Ensino

Com a expansão do Ensino Superior e o sistema de educação permanente motivado por demandas mercadológicas crescentes, percebe-se um movimento significativo de profissionais, das mais diversas áreas e já inseridos no mercado de trabalho, buscando formação acadêmica, seja em cursos presenciais, seja na modalidade de educação a distância. Em decorrência disso, uma clientela universitária cada vez mais heterogênea e numerosa, nem sempre bem preparada academicamente, enfrenta, não apenas o desafio do acesso, mas, sobretudo, o de permanência na educação superior.

Resultados de avaliações institucionais como o SAEB (Sistema Nacional de Avaliação Escolar da Educação Básica) e o ENEM (Exame Nacional do Ensino Médio), promovidos pelo Governo Federal, revelam que muitos alunos terminam o ensino médio com dificuldades em conceitos e procedimentos fundamentais, tais como interpretar textos e informações, operar com números reais, interpretar gráficos e tabelas, desenvolver conceitos fundamentais, entre outras fragilidades. Segundo estudos desenvolvidos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (INEP), ao ingressar no Ensino Superior, os alunos se deparam com intensa dificuldade nas disciplinas que necessitam de formação básica mais consistente, o que acaba culminando em elevados índices de reprovação no primeiro ano de curso e, consequentemente, em abandono (SILVA FILHO et al., 2007).É por esse motivo que o Ministério da Educação exige que todas as instituições de ensino superior do Brasil ofereçam programas de nivelamento, na UNISC, este programa se chama Programa de Apoio Acadêmico ao Discente – PAAD.  

O PAAD – Programa de Apoio Acadêmico ao Discente é um programa que tem os seguintes objetivos:

  • Oferecer aos estudantes uma oportunidade de retomada dos conteúdos do Ensino Médio;
  • Minimizar os altos índices de reprovação em disciplinas que exigem uma formação básica mais consistente;
  • Reduzir os índices de abandono de disciplinas em decorrência de reprovações, especialmente nos semestres iniciais dos cursos.

As oficinas do PAAD podem ser aproveitadas no Núcleo Flexível dos cursos de Graduação?

O Ministério da Educação exige que as universidades ofereçam  programas de apoio extraclasse e psicopedagógico, de acessibilidade plena, de atividades de nivelamento e extracurriculares aos estudantes de todos os seus cursos de graduação. Contudo, essas atividades não podem ser computadas na carga horária do cursos e, sendo o  Núcleo Flexível parte desta carga horária, as oficinas do PAAD não podem ser validadas como tal.

OFICINAS PREVISTAS PARA 2017

O Programa de Apoio Acadêmico ao Discente prevê, para 2017, a oferta semestral de duas oficinas:

  • Matemática Básica - MTB (30h);
  • Língua Portuguesa: Interpretação e Produção de Textos - IPT (30h).

QUEM PODE SE INCREVER?

  • Qualquer estudante poderá realizar a inscrição nas oficinas, entretanto, possuem prioridade:
    • Na oficina de Matemática Básica:
      • Estudantes ingressantes nos cursos de Engenharia (todas), Matemática, Ciência da Computação, Física, Administração e Ciências Contábeis.
    • Na oficina de Interpretação e Produção de Textos:
      • Estudantes Ingressantes 

São considerados “ingressantes” todos os estudantes que iniciaram seus estudos no 2º semestre de 2016 ou no 1º semestre de 2017.

 

COMO FAÇO MINHA INSCRIÇÃO?

Para participar você deverá preencher o formulário de pré-inscrição.

 

VAGAS:

  • Matemática Básica : 100 VAGAS
  • Língua Portuguesa: Interpretação e Produção de Textos : 100 VAGAS

METODOLOGIA

As oficinas são ofertadas na modalidade EAD e têm duração de 30 horas, distribuídas em 10 semanas. Assim, o estudante deve dedicar 3 horas semanais de estudo para cada oficina.

Para assessorar o professor, estão previstos dois bolsistas por oficina, que se revezarão para fazer o atendimento presencial aos estudantes ao longo das semanas. Para os estudantes dos campi fora de sede, esse atendimento poderá acontecer por meio de webconferência pré-agendadas entre professores, bolsistas e estudantes. Esse atendimento consiste no esclarecimento de dúvidas individuais ou coletivas relacionadas ao tema da semana.

O trabalho dos bolsistas será rigorosamente acompanhado pelos professores responsáveis pelas oficinas. Além disso, os professores também farão atendimentos presenciais em casos pontuais, identificados pelos bolsistas. Nesses casos, o professor fará contato com o estudante para agendar um horário de atendimento.

Na sala virtual, o monitoramento da participação dos estudantes é realizado por bolsistas e professores, bem como a correção das atividades online. Semanalmente, os bolsistas entrarão em contato com os estudantes que deixaram de participar das atividades.

CRONOGRAMA

Oferta das oficinas:

  • Semestre 1/2017 – 3 de abril – 10 de junho (10 Semanas)
  • Semestre 2/2017 – 4 de setembro – 11 de novembro (10 Semanas)

 

INSCRIÇÕES:

 

DE 01/03 a 01 de abril para oficinas do 1º semestre de 2017

FORMULÁRIO DE PRÉ-INSCRIÇÃO

COORDENAÇÃO DO PROGRAMA:

Joice Nunes Lanzarini

Assessora da Coordenação Pedagógica da PROGRAD

Contato

E-mail: joice@unisc.br

Fone: 51 3717-7308

MENU PRINCIPAL