Ms. João Aníbal Goettems dos Santos, estes da UNISC, e a Profª Drª Maria Carmem Silveira Barbosa, da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 11 de agosto de 2000

RESUMO: Este trabalho visou investigar formas de convivência existentes nos grupos de convivências de idosos da região Urbana de Santa Cruz do Sul. Para tanto, realizou-se um estudo sobre o tema no período de março a novembro de 1998. Em uma primeira etapa foi feito um estudo bibliográfico e o levantamento de dados nos nove grupos existentes visando à caracterizá-los. Em uma segunda etapa, realizou-se um levantamento de dados em dois grupos selecionados, Recordar é Viver e Margarida Aurora, localizados nos extremos da hierarquização social do município de Santa Cruz do Sul, representando os grupos de classe alta e de classe popular, respectivamente. Nesta etapa, utilizou-se o método de pesquisa de estudo comparativo juntamente com observação participante, analisados os resultados, constatou-se que as principais formas de convivência do grupo Recordar é Viver são: dança, cantos, ginástica, hidroginástica, desfiles, chás, jantares.

Mestrando: Fernando Oliveira Noal

Título da Dissertação: O movimento ecologista no Rio Grande do Sul - uma abordagem histórico-social de sua trajetória no período 1970-1995

Orientador: Prof. Dr. Renato Paulo Saul

Banca: Prof. Dr. Renato Paulo Saul e Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, estes da UNISC e Prof. Dr. José Renato Duarte Fialho, da UFSM.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 08 de janeiro de 1999

RESUMO: Esta dissertação de mestrado constitui-se em uma investigação histórica sobre o movimento social denominado movimento ecológico, ecologista ou, ainda, ambientalista. Com este estudo, procurou-se delimitar as origens deste movimento, primeiramente numa escala internacional e depois nacional e, a partir desta delimitação, identificar os aspectos que influenciaram as articulações dos grupos que passaram a atuar de forma organizada no Estado do Rio Grande do Sul a partir do inicio da década de 70 e que foram precursoras de outras iniciativas deste porte no resto do país. Os desdobramentos destas iniciativas, organizadas na forma de movimento social, no decorrer das últimas três décadas, permitiram várias constatações sobre a atuação, a influência e os benefícios derivados das iniciativas de pessoas e entidades que tornaram o Estado do Rio Grande do Sul uma referência nacional, e mesmo internacional, pelo pioneirismo em relação às preocupações ambientais e às atitudes relacionadas à construção da cidadania.




Mestrando: Moacyr Pinto da Rocha  Filho

Título da Dissertação: A empresa familiar e a distribuição dos produtos industrializados: um estudo de caso da Filler S.A de Santa Cruz do Sul

Orientador: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker

Banca: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker, Prof. Dr. Reinaldo Ignácio Adams e Prof. Ms. Blasius Silvano Debald, da UNISC e Prof. Dr. Egon Roque Fröhlich, da Unisinos.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 21 de janeiro de 1999

RESUMO: O objeto do presente estudo de caso é a distribuição dos produtos industrializados, usando o exemplo da empresa familiar FILLER S/A de Santa Cruz do Sul. A opção metodológica é o estudo de caso da empresa FILLER S/A no tocante a questão da distribuição de seus produtos industrializados, tendo como suporte teórico, obras e autores que fazem menção ao tema dos instrumentos da história oral através de entrevistas narrando a história de suas vidas e da empresa. As pessoas entrevistadas tem ligação com a história da empresa uma vez que além de serem sucessores diretos dos fundadores, fazem parte da administração atual, perpetuando-se como a quarta geração no gerenciamento da FILLER S/A. Ao estabelecer as questões que motivaram a realização de uma pesquisa, busca-se inicialmente, identificar dentro do nosso contexto regional, algo que fosse vital no sentido de promoção de desenvolvimento econômico e social. Daí uma reflexão sobre as bases de nossa economia, o resgate do passado até o cenário atual, onde profundas mudanças vislumbram-se. A economia Santacruzense, centrada na produção de fumo, revela muita insegurança e problemas para o futuro. À princípio a análise de que uma economia centrada em uma só fonte, é frágil sob o ponto de vista da solidez e manutenção de crescimento. Daí a opção pela diversificação como forma de sustentação e crescimento da região. A partir desta constatação, analisa-se e interpreta-se o que é uma empresa, sua base inicial e o que realmente é essencial para sua perpetuação. Ficou evidente que não basta uma idéia produtiva para se criar uma empresa. É imperativo saber como distribuir seus produtos, isto é, chegar ao resultado final, que é a sua aplicação, seu consumo, sua utilização. Para melhor entendimento de todo esse processo, elegeu-se a empresa FILLER S/A, por representar um importante exemplo de diversificação para a região, por sua estrutura familiar sedimentada e, especialmente, por que tem na distribuição de seus produtos toda a sua atenção, entendendo a utilização dos canais de distribuição como meio de viabilização da empresa. Este trabalho, portanto, mereceu uma análise do processo evolutivo da família, a empresa familiar, a distribuição dos produtos industrializados, tudo isso associado a empresa FILLER S/A, hoje expoente da economia regional, e sinônimo de diversificação. Finalizando, pretende-se mostrar que a estratégia da empresa ao formar sua Rede Nacional de Distribuidores é para a empresa uma decisão que lhe trouxe a permanência e o crescimento neste mercado tão competitivo que é o de biscoitos e massas alimentícias.


 


Mestranda: Nádia de Monte Baccar

Título da Dissertação: Estudo da qualidade da água de poços artesiano da região do Vale do Rio Pardo, RS, Brasil, com destaque para a concentração de fluoretos

Orientador: Prof. Dr. Eduardo Alexis Lobo Alcayaga

Banca: Prof. Dr. Eduardo Alexis Lobo Alcayaga e Profª Drª Lourdes T. Kist, da UNISC e Prof. Dr. Albano Schwarzbold, da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 1º de fevereiro de 1999

RESUMO: Este estudo teve por objetivo monitorar a qualidade da água de poços artesianos da região do Vale do Rio Pardo, RS, Brasil, visando caracterizar, delimitar e mapear a qualidade da água subterrânea, com destaque para a concentração de fluoretos. Durante os meses de dezembro de 1997 a julho de 1998, foram analisadas amostras de água de 361 poços artesianos localizados nos municípios de Candelária (21), Pantano Grande (13), Passo do Sobrado (38), Rio Pardo (18), Santa Cruz do Sul (186), Sinimbu (2), Sobradinho (13), Venâncio Aires (53) e Vera Cruz (17), todos eles pertencentes à região do Vale do Rio Pardo. Dentre as variáveis fisico-químicas importantes como parâmetros de potabilidade foram consideradas: fluoretos, turbidez, ferro total, pH, alcalinidade por bicarbonatos, alcalinidade por carbonatos, alcalinidade por hidróxidos, cloretos, dureza e condutividade elétrica. Dos 361 poços analisados, 13,3 % apresentaram teor de fluoretos acima dos parâmetros permitidos pela NTA 60 - Norma Técnica Especial sobre águas de consumo alimentar, aprovados pelo Decreto Estadual nº 12.486 de 20.10.78 - Estado de São Paulo, Brasil. Do restante dos poços analisados, 7,5 % encontram-se na faixa ideal para fluoretos, 0,7 - 1,0 mg.L-1, enquanto que 79,2 % dos mesmos apresentaram concentrações inferiores ao valor mínimo recomendado. Uma hipótese para este excesso de fluoretos nas águas subterrâneas da região do Vale do Rio Pardo está na existência de um domo salino nas nascentes do Rio Pardinho, constituindo-se em uma saliência geológica com altas concentrações de sais minerais, entre eles, o flúor. Os poços com concentrações de fluoretos acima do valor máximo recomendado, localizam-se em uma faixa característica, que parte do oeste do município de Candelária até Venâncio Aires, passando por Vera Cruz, Santa Cruz do Sul e Passo do Sobrado. A delimitação desta faixa característica servirá de suporte ao gerenciamento dos recursos hídricos subterrâneos por parte dos órgãos estaduais e municipais competentes.

 


 

Mestranda: Dulce Grasel Zacharias

Título da Dissertação: Percepção do adolescente de 12 a 18 anos das escolas urbanas de Santa Cruz do Sul em relação às psicotrópicas

Orientador: Prof. Dr. Inácio Helfer

Co-orientadora: Profª Drª Silvia Koller

Banca: Prof. Dr. Inácio Helfer e Prof. Dr. Flávio Heinz, estes da UNISC, Profª Drª Silvia Koller, da UFRGS e Prof. Dr. Egon Roque Fröhlich, da Unisinos.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 22 de fevereiro de 1999

RESUMO: O objetivo deste trabalho foi investigar o que os jovens estudantes das escolas públicas e particulares da cidade de Santa Cruz do Sul conhecem sobre drogas psicotrópicas. O estudo usou como referencial os levantamentos realizados pela Escola Paulista de Medicina e CEBRID (Centro Brasileiro de informações sobre drogas psicotrópicas), devido a aceitabilidade e confiabilidade que este centro possui. Num total, foram aplicados 994 questionários distribuídos proporcionalmente entre alunos de 6ª série do ensino fundamental ao 3º ano do ensino médio. Para amostra utilizou-se um percentual de 10% dos alunos de cada série sendo esta escolha realizada de forma aleatória, sorteando-se os números na lista de chamada. Os resultados aqui apresentados não diferem muito de outros estados. O uso de inalantes (droga cheirada) teve o maior consumo apresentado, seguindo-se da Maconha, Ansiolíticos e Anfetaminas. Já em relação ao cigarro e ao álcool, os resultados também foram significativos, sendo que 53% dos pesquisados já fizeram uso na vida de cigarro e 88,9% já usaram álcool. Existe uma preocupação com as drogas psicotrópicas, no entanto, o cigarro e o álcool são bastante consumidos. Não podemos negar os estímulos da mídia associados ao sucesso, quando anunciam estes produtos. O adolescente que está construindo sua identidade é, então, facilmente influenciado. Sabemos que a família ainda é o referencial para o adolescente. Portanto, ao pensarmos em propostas de prevenção, não podemos esquecer de incluir a família, a escola e a sociedade como um todo.


 

 

Mestranda: Marli Marlene Moraes da Costa

Título da Dissertação: Refletindo sobre a recuperação do apenado no sistema penitenciário do Vale do Rio Pardo

Orientador: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker

Co-orientadora: Profª Ms. Silvia Coutinho Areosa

Banca: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker, Prof. Dr. Marcos Artêmio Ferreira e Profª Ms. Silvia Coutinho Areosa, estes da UNISC, e Prof. Dr. Egon Roque Fröhlich, da Unisinos.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 26 de fevereiro de 1999

RESUMO: Esta pesquisa teve como objetivo verificar se as instituições prisionais do Vale do Rio Pardo cumprem com os princípios básicos estabelecidos pela Lei de Execução Penal, em seus artigos 1 0, 100 e 110 , no que se refere a reeducação dos detentos, de forma que os mesmos venham a ter uma harmônica reintegração social. Os sujeitos da pesquisa representam 20% da população carcerária, o que corresponde a 89 "reeducandos", que se encontram cumprindo pena sob regime fechado. A metodologia utilizada, neste estudo, caracterizou-se como uma pesquisa descritiva que constou de análise qualitativa e quantitativa. Da realidade pesquisada, concluiu-se que as condições oferecidas pelo Estado para a ressocialização do "reeducando" são, em sua maioria, impossíveis de serem cumpridas nas instituições prisionais do Vale do Rio Pardo, pela falta de estrutura física e de pessoal suficiente e capacitado para tal. A pena, portanto, permanece com o seu caráter essencialmente punitivo. O que temos é o inverso de uma situação ideal, pois, o papel das instituições se resume em manter a ordem e a disciplina. Esses fatores, aliados aos problemas pessoais dos "reeducandos", tais como afastamento da família, a solidão, a rotina enriquecedora do ambiente prisional, pela falta de ocupação, seja trabalho, seja lazer, sejam atividades educativas, além da superpopulação em alguns presídios, contribuem de forma significativa para o desajustamento social e estimulam a reincidência criminal. A complexidade das medidas adotadas pelo sistema e a insuficiência de meios inviabilizam a tarefa de ressocialização conforme prevista em lei.




Mestrando: Jefferson Marçal da Rocha

Título da Dissertação: As raízes da crise da Metade Sul - uma análise da exploração pecuária na formação econômica do Rio Grande do Sul

Orientador: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker

Co-orientadora: Profª Ms. Daysi Langhe Albeche

Banca: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker, Prof. Dr. Flávio Heinz e Profª Ms. Daysi Langhe Albeche, estes da UNISC, e Prof. Dr. Pedro César Dutra Fonseca, da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 05 de março de 1999

RESUMO: Este trabalho buscou na história do Rio Grande do Sul, identificar quais os fatores históricos que influenciaram no processo de estagnação econômica da Metade Sul do Estado. Identificando nas obras de pesquisadores e viajantes, aspectos que justificassem o exclusivismo das atividades pecuárias na economia da região, mesmo quando estas já estavam em um processo de decadência. A característica mais divulgada, das primeiras ocupações da Metade Sul do Rio Grande do Sul, esteve sempre ligada a guerras, lutas e conflitos políticos. Episódios que foram motivados pela disputa do território entre as Coroas Ibéricas. Pela historiografia nota-se que a criação pecuária de forma extensiva, nas atividades econômicas da Metade Sul, foi quase que exclusiva durante mais de dois séculos. Estas atividades originaram uma classe de estancieiros, que teve a hegemonia tanto política como econômica do Estado, por mais de dois séculos, e que obtinham, quase sempre, benefícios para suas atividades. Este quadro só iria se modificar, quando a partir do final do século XIX, a política policultora da região norte do Estado começa a dar resultados positivos. Motivado por encontrar respostas que justifiquem, além do exclusivismo produtivo da Metade Sul, também as origens de seu processo de decadência econômica, este trabalho analisou a trajetória histórica da formação de seu processo econômico. Constatando que, apesar de ter sido a primeira região do Estado a ser ocupada, manteve-se por mais de dois séculos atrelada economicamente à atividade pecuária. Na pesquisa, observou-se que foram vários os fatores que motivaram o exclusivismo produtivo da região na atividade pecuária, entre eles destacou-se: a origem militar de seus habitantes. a política de doação de terras, a facilidade de expansão dos rebanhos, o poder político que estancieiros tiveram até o final do século XIX e, principalmente a falta de uma alternativa produtiva diferenciada. A falta de uma alternativa produtiva aos estancieiros não possibilitaram que mesmo depois de deflagrada a crise na atividade pecuária, na metade do século XIX, eles fossem capaz de procurar inovações ao processo de criação de rebanhos e nem buscar outras atividades agrícolas. É válido afirmar, que os estancieiros estavam inseridos em uma trajetória histórica que não lhes mostrava outro caminho a não ser o exclusivismo pecuário, mesmo quanto este já não se mostrava economicamente lucrativo. Sem a pretensão de ser a técnica nem a última "verdade" sobre a questão, já que os estudos sobre as características do desenvolvimento da Metade Sul ainda são novos e pouco conclusivos, espera-se ter contribuído com uma parcela no desvendamento do seu processo de formação econômica e histórica.




Mestrando: Dionei Minuzzi Delevati

Título da Dissertação: As contribuições para o desenvolvimento da agricultura familiar de projetos de desenvolvimento rural - o caso do projeto prorenda

Orientador: Prof. Dr. Miguel Angel Vassallo

Banca: Prof. Dr. Miguel Angel Vassallo, este da Universidade de Montevideo, Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, da UNISC, e Prof. Dr. José Renato Fialho, da UFSM.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 23 de março de 1999

RESUMO: Este trabalho aborda a agricultura familiar no Estado do Rio Grande do Sul e as contribuições dos projetos de desenvolvimento rural, através de um estudo de caso que foi o Projeto PRORENDA - Agricultura Familiar nos municípios de Santiago e Jaguar. A agricultura familiar difere substancialmente dos outros segmentos de produção agropecuária por constituir um tipo de organização essencialmente distinto da empresa capitalista ou empresa rural. Por outro lado, estes agricultores não constituem um grupo homogêneo. Assim, temos em um mesmo lugar o mesmo modelo de funcionamento, as explorações dividem-se em diferentes classes sociais, segundo suas condições objetivas de produção. Além disso, a agricultura familiar pode diferenciar-se ou decompor-se, por intermédio de diversos fatores internos e externos à unidade de produção familiar. Contribuem para isso a integração ao mercado, o capital e a tecnologia utilizada. A agricultura familiar representa 86,75% dos estabelecimentos agropecuários, ocupando um Área de 24,33% no Estado do Rio Grande do Sul e recebem 29,20% do crédito concedido contra 71,80 % do setor patronal. No entanto, o valor total da produção familiar (considerando animal e lavoura) é 52,26 % do total (censo agropecuário 1995-1996) da produção do Estado. Contudo, as políticas públicas não estão direcionadas para este segmento da produção. No estudo de caso, examinou-se a contribuição do Projeto PRORENDA -Agricultura Familiar, que tem como princípios a organização e a participação dos agricultores. Este projeto preconiza que os grupos de agricultores organizados devem influenciar nas decisões das políticas públicas, assim como alicerçar processos de desenvolvimento. Constatou-se a existência de duas realidades locais diferenciadas. Em Santiago prioriza-se o desenvolvimento urbano e os grandes produtores e no município de Jaguarí é o desenvolvimento da agricultura familiar.




Mestrando: Jorge Renato dos Reis

Título da Dissertação: Responsabilidade Municipal no Parcelamento do solo urbano

Orientador: Prof. Dr. Antônio Maria Iserhard

Banca: Prof. Dr. Antônio Maria Iserhard, Prof. Dr. Luiz Ernani Bonesso de Araújo, estes da UNISC, e Prof. Dr. Leonel Severo da Rocha, da Unisinos.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Político-Institucional

Data da defesa da dissertação: 22 de abril de 1999

RESUMO: A presente dissertação busca delimitar a responsabilidade do poder público municipal na regulação do parcelamento do solo urbano, através da análise da legislação vigente, instrumentalizando esta regulação, definindo mecanismos de regularização do parcelamento ilegal já existente e de controle e aprovação de novos parcelamentos. Qual a responsabilidade da administração municipal no planejamento e controle de uso do parcelamento e da ocupação do solo urbano? Tendo tal indagação como questionamento central de análise, o texto inicia, a fim de respondê-1a, fazendo um rápido retrospecto da propriedade, desde o direito individual e absoluto da Antigüidade Clássica, até ser tomado como instrumento cumpridor de sua função social, dos dias atuais, especificando, a análise, na propriedade urbana no Brasil e na sua função social. Após, por obrigatório, adentra à analise da Constituição Federal de 1988, haja vista que seu texto, de forma pioneira, coloca o município como ente federativo, outorgando-lhe autonomia e competências no que diz respeito à política urbana. Estuda o urbanismo, como fenômeno, juntamente com os conceitos, que lhe são integrantes, de urbanização e urbanificação, a fim de justificar o porquê da atuação municipal e sua conseqüente responsabilidade no parcelamento do solo urbano. Após, na seqüência de análise do tema proposto, o texto vai afunilando, chegando no estudo do parcelamento, propriamente dito, nas suas diversas formas. Não menos necessária é a análise do tratamento legal do instituto jurídico do parcelamento do solo no Brasil, o que é feito em seguida. No seu capítulo final, o texto responde a indagação central, já mencionada, ao fazer a análise da responsabilidade municipal no parcelamento do solo urbano, inicialmente do parcelamento legal, e após, na regularização do parcelamento ilegal.




Mestranda: Lisandra Kist

Título da Dissertação: "Escola-Empresa: A formação de alunos trabalhadores em Santa Cruz do Sul"

Orientadora: Profª Drª Bettina Steren dos Santos

Banca: Profª Drª Bettina Steren dos Santos, Prof. Dr. Flávio Madureira Heinz, estes da UNISC, e Profª Drª Jaqueline Moll, da UFGRS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 18 de junho de 1999

RESUMO: O contexto econômico, em períodos históricos diferentes, impulsionou para que se configurasse um "modelo" de trabalhador. Por vezes, a educação desempenhou o papel social de moldar indivíduos com a finalidade de adequação as necessidades do mercado de trabalho. Na contemporaneidade surge a escola-empresa, compreendida como educação que, voltada especificamente a alunos trabalhadores, forma-os no Ensino Fundamental através da iniciativa privada da empresa, ou desta em parceria com o poder público. O modelo neoliberal da economia, através do qual as áreas sociais ficam cada vez mais desprendidas do público, aparece como pano de fundo da escola-empresa. A necessidade de uma reorganização produtiva impulsionou os empresários ao oferecimento de escolarização básica a seus operários como mecanismo de formar competências necessárias, a fim de que o trabalhador passe a atender às demandas de qualidade, competitividade e produtividade dentro dos padrões econômicos vigentes. A busca pela escolarização do trabalhador está longe de ser uma ação tipicamente filantrópica, pois, apresenta por fim último, a lucratividade da empresa. Entretanto, ao trabalhador esta oportunidade de resgate de sua vida escolar e de permanência no emprego é, sem dúvida, positiva. A escola-empresa decorre de questões impostas pelo mercado econômico e pelo capital, como as da exclusão das empresas menos competitivas com o processo de globalização produtiva e a marginalização daqueles que possuem baixa escolaridade do mercado formal de trabalho. A educação fornecida constitui-se no Ensino Fundamental, devendo promover o desenvolvimento de capacidades básicas que favoreçam o treinamento do operário na atuação deste com a tecnologia produtiva. Assim, a educação, nestes moldes, está desarticulada da transformação social, econômica e política da classe operária, pois amplia possibilidades limitadas pela própria hierarquia na empresa. A educação "libertadora" conscientiza oferecendo mecanismos ao educando para que este seja agente de transformação de sua realidade através do conhecimento formal. A escola-empresa deveria constituir-se em um espaço autônomo, embora vinculado à empresa, no qual alunos trabalhadores possam opinar, criticar, propor mudanças, contribuindo para a construção do conhecimento e à formação crítica-cidadã. O aluno trabalhador é ser social, sendo a educação componente inseparável da vida do homem, devendo ir além do ambiente fabril e escolar, para promover oportunidades que contribuam para a qualidade de vida. A pesquisa que segue, através de um estudo comparativo e descritivo, visa perceber como atua a escola-empresa, caracterizando os sistemas educacionais oferecidos e verificando se ocorre a promoção da consciência crítica, entendida por FREIRE (1983) como "educação libertadora".




Mestranda: Suzana Maria Teichmann

Título da Dissertação: A interferência do modelo de desenvolvimento de Santa Cruz do Sul na concepção do turismo

Orientadora: Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges

Banca: Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, da UNISC, Prof. Dr. Jacques Wainberg, da PUC/RS e Profª Drª Suzana Albornoz, da UNISC.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 23 de junho de 1999

RESUMO: A concepção do Turismo em Santa Cruz do Sul, oriunda da interferência do modelo de desenvolvimento adotado pelo município, proporcionou condições para que essa atividade não fosse alavancada como geradora de desenvolvimento, apesar da potencialidade existente e dos investimentos realizados na organização dos eventos FENAF. O modelo de desenvolvimento santacruzense privilegiou o segmento industrial por associá-lo à idéia de progresso, através do qual seria possível alcançar o crescimento econômico e um futuro paradisíaco. Influenciada por esse modelo, a comunidade adotou a ideologia do trabalho na organização do tempo e do espaço das pessoas, fragmentando-os para aumentar a produtividade. Obedecendo à 1ógica das sociedades industriais, as funções do lazer foram fragmentadas em diversão e descanso. O tempo, destinado ao lazer, por sua vez, foi fragmentado em tempo livre e tempo de férias. Isso passou a demandar dois tipos de espaço, o espaço do trabalho e o espaço do Turismo, em sintonia com a fragmentação das funções do lazer e do tempo. No primeiro fragmento, ficou o espaço do trabalho, onde o tempo livre deveria ser ocupado com o lazer na função de descanso. No segundo fragmento, ficou o espaço do Turismo para o tempo de férias, que seria ocupado com o lazer na função de diversão. Isso contribuiu para aumentar a produtividade no trabalho, porque no espaço do trabalho o trabalhador passou a ocupar o seu tempo livre com atividades de descanso, que pudessem repor as suas energias gastas e aumentar a sua capacidade de produção. Contribuiu para arremessar o Turismo para um lugar distante do espaço do trabalho e transformá-lo em uma atividade antagônica a trabalho, desenvolvimento e progresso. Em síntese, contribuiu para que a atividade industrial fosse privilegiada em detrimento do Turismo. Essas fragmentações, oriundas do modelo de desenvolvimento industrial, interferiram na concepção do Turismo em Santa Cruz do Sul e impediram que se percebessem as potencialidades econômicas que o desenvolvimento desse setor poderia trazer para o município. Em busca da divulgação do sucesso industrial do município, foram organizados. em 1966,1972 e1978, três eventos denominados FENAF, Festa Nacional do Fumo. As FENAF's atraíram milhares de visitantes e autoridades políticas para o município e contribuíram para o desenvolvimento industrial, mas não alavancaram o desenvolvimento do Turismo. Porém, a crise do setor secundário da economia, gerado pelo avanço da tecnologia e pela mecanização da indústria, fez com que todas as verdades fundamentadas no progresso passassem a ser vistas como incertas, relativizando o mito do desenvolvimento fundamentado no desenvolvimento industrial. Novos paradigmas vêm sendo propostos, como o do pensamento complexo de Edgar Morin, que entende que esta realidade somente poderá ser transformada através da visão do todo e do fim do mito do desenvolvimento, que exigirá a construção de uma outra lógica de desenvolvimento. Nessa deverão estar presentes as incertezas, os conflitos, a sustentabilidade, as alternativas de soluções heterogêneas e o desenvolvimento em busca do bem estar social, baseado nas necessidades. Santa Cruz do Sul, que adotou o modelo de desenvolvimento oriundo do crescimento econômico e da industrialização associada ao progresso, também está buscando alternativas de desenvolvimento através das suas potencialidades, vistas como partes da complexidade do todo, onde o turismo poderá contribuir para a diversificação da economia. Mas, para isso, será preciso rever a atual concepção do Turismo, para que este possa vir a se constituir numa alternativa de desenvolvimento, e assim contribuir para o desenvolvimento de Santa Cruz do Sul.




Mestranda: Sandra Regina Haas da Fontoura

Título da Dissertação: A cultura no desenvolvimento do turismo em Santa Cruz do Sul

Orientador: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker

Banca: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker, Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, estes da UNISC, Prof. Dr. Jacques Wainberg e Profª Ms. Susana Gastal, estes da PUC/RS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 23 de junho de 1999

RESUMO: Mediante a análise da conceituação do turismo e da cultura, procurou-se verificar a importância que esta tem na elaboração de um projeto turístico cultural para um município, para encontrar um meio de potencializar os bens culturais historicamente constituídos como insumos na montagem de uma proposta de desenvolvimento regional, através da qual fosse viável alavancar o desenvolvimento social pela inserção de uma alternativa econômica capaz de gerar divisas, empregos, preservação e valorização da história e da cultura desta região: o turismo. Para tanto, realizou-se, a1ém de pesquisa bibliográfica, análise de documentos, fotografias, poesias, cantos e demais bens materiais e imateriais remanescentes em Santa Cruz do Sul, com o fito de recuperar o processo histórico-social do município, cujos desdobramentos econômicos deram origem a este patrimônio. A partir do estudo dessa evolução social foi possível traçar o perfil cultural local para fazer emergir os aspectos que efetivamente poderiam ser potencializados ou materializados na elaboração de um projeto turístico cultural para Santa Cruz do Sul. Foi assim, por meio de análise individual de cada bem cultural, que se elencou alguns deles, passíveis de serem formatados como produtos para uma proposta de turismo cultural para Santa Cruz do Sul, dando-se ainda algumas sugestões práticas de aproveitamento das mesmas. Porém, alerta-se que somente se alcançará o resultado desejado, se o projeto for submetido a um planejamento adequado, sustentável, controlando possíveis impactos e reavaliando-o constantemente para readaptá-lo.


 

 

Mestrando: Antônio Luiz Vera Cruz de Matos Areosa

Título da Dissertação: Análise da dinâmica de funcionamento do Conselho Municipal de Saúde de Santa Cruz do Sul

Orientador: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fishborn Ferreira

Banca: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira e Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker, estes da UNISC, e Profª Drª Soraya Cortes, estes da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 09 de julho de 1999

RESUMO: A proposta desta dissertação é estudar a criação e o funcionamento do Conselho Municipal de Saúde de Santa Cruz do Sul. No seu arcabouço, estão discriminadas quais são as suas competências, atribuições e responsabilidades, objetivando que sejam cumpridas o que está escrito na Lei Orgânica da Saúde. O que se busca a partir da instalação deste fórum de discussão, deliberação e normatização, é que a sociedade local, através dos seus conselheiros - governo, prestadores de serviços, profissionais de saúde e usuários do sistema de saúde, possam desenvolver determinados mecanismos que garantam uma participação democrática, igualitária e partidária - de forma direta e/ou indireta, no tocante as questões sanitárias. Desta forma, a finalidade deste trabalho, é analisar os seus cenários - interno e externo, e que nos ajude a interpretar o que de relevante ocorreu nas suas sessões. Este será um trabalho ex-post-facto, pois analisaremos a primeira gestão do Conselho Municipal de Saúde, que teve o seu início em 1991 e o término no ano de 1993. O estudo mostra que a instalação desta câmara (Conselho), não é a garantia para que ocorra um remodelamento nas relações Sociedade x Sociedade e Estado x Sociedade, pois no seu interior, pulsam as mais variadas formas de interesses - perpetuação do status quo, na busca de novos espaços institucionais, etc. Este novo paradigma de participação, está amalgamado por inúmeras dúvidas, incertezas e contradições, pois a sociedade brasileira - estando aí presente os Conselhos, teve o seu horizonte político, social e econômico, estruturado em um ambiente com características excludentes. Com isso, pelo menos na sua fase inicial, o Conselho Municipal de Saúde não conseguiu contemplar de maneira satisfatória, os princípios doutrinários do Sistema Único de Saúde que são. Integralidade, Eqüidade e a Universalidade, a1ém de uma efetiva e igualitária participação dos seus membros.

 

 


Mestranda: Leni Dias Weigelt

Título da Dissertação: O Sistema Único de Saúde e os profissionais da saúde de nível universitário na Rede Pública de Santa Cruz do Sul - um estudo sobre recursos humanos do SUS, através das representações sociais

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira

Banca: Prof. Dr. Marcos Artêmio Fischborn Ferreira e Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, estes da UNISC, e Profª Drª Maria Al;ice Dias da Silva Lima, da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 19 de julho de 1999

RESUMO: A implantação do Sistema Único de Saúde - SUS, na atualidade ainda é um dos grandes desafios enfrentados pela sociedade brasileira, e os recursos humanos são um dos componentes mais importantes na constituição deste sistema de saúde. Através desta pesquisa procurou-se analisar as características de um segmento dos recursos humanos do SUS - os profissionais da saúde de nível universitário, no plano das suas relações institucionais e das representações que os mesmos constróem sobre este sistema, buscando compreender o que representa o SUS para estes profissionais, e como eles estão inseridos nesta política de saúde. Conhecendo-se também suas idéias e opiniões sobre a organização e funcionamento do SUS em Santa Cruz do Sul, bem como suas necessidades de informação sobre a legislação e operacionalização das ações e serviços de saúde no SUS, pretende-se contribuir com a gestão da saúde municipal, oportunizando, através dos dados, o reconhecimento da realidade local. Ao revelar suas representações sobre o SUS, estarão fornecendo elementos para que gestores, técnicos e formuladores de políticas tenham mais recursos para decidir a melhor maneira de organização dos serviços de saúde. Através dos resultados obtidos nessa pesquisa, pode-se concluir que o pouco conhecimento dos profissionais sobre o SUS e a falta de capacitação em serviço para orientar o trabalho em saúde são fatores que comprometem o efetivo funcionamento deste sistema. Utilizou-se a abordagem dialética como referencial teórico-metodológico, procedendo-se a coleta de dados empíricos através de questionários com questões abertas e fechadas e entrevistas semi-estruturadas com os profissionais. Para os dados do questionário utilizou-se da análise estatística descritiva, e nos conteúdos das entrevistas e das questões abertas do questionário utilizou-se o método dialético de análise de conteúdo, caracterizando-se, assim, uma pesquisa social qualitativa com complementação de dados quantitativos.

 

 


Mestrando: Ademir Müller

Título da Dissertação: Avaliação institucional da gestão escolar na escola pública: a democracia no processo decisório

Orientador: Prof. Dr. Inácio Helfer

Banca: Prof. Dr. Inácio Helfer, Profª Drª Suzana Guerra Albornoz, estes da UNISC, e Profª Drª Denise Leite, da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 05 de agosto de 1999

RESUMO: O estudo procura mostrar, através de uma avaliação institucional externa, as dificuldades encontradas pelos colegiados de uma escola pública de ensino fundamental para realizarem uma gestão permeada pelas categorias sociais autonomia e participação. O seu objetivo é, pois, verificar de que forma a gestão da escola contempla as categorias autonomia e participação. Para isso, a análise recaiu sobre os órgãos decisórios da instituição escolar, ou seja, o Conselho Escolar, a Direção da Escola, o Círculo de Pais e Mestres, o Grêmio Estudantil e o Conselho Administrativo Pedagógico. Inicialmente foi desenvolvido um estudo bibliográfico sobre a avaliação institucional, as razões de adotá-la e as suas opções metodológicas, sobre a gestão escolar, através das teorias administrativas educacionais no Brasil; sobre a lei que institui a Gestão Democrática nas Escolas no Rio Grande do Sul; sobre os modelos de escola e direção mais desejados e sobre as reflexões feitas a respeito das categorias autonomia e participação e das subcategorias delas derivadas. Por último, através de um estudo de caso, o trabalho de campo foi analisar os documentos produzidos pela escola, tais como: atas, estatutos, normas, plano integrado e outros; realizar uma entrevista com os dirigentes dos diversos conselhos e aplicar um questionário entre todos os conselheiros da escola. Os resultados demonstram que a gestão da escola analisada está em construção democrática, isto é, a organização escolar está sinalizando em direção de uma gestão democrática. No entanto, percebe-se avanços, mas também retrocessos na atuação de seus colegiados, pois as categorias autonomia e participação nem sempre são contempladas integralmente na prática da gestão da escola.




Mestrando: Herbert Klarmann

Título da Dissertação: Região e Identidade Regional: um estudo da espacialidade e representatividade regional no Vale do Rio Pardo

Orientadora: Profª Drª Vírgínia Elisabeta Etges

Banca: Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker, Prof. Ms. Luiz Augusto Costa a Campis, estes da UNISC, e Prof. Dr. Glaucio José Marafon, da UERJ.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 13 de agosto de 1999

RESUMO: O presente trabalho analisa a região do ponto de vista da construção de identidades territoriais. Ao longo do trabalho, realiza-se uma discussão acerca do conceito atual de região, regionalização e divisão regional, examinando-se algumas das proposições realizadas pela Estado. A partir desta compreensão, tenta-se avançar no entendimento de uma nova regionalização proposta no Rio Grande do Sul, com base nas 22 regiões dos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (COREDEs), discutindo-se a sua qualidade e eficácia como instrumento de desenvolvimento regional. Através da trajetória de um destes COREDEs (o Conselho Regional de Desenvolvimento do Vale do Rio Pardo - COREDE-VRP), estudam-se os reflexos que esta nova experiência vem trazendo para a região, bem como as alternativas que se colocam para que ela possa articular-se em torno de um projeto político regional.




Mestranda: Dalva Maria Righi Dotto

Título da Dissertação: Mercado de Carne de Peixe de Água Doce em Santa Cruz do Sul/RS/Brasil: uma análise do comportamento do consumidor

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Juvir Luiz Mattulla

Banca: Prof. Dr. Juvir Luiz Mattuella, Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann, estes da UNISC, e Prof. Dr. Egon Roque Fröhlich, da Unisinos.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 27 de setembro de 1999

RESUMO: Os produtores rurais, principalmente os da região de Santa Cruz do Sul, onde o cultivo de tabaco é predominante, buscam alternativas para diversificar sua produção. A área rural desta região é caracterizada por minifúndios e pela topografia acidentada, o que restringe o cultivo de muitas culturas. Considerando estas características, o cultivo de peixe em cativeiro (peixe de água doce) foi implantado na região, com o apoio da Prefeitura Municipal, como uma alternativa possível de aumento na renda dos agricultores. Porém, o sucesso de toda atividade produtiva requer um mercado com receptividade ao produto e, também, um bom gerenciamento de todo o processo. Este trabalho visa abordar a potencialidade do mercado de Santa Cruz do Sul em relação ao produto carne de peixe e, mais especificamente, carne de peixe de água doce, bem como, identificar o comportamento do consumidor através da obtenção de informações sobre seus hábitos e suas preferências. Desta forma, pretende proporcionar aos produtores de peixe de água doce da região identificação de oportunidades e tendências que poderão ser utilizadas num melhor gerenciamento de suas atividades.




Mestranda: Mari Teresinha Maule

Título da Dissertação: Democracia, Participação e Descentralização: a Experiência dos COREDES no Rio Grande do Sul

Orientador: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker

Co-Orientador: Prof. Dr. José Luiz Bolzan de Moraes

Banca: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker, Prof. Dr. José Luiz

Mestranda: Nadir Emma Helfer

Título da Dissertação: Concepções de mundo presentes no ensino de História, de 5ª a 8ª séries, nas Escalos Estaduais da área de abrangência da 6ª Delegacia de Educação (1961 - 1990)

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Inácio Helfer

Banca: Prof. Dr. Inácio Helfer, Prof. Dr. Flávio Madureira Heinz, estes da UNISC, Prof. Dr. José Alberto Baldissera, (UNISINOS) e Profª. Drª. Valesca Fortes de Oliveira (UFSM).

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 13 de março de 1998

RESUMO: A proposta do presente trabalho é investigar as relações implícitas e explícitas entre as políticas oficiais e o ensino de História de fato ministrado nas escolas estaduais de abrangência da 6ª Delegacia de Educação, no Rio Grande do Sul, para, assim, chegar às concepções de mundo presentes no ensino de História, de 5ª a 8ª série. Os procedimentos metodológicos se iniciam com a delimitação da área de estudo que se restringe a sete escolas estaduais que em 1961 contavam com o então curso ginasial e que continuam, até os dias atuais, com este nível de ensino. A opção por estas escolas deve-se ao fato de serem representativas de uma realidade educacional predominante na região, já que eram as escolas mais tradicionais e que contavam com o maior número de alunos e professores, nos seus respectivos municípios. A seguir, a pesquisa bibliográfica e documental permite conduzir a investigação aos objetivos da pesquisa: as concepções de mundo presentes no ensino de História. Como principais fontes de consulta pode-se destacar a Lei nº 4.024/61, a Lei nº 5692, as Diretrizes e Bases para o Ensino de 1º e 2º graus do Rio Grande do Sul, as Diretrizes Curriculares, 1º Grau - Área de Estudos Sociais, a Proposta de Reconstrução Curricular e os Diários de Classe de professores de História de 1961 a 1990 além de vasta bibliografia que dá a sustentação teórica ao trabalho. Concluindo, pode-se afirmar que, apesar de iniciativas tópicas de novas propostas de ensino de História, a prática docente continua tradicional, traduzida numa concepção tradicional de homem, de sociedade, de educação e de História, e consequentemente de Mundo.



 

Mestrando: Hugo Thamir Rodrigues

Título da Dissertação: Tributos Municipais como Agentes Possibilitadores da Função Social da Cidade

Orientador: Prof. Dr. José Luiz Bolzan de Moraes

Banca: Prof. Dr. Jose Luis Bolzan de Moraes, Prof. Dr. Luiz Ernani Bonesso de Araujo, Prof. Dr. Antônio Maria R. de F. Iserhard, estes da UNISC e Prof. Dr. Maurício Batista Berni (UNISINOS).

Área de Concentração em Desenvolvimento: Político-Institucional

Data da defesa da dissertação: 30 de abril de 1998

RESUMO: Mediante o estudo do Estado, dentro de uma ótica interventora, da função social da cidade, da dignidade humana, e da arrecadação tributária municipal, com ênfase aos tributos de competência dos municípios, procura-se verificar a possibilidade da utilização de uma política tributária municipal como instrumento para o atingimento da citada função social, bem como da concretização do bem-estar dos munícipes, presente o princípio constitucional da dignidade humana. Utilizou-se, para tal, de pesquisa bibliográfica de livros e periódicos, e de pesquisa documental em legislações, decisões e recomendações, o que permitiu a compilação de assuntos chaves para a conclusão final, demonstrando-se, ao longo do texto, o que se entende por função social da cidade e dignidade humana, enfrentados tais assuntos a partir do prisma constitucional, bem como a importância, para o efetivo cumprimento de uma política pública que leve em conta o bem coletivo, da existência de um Estado interventor, privilegiando-se, em seguida, um estudo das receitas tributárias municipais e, dentro destas, os tributos de competência municipal. Finda tal etapa, faz-se uma análise correlacionada entre dita receita municipal e a função social da cidade, a partir do fundamento da dignidade humana, trabalhando-se com os aspectos fiscais e extrafiscais, para, somente então, concluir-se ser fundamental a busca, por cada município, de uma sustentabilidade tributária alicerçada em tributos de sua competência, vistos medidas federais e estaduais que fogem de sua alçada de competência, em face de não ter assegurada a continuidade de sua participação naqueles pertencentes às outras entidades federadas em razão de políticas fiscais postas em prática pelos governos federal e estadual.




Mestrando: Gerson José Bonfadini

Título da Dissertação: O impacto do programa de qualidade total no ambiente da Companhia Avícola Minuano

Orientador: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker

Banca: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker, Prof. Dr. Milton Luiz Wittmann, estes da UNISC, Prof. Dr. Astor Hexsel da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 26 de agosto de 1998

RESUMO: O estudo realizado buscou avaliar o impacto que o programa de Qualidade Total causou no ambiente organizacional da COMPANHIA MINUANO DE ALIMENTOS, situada no Vale do Taquari, identificando aspectos relacionados aos processos produtivos, ao local de trabalho, aos fatores políticos e sociais, bem como as relações estabelecidas com o ambiente que a cerca. Como metodologia, utilizou a pesquisa de campo através da aplicação de questionários específicos, para avaliar as chefias intermediárias e os funcionários, e entrevista com diretores da área operacional. Os resultados do trabalho evidenciaram situações distintas que demonstraram os limites com que as novas técnicas de gestão se deparam frente às estruturas organizacionais consolidadas: o controle de qualidade sobre os produtos apresenta uma característica evolucionária que induz as organizações, e neste caso em especial na área de alimentos, a buscarem técnicas e métodos de gestão que garantam o máximo de confiabilidade e conformidade nos produtos produzidos. Este sistema de gestão, no caso a Qualidade Total, promoveu dentro da MINUANO alterações que melhoraram o desempenho das tarefas executadas, como, por exemplo, os índices de produtividade e de custos, estimulou a participação dos funcionários no processo decisório dos setores e influenciou no relacionamento da organização com o mercado, através da parceria com fornecedores, clientes e comunidade em geral. Por outro lado, o programa apresentou diversos problemas dentro de seu processo de implementação, do tipo desconhecimento sobre as características do processo de gestão, que culminaram na reestruturação da empresa e a descontinuidade, em diversos setores, do programa. por fim, o estudo apresenta algumas propostas, relacionadas a condução, implementação, controle e cultura da organização, pois o autor acredita que o sistema de gestão implantado, a Qualidade Total, produziu modificações positivas na organização, melhorando sua capacidade competitiva e estimulando o desenvolvimento da região que a cerca.




Mestrando: Valdir Roque Dallabrida

Título da Dissertação: Sustentabilidade" e "Endogenização" como princípios balizadores do Desenvolvimento Regional: análise da estratégia de desenvolvimento proposta para a área da Bacia do Rio Uruguai

Orientadora: Profª. Drª. Virgínia Elisabeta Etges

Banca: Profª Dra. Virgínia Elisabeta Etges e Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker estes da UNISC, Prof. Dr. Álvaro Heidrich, da UFGRS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 28 de agosto de 1998

RESUMO: O atual padrão de desenvolvimento dos países ricos, fundamentado na racionalidade do "modelo civilizatório capitalista", é ecologicamente depredador, economicamente inviável, socialmente perverso, culturalmente excludente e politicamente injusto, para ser assumido integralmente pelos demais países. Baseia-se na crença equivocada, de que o capital natural posto à disposição pela biosfera seja infinito, capaz de sustentar um crescimento econômico crescente e ininterrupto. Além disso, a civilização moderna prioriza os empreendimentos grandiosos, atendendo a interesses e demandas externas. Mesmo assim, por muito tempo, este foi visto como o modelo ideal para ser assumido pela maioria dos países, e, ainda boa parte dos planos de desenvolvimento regional, sugerem estratégias que não fogem a esta lógica. Propõe-se aqui, que a alavancagem do desenvolvimento regional tenha como princípios balizadores a "sustentabilidade" e a "endogenização". A sustentabilidade que se propõe tem, no mínimo, cinco dimensões: a ambiental (manutenção de nosso suporte de vida, os ecossistemas), a social (manter e incrementar a qualidade de vida de toda a população), a cultural (respeito às diferenças étnico-culturais e sua incorporação numa civilização planetária), a científico-tecnológica (produção do saber e das técnicas para o atendimento das necessidades e desejos humanos e não à lógica do lucro) e a econômica (fixação de um limite superior ao progresso material representado pela finitude do capital natural). O princípio da endogenização busca qualificar um processo de desenvolvimento germinado no interior da região, que contemple as necessidades e aspirações da coletividade regional e resulte de uma sólida e ativa consciência de territorialidade, o que exige a participação consciente e ativa dos agentes sociais locais na construção de um projeto sócio-econômico-político e cultural próprio. Contrapõe-se à lógica imposta na implantação dos GPIs-Grandes Projetos de Investimentos, os quais diminuem as oportunidades de autonomia dos agentes locais e, politicamente, reduzem o poder local, impondo sua lógica setorial, abstraindo benefícios e socializando custos. Propõe-se aqui a "sustentabilidade" e a "endogenização", como princípios balizadores do desenvolvimento regional, pois crê-se que alavancar o desenvolvimento de uma região com base nestes princípios, talvez, seja a única oportunidade possível de potencializar os recursos - humanos, materiais e não materiais - locais, ou, nas palavras de um célebre geógrafo, a oportunidade de "libertação dos excluídos". Busca-se, com isso, estabelecer alguns parâmetros para orientar a construção e análise de planos de desenvolvimento regional. Assim, pela análise aqui feita, o Plano de Desenvolvimento proposto para a área da Bacia do Rio Uruguai, apesar de intitular-se "Sustentável", em grande parte, não foge á lógica da racionalidade do "modelo civilizatório capitalista", sendo necessárias profundas alterações para que se adeque às exigências dos princípios aqui propostos.




Mestranda: Lecy Nedy Kothe

Título da Dissertação: Números Racionais: um estudo fenomenológico com os estudantes do terceiro grau

Orientador: Prof. Dr. Manuel José Malásquez Negrón

Banca: Prof. Dr. Manuel José Malsásquez Negrón, da UNISC, e Prof. Dr. Francisco Egger Moellwald, da UNIJUÍ, Prof. Dr. Egon Roque Fröhlich, da UNISINOS, e Profª Dra. Ocsana Sônia Danyluk, da UPF.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 31 de agosto de 1998

RESUMO: O desenvolvimento de uma região está diretamente ligado à educação que os governantes possibilitam a seus habitantes. Este trabalho tem, pois, o objetivo de ajudar este desenvolvimento, uma vez que os educadores atuais, em qualquer região do Brasil, constatam ser o ensino de Matemática uma das grandes preocupações da Educação. A escolha pelo assunto específico do ensino de frações dentro da Educação Matemática deve-se ao fato de ser esse um dos temas em que os alunos mais apresentam dificuldade, e por ser também uma das ferramentas básicas para estudos posteriores. Quais são as dificuldades dos estudantes do terceiro grau ao estar com frações? essa foi a pergunta que norteou este trabalho. Para respondê-la foram entrevistados 24 alunos do terceiro grau de cursos da UNISC. Na realização desta pesquisa lançou-se mão dos pressupostos da pesquisa qualitativa, buscando orientação na fenomenologia: Análise Idiográfica e Análise Nomotética. Dessas duas modalidades de análise, fazendo uma nova reflexão chegou-se às categorias gerais que não são verdades universais, mas que, neste trabalho, indicam as dificuldades dos alunos do terceiro grau ao estar com frações: percebeu-se que as frações apresentam dificuldades de compreensão, porque na sua conceituação não é aproveitada a experiência vivida pelo sujeito da aprendizagem e detectou-se que o ensino de fração tem se desenvolvido como algo que está pronto, desprezando a habilidade que sublinha o pensar matemático e lógico do aluno. Não leva em conta a capacidade de reversibilidade que possibilita ao aprendiz retornar em pensamento ao ponto de partida, criando, através de ações, sistemas de operações mentais e os coordenando entre si. Sendo assim, realizado dessa forma, o ensino não possibilita que o sujeito da educação analise, de forma lógica e matemática, o resultado de um problema ou operação matemática.




Mestranda: Rita Maria Belem Dias de Oliveira

Título da Dissertação: A iniciação à educação científica dos alunos e a atuação do professor nas escolas de Santa Cruz do Sul. A formação do educando para a pesquisa

Orientador: Prof. Dr. Édson Roberto Oaigen

Banca: Prof. Dr. Edson Roberto Oaigen e Profª Drª Cláudia Lisete Groenwald, estes da Ulbra/Canoas, e Profª Drª Betina Steren dos Santos e Prof. Dr. Flávio Livi, estes da UNISC.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 10 de setembro de 1998

RESUMO: Este estudo analisou a realidade das escolas de Santa Cruz do Sul em relação ao desenvolvimento da Iniciação à Educação Científica no Ensino Fundamental, de 5ª a 8ª séries. Fizeram parte da pesquisa: professores, alunos e pais dos referidos alunos das escolas das três redes de ensino (municipal, estadual e particular), localizadas na sede. Foram aplicados quatro instrumentos de coleta de dados (ICD), a saber: ICD - 01/97, aplicados a professores das diversas áreas do conhecimento, elaborado com perguntas subjetivas, servindo como pré-teste para a verificabilidade do comportamento de 'entrada da amostra; ICD - 02/97, aplicado a alunos, constando de quinze questões objetivas dando espaço (alternativa "f") para manifestações subjetivas. Este instrumento foi aplicado com a finalidade de analisar a realidade da sala de aula vivida pelos alunos em relação ao desenvolvimento da Iniciação à Educação Científica; ICD - 03/97, aplicado a professores das diversas áreas do conhecimento, constando de quatorze questões objetivas com o objetivo de analisar a prática pedagógica dos mesmos, bem como seu posicionamento em relação ao desenvolvimento da Iniciação à Educação Científica nas aulas; ICD - 04/97, aplicado aos pais dos alunos, constando de dez questões objetivas e uma alternativa aberta, com o objetivo de verificar o pensamento dos mesmos em relação à educação que a escola vem oferecendo a seu(s) filho(s), o conhecimento por parte dos mesmos em relação ao planejamento anual da escola e a importância que dispensam à Iniciação à Educação Científica na formação do aluno. Feita a análise dos gráficos, foi possível visualizar a seguinte realidade: os professores têm conhecimento da importância da Iniciação à Educação Científica na formação do educando e afirmam fazer uso da mesma em sua prática pedagógica, porém, com a análise do ICD-02/97, constatou-se que os alunos mostram-se insatisfeitos com a metodologia usada pelo professor durante o desenvolvimento das aulas. Continuam a receber um ensino tradicional, resumindo-se em preenchimento de exercícios, respostas a questionários e leituras do livro didático, sendo rara ou muitas vezes nula a possibilidade de aulas práticas. Verificou-se que os alunos preferem as aulas práticas e as atividades extraclasse, sendo talvez a ausência dessas atividades o motivo da indisciplina que tanto incomoda o professor. Analisando-se separadamente as três redes de ensino no ICD 02/97, observou-se que os alunos da Rede Particular aproveitaram o espaço para manifestações subjetivas, alternativa "f ", muito mais que as outras duas redes. Esse fato talvez ocorra devido à escola possuir uma clientela de nível sócio-econômico elevado, tendo acesso a tecnologias modernas e maior liberdade de expressão. Na Rede Municipal, houve um mínimo de manifestação nessa alternativa. A presença de aulas práticas também se verificou ser em maior número nas escolas particulares, o que já era esperado, uma vez que essas instituições contam com recursos financeiros para equipar laboratórios e proporcionar atualização constante a seus professores. Nada disso, porém, justifica o descaso com a Iniciação à Educação Científica que se apresenta nas demais escolas, pois não é preciso, obrigatoriamente, ter um Laboratório montado para realizar aulas práticas e no que tange à atualização dos professores, o próprio professor deveria se interessar em buscar novas estratégias, até mesmo junto às escolas particulares. Infelizmente não existe intercâmbio entre as redes de ensino, impedindo o enriquecimento do trabalho pedagógico da escola. Por que não buscar junto ao mais avançado, informações sobre estratégias que possam facilitar o desenvolvimento do educando? Um ponto importante que chama a atenção de qualquer um é o fato de muitos professores das escolas particulares trabalharem também em escolas públicas, mas apresentarem uma prática pedagógica, totalmente diferente da desenvolvida na escola particular. É preciso que a escola reveja sua prática pedagógica, a fim de encontrar caminhos para chegar a uma educação mais útil e eficaz, onde o educando possa desenvolver habilidades e atitudes científicas, através da liberdade de pensar, julgar e agir, construindo o seu conhecimento, tendo o professor como mediador e orientador. Dessa forma, o educando passaria a ser um indivíduo atuante, participativo, capaz de interagir no meio em que vive, colaborando para o desenvolvimento da região. Certamente este trabalho contribuiu para o repensar da necessidade da presença da Iniciação à Educação Científica no processo pedagógico da escola, bem como a necessidade do professor rever sua prática pedagógica e retomar o caminho numa tentativa de eliminar o marasmo decorrente da acomodação presente, na busca consciente e permanente de um processo ensino e aprendizagem capaz de colaborar com o desenvolvimento pleno da região, possibilitando maior qualidade de vida à população.




Mestranda: Francisca Maria Assmann Wichmann

Título da Dissertação: A prevalência do sobrepeso e da obesidade na população adulta de Santa Cruz do Sul: Análise dos programas de saúde e da questão alimentar

Orientador: Prof. Dr. Renato Paulo Saul

Banca: Profª Drª Leidimar Pereira Murr, da Universidade Federal de Natal e Prof. Dr. Egon Roque Fröhlich, da Unisinos.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 28 de setembro de 1998

RESUMO: O estudo relata a prevalência de sobrepeso e obesidade na população adulta urbana e rural do Município de Santa Cruz do Sul e o perfil alimentar. Analisa as ações efetivas dos órgãos públicos no sentido de prevenir a obesidade e o sobrepeso, contribuindo assim para a melhoria de vida da população e o oferecimento de estratégias de prevenção integrada de doenças crônico-degenerativas associadas ou decorrentes da questão alimentar e nutricional no Município. As variáveis e os indides utilizados para expressar a situação alimentar e a composição corporal foram as medidas antropométricas, a idade, o sexo e a freqüência alimentar. Os dados de Massa Corporal(peso) e Estatura foram utilizados para o cálculo do Índice de Massa Corporal(IMC = KG/(m2)-1, indicando o estado nutricional como, Sobrepeso(25< IMC30)(Bray,1989). Conclui-se que o consumo alimentar nas zonas urbana e rural indicam uma grande concentração de gorduras saturadas(frituras, molhos,guloseimas e prefer6encia pela ingestão de carnes gordas) na dieta local. Este fenômeno vem acompanhado do consumo elevado de açúcares em detrimento da reduzida ingestão de carboidratos complexos e da baixa disponibilidade de fibras(em decorrência da baixa ingestão de hortaliças e frutas). Em relação ao sobrepeso e a obesidade, as discrepâncias entre os gêneros se fizeram demonstrar através da maior prevalência de sobrepeso e obesidade entre os homens, sendo maior no meio rural. Já para as mulheres estas prevalências aumentam na faixa de 35-44 anos na zona urbana, quando então decrescem um pouco, e nos homens mantêm-se de forma ascendente. O perfil nutricional feito possui o propósito de servir como alerta às autoridades sanitárias e à comunidade em geral, além de servir como uma diretriz para um programa de saúde voltado para o adulto, enfatizando a questão da educação alimentar e nutricional.




Mestranda: Sonia Elisete Rampazzo

Título da Dissertação: Avaliação de projetos de reflorestamento em pequenas propriedades rurais - o caso do Alto Uruguai - RS

Orientador: Prof. Dr. Reinaldo Ignácio Adams

Banca: Prof. Dr. Reinaldo Ignácio Adams e Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, estes da UNISC, Prof. Dr. José Newton Cardoso Marchiori, da UFSM, e Prof. Dr. Arlindo Butzke, da Universidade de Caxias do Sul.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 28 de setembro de 1998

RESUMO: O processo de colonização e a necessidade de ampliação da fronteira agrícola durante o ciclo de expansão do binômio trigo-soja, aliados ao aumento da demanda de lenha durante a crise do petróleo, nos anos setenta (70), dizimaram indiscriminadamente as florestas do Estado do Rio Grande do Sul e em especial nas regiões de colonização mais recente. O Alto Uruguai, que tinha cerca de 70% de sua área coberta por florestas, hoje não possui mais do que 5% em matas e capões, revelando carência de matéria orgânica, degradação dos solos e, conseqüentemente, intensa erosão dos solos férteis, descontrole do regime hídrico, perda de fauna e de diversidade genética, bem como, de forma geral, grandes mudanças em todo seu meio ambiente. Do exame dessa situação surgiu em 1992 o Plano COTREL de Reflorestamento (PCR), de iniciativa e liderança da Cooperativa Tritícola Erechim Ltda (COTREL), buscando aproveitar terras ociosas e sem perspectiva de rendimento econômico das propriedades da região, na tentativa de garantir a demanda de produtos florestais, aumentar a renda dos produtores e melhorar as condições ambientais. Considerando esses aspectos e a contribuição potencial da floresta para o desenvolvimento regional, depreendeu-se claramente a necessidade de uma pesquisa mais aprofundada sobre a questão florestal do Alto Uruguai, no sentido de trazer elementos que auxiliem a compreensão do programa de reflorestamento nas pequenas propriedades da região. Buscou-se estudar o processo de elaboração e execução, avaliar a disponibilidade dos recursos de terra, mão-de-obra e capital, pesquisar junto aos produtores rurais os resultados obtidos até o momento, além de identificar as razões que os levaram a participar ou a não-participar do plano. O estudo possibilitou identificar alguns pontos positivos e outros que devem ser repensados. Entretanto, o PCR é uma iniciativa louvável e importante para o Alto Uruguai, que se projeta como o novo pólo madeireiro do Estado. Está aumentando a cobertura verde da região, diminuindo a pressão sobre os remanescentes de vegetação nativa e amenizando, em alguns aspectos, os problemas ambientais da área. Recomenda-se que o projeto seja ampliado e intensificado.




Mestranda: Roci Carmem Junqueira Weis

Título da Dissertação: A saúde corporal nas escolas públicas municipais de 1º grau de Santa Cruz do Sul

Orientador: Prof. Dr. Ruy Jornada Krebs

Banca: Prof. Dr. Ruy Jornada Krebs e Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges, estes da UNISC, e Prof. Dr. Volmar Nunes, estes da UFPEL.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 22 de setembro de 1998

RESUMO: O objetivo do presente trabalho foi verificar os currículos de Educação Física desevolvidos nas escolas públicas municipais de 1º grau de Santa Cruz do Sul, contemplam objetivos e conteúdos programáticos voltados para as questões da saúde corporal, identificando-os nos programas de Educação Física e, analisando a metodologia e os recursos didáticos adotados pelos professores para trabalhar essas questões. A metodologia envolveu um universo de dezessete professores de Educação Física, que atuam com 7ª e 8ª séries, da zona urbana do município, perfazendo um total de treze escolas. O procedimento para a coleta de dados caracterizou-se por uma entrevista oral, com perguntas abertas, e a análise dos conteúdos programáticos de 7ª e 8ª séries dessas escolas. A análise dos resultados foi baseada nas entrevistas e nos conteúdos programáticos, transformados em categorias. Procedeu-se dois tipos de análise: a primeira, intracategoria que buscou interpretar os diferentes níveis que compunham cada categoria e, a Segunda, intercategoria que buscou interpretar as diferentes categorias entre si. Os estudos mostram que o número de escolas que desenvolvem um trabalho voltado para as questões da saúde corporal é reduzido, demonstrando que os programas estão voltados para uma Educação Física mais técnica com fim em si própria, deixando assim de se envolver e de contribuir para que os alunos se conscientizem da necessidade de incorporar o hábito da prática da atividade física para a vida toda.


 

 

Mestrando: Ingo Paulo Kessler

Título da Dissertação: Criação e extinção da micro e pequena empresa: o caso de Santa Cruz do Sul

Orientador: Prof. Dr. Reinaldo Ignácio Adams

Banca: Prof. Dr. Reinaldo Ignácio Adams, Prof. Dr. Juvir Matuella, da UNISC e Prof. Dr. Geraldo R. Caravantes, da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 22 de outubro de 1998

RESUMO: O interesse pelo referido estudo deve-se ao fato de que, a temática ocupacional tomou rumos mais concretos nestes últimos anos, particularmente, com o avanço do desemprego, subemprego, bem como da marginalidade social., não só em nível regional, como também em nível internacional.. O contexto particular das micros e pequenas empresas, cuja similaridade conjuntural tem como referência central a tríade: escassez de, recursos financeiros, humanos e tecnológicos, nos remete a avaliar o significado do processo de proliferação bem como as dificuldades de permanência no contexto econômico do País, Estado ou Região. A redefinição de uma nova ordem econômica mundial, onde a qualidade é a tônica da competição e de cujos parâmetros dependem a permanência ou exclusão do processo produtivo, nos leva a tentar compreender de que forma a micro e pequena empresa permanecerão no universo produtivo, como elementos geradores de emprego e renda. Quais as variáveis que determinam o sucesso e o fracasso desse segmento? Considerando a importância desse questionamento que, de certa forma, encontra-se acoplado à problemática de um desenvolvimento acelerado, destituído de maiores preocupações com aquele que fica "à margem", faz-se necessário tentar diagnosticar e compreender as variáveis seletivas e excludentes que permearão a geração de renda e ocupações no futuro. A compreensão desses elementos nos estimula a efetuar algumas avaliações e a buscar a definição de instrumentos capazes de se efetivarem corno alternativas de sustentação às micro e pequenas empresas. E é neste espaço de reflexões que este trabalho se consubstancia, nos conduzindo, a partir do histórico do desenvolvimento industrial de Santa Cruz do Sul (maior produtor brasileiro de fumo), a avaliar os possíveis instrumentos que se efetivarão como estratégias sócio-econômicas capazes de dar sustentação a certos setores destinados a uma condição marginal, num contexto de desenvolvimento econômico, como no caso da micro e pequena empresa no município de Santa Cruz do Sul. A compreensão da proposta de aplicação dos princípios básicos de administração como instrumentos de sobrevivência nos conduz à reflexão do significado dos mesmos para a sobrevivência e autonomia das rnicro e pequenas empresas frente às adversas condições concorrenciais em que as mesmas atuam.




Mestranda: Ana Lúcia Cervi Prado

Título da Dissertação: Deficiência Física e Integração Social>: estudo de casos em Santa Maria

Orientador: Prof. Dr. Renato Paulo Saul

Banca: Prof. Dr. Renato Paulo Saul e Profª Drª Ingrid Marianne Baecker, da UNISC e Prof. Dr. Jones Eduardo Agne, da UFSM.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 24 de novembro de 1998

RESUMO: O presente trabalho tem por objetivo estudar as possibilidades de relação que se apresentam para os deficientes físicos no mundo de hoje e seu real aproveitamento dessas possibilidades. Saber se a deficiência física é obstáculo para a participação do seu portador na sociedade a qual pertence, nos impôs ultrapassar os limites da barreira orgânica e física. Para tanto, buscamos através de uma revisão histórica, conhecer como as relações entre os homens foram acontecendo nas diferentes épocas e diferentes culturas, até chegarmos nos tempos atuais, inserindo o deficiente físico neste contexto. Mudanças concretas aconteceram. A prova disto é a Constituição Federal de 1988 que instituiu a lei que define os Direitos da Pessoa Portadora de Deficiência. Partimos daí, para uma investigação exploratória, buscando através de entrevistas aplicadas a essas pessoas na cidade de Santa Maria - RS, verificar a participação do deficiente físico na prática das diferentes situações da vida cotidiana e de relações apontadas na literatura revisada.




Mestranda: Amélia Simões Schwertner

Título da Dissertação: Áreas Inundáveis no Urbano: rio Taquari - RS, Brasil

Orientador: Prof. Dr. Reinaldo Ignácio Adams

Banca: Prof. Dr. Reinaldo Ignácio Adams, Profª Drª Virgínia Elisabeta Etges e Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker, da UNISC, Prof. Dr. Roberto de Azevedo e Souza, da PUC/RS E Prof. Dr. Carlos E. M. Tucci, da UFRGS.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 27 de novembro de 1998

RESUMO: Áreas inundáveis - Zonas inundáveis - Região inundável: no primeiro chamamento surge-nos a idéia de espaços, urbanos ou rurais, cobertos de água; quando falamos em zonas inundáveis, sentimos que estas já estão limitadas e de alguma forma ordenadas; ao passo que ao falarmos em região inundável, além do sentido da expansão territorial, vem-nos a conotação de parceria, de problemas e ou soluções em comum. Foi com esta intenção que desenvolvemos o trabalho "Áreas Inundáveis no Urbano: Rio Taquari - RS, Brasil". Geralmente as cheias acontecem por variações climáticas, ou seja, fenômenos da natureza. Por isso, foi trabalhado um Capítulo intitulado: Fundamentação Teórica, que foi dividido em duas partes: Geral e Específica. A Fundamentação Teórica Geral, foi trabalhada sob a forma de pesquisa bibliográfica; a Específica, sob a forma de análise e demais fundamentações onde se fala da realidade regional na questão das Áreas Inundáveis. Sendo pois, um trabalho de Desenvolvimento Regional, com propostas direcionadas ao Ordenamento Territorial, foram estudados oito Municípios do Baixo e Médio Taquari. Com o enfoque dado ao Ordenamento Territorial, foi dado destaque à cidade de Estrela, primeiro município desta Região, que em 1979 aprovou em seu Plano Diretor normas para o gerenciamento urbano de suas Áreas Inundáveis. Analisou-se os efeitos que este Plano precursor causou na cidade em relação aos demais Municípios da Região do Baixo e Médio Taquari, que tardiamente ou que ainda não ordenaram suas Áreas Inundáveis. Como conclusão, a autora arquiteta-urbanista, ressalta a importância dos administradores, dos técnicos e da comunidade envolvida com a questão das cheias periódicas desta Região, dedicando-lhes este trabalho.




Mestrando: Vanderlei Becker Ribeiro

Título da Dissertação: Fatores que contribuíram para que industrias familiares de Santa Cruz do Sul superassem a condição de pequenas empresas: estudo de casos

Orientador: Prof. Dr. Reinaldo Ignácio Adams

Banca: Prof. Dr. Reinaldo Ignácio Adams, Prof. Dr. Manuel José Maláquez Negrón e Prof. Ms. José Carlos Arona, da UNISC e Prof. Dr. Egon Roque Fröhlich, da Unisinos.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 27 de nove[bro de 1998

RESUMO: Adotando a classificação por número de funcionários usada pelo SEBRAE, foram identificadas as que preencheram as condições de empresas de origem familiar, que atualmente estão na condição de médias ou grandes empresas. Dentre essas, utilizando-se o método de estudo de casos, foram analisadas quatro organizações: a BAUMHARDT IRMÃOS S. A. , a XALINGO S.A. , a FILLER S. A., e a METALÚRGICA MOR S. A. Os elementos identificados como semelhantes entre os casos estudados apresentaram três fatores estratégicos: a constituição da estrutura de capital para sociedades anônimas, o profissionalismo do seu comportamento administrativo e o posicionamento com respeito a informatização organizacional.




Mestranda: Fabiana Marion Spengler

Título da Dissertação: Assistência Judiciária da UNISC como meio de acesso à Justiça na Comarca de Santa Cruz do Sul

Orientador: Prof. Dr. José Luis Bolzan de Morais

Banca: Prof. Dr. José Luis Bolzan de Morais, Prof. Dr. Luiz Ernani Bonesso de Araujo e Prof. Dr. Inácio Helfer, da UNISC e Prof. Dr. Darcísio Corrêa, da UNIJUI.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Político-Institucional

Data da defesa da dissertação: 03 de dezembro de 1998

RESUMO: Através de um estudo de caso, tomando como unidade-caso o Gabinete de Assistência Judiciária Gratuita da Universidade de Santa Cruz do Sul (UNISC), embasado em pesquisa bibliográfica, sendo utilizado como fundamento teórico o livro de Mauro Cappelletti e Bryan Garth intitulado "Acesso à Justiça", o presente trabalho trata exatamente do acesso à justiça na Comarca de Santa Cruz do Sul, junto ao Gabinete de Assistência Judiciária da UNISC, que atende de forma gratuita a população hipossuficiente economicamente. O objeto da pesquisa resume-se a avaliar o papel da Assistência Judiciária Gratuita da UNISC na Comarca de Santa Cruz do Sul, como instrumento de acesso à justiça e de formação profissional. A partir da base teórica, questionou-se o caráter da Assistência Judiciária da UNISC, ou seja, se possui papel formativo e/ou assistencial, e se estas duas funções possuem igual importância ou podem ser compatibilizadas. O que se observou aqui é que a função formativa, ou educativa é considerada mais relevante que a função social/assistencial, uma vez que esse setor foi criado para possibilitar a experiência jurídica aos acadêmicos dos VIII e IX semestres do Curso de Direito. Assim, esta pesquisa teve a finalidade de verificar como vem sendo prestada a Assistência Judiciária Gratuita da UNISC, detectando pontos positivos e negativos, e sua inserção no contexto regional abrangido pela Comarca de Santa Cruz do Sul, a partir da questão posta: o acesso à justiça.




Mestranda: Liane Teresinha Schuh Pauli

Título da Dissertação: Uma história do binômio Saúde/Doença em Santa Cruz do Sul, 1849 - 1908

Orientador: Prof. Dr. Flávio Madureira Heinz

Banca: Prof. Dr. Flávio Madureira Heinz, Prof. Dr. Marcos Artêmio Ferreira e Prof. Dr. Inácio Helfer, da UNISC e Profª Drª Sueli Gandolfi Dallari, da USP.

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 18 de dezembro de 1998

RESUMO: Um resgate histórico da saúde através do tempo insere no contexto mundial os imigrantes, os motivos da imigração e a história da Colônia de Santa Cruz. O objetivo do estudo busca compreender criticamente a evolução histórica das epidemias e doenças de maior incidência, a instalação da rede de serviços de saúde, assim como os recursos humanos disponíveis na região, desde o início da colonização, até a inauguração oficial do Hospital Santa Cruz. A situação das enfermidades transmissíveis no Brasil e no Rio Grande do Sul, a participação dos jesuítas e dos sanitaristas, a vacinação antivariólica e a atuação política na área da saúde; o modo de vida, o saneamento e o uso da medicina caseira revelam o retrato da época. Os primeiros médicos, o trabalho das parteiras, o tratamento face às epidemias que assolaram a região, levaram a sua caracterização de centro de recuperação da saúde. A metodologia utilizada foi a análise da documentação existente, bibliografia específica e entrevistas. As fontes primárias utilizadas constaram de documentação microfilmada dos Relatórios dos Presidentes da Província e dos Presidentes do Estado do Rio Grande do Sul, e principalmente o Jornal Kolonie, impresso em Santa Cruz do Sul, em língua alemã, especialmente dos anos de 1891 a 1920. Para um planejamento efetivo de atuação, necessitamos do conhecimento histórico da situação de saúde que nos propomos a melhorar, sendo que os indicadores sanitários nos fornecem as bases para um conhecimento geral que qualifica as ações a serem desenvolvidas nesta comunidade.

Mestrando: José Aberto Wenzel

Título da Dissertação: A Sustentabilidade Qualitativa e Quantitativa da Abastecimento de Água da Zona Urbana de Santa Cruz do Sul

Orientador: Prof. Dr. Flávio Pohlmann Livi

Banca: Prof. Dr. Flávio Pohlmann Livi, Prof. Dr. Renato Paulo Saul, e Prof. Eduardo Alexis Alcayaga Lobo, estes da UNISC, Prof. Dr. Antônio Libório Philomena (Fundação da Universidade de Rio Grande), e o Prof. Sandor Arvino Grehs (UFRGS).

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 09 de julho de 1997

RESUMO: Este estudo tem por objetivo avaliar a sustentabilidade quantitativa e qualitativa dos recursos hídricos, tanto de superfície quanto de subsuperfície, para o abastecimento de água da zona urbana de Santa Cruz do Sul, RS. Para tanto, foram utilizados, basicamente, os dados disponíveis no DNAEE (Departamento Nacional de Águas e Energia Elétrica), na CORSAN (Companhia Riograndense de Saneamento), no SIMAS (Sistema de Informação Municipal de Águas Subterrâneas), complementados por pesquisas de campo e da bibliografia e documentação pertinente. Do recurso hídrico mínimo disponível, a quase totalidade corresponde às águas de superfície, o que equivale a uma vazão de 3,2 m3/s, enquanto que as águas de subsuperfície, por recarga localizada, correspondem a 0,4 m3/s., o que nos permite recomendar a opção pelo uso das águas de superfície, mantendo-se as águas profundas como reserva estratégica e merecedoras de um estudo hidrogeológico mais aprofundado. A capacidade específica encontrada em alguns poços, e a possibilidade de recarga extra limites urbanos indicam uma promissora solução futura de abastecimento, a partir da utilização de poços tubulares profundos, adequadamente construídos, desenvolvidos e protegidos sanitariamente. Em princípio será possível atender a demanda, a se confirmarem as projeções, ao menos até o ano de 2020, com uma margem de segurança de 20.01% se forem implantadas obras de armazenamento de água, para atender o consumo no período de verão. Se estas obras não se concretizarem, o limite de sustentabilidade acontecerá no ano de 2008, isto sem levar em conta os colapsos momentâneos, como o que afetou Santa Cruz do Sul em dezembro de 1995. O Rio Pardinho que é responsável por ¾ do abastecimento urbano, apresenta uma grande variação sazonal de fluxo. As médias mensais das descargas mínimas do Rio Pardinho variam da ordem de 1,44 m3/s (março) para 5,24 m3/s (julho). Este fato traz como conseqüência, que na estação quente, devido ao baixo fluxo, a capacidade de diluição e depuração dos efluentes baixa muito, ocasionando uma água bruta de péssima qualidade, necessitando de um elaborado e dispendioso tratamento. Atualmente, apenas 9,38% do esgoto doméstico gerado recebe tratamento adequado. Além dos dejetos cloacais, o rio recebe cargas de insumos agrícolas e terras erodidas, o que favorece um processo de eutrofização. Urgem pois, obras de armazenamento de água durante o período de inverno, quando a água é de melhor qualidade, para atender as demandas de verão, obviando assim o problema mencionado acima. Sugerimos a adoção das Bacias Hidrográficas do Rio Pardinho e Taquari Mirim como unidades de planejamento regional, uma concepção sistêmica.




Mestranda: Ivonne Maria Gassen

Título da Dissertação: Construção de um Índice de Expectativas da Conjuntura Econômica para Santa Cruz do Sul

Orientador: Prof. Dr. Manuel Jose Malásquez Negrón

Banca: Prof. Dr. Manuel José Malásquez Negrón, Prof. Dr. Reinaldo Ignácio Adams, Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker, estes da UNISC, Prof. Dr. Belmer Garcia Negrillo (Universidade Estadual de Campinas).

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 24 de julho de 1997

RESUMO: A importância da indústria no crescimento econômico pode ser expressa de várias maneiras: pelo volume ou pela qualidade de seus investimentos ou, ainda, pelo seu efeito multiplicador. A decisão de investir, vital para o crescimento econômico, pode ser captada de diversas maneiras. Uma delas é o índice que expressa as expectativas dos empresários em relação ao futuro da economia. A construção de um índice das expectativas dos empresários das indústrias de Santa Cruz do Sul em relação à conjuntura econômica é o tema da presente dissertação. A pesquisa se fundamentou em dados das 403 empresas industriais cadastradas em 1994 na Prefeitura de Santa Cruz do Sul. A partir do plano probabilístico de amostragem, as indústrias foram agrupadas em estratos conforme as atividades econômicas. A coleta dos dados foi realizada no período de 29 de julho a 30 de agosto de 1996 para expectativas de conjuntura econômica para fevereiro e para agosto de 1997. Mediante o estimador "média dos estratos", obteve-se o intervalo de confiança para a média das expectativas de conjuntura econômica dos empresários industriais de Santa Cruz do Sul. Sendo 0,2949 a média estimada para fevereiro de 1997, o intervalo de confiança de 95% para a média das expectativas é de 0,2330 a 0,3567. Sendo 0,5892 a média estimada para agosto de 1997, o intervalo de confiança de 95% para a média das expectativas é de 0,5123 a 0,6660. A principal conclusão do trabalho é que os empresários industriais de Santa Cruz do Sul, das empresas registradas no cadastro municipal em 1994, têm, em média, expectativas mais otimistas em relação à conjuntura econômica de agosto de 1997, conforme o índice 0,5892, relativamente à conjuntura de fevereiro de 1997, cujo índice é 0,2949, expectativas mais otimistas, mas com maior variabilidade.




Mestranda: Wanderleia Elizabeth Brinckmann

Título da Dissertação: Sustentabilidade na Agricultura: o Caso do Município de Vale do Sol

Orientador: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker

Banca: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker, Prof. Dr flávio Madureira Heinz, Profª. Drª. Virgínia Elisabe Etges, estes da UNISC, Prof. Dr. Miguel Angel Vassallo (Universidad de la Republica del Uruguay).

Área de Concentração em Desenvolvimento: Tecno-Ambiental

Data da defesa da dissertação: 05 de agosto de 1997

RESUMO: A principal preocupação neste trabalho era compreender como esta realidade específica, a dos pequenos produtores familiares da região serrana do município de Vale do Sol, insere-se e/ou é inserida no contexto maior dominado pelo capital monopolista fumageiro, e ainda assim persiste, (re)criando suas formas de sobrevivência, buscando a sustentabilidade de sua unidade de produção. Este é um município novo e localiza-se na Depressão Central e Encosta do Planalto Meridional do Estado do Rio Grande do Sul, integra a região do Vale do Rio Pardo, possuindo uma área de 326,5 km2, contando atualmente com uma população de 10.368 habitantes. Parte significativa desta população (93%) reside na zona rural. No desenvolvimento deste trabalho, realizou-se, em primeiro lugar, pesquisa bibliográfica sobre o surgimento e desenvolvimento da pequena propriedade familiar na região de Santa Cruz do Sul e também estudo teórico sobre a agricultura e o desenvolvimento rural sustentável buscando verificar as possibilidades da agricultura familiar frente a este processo. Posteriormente, no decorrer do ano de 1996, através de Pesquisa Participante, entrevistou-se 78 pequenos proprietários da região serrana do município de Vale do Sol tendo em vista conhecer a situação das unidades familiares de produção quanto a sistemas e estratégias de produção, fazer um levantamento da realidade da comunidade, discutir seus problemas e buscar alternativas de sustentabilidade para as mesmas. A partir da análise da formação do espaço agrário regional, constatou-se que o desenvolvimento do capitalismo no campo, alicerçado sobre o modelo da Revolução Verde, levou os pequenos produtores familiares a adotar pacotes tecnológicos baseados no agroquimismo. Estas práticas consolidaram-se na região em estudo, a partir do momento em que a agroindústria do fumo passou a orientar a ação produtiva dos pequenos agricultores regionais. Assim sendo, fez-se importante analisar a influência da agroindústria do fumo sobre a economia regional. Discutiu-se ainda, os limites e desafios da agricultura familiar frente ao processo de desenvolvimento rural sustentável avaliando-se as estratégias adotadas pelos produtores familiares da região serrana do município de Vale do Sol para promover a Agroecologia e o desenvolvimento rural sustentável.




Mestrando: Irineu Afonso Frey

Título da Dissertação: A Contabilidade como Instrumento de Gestão nas Pequenas Empresas de Santa Cruz do Sul

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Reinaldo Ignácio Adams

Banca: Prof. Dr. Reinaldo Ignácio Adams, Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker, estes da UNISC e Prof. Dr. Massayuki Nakagawa (Universidade de São Paulo)

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 15 de agosto de 1997

RESUMO: O principal objetivo deste trabalho inicialmente, era verificar se a contabilidade é utilizada para auxiliar o empresário da pequena empresa, na gestão do seu negócio. A contabilidade deve ser elaborada não somente para fornecer informações monetárias, pois, no processo decisório, isto não é suficiente. O empresário, mesmo sendo de empresa de pequeno porte, necessita ter um sistema de informações para administrar sua empresa. Através da revisão de literatura, fica evidenciado o potencial de informação da contabilidade, que não está sendo explorado devidamente pelo empresário e também pelo contabilista. Para a contabilidade ser efetivamente utilizada no processo decisório da empresa, torna-se necessário resgatar uma contabilidade voltada para o empresário. Isto irá exigir uma mudança de postura do contabilista, que atualmente não tem muita preocupação com o empresário, como usuário das informações geradas pela contabilidade, tanto que os contabilistas fazem contabilidade para si mesmos, pelo fato de somente eles a entenderem. No decorrer do estudo, ficou demonstrada a polêmica criada em relação à legislação vigente sobre a obrigatoriedade de a empresa manter escrituração contábil completa. Apurou-se que a maioria das empresas encontram-se em situação irregular, de acordo com a legislação vigente. Portanto, é necessário repensar a contabilidade, haja visto que, atualmente, dentre as empresas que ainda fazem escrituração completa, poucas são as que a fazem para obter informações: a maioria atende apenas exigências fiscais. A contabilidade com a informática torna-se um conjunto perfeito como gerador de informações, porém esta possibilidade não está sendo devidamente aproveitada. Com a utilização do banco de dados, a informação pode ser moldada de acordo com as necessidades do usuário, evitando assim uma padronização exagerada, pois cada usuário tem o seu modelo decisório, que precisa de informações que possam ser adequadas a esse modelo. Considerando a representatividade da pequena empresa, no contexto econômico regional, é necessário que se dê uma atenção maior para este segmento. Foi constatado que há deficiência de informações para a gestão dessas empresas. Sendo a contabilidade um sistema de informações, ela está apta a dar esse apoio para o empresário da pequena empresa.




Mestranda: Márcia Rosane Frey

Título da Dissertação: O Bacharel em Ciências Contábeis da UNISC: uma Análise da sua Atuação Profissional

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Reinaldo Ignacio Adams

Banca: Prof. Dr. Reinaldo Ignácio Adams, Profª. Msc. Elizabeth Rizzato Lara, estes da UNISC, Prof. Dr. Egon Roque Fröhlich (UNISINOS) e Prof. Dr. Massayuki Nakagawa (Universidade de São Paulo)

Área de Concentração em Desenvolvimento: Econômico-Organizacional

Data da defesa da dissertação: 15 de agosto de 1997

RESUMO: O presente estudo procurou conhecer e analisar a atuação profissional do Bacharel em Ciências Contábeis da Universidade de Santa Cruz do Sul - UNISC. As questões relacionadas à área contábil, principalmente com a qualidade do ensino superior de Ciências Contábeis, são atualmente alvo de muitas discussões, demonstrando uma grande preocupação com o desenvolvimento do conhecimento contábil, bem como com a formação e o exercício profissional. Na sociedade moderna na qual vivemos, não é possível imaginar-se a existência de pessoas, cuja vida econômica e social não esteja direta ou indiretamente ligada a uma empresa, tenha ela fins lucrativos ou não. Neste ambiente econômico e social, os contadores exercem funções da mais alta responsabilidade social, uma vez que são responsáveis pelas informações econômico-financeiras. As universidades e faculdades, por sua vez, desempenham dentro das sociedades um papel de suma importância, uma vez que a contabilidade avança na medida em que as instituições de ensino são capazes de formar profissionais com consciência crítica e solidez conceitual que lhes possibilite absorver as transformações que ocorrem no meio em que a contabilidade é aplicada. Para alcançar o objetivo proposto nesta pesquisa, realizou-se primeiramente uma revisão de literatura, onde se buscaram subsídios sobre a evolução da contabilidade ocorrida paralelamente ao desenvolvimento econômico e social de cada época e sobre as prerrogativas profissionais que delimitam a amplitude do exercício profissional. Também foram objeto de estudo e análise o ensino superior da Contabilidade, que tem por função fornecer a formação e a qualificação profissional, e o curso de Ciências Contábeis de Santa Cruz do Sul, responsável pela formação dos bacharéis pesquisados. A pesquisa realizada abrangeu todo o universo de bacharéis diplomados pela instituição estudada, num total de 818, distribuídos em 28 turmas de formandos, de 1967 a 1994. Os métodos de coleta de dados consistiram de consultas aos arquivos da instituição pesquisada e ao Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul - CRC/RS, bem como da aplicação de questionários autopreenchíveis enviados pelo correio. Procurou-se, com a análise dos dados obtidos, diagnosticar a realidade profissional desses egressos, identificando quantos estão atuando em sua área específica de formação; época em que ingressaram na profissão, suas principais dificuldades ao iniciarem sua vida profissional; razões por não estarem atuando, entre outros aspectos. A pesquisa também possibilitou a identificação de deficiências na formação profissional, que subsidiaram recomendações sobre medidas que visem à melhoria do ensino superior de Ciências Contábeis.




Mestranda: Ana Zoé Schilling da Cunha

Título da Dissertação: Hanseníase: a História de um Problema de Saúde Pública

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Inácio Helfer

Banca: Prof. Dr. Inácio Helfer, Prof. Dr. Flávio Madureira Heinz, estes da UNISC, Profª. Drª. Vera Lúcia Gomes de Andrade (Ministério da Saúde e Secretaria Estadual do Rio Grande do Sul) e Profª. Esp. Alda Maria Py Veloso de Souza (Departamento de Dermatologia Sanitária e da Secretaria e Meio Ambiente do Rio Grande do Sul)

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 16 de outubro de 1997

Resumo: A Hanseníase, doença contagiosa que causa deformidades físicas e conseqüente segregação, foi trazida da Europa para o Brasil, onde proliferou em grande escala, colocando o país, atualmente, na condição de detentor da maior prevalência de casos em 1995, em relação aos outros países do mundo. Em Santa Cruz do Sul a doença já foi considerada um problema de saúde pública, ou seja, o número de casos esteve elevado em relação aos outros municípios do Estado. A Hanseníase provavelmente tenha se instalado no município a partir de imigrantes contaminados e que, pela forma como viviam, em comunidades fechadas e quase sem acesso a outras culturas e informações, podem Ter influenciado na proliferação da doença. Hoje a Hanseníase é considerada controlada no Estado, porém, o município de Santa Cruz do Sul pode se deparar novamente com um número elevado de casos pela situação precária em que se encontra o serviço de controle da doença, de responsabilidade do poder público municipal. Na pesquisa aqui desenvolvida, a análise histórica permite a reflexão sobre os dados que colocam o município como um dois que apresenta uma grande incidência de Hanseníase no Estado, além de facilitar a compreensão dos fatores que retardaram o estabelecimento de políticas de controle da doença no Brasil, no Estado e no Município de Santa Cruz do Sul, nos lançando, portanto, o desafio de aprender com a história.




Mestranda: Hildegard Hedwing Pohl

Título da Dissertação: O Movimento no Trabalho e a Qualidade de Vida: um Cenário Alternativo

Orientador: Prof. Dr. Reinaldo Ignacio Adams

Banca: Prof. Dr. Reinaldo Ignácio Adams, Prof. Dr. Valter José Stülp, estes da UNISC, Profª. Drª. Zilá Pedoso Mesquita (UFRGS), Prof. Ms. Humberto Marques de Carvalho (Universidade Gama Filho do Rio de Janeiro) e Profª. Ms. Eliane de Fátima Manfio (UFSM).

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 04 de novembro de 1997

RESUMO: Esta pesquisa teve como objetivo analisar a postura construída pelo trabalhador ao longo da jornada de trabalho, a partir de movimentos mecanizados que se repetem, cadenciados pelo ritmo de uma esteira, enfocando como questão central a repetitividade dos movimentos laborais e sua interferência no desenvolvimento do trabalhador. A metodologia utilizada, neste estudo, caraterizou-se como uma pesquisa descritiva, fundamentada no estudo de caso, e constou de análise qualitativa e quantitativa. A pesquisa teve como sujeitos, inicialmente, trinta operárias de uma linha de produção de biscoitos da empresa Füller S.A., de Santa Cruz do Sul. Posteriormente, foram filmadas e entrevistadas cinco dessas operárias. Na coleta de dados foram utilizados como instrumentos: questionário "Estilo de Vida", entrevista estruturada, avaliação antropométrica e a observação sistemática. Com base nos resultados, pode-se chegar às seguintes conclusões: que a atividade laboral contribui de forma significativa na restrição das experiências motoras das operárias, induzindo-as a uma relação mecanicista com seu corpo, com esta relação se estendendo para níveis fora do trabalho. A inadequação das dimensões das máquinas em relação às medidas antropométricas das operárias, a fixação das operárias ao posto de trabalho e o descompasso entre a afluência das novas tecnologias e a escolaridade das operárias, contribuem significativamente para esta situação. Observou-se, também. que os efeitos das condições de execução das tarefas são percebidos pelas operárias em seus corpos, que se modificam, como evidenciam as alterações posturais causadas pela fadiga. Estes resultados ressaltam a importância de um programa de exercícios que ampliem as vivências motoras, como forma de reapropriação do corpo e de seus movimentos.




Mestrando: Olí Jurandir Limberger

Título da Dissertação: Fatores que determinam a distensão muscular e influem na prática de FUTEBOL SETE e de FUTSAL como lazer, em Santa Cruz do Sul - RS

Orientador: Prof. Dr. Edson Roberto Oaigen

Banca: Prof. Dr. Edson Roberto Oaigen (ULBRA), Prof. Dr. Reinaldo Ignácio Adams, Profª. Ms. Zélia Natalia Coletti Ohlweiler, estes da UNISC, Prof. Dr. Gerson Antônio de Avila (UFRJ).

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 05 de novembro de 1997

RESUMO: A escolha de atividades para o lazer é uma questão educacional. Como lazer pode-se entender as ocupações em que a pessoa participa de livre vontade para divertir-se, após realizar suas obrigações. Assim, as pessoas procuram realizar seu lazer numa atividade que tenham fácil acesso, que saibam praticar. Essa pesquisa foi realizada com praticantes de futebol sete e futsal como lazer, de 30 a 45/50 anos, em Santa Cruz do Sul. Das lesões que envolvem esses praticantes, fase de diminuição do rendimento motor, foi estudada a distensão muscular ou lesões musculares agudas, causas e conseqüências. Este estudo adotou o método hermenêutico, valendo-se da análise de conteúdos, e analisou a preparação física ideal preconizada, com a usual praticada nesses dois esportes, por lazer. Para a coleta de dados foi aplicado dois instrumentos. O primeiro, com base em 24 citações de autores diferentes, recebeu um valor de zero a cinco para serem respondidas de acordo com o grau de importância atribuídos pelos 33 entrevistados ao objeto de pesquisa. O segundo instrumento, caracterizou-se pela coleta de dados da vida dos sujeitos da amostra. As dez questões abertas relacionaram as causas que incentivam o esporte, e as conseqüências da sua prática, caracterizando como categorias principais e a maior incidência de respostas, acabaram construíndo o grupo das categorias específicas. Observou-se que as pessoas com mais de 30 anos, em Santa Cruz do Sul, jogam mais o futebol sete e o futsal por lazer, sem preocupar-se com a condição física, sem realizar alongamento e aquecimento muscular antes das partidas, ocasionando lesões musculares. A maior parte dos entrevistados realiza apenas duas sessões semanas de atividades físicas, não mantendo uma condição física regular. Assim, a distensão muscular pode ser oriunda do tempo excessivo de jogo, que pode proporcionar fadiga muscular, da agilização das disputas nos reduzidos espaços físicos, da não aplicação adequada dos primeiros socorros, bem como a inobservância do prazo de cura das lesões. A não observação desses cuidados, comprometerá as horas de lazer do trabalhador regional, nos aspectos saúde e socialização.




Mestrando: Rogério Gesta Leal

Título da Dissertação: A Função da Propriedade Urbana: Responsabilidade Interventiva do Estado Democrático de Direito à sua Efetivação

Orientador: Prof. Dr. Jose Luis Bolzan de Moraes

Banca: Prof. Dr. Jose Luis Bolzan de Moraes, Prof. Dr. Luiz Ernani Bonesso de Araujo, Prof. Dr. Lenio Luiz Streck, estes da UNISC e Prof. Dr. Leonel Severo da Rocha (UNISINOS).

Data da defesa da dissertação: 18 de dezembro de 1997

RESUMO: A presente pesquisa pretende demonstrar, através de uma metodologia histórico-crítica sobre elementos bibliográficos consultados, como se deu o desenvolvimento jurídico e político do tratamento das questões que envolvem a propriedade urbana e sua ordenação pelo Estado, principalmente a partir da publicação da Constituição Brasileira de 1988, buscando identificar que comportamentos e funçòes vem tendo o Poder Público diante desse tema e, considerando ser a República brasileira caracterizada como um Estado Democrático de Direito, que papel tem o Estado no âmbito da propriedade urbana e quais os mecanismos efetivos de intervenção nesse cenário, visando a sua transformação para garantir a função social perquirida pela ordem jurídica vigente. Assim, se a Constituição de 1988 outorga à propriedade e à cidade uma função social, necessária para garantir o bem-estar de seus habitantes, entendemos que cabe, fundamentalmente, ao Poder Público Municipal/Estado Democrático de Direito tal tarefa, valendo-se de todo o aparato técnico-jurídico e político existente, além de instituir novos outros mecanismos a esse fim. Todavia, a sociedade brasileira não pode ser ingênua ao ponto de crer que o Estado, sem ser pressionado e constantemente solicitado, irá proporcionar a efetividade dos comandos jurídicos referidos, eis que a experiência nacional tem demonstrado quais os compromissos de que ele vem cuidando e protegendo, a saber, os de elites dominantes nacionais e internacionais. É preciso, pois, que a cidadania brasileira compreenda a necessidade vital de manter-se mobilizada em seu cotidiano, buscando estabelecer interlocuções eficazes com os poderes instituídos, o que lhe poderá garantir espaço real de atendimento as suas demandas.

Mestrando: Blausius Silvano Debald

Título da Dissertação: Igreja e Juventude. A história da Juventude Católica da Diocese de Santa Cruz do Sul durante o Episcopado de Dom Alberto Etges - 1959/1986

Orientador: Prof. Dr. Reinaldo Ignácio Adams

Banca: Prof. Reinaldo Ignácio Adams, Prof. Sérgio Schaefer estes da UNISC, Prof. Jorge Luiz da Cunha (UFSM), Prof. Érico Hammes (PUC/RS) e o Prof. Hilário Dick (Coordenador do Instituto da pastoral da Juventude).

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 24 de abril de 1996

RESUMO: O objeto do presente estudo é a história da Juventude Católica da diocese de Santa Cruz do Sul durante o episcopado de Dom Alberto Etges - 1959/1986. Trata-se de um estudo de caso sobre um tema regional. A opção metodológica utilizada neste trabalho é a análise e interpretação da atuação da Igreja Católica e de documentos produzidos para e pela Pastoral de Juventude no Rio Grande do Sul, especialmente pelo recurso da Análise de Discurso, além dos instrumentos da História Oral e Histórias de Vida de pessoas envolvidas diretamente com o tema abordado. As questões que motivaram a realização desta pesquisa dizem respeito: - a dificuldade de atuação da Igreja Católica a partir do Golpe Militar de 1964; - a Igreja Católica da diocese de Santa Cruz do Sul e como contribuiu para a organização, formação e agrupamento dos jovens durante o episcopado de Dom Alberto; - a alternativa de organização da juventude num período marcado pela repressão; e - a contestação aos Movimentos de Encontro na diocese da Santa Cruz do Sul com o surgimento de outras alternativas pastorais. O trabalho conclui que as estratégias que a Igreja diocesana de Santa Cruz do Sul utilizou, durante o período analisado, foram eficazes para a formação de lideranças regionais nos mais diversos setores.

 




Mestrando: Gilmar Fernando Weis

Título da Dissertação: Esporte e Identidade Regional: O Caso do Basquetebol em Santa Cruz do Sul

Trabalho completo

Orientador: Prof. Dr. Dinizar Fermiano Becker

Banca: Prof. Dinizar Fermiano Becker, Prof. Renato Paulo Saul, estes da UNISC, Prof. Jorge Luiz da Cunha (UFSM), Prof. Francisco Camargo Neto (UFRGS) e o Prof. Luís Fernando Kruel (UFRGS).

Área de Concentração em Desenvolvimento: Sócio-Cultural

Data da defesa da dissertação: 25 de abril de 1996

RESUMO: Na cidade de Santa Cruz do Sul a modalidade do basquetebol tem se configurado como um elemento de especial importância. O basquetebol combina-se com aspectos culturais e econômicos complementando-os, contribuindo assim para a formação da imagem, não somente da cidade, mas da região. Os descendentes de imigrantes alemães sempre se destacaram nas mais variadas modalidades esportivas, como a ginástica, o atletismo, o voleibol, o futebol e, mais tarde, o basquetebol em crescente importância. O trabalho pretendeu recuperar a trajetória histórica do basquetebol desde a sua implantação na Sociedade Ginástica, em 1931, até 1994. Desde 1990 o basquetebol, especialmente a equipe formada pelo Corinthians Sport Club, tem vivido um acelerado processo de profissionalização: graças principalmente à celebração de parcerias com empresas de grande potencial econômico que viabilizam recursos financeiros para aquisição e manutenção de jogadores de excelência. Em 1994 o basquetebol alcançou seu auge com a obtenção do título de Campeão da Liga Nacional de basquetebol, fazendo de Santa Cruz do Sul a capital gaúcha e brasileira desta modalidade esportiva. Foram utilizados como metodologia a combinação de instrumentos de pesquisa documental da História Oral e Histórias de Vida de pessoas envolvidas com o tema abordado. Fez-se um estudo desde a chegada dos imigrantes alemães em Santa Cruz do Sul, sua preservação das tradições, como e porque surgiu o basquetebol e quem o praticou e pratica atualmente. Com os dados obtidos na pesquisa, concluiu-se que: a) Os descendentes de imigrantes alemães sempre foram adeptos e afeitos a todas as modalidades esportivas; b) As duas sociedades de maior tradição no basquetebol criadas em Santa Cruz do Sul sofreram influências dos métodos Ginásticos Europeus; c) A popularidade do basquetebol não se alicerça no número de praticantes e sim no número de aficcionados e torcedores; d) A discriminação racial se transforma no momento em que o jogador negro retribui na quadra, com boa performance esportiva; e) A discriminação racial se tornou mais branda a partir de 1990, quando o basquetebol passou da condição de amador para a condição de profissional; f) O negro não tem tido uma participação mais efetiva no basquetebol santacruzense devido a discriminação racial a que é submetido ainda nas categorias de base, e, finalmente g) As mulheres a exemplo dos negros, também fora, vítimas da discriminação.




 

Cursos


 


 

Media Center